GP Brasil de Motocross terá Troféu Honda 150

Por VipComm Comunicação | Foto por Luiz Pires | 13 de maio de 2011 - 8:17

Pelo segundo ano consecutivo, o Troféu Honda 150 integrará a programação do Honda GP Brasil de Motocross, que neste ano será a quarta etapa do campeonato Mundial de Motocross MX1 / MX2 2011, marcada para os dias 21 e 22 de maio, na pista do Centro de Lazer Off-Road da Honda em Indaiatuba, no interior de São Paulo.

A ação tem novamente o objetivo de incentivar o crescimento do esporte no Brasil através da categoria exclusiva para motos 5 tempos de 150 cilindradas. Em 2010, o número de inscritos no GP Brasil de MX em Campo Grande superou as expectativas. Além da experiência rara de participar de uma corrida inserida no Mundial de Motocross, os jovens brasileiros terão a oportunidade de ficar lado a lado com os melhores pilotos do mundo e conhecer a infraestrutura usada em uma grande competição internacional.

Ao todo serão 32 vagas para a categoria, sendo dois reservas. Os pilotos interessados poderão se inscrever até a próxima terça-feira, 17 de de maio. Clique aqui para efetuar a inscrição. Uma comissão formada pelos responsáveis da Superliga Brasil de Motocross vai avaliar os currículos dos pilotos para a seleção. Os nomes dos selecionados serão divulgados na própria terça , 17 de maio às 17 horas.

GP Brasil de Motocross 2010 teve a disputa da categoria 150

GP Brasil de Motocross 2010 teve a disputa da categoria 150

Para se inscrever é obrigatória uma autorização com firma reconhecida do pai ou responsável e um atestado médico comprovando a capacidade de participação em eventos esportivos, que deverão ser entregues no local do evento. Os escolhidos terão direito a seguro hospitalar e de vida, vagas de estacionamento, inscrição gratuita e espaço nos boxes da quarta etapa do Mundial de Motocross MX1 / MX2 em Indaiatuba.

“No ano passado, a categoria foi um sucesso. Além da oportunidade de correr em uma pista de mundial, os jovens pilotos puderam passar um fim de semana ao lado dos principais nomes da atualidade do motocross. É exatamente essa experiência que queremos proporcionar novamente”, diz Wilson Yasuda, assessor de competições da Honda.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Kaka disse:

kkkkkkkkkkkkkkkk…….. troféu Honda 150????? podiam fazer também troféu Honda CR 125 ou CR 250,,,, pois assim como as 150,,,, estas também estão fora de linha…. que vergonha…. fazer uma categoria com motos fora de linha,,,,,, porque ninguem divulga que as 150 não são produzidas desde 2009???…. a Honda ta cagada… ano que vem e nos proximos, os pilotos Honda dessas categorias vão andar com que moto??? KTM??? Kawasaki???

ricardo disse:

Simplesmente, estamos nas maos de incompetentes, mercenarios.

150F disse:

acho q todos vão concorda comigo,a HONDA fica nessa de q as pistas da superliga tem q ser uma pista mais dura sei la e quando vem a maior competição pro brasil tem essa categoria………pq ja não faser isso a temporada toda em todas as pistas do brasil pra galera ai evoluir mais ainda??????

alex disse:

alguem sabe dizer se a pista foi realmente modificada,

roger disse:

Valeu Jorge, obrigado!
cara, é devagar demais esta organização…tudo em relação ao mundial demora muito para ser liberado, inclusive ainda não disponibilizaram nenhuma foto da nova???? pista.

Jorge Soares disse:

Twitter: mundocross
Oi Roger !!

Não vi em nenhum lugar ainda a programação oficial do evento.

E Fernan, o regulamento deverá ser o da Superliga de Motocross.

Falowww

Jorge

Fernan disse:

JORGE, SABERIA ME RESPONDER NESTA CATEGORIA 150 F QUAL A IDADE LIMITE PARA PARTICIPAR, SE 16 OU 17 ANOS

roger disse:

Jorge, boa tarde.
Vc saberia me informar se está disponivel em algum site a programação com os harários de treinos e baterias do Mundial de Motocross em Indaiatuba?
Obrigado.

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly