Na volta do Mundial de Enduro deu Seistola na E1

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por Divulgação | 21 de maio de 2011 - 8:14

Após um recesso de mais de um mês, o campeonato Mundial de Enduro 2011 voltou no último final de semana com a terceira etapa da temporada, o GP de Francavilla di Sicilia, na Itália. A prova foi disputada pela primeira vez na referida região e os 110 pilotos inscritos foram brindados com um circuito de 40 km. muito técnico, aliado a um clima muito desgastante, com sol forte nos dois dias de competição. Confira como foi o evento disputado nos dias 14 e 15 maio…

Categoria Enduro 1
No sábado, o finlandês Juha Salminen, da Husqvarna, dominou a prova, deixando seus conterrâneos Matti Seistola, seu companheiro de equipe, e Eero Remes da KTM, respectivamente na segunda e na terceira posição. No domingo, quando tudo indicava um novo domínio de Salminen, ele cometeu erros no Extreme Test e em um dos Enduro Tests.

Matti Seistola

Matti Seistola

Juha Salminen

Juha Salminen

Fatos que lhe obrigaram a se contentar com o terceiro lugar no final do dia, já que Seistola aproveitou para ficar com a primeira posição, e Remes com a segunda. No campeonato, Salminen ainda tem 17 pontos de vantagem sobre Remes. Seistola é o terceiro, o italiano Thomas Oldrati da KTM o quarto, e o francês Rodrig Thain fecha os cinco primeiros.

E1 – Sábado
1. Juha Salminen / Finlândia – Husqvarna
2. Matti Seistola / Finlândia – Husqvarna
3. Eero Remes / Finlândia – KTM
4. Lorenzo Santolino / Espanha – KTM
5. Fabien Planet / França – Sherco

E1 – Domingo
1. Matti Seistola / Finlândia – Husqvarna
2. Eero Remes / Finlândia – KTM
3. Juha Salminen / Finlândia – Husqvarna
4. Thomas Oldrati / Itália – KTM
5. Lorenzo Santolino / Espanha – KTM

E1 – Classificação do campeonato após três etapas
1. Juha Salminen, Finlândia – 142 pontos
2. Eero Remes / Finlândia – 125
3. Matti Seistola / Finlândia – 109
4. Thomas Oldrati / Itália – 97
5. Rodrig Thain / França – 89 pontos

Categoria Enduro 2
No primeiro dia, o francês Johnny Aubert da KTM começou liderando a prova, mas perdeu a liderança para seu conterrâneo Antoine Meo, depois de sofrer com problemas estomacais. Entretanto, Aubert ainda conseguiu recuperar a liderança no final do dia e salvar a vitória. O espanhol Ivan Cervantes da GasGas foi o terceiro colocado. No domingo, Meo teve vida fácil para vencer, já que Aubert sentiu o desgaste físico do dia anterior e foi apenas o quarto colocado.

Antoine Meo

Antoine Meo

Pierre Alexandre Renet

Pierre Alexandre Renet

Cervantes foi o segundo e seu conterrâneo Cristobal Guerrero da KTM em terceiro. Na classificação do campeonato, Meo lidera com 19 pontos de vantagem sobre Cervantes. O francês Pierre Alexandre Renet da Husaberg é o terceiro, o italiano Simone Albergoni o quarto, e Guerrero fecha os cinco primeiros.

E2 – Sábado
1. Johnny Aubert / França – KTM
2. Antoine Meo / França – Husqvarna
3. Ivan Cervantes / Espanha – GasGas
4. Pierre Alexandre Renet / França – Husaberg
5. Cristobal Guerrero / Espanha – KTM

E2 – Domingo
1. Antoine Meo / França – Husqvarna
2. Ivan Cervantes / Espanha – GasGas
3. Cristobal Guerrero / Espanha – KTM
4. Johnny Aubert / França – KTM
5. Pierre Alexandre Renet / França – Husaberg

E2 – Classificação do campeonato após três etapas
1. Antoine Meo / França – 137 pontos
2. Ivan Cervantes / Espanha – 118
3. Pierre Alexandre Renet / França – 114
4. Simone Albergoni / Itália – 94
5. Cristobal Guerrero / Espanha – 94 pontos

Categoria Enduro 3
Para surpresa daqueles que achavam que o finlandês Mika Ahola, da equipe HM / Honda, teria vida fácil com o britânico David Knight, da equipe oficial KTM, fora do campeonato, o francês Christophe Nambotin, da GasGas, liderou a prova de sábado de ponta a ponta, vencendo de forma perfeita. Ahola teve que se contentar com o segundo lugar. O sueco Joakim Ljunggren da Husaberg foi o terceiro colocado.

Mika Ahola

Mika Ahola

Joakim Ljunggren

Joakim Ljunggren

No domingo, Ahola recuperou o prejuízo e deixou Nambotin em segundo. Ljunggren foi novamente o terceiro colocado. Na classificação do campeonato, Ahola lidera com 13 pontos de vantagem sobre Nambotin. Ljunggren é o terceiro, seus companheiros de equipe, o finlandês Marko Tarkkala e o espanhol Oriol Mena são respectivamente o quarto e o quinto colocado.

E3 – Sábado
1. Christophe Nambotin / França – GasGas
2. Mika Ahola / Finlândia – Honda
3. Joakim Ljunggren / Suécia – Husaberg
4. Marko Tarkkala / Finlândia – Husaberg
5. Sébastien Guillaume / França – Husqvarna

E3 – Domingo
1. Mika Ahola / Finlândia – Honda
2. Christophe Nambotin / França – GasGas
3. Joakim Ljunggren / Suécia – Husaberg
4. Marko Tarkkala / Finlândia – Husaberg
5. Alex Salvini / Itália – Husqvarna

E3 – Classificação do campeonato após três etapas
1. Mika Ahola / Finlândia – 144 pontos
2. Christophe Nambotin / França – 131
3. Joakim Ljunggren / Suécia – 102
4. Marko Tarkkala / Finlândia – 96
5. Oriol Mena / Espanha – 91 pontos

Calendário do campeonato Mundial de Enduro 2011
4ª Etapa – 10 e 11 de junho – GP da Turquia – Fethiye
5ª Etapa – 18 e 19 de junho – GP da Grécia – Kalampaka/Meteora
6ª Etapa – 9 e 10 de julho – GP da Romênia – Buzau
7ª Etapa – 3 e 4 de setembro – GP de Andorra – Sant Julia
8ª Etapa – 1º e 2 de outubro – GP da França – Mende

Confira como foram as duas primeiras etapas do Mundial de Enduro 2011

2ª Etapa – 9 e 10 de abril – Vale do Cambra / Portugal
1ª Etapa – 2 e 3 de abril – Ponts / Espanha

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly