Selhorst vence e embola Rondoniense de Motocross

Por Chico Limeira | Fotos por Divulgação | 31 de maio de 2011 - 9:26

Em mais uma grande festa do motociclismo de Rondônia, a cidade de Cacaulândia foi palco no último fim de semana da segunda etapa do campeonato Rondoniense de Motocross 2011. Correndo para um público de aproximadamente três mil pessoas, o piloto Rodrigo Selhorst # 8 (Equipe Mastter Racing/Honda/Decar/Saga/BV Financeira/ASW/Color Press/Win Academia) foi o mais rápido da prova na MX2, vencendo as duas baterias e alcançando a liderança ao lado de Hugo Amaral # 51 (Equipe Mastter Racing/Honda/Saga/BV Financeira/ASW/Color Press/Win Academia), segundo colocado na corrida deste domingo, 29 de maio.

A prova marcou ainda a primeira vitória do rolimourense Walcenir ‘Leitão’ Montes # 102 (Retifica Retirama/Papelaria Lupi), na categoria MX Estreantes. Riderson Carlos # 80 (Equipe Mastter Racing/Rondosul Motosserras), Diego Henning # 191 e Lucas Belém # 444, repetiram o feito da primeira etapa e voltaram a vencer nas suas respectivas categorias Força Livre Nacional, 85 e 65.

Rodrigo Selhorst

Rodrigo Selhorst

Além de um excelente público presente no motódromo Municipal de Cacaulândia, a prova do último fim de semana contou também com a presença de diversas autoridades, entre elas o deputados federal Moreira Mendes (PPS-RO), Carlos Magno (PP-RO), deputados estadual Lorival Amorim, Adelino Follador e Luis Claudio da Agricultura, secretário de Estado Francisco Leilson ‘Chicão’, da Secel, prefeito Edir Alquieri (DEM) e diversos vereadores, todos empenhados na contribuição do evento. A Federação de Motociclismo de Rondônia – FMR mais uma vez disponibilizou toda a uma estrutura para abrigar com conforto os presentes.

Líder da 65, Belém passeou sobre a pista
Na prova que abriu as disputas da 2ª Etapa do Estadual de Motocross, os pretensos pilotos e futuro do motociclismo de Rondônia foram á pista bastante empolgados e com calor do público apoiando e incentivando a cada manobra. Atual campeão da categoria e líder da temporada, o vilhenense Lucas Belém # 444 literalmente passeou na pista, largando na ponta a disparando na frente onde permaneceu até a bandeirada final.

Lucas Belém

Lucas Belém

Quem também mostrou personalidade e excelente desempenho foi o pequeno Mateus Euclides # 7, de Porto Velho. O “Costelinha”, como é chamado pelos amiguinhos, não correu a primeira etapa em Espigão, mais veio determinado a brigar pelo título. Igor Vasconcelos #v 37, de Buritis foi o terceiro colocado, com Mateus Zilli # 17 em quarto e Orlando Netto # 222 na quinta posição.

Campeão Henning mantém hegemonia na 85
Envolvendo um total de onze pilotos, a disputa da categoria 85cc foi marcada por uma disputa forte, onde Diego Henning campeão das últimas temporadas, mostrou porque é o grande destaque da categoria, largando bem e abrindo boa vantagem sobre os seus adversários. Dieguinho que no outro fim de semana garantiu a quarta colocação no GP Honda de MX, quarta etapa do Mundial de Motocross, disputada em Indaiatuba-SP, manteve um ritmo bastante forte, levando na segunda posição o também portovelhense Eduardo Alecrim # 7 (Equipe Mastter Racing).

Diego Henning

Diego Henning

Ainda sentindo o braço na queda sofrida na etapa de Espigão, Alecrim fez uma prova forte e mostrou que nesta temporada será a sobra do campeão Diego Henning. Valdecir Rodrigues # 8, de Ariquemes foi o terceiro colocado, com Igor Mateus # 718 (Lojas Graúna/Grauna Esport/Honda), de Ouro Preto do Oeste em quarto e Lucas Belém em quinto.

Leitão surpreende e garante primeira vitória na MX Estreantes
Numa das disputadas mais acirradas do dia, com grandes pegas, a categoria MX Estreantes conheceu um novo vencedor nesta etapa. Depois de uma largada excelente, deixando para trás os considerados favoritos, Walcenir “Leitão” Montes # 102 Retifica Retirama/Papelaria Lupi), de Rolim de Moura abriu vantagem na ponta da fila. Felipe Carvalho # 112, também de Rolim não largou bem e teve de fazer uma prova de recuperação, andando muito forte e encostando no líder nas voltas finais.

Walcenir Montes

Walcenir Montes

Mantendo o seu ritmo e sem ceder as pressões do amigo, Leitão e Felipe entraram juntos na última curva a poucos metros da linda de chagada, quando Felipe perdeu o traçado e foi ao chão. Leitão venceu, com Talles Rodrigues # 63 (Honda/Rondomotos) chegando em segundo, Felipe Carvalho em terceiro, Mailson Evandro # 132, de Porto Velho em quarto e Jackson Bernardino # 87 (Gerason/Vol Diesel/Coyotes Motos), de Vilhena, completando a prova em quinto.

Na experiência, Riderson vence a Força Livre Nacional
Com direito a show de manobras, levantando aplausos do público, o experiente de irreverente Riderson Carlos # 80 (Equipe Mastter/Rondosul Motosserra), de Rio Branco do Acre, vence a segunda etapa seguida na categoria Força Livre Nacional. Na primeira bateria, Riderson largou na frente, mas logo perdeu a liderança para Felipe Carvalho # 112. O piloto da Equipe Mastter Racing foi em busca da reabilitação e já nas últimas voltas conseguiu recuperar a ponta após deixar seu adversário no chão.

Riderson Carlos

Riderson Carlos

Na segunda bateria, Riderson largou novamente na ponta, mas desta feita buscou administrar a vantagem, mantendo-se á frente até completar a prova. Felipe Carvalho terminou na segunda posição, com João Roberto Chagas # 39 (Chagas Madeira/Farmácia Brasil) na terceira posição, Talles Rodrigues # 63 em terceiro e Valdinei Correia # 88, de Pimenta Bueno completando o pódio. O piloto Hérico Flores # 706, de Alta Floresta do Oeste não conseguiu manter o mesmo ritmo e garantiu apenas a oitava posição.

Brizola é o mais rápido entre os pilotos da MX3
Oito vezes campeão rondoniense e um dos mais experientes pilotos de MotoCross de Rondônia, Alberto Maschio, o “Brizola” # 103 Equipe Mastter Racing/Posto Pit Stop/F1), de Pimenta Bueno , foi o grande vencedor da categoria MX3 para pilotos acima dos 33 anos. Largando junto aos pilotos da MX2, os competidores da MX3 proporcionaram uma disputa á parte, com Brizola garantindo a primeira colocação nas duas baterias disputadas.

Alberto Maschio

Alberto Maschio

Enquanto que Evandro Bucioli # 27 (Dep. Lebrão/Motobras/Kaka Posto), de Rolim de Moura e Elias Marinho # 959 (Champion Motos/Ciclo Cairu), de Porto Velho se revezaram na segunda e terceira posição respectivamente. Jean Carlos # 81 Galego Motos/Ciclo Cairu/Equipe Mastter Racing) e Nidval Amaral # 10 (Rical/Arroz Primavera/Baterias Zetec), de Ji-Paraná terminando na quarta e quinta posição.

Rodrigo ditou o ritmo em Cacaulândia e alcançou liderança
Depois de ter ficado na segunda colocação na etapa de abertura do Rondoniense MX, em Espigão do Oeste, o campeão brasileiro Rodrigo Selhorst Equipe Mastter Racing/Honda/Decar/Saga/BV Financeira/ASW/Color Press/Win Academia), mostrou sua força e imprimindo um ritmo bastante forte, venceu as duas baterias na prova do último fim de semana, em Cacaulândia, com Hugo Amaral # 51 Equipe Mastter Racing/Honda/Saga/BV Financeira/ASW/Color Press/Win Academia) garantindo a segunda colocação.

Largada da categoria MX2

Largada da categoria MX2

Com sua Honda melhor adaptada e mais solto na prova, Rodrigo usou sua experiência para largar bem e manter a ponta, mesmo quando esteve pressionando por Hugo, que não foi bem na largada, mas aos poucos foi ganhando posições até chegar no líder. No entanto ao errar na curva, Hugo perde contato com Rodrigo que vence a primeira bateria e repete o feito na segunda bateria. Com um segundo e um terceiro lugar na prova, Hugo Amaral passa a dividir a liderança do campeonato com Rodrigo ambos somando 92 pontos.

Pódio da categoria MX2

Pódio da categoria MX2

César Zamboni # 172 (Equipe Mastter Racing/Honda/Saga/BV Financeira/ASW/Color Press/Win Academia) manteve a terceira colocação da prova e do campeonato, com Victor Carlos # 4 (Pica Pau/Ciclo Cairu/Expresso Cacoal) manteve a quarta posição, enquanto Cândido Chagas # 93 (Farol Faculdade/Decar/Sicoob Credip/Panificadora Pão de Açucar) teve problemas e perdeu a quinta vaga para Diego Henning # 191.

A segunda etapa do campeonato Rondoniense de Motocross 2011 foi mais uma realização e coordenação da Federação de Motociclismo de Rondônia – FMR em parceria com a Prefeitura de Cacaulândia, apoio do Ministério dos Esportes, Petrobras, Eletrobras, Governo de Rondônia, senador Valdir Raupp, senador Acir Gurgacz, deputada federal Marinha Raupp, deputado federal Natan Donadon, deputado estadual Valdivino Tucura, Lind’água, Ciclo Cairú MegaBom Sorvetes Cairú Transportes e Castilhos Estruturas Metálicas.

Resultado da segunda etapa do Rondoniense de Motocross 2011

Categoria 100
1° # 444 – Lucas Belém – Vilhena
2° # 7 – Mateus Euclides – Porto Velho
3° # 37 – Igor Vasconcelos – Buritis
4° # 17 –  Mateus Zilli – Vilhena
5° # 222 – Orlando Netto – Ariquemes

Categoria 85
1° # 191 – Diego Henning – Porto Velho
2° # 7 – Eduardo Alecrin – Porto Velho
3° # 8 – Valdecir Rodrigues – Ariquemes
4° # 718 – Igor Mateus – Ouro Preto do Oeste
5° # 444 – Lucas Belém – Vilhena

Categoria MX Estreantes
1° # 102 – Walcenir ‘Leitão’ Montes – Rolim de Moura
2° # 63 – Talles Rodrigues – Ariquemes
3° # 112 – Felipe Carvalho – Rolim de Moura
4° # 132 – Mailson Evandro – Porto Velho
5° # 87 – Jacson Bernardino – Vilhena

Categoria Força Livre Nacional
1° # 80 – Riderson Carlos – Rio Branco-AC
2° # 112 – Felipe Carvalhos
3° # 39 – João Roberto Chaga – Santa Luzia do Oeste
4° # 63 – Talles Rodrigues – Ariquemes
5° # 88 – Valdinei Correia –  Pimenta Bueno

Categoria MX3
1° # 103 – Alberto ‘Brizola’ Maschio – Pimenta Bueno
2° # 27 – Evandro Bucioli – Rolim de Moura
3° # 959 – Elias Marinho – Porto Velho
4° # 81 – Jean Carlo – Porto Velho
5° # 10 – Nidval Amaral – Ji-Paraná

Categoria MX2
1° # 8 – Rodrigo Selhorst – Espigão do Oeste
2° # 51 – Hugo Amaral – Porto Velho
3° # 172 – César Zamboni – Juina -MT
4° # 4 –  Victor Carlos – Cacoal
5° # 191 – Diego Henning – Porto Velho

Confira como foi a primeira etapa do Rondoniense de Motocross 2011

1ª Etapa – 15 de maio – Espigão do Oeste

Compartilhe este conteúdo

Comentários

rodrigo disse:

Fica no ar minha pergunta ????Não foi divulgado q a corrida do Paraná ceria sábado…..
Para q descem chance para os pilotos q estão participando das duas corridas….
O que cera q ouve……
Então para q publicar CE não vale nada….
Ai fais nos pilotos de bobo…..
Meu nome e rodrigo…..
Será q o motivo e por causa da esculhambação da CBM…..

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly