Líderes vivem momentos distintos no Motocross

Por Mundo Press Assessoria | Fotos por Cesar Araújo | 20 de abril de 2011 - 14:11

Os dois são catarinenses e atuais líderes do campeonato Pro Tork Brasileiro de Motocross 2011, mas vivem momentos bem diferentes em suas carreiras. O piloto da categoria 85, Gustavo Henn, tem 16 anos e está pela primeira vez na liderança da competição, enquanto o veterano Milton ‘Chumbinho’ Becker, ponteiro da MX4, está com 43 anos e acumula 14 títulos nacionais.

Mas uma coisa é certa: os dois estarão em ação na segunda etapa do campeonato, que será realizada nos dias 7 e 8 de maio em Carlos Barbosa, no Rio Grande do Sul, competição que também tem as categorias MX1, MX2, MX3, 230 e 65.

“Treinei bastante e a minha primeira vitória no Brasileiro motiva ainda mais para repetir o resultado. Nunca irei esquecer a corrida de Foz do Iguaçu”, comentou Henn, referindo-se à cidade paranaense palco da etapa inicial. “Sempre sonhei ganhar o campeonato”, continuou o piloto, que espera um dia ser ainda melhor que o já consagrado Chumbinho. Foram tantas vitórias, que a memória até pode falhar. “Eu não lembro quando foi a minha primeira vitória no Brasileiro”, disse o líder da MX4, com bom humor. 

Junto com Moronguinho, Chumbo é o maior vencedor no MX Brasileiro

Junto com Moronguinho, Chumbo é o maior vencedor no MX Brasileiro

Chumbinho continua com fôlego de sobra, tanto que disputa paralelamente a categoria MX3, na qual iniciou a briga em quinto lugar (16 pontos). “Estou trabalhando duro para melhorar o ritmo, principalmente na MX3”, continuou o veterano, lembrando que a classe teve idade mínima diminuída para 30 anos. “Adoro a pista de Carlos Barbosa, que tem muitos altos e baixos. O local e o público gaúcho são bem típicos da etapa, que é bem tradicional”, concluiu o piloto.

Nas corridas de Foz, os outros pilotos que conquistaram os 25 pontos e estão na liderança de suas classes são Jorge Balbi Jr. (MX1 e a MX2), Douglas ‘Duda’ Parise (MX3), Enzo Lopes (65) e Richard Nunes ‘Piabinha’ (230). Clique aqui para acessar os resultados completos.

Gustavo está em busca do seu primeiro título no Brasileiro de MX

Gustavo está em busca do seu primeiro título no Brasileiro de MX

O Pro Tork Brasileiro de Motocross inclui sete etapas no total, sendo que a grande decisão está marcada para o dia 29 de outubro na pista de Siqueira Campos, no Paraná. Os ingressos para a etapa de Carlos Barbosa serão vendidos apenas nos dias de evento e custarão cinco reais para os treinos de sábado e 13 reais para as corridas de domingo.

Programação – 2ª Etapa Pro Tork Brasileiro de Motocross

Local: Motódromo Fabiano Audibert, Carlos Barbosa (RS)

Dia 7 de maio, sábado
7h – Vistoria técnica
8h30 às 8h45 – Treino Livre 230cc
8h55 às 9h15 – Treino livre MX3
9h25 às 9h40 – Treino livre 65cc
9h50 às 10h10 – Treino livre MX2
10h20 às 10h40 – Treino livre MX4
10h50 às 11h05 – Treino livre 85cc
11h20 às 11h40 – Treino livre MX1
12h40 às 12h55 – Treino cronometrado 230cc
13h05 às 13h25 – Treino cronometrado MX3
13h35 às 13h50 – Treino cronometrado 65cc
14h às 14h20 – Treino cronometrado MX2
14h30 às 14h50 – Treino cronometrado MX4
15h às 15h15 – Treino cronometrado 85cc
15h25 às 15h45 – Treino cronometrado MX1

Dia 8 de maio, domingo
8h20 às 8h30 – Warm up 230cc8h40 às 8h50 – Warm up MX3
9h às 9h10 – Warm up 65cc
9h20 às 9h30 – Warm up MX2
9h40 às 9h50 – Warm up MX4
10h às 10h10 – Warm up 85cc
10h20 às 10h30 – Warm up MX1
11h30 – Bateria MX3
12h20 – Bateria 65cc
13h10 – Bateria MX2
14h10 – Bateria MX4
15h – Bateria 230cc
15h50 – Bateria 85cc
16h50 – Bateria MM1

O Pro Tork Brasileiro de Motocross tem patrocínio de Pro Tork e Rinaldi. A segunda etapa conta com apoio da Prefeitura de Carlos Barbosa (RS) e Santa Clara, além da organização da Federação Gaúcha de Motociclismo e supervisão da Confederação Brasileira de Motociclismo.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Paterno disse:

Tenho grande admiração a todos os corajosos pilotos q se alinhão ao gate d uma prova como o brasileiro e a liga mas a perseverança, umildade, dedicação e respeito aos inciantes como Milton Becker (Chumbinho) possui é inigualavel….

Douglas disse:

Twitter: dougpoly
temos que reipeitar e mt u bom e velho chumbo!!!

PIU disse:

Show de bola. Muito boa a matéria, inclisive o comentário do Cláudio da Mata.
Fora isso tem muita outra coisa, por exemplo: O campeonato catarinense de Enduro FIM (que pela qualidade dos pilotos é um dos melhores do país), já teve três etapas, e no site da FCM até hoje não aparece a classificação do campeonato. É muito descaso!!!!!!!!!!

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly