Fotos da nova pista de Indaiatuba para o GP Brasil

Por Divulgação | Foto por Luiz Pires | 20 de maio de 2011 - 23:41

Enquanto os pilotos das categorias MX1, MX2 e Troféu Honda 150 estavam chegando em Indaiatuba nesta sexta-feira para o Honda GP Brasil de Motocross 2011,  a pista localizada no Centro de Lazer Off-Road Honda recebeu os ajustes finais para a disputa da quarta etapa do campeonato Mundial de Motocross, neste fim de semana, dias 21 e 22 de maio.

Com um traçado de 1.560 metros, a pista, que já recebeu o Motocross das Nações, no final da década de 90, e outras competições importantes, foi reformulada para a etapa de um dos dois campeonatos mais importantes da modalidade no mundo.

“A pista é muito técnica. Tivemos o objetivo de manter o traçado original, porém com novas características e inovando em algumas situações. Há uma mistura de pulos de Supercross e Motocross”, comentou Donato Khouri, diretor de prova da Romagnolli Promoções e Eventos.

Moderno e técnico, o circuito conta com uma subida na saída do gate e logo uma curva para a direita. A partir de então, a pista é constituída de descidas e subidas, saltos triplos e duplos. Além disso, alguns setores foram escavados em grau maior de profundidade, para aumentar a inclinação das rampas.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Ricardo disse:

Só assim mesmo para melhorar as pistas do brasil,tem que vir provas do mundial pro pessoal se mexer,por isso que os pilotos brasileiros,não conseguem andar nem perto dos gringos,sempre essas pistas de merda……….

Fernan disse:

CHICK..NO.URTIMO.NEH…

mx427 disse:

Muito bom ter o mundia no Brasil pelo terceiro ano seguido!

Espero que tenham dado uma boa renovada no circuito, e acho até que teria sido uma ótima oportunidade de mudar o traçado completamente. Afinal, já estamos correndo com esse layout a cerca de 15 anos, com apenas pequenas mudanças e alterações somente de obstáculos.

Jan Terwak disse:

Twitter: Jan_Terwak
Eu vou !

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly