AMA Motocross 2011 – 1ª etapa – Hangtown

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por Steve Giberson | 22 de maio de 2011 - 22:31

Depois de dois finais de semanas de recesso após o final do AMA Supercross, o melhor campeonato de Motocross do mundo começou neste sábado, 21 de maio, com a tradicional etapa de Hangtown, em Sacramento, na Califórnia. A expectativa era grande na categoria 450 com o piloto Ryan Dungey defendendo sua condição de atual campeão, com o australiano Chad Reed, campeão em 2009, retornando ao campeonato, e o campeão do AMA Supercross 2011, Ryan Villopoto, tentando seu primeiro título na categoria principal do AMA Motocross.

E também tinha a estreia do francês Christophe Pourcel na principal categoria do campeonato, e o retorno do veterano Kevin Windham, que confirmou presença em todo o campeonato para tentar seu primeiro título na principal categoria. Na categoria 250, além do enorme equilíbrio devido à grande quantidade de pretendentes ao título, a principal novidade era o francês Marvin Musquin, bicampeão mundial de Motocross na categoria MX2, fazendo sua estreia no AMA Motocross. Confira como foi oi evento deste sábado, 21 de maio…

Categoria 450

No AMA Motocross, cada categoria corre duas baterias de 30 minutos mais duas voltas. Nesta primeira bateria os pilotos deram um total de 16 voltas. O atual campeão Ryan Dungey da equipe oficial Rockstar / Makita / Suzuki ficou com a vitória, seguido pelo australiano Chad Reed da equipe privada Two Two Motorsports / BelRay em segundo, e Ryan Villopoto da equipe oficial Monster Energy / Kawasaki em terceiro.

Largada da primeira bateria da categoria 450 em Hangtown

Largada da primeira bateria da categoria 450 em Hangtown

Kevin Windham

Kevin Windham

Ryan Dungey

Ryan Dungey

Davi Millsaps da equipe oficial Muscle Milk / Toyota / Yamaha foi o quarto, e o australiano Brett Metcalfe, companheiro de equipe de Dungey, o quinto. Na segunda bateria, Villopoto largou na ponta, mas logo foi superado por Dungey e Reed. O australiano não demorou para ultrapassar o atual campeão e assegurar a liderança até a bandeira quadriculada. Villopoto garantiu novamente o terceiro lugar.

Largada da segunda bateria da categoria 450 em Hangtown

Largada da segunda bateria da categoria 450 em Hangtown

Ryan Villopoto, Ryan Dungey e Chad Reed

Ryan Villopoto, Ryan Dungey e Chad Reed

Chad Reed

Chad Reed

Kevin Windham, da equipe semi-oficial de fábrica Geico Powersports / Honda foi o quarto e Metcalfe novamente o quinto. No overall, Dungey e Reed empataram no número de pontos, mas o australiano levou a melhor no primeiro critério de desempate, onde pesa mais o resultado da última bateria. Villopoto completou o pódio em terceiro, Windham foi o quarto, e Metcalfe fechou os cinco primeiros. Como esta foi à primeira etapa, as mesmas posições se repetem na classificação do campeonato.

Resultado primeira bateria da categoria 450
1. Ryan Dungey
2. Chad Reed
3. Ryan Villopoto
4. David Millsaps
5. Brett Metcalfe
6. Kevin Windham
7. Chris Pourcel
8. Tommy Hahn
9. Andrew Short
10. Michael Byrne
11. Ricky Dietrich
12. Tye Simmonds
13. Mike Brown
14. Christian Craig
15. Nick Wey
16. Kyle Chisholm
17. Robby Bell
18. Akira Narita
19. Kevin Rookstool
20. Heath Harrison

Resultado da segunda bateria da categoria 450
1. Chad Reed
2. Ryan Dungey
3. Ryan Villopoto
4. Kevin Windham
5. Brett Metcalfe
6. Jacob Weimer
7. David Millsaps
8. Tommy Hahn
9. Ricky Dietrich
10. Christian Craig
11. Chris Pourcel
12. Kyle Chisholm
13. Nick Wey
14. Michael Byrne
15. Mike Brown
16. Tye Simmonds
17. Calle Aspegren
18. Vince Friese
19. Kevin Rookstool
20. Tyler Bright

Classificação da categoria 450 após a primeira etapa
1. Chad Reed – 47 pontos
2. Ryan Dungey – 47
3. Ryan Villopoto – 40
4. Kevin Windham – 33
5. Brett Metcalfe – 32
6. Davi Millsaps – 32
7. Tommy Hahn – 26
8. Christophe Pourcel – 24
9. Ricky Dietrich – 22
10. Christian Craig – 18 pontos

Categoria 250

O canadense Dean Wilson, da equipe semi-oficial de fábrica Monster / Pro Circuit / Kawasaki venceu a primeira bateria, seguido por seu companheiro de equipe Blake Baggett, com Elic Tomac, da equipe semi-oficial Geico Powersports / Honda em terceiro,  o francês Marvin Musquin, da equipe oficial KTM, em quarto, e o sul-africano Tyla Rattray da equipe Monster / Pro Circuit  /Kawasaki em quinto.

Largada da primeira bateria da categoria 250 em Hangtown

Largada da primeira bateria da categoria 250 em Hangtown

Malcolm Stewart, Dean Wilson e Cole Seely

Malcolm Stewart, Dean Wilson e Cole Seely

Na segunda bateria, Justin Barcia da equipe Geico Powersports / Honda fez  holeshot e saiu na frente. Na segunda curva, vários pilotos caíram, entre eles Marvin Musquin, que caiu sozinho ao deixar a frente da sua moto escorregar. Mas o francês saiu das últimas posições e começou a fazer uma corrida de recuperação. Com dez minutos de prova, Barcia errou a entrada em uma canaleta, em uma curva de baixa velocidade para a esquerda, e caiu por cima do guidão.

Largada da segunda bateria da categoria 250 em Hangtown

Largada da segunda bateria da categoria 250 em Hangtown

Marvin Musquin

Marvin Musquin

Rattray aproveitou para assumir a liderança, mas ele não esperava que seu companheiro de equipe, Baggett, na terceira posição, estivesse inspirado. Ele veio recuperando terreno até ultrapassar Rattray na 13ª volta, assumindo a liderança para não perdê-la mais até a bandeira quadriculada. Após 15 voltas, Baggett confirma a vitória, com Rattray em segundo e Wilson em terceiro.

Dean Wilson e Blake Baggett

Dean Wilson e Blake Baggett

Justin Barcia e Tyla Rattray

Justin Barcia e Tyla Rattray

Tomac foi o quarto, e o sul-africano Gareth Swanepoel da equipe DNA Shred Stixs / Star Racing / Yamaha o quinto. No Overall, vitória de Baggett, com Wilson em segundo, Rattray em terceiro, Tomac em quarto, e Musquin, que finalizou em sexto na segunda bateria após largar nas últimas posições, fechou os cinco primeiros. Como esta foi à primeira etapa, as mesmas posições do Overall se repetem na classificação do campeonato.

Resultado da primeira bateria da categoria 250
1. Dean Wilson
2. Blake Baggett
3. Eli Tomac
4. Marvin Musquin
5. Tyla Rattray
6. Justin Barcia
7. Cole Seely
8. Kyle Cunningham
9. Gareth Swanepoel
10. Darryn Durham
11. Jason Anderson
12. Martin Davalos
13. Broc Tickle
14. Gannon Audette
15. Austin Howell
16. Scott Champion
17. Nick Paluzzi
18. Steven Clarke
19. Ben Evans
20. Malcolm Stewart

Resultado da segunda bateria da categoria 250
1. Blake Baggett
2. Tyla Rattray
3. Dean Wilson
4. Eli Tomac
5. Gareth Swanepoel
6. Marvin Musquin
7. Broc Tickle
8. Kyle Cunningham
9. Darryn Durham
10. Nico Izzi
11. Martin Davalos
12. Jason Anderson
13. Cole Seely
14. Alex Martin
15. Gannon Audette
16. Ben Evans
17. Matt Lemoine
18. Justin Barcia
19. Austin Howell
20. Nick Paluzzi

Classificação da categoria 250 após a primeira etapa
1. Blake Baggett – 47 pontos
2. Dean Wilson – 45
3. Tyla Rattray – 38
4. Eli Tomac – 38
5. Marvin Musquin – 33
6. Gareth Swanepoel – 28
7. Kyle  Cunningham – 26
8. Darryn  Durham – 23
9. Broc Tickle – 22
10. Cole Seely – 22 pontos

Categoria WMX

Hangtown também foi palco da abertura do WMX – Womens Motocross, o campeonato Americano de Motocross Feminino. A atual campeã Jessica Patterson, da Yamaha, faturou o Overall ao vencer as duas baterias. A americana Ashley Fiolek, piloto da equipe oficial Honda, foi segunda nas duas baterias, garantindo assim a mesma posição no Overall. Também em terceiro lugar nas duas baterias, Stephanie Laier, da KTM, ficou com o último degrau do pódio.

Largada da primeira bateria da categoria WMX em Hangtown

Largada da primeira bateria da categoria WMX em Hangtown

Tarah Geiger

Tarah Geiger

Tarah Gieger, da equipe Lucas Oil / Troy Lee / Honda, fez um 4/7 e  foi a quarta colocada, e Jacqueline Strong, da KTM, fazendo um 7/5, fechou as cinco primeiras colocadas na abertura do campeonato, que terá oito etapas. A brasileira Mariana Balbi finalizou o Overall na sétima posição com um 13/4. Como esta foi à etapa de abertura, as mesmas posições do Overall se repetem na classificação do campeonato.

Resultado da primeira bateria da categoria WMX
1. Jessica Patterson
2. Ashley Fiolek
3. Stephanie Laier
4. Tarah Gieger
5. Vicky Golden
6. Alexah Pearson
7. Jacqueline Strong
8. Tatum Sik
9. Sayaka Kaneshiro
10. Kasie Creson
11. Kacy Martinez
12. Marissa Markelon
13. Mariana Balbi
14. Elisabeth Bash
15. Sarah Whitmore
16. Sara Price
17. Lindsey Palmer
18. Nicole Madsen
19. Hailey Larson
20. Jackie Ives

Resultado da segunda bateria da categoria WMX
1. Jessica Patterson
2. Ashley Fiolek
3. Stephanie Laier
4. Mariana Balbi
5. Jacqueline Strong
6. Tatum Sik
7. Tarah Gieger
8. Casie Creson
9. Elisabeth Bash
10. Sayaka Kaneshiro
11. Sara Price
12. Marissa Markelon
13. Kacy Martinez
14. Sarah Whitmore
15. Nicole Madsen
16. Lindsey Palmer
17. Hailey Larson
18. Ashley Boham
19. Julie Parizek
20. Jackie Ives

Classificação da categoria WMX após a primeira etapa
1. Jessica Patterson – 50 pontos
2. Ashley Fiolek – 44
3. Stephanie Laier – 40
4. Tarah Gieger – 32
5. Jacqueline Strong – 30
6. Tatum Sik – 28
7. Mariana Balbi – 26
8. Kasie Creson – 24
9. Sayaka Kaneshiro – 23
10. Elisabeth Bash – 19 pontos

Calendário do AMA Motocross 2011
2ª Etapa – 28 de maio – Freestone Raceway – Warthom (Texas)
3ª Etapa – 11 de junho – High Point Raceway – Mt. Morris (Pensilvânia)
4ª Etapa – 18 de Junho – Budds Creek MX – Mechanicsville (Maryland)
5ª Etapa – 25 de Junho – Thunder Valley MX – Lakewood (Colorado)
6ª Etapa – 2 de Julho – Red Bud – Buchanan (Michigan)
7ª Etapa – 16 de Julho – Spring Creek MX – Millville (Minnesota)
8ª Etapa – 23 de Julho – Washougal MX Park – Washougal (Washington)
9ª Etapa – 13 de Agosto – Unadilla Valley – New Berlin (New York)
10ª Etapa – 27 de Agosto – Motocross 338 – Southwick (Massachusetts)
11ª Etapa – 3 de Setembro – Steel City Raceway – Delmont (Pensilvânia)
12ª Etapa – 10 de Setembro – Pala Raceway – Pala (Califórnia)

Calendário do WMX Motocross 2011
2ª Etapa – 28 de maio – Freestone Raceway – Warthom (Texas)
3ª Etapa – 25 de Junho – Thunder Valley MX – Lakewood (Colorado)
4ª Etapa – 2 de Julho – Red Bud – Buchanan (Michigan)
5ª Etapa – 16 de Julho – Spring Creek MX – Millville (Minnesota)
6ª Etapa – 27 de Agosto – Motocross 338 – Southwick (Massachusetts)
7ª Etapa – 3 de Setembro – Steel City Raceway – Delmont (Pensilvânia)
8ª Etapa – 10 de Setembro – Pala Raceway – Pala (Califórnia)

Compartilhe este conteúdo

Comentários

não a equipe do bubba participa somento no supercross e ouve espetaculaçoes q ele iria desputar o ama mx por nao ter correspondido as expectativas esperadas mas ele anucio q nao correra por motivos de saude
blz!
Gualterney

oq acnteseu com buba em galera achei q ele ia estar ai valeu manim abraso

Tiago Nogueira disse:

Muitíssimo obrigado Jorge. Um abraço

Jorge Soares disse:

Twitter: mundocross
Opa… oi Tiago !!

O Alessi caiu na segunda sessão de treinos e acabou ficando desacordado por um tempo. Levado ao hospital nenhuma lesão foi diagnosticada, mas ele ficará de fora da corrida deste final de semana no Texas e só voltará na terceira etapa.

Um pena, pois em 2009 ele tbém tava muito forte e acabou machucando o joelho e agora com duas etapas fora ele tá completamente fora da briga pelo título.

Falowww

Jorge

Tiago Nogueira disse:

Bom dia,

Vcs repararam que o Mike Alessi treinou de 450, fez o melhor tempo do treino e não alinhou pra corrida? Alguém sabe o que aconteceu?

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly