Stedile defende na Lapa a liderança no Nacional de VX

Por Assessoria Imprensa Pro Tork | Foto por Leo Tavares | 02 de junho de 2011 - 9:46

Paulo Stedile tem uma meta a cumprir neste fim de semana, dias 4 e 5 de junho: defender a liderança da categoria VX1 no campeonato Brasileiro de Velocross. O evento chega a sua segunda etapa e a cidade de Lapa, no Paraná, será o palco da disputa.

Mais uma vez, o curitibano terá a vantagem de correr em seu Estado e contar com o apoio da torcida. Na abertura, realizada em Rio Negro, o piloto que representa a Pro Tork 2B Kawasaki Racing garantiu a vitória de ponta a ponta. O objetivo é manter o bom desempenho.

“Estou feliz por iniciar a temporada com provas locais, isso, com certeza, me favorece. Conheço bem estas pistas, já ganhei várias corridas nestes locais, então, tudo fica mais fácil. Claro que os adversários irão me pressionar bastante, mas confio em um bom resultado”, afirmou Paulinho.

Paulo Stedile

Paulo Stedile

Nesta temporada, Stedile pretende retomar o título que conquistou em 2009 e deixou escapar em 2010, após sofrer um acidente em uma participação especial no estadual de cross-country. Na ocasião, o atleta lesionou a coluna e foi obrigado a se afastar para recuperação.

“No ano passado ficou aquele gostinho de quero mais, minha intenção é recuperar a taça para a Pro Tork. Tenho me dedicado bastante aos treinos e a preparação da motocicleta. Estou recuperado, forte e acredito que tenho todas as condições para erguer o caneco no fim de 2011”, explica.

O evento
Segundo o presidente da Federação Paranaense de Motociclismo, a pista localizada no Parque de Exposições e Eventos da cidade é considerada a melhor da modalidade no Paraná. Cerca de 500 competidores são esperados para o evento e a promessa é de belas disputas no circuito de 1.200 metros.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly