Etapa de Chapecó esquentou briga na Superliga de MX

Por VipComm Comunicação | Fotos por Luiz Pires | 05 de junho de 2011 - 20:43

O frio da manhã deste domingo, 5 de junho, não desanimou as pessoas que foram ao Autódromo Internacional de Chapecó, Santa Catarina, para acompanhar o segundo dia de provas da terceira etapa da Superliga Brasil de Motocross. Na pista, os pilotos das categorias MX Pró, MX2 e Júnior proporcionaram grandes corridas que vão esquentar as disputas pelo título da temporada 2011.

Na principal categoria da competição, Jorge Balbi Jr. mais uma vez se destacou e foi o grande vencedor da etapa catarinense. Enquanto isso, na MX2, Jean Ramos continua em ascensão e conquistou sua segunda vitória na Superliga Brasil de Motocross em 2011. Na Júnior, o catarinense Gustavo Henn levou a torcida ao delírio ao vencer a prova.

Categoria MX Pró
O mineiro Jorge Balbi Jr. fechou a primeira volta na liderança. Nas primeiras voltas João Paulino ‘Marronzinho’, segundo colocado, tentou segurar a posição, porém Roberto Castro, mais rápido, o ultrapassou. O costa-riquenho encostou em Balbi, no entanto cometeu um erro e viu Marronzinho dar o troco e finalizar a prova na vice-liderança. Sem dificuldades, Balbi chegou em primeiro na linha de chegada.

Largada da primeira bateria da categoria MX Pró em Chapecó

Largada da primeira bateria da categoria MX Pró em Chapecó

A segunda bateria da categoria teve início com Roberto Castro assumindo a primeira colocação logo na primeira curva. Sem ninguém pela frente, o piloto seguiu forte e ganhou a sua primeira bateria na competição. Logo atrás chegaram Balbi e Marronzinho na segunda e terceira colocações, respectivamente.  Com o resultado, o mineiro Jorge Balbi Jr. segue firme na liderança da Superliga Brasil de Motocross. “Sinceramente, não esperava estar aqui depois de tudo o que aconteceu no Mundial. Corri pelo campeonato, pois sabia que poderia me dar bem”, coloca.

Largada da segunda bateria da categoria MX Pró em Chapecó

Largada da segunda bateria da categoria MX Pró em Chapecó

Categoria MX2
A primeira bateria começou com muita emoção. Logo na primeira curva o venezuelano Humberto Martin e o inglês Adam Chatfield travaram um duelo. Melhor para o piloto da Venezuela, que foi para a primeira posição e abriu uma boa distância. Na segunda colocação, Chatfield era seguido por Jean Ramos. Pouco antes da metade da prova, o inglês encurtou a diferença que havia para Martin e o ultrapassou, trazendo junto Jean. Na primeira posição, Adam abriu uma diferença considerável para Jean e caminhou livre para vitória. Humberto Martin terminou em terceiro.

Largada da primeira bateria da categoria MX2 em Chapecó

Largada da primeira bateria da categoria MX2 em Chapecó

Na bateria final, Jean Ramos despontou na frente e se distanciou dos demais colocados. O piloto liderou de ponta a ponta a prova e atingiu mais uma vitória na competição. Rafael Faria, que se manteve boa parte da bateria na segunda colocação, foi superado por Hector Assunção e Adam Chatfield, que chegaram na segunda e terceira posições.  “As provas foram bastante puxadas. Na segunda bateria estive mais concentrado e sai na frente. Consegui uma boa vitória, mas agora é pensar nas etapas que restam para lutar pelo título”, destaca Jean.

Largada da segunda bateria da categoria MX2 em Chapecó

Largada da segunda bateria da categoria MX2 em Chapecó

Categoria Júnior
Enzo Lopes mais uma vez saiu na frente e seguiu em primeiro durante as primeiras voltas. Porém, Gustavo Henn, da cidade de Mondaí, que fica a 150 kms de Chapecó, perseguiu o gaúcho intensamente. e deu certo. Na primeira colocação, o catarinense abriu uma boa vantagem e levou a vitória. “É a primeira vez que ganho uma prova de nível nacional correndo perto de casa. Estou muito contente com o resultado, minha família e amigos que vieram pra cá só para me ver”, afirma o vencedor da etapa.

Os pilotos da Superliga Brasil de Motocross volta à pista nos dias 25 e 26 de junho, na cidade de Penha, Santa Catarina, na competição que será realizada no Parque Beto Carrero World.

Confira os resultados completos das corridas deste domingo

Resultado da primeira bateria da categoria MX2
Resultado da primeira bateria da categoria MX Pró

Resultado da categoria MX Júnior

Resultado da segunda bateria da categoria MX2
Resultado da segunda bateria da categoria MX Pró

Clique aqui e confira os resultados completos das corridas de sábado

Compartilhe este conteúdo

Comentários

henrique disse:

com uma asa só da-lhe Balbi , vergonha em pilotada da honda
20 pilotos hondas,pista da honda , cronometragem da honda…nem assim e o cara com um braço que vergonha ……………….

SENA disse:

SHOW DE BOLA MUITO FRIO E MOTOCROSS

fabricio magalhaes disse:

E O BALBI MESMO COM O OMBRO MACHUCADO ABRIU UMA BOA VANTAGEM NO CAMPEONATO,MERECIDO PELO GRANDE GUERREIRO QUE E,NITIDAMENTE ELE ABRIA VANTAGEM NOS PONTOS TECNICOS DA PISTA,A CAVA DEPOIS DA RETA DA LARGADA NA FERRADURA PARA A DIREITA ESTAVA IMPRESSIONANTE COMO O BALBI FAZIA AQUELA CURVA,SHOW DE PILOTAGEM MAIS UMA VES.PARABENS A TODOS E VAMO Q VAMO P BETO CARREIRO,VALEU

MXAGG disse:

HUAHUAHUAHUAHUA… BEEEEEM LINO. A TROPA DA HONDA É LIDERADA PELO CRAAAAAAAAAAZYYYYYYYYY. ESQUADRILHA DA FUMAÇA. É NÓIX.

fabricio magalhaes disse:

PELA PRIMEIRA VEZ NA MINHA VIDA VI UMA CORRIDA DE MOTOCROSS BRASILEIRO AO VIVO EM TV ABERTA,A 3A ETAPA DA SUPERLIGA BRASIL DE MOTOCROSS FOI TRANSMITIDA PELA REDE TV HOJE E A CATEGORIA PRINCIPAL FOI A ESCOLHIDA,NA MINHA OPINIAO FOI UM GRANDE PASSO PARA A EVOLUÇAO DO ESPORTE POIS COM ISSO PATROCINADORES NOVOS PODEM INTERESSAR PELO ESPORTE E QUEM SABE NOVAS EQUIPES POSSAM SURGIR E NOVOS TALENTOS POSSAM TER ESTRUTURA E INCENTIVO PARA EVOLUIREM,SUPERLIGA NO 2o ANO ESTA NA TV ABERTA E QUEM SABE NAO SEJA A LUZ NO FIM DO TUNEL NO NOSSO ESPORTE,ESPERO MAIS ETAPAS DA SUPERLIGA EM 2012 POIS 5 ETAPAS E MUITO POUCO P UM PAIS DESSE TAMANHO E QUE O NVEL TECNICO DAS PISTAS POSSAM SER MELHORADOS A CADA ETAPA COMO FOI A DE CHAPECO QUE APESAR DO TERRENO DURO EM ALGUMAS PARTES MELHOROU MUITO EM RELAÇAO AO ANO PASSADO POIS A PISTA FICOU MAIS TECNICA E MENOS PERIGOSA E ESTAO NO CAMINHO CERTO PARA CHEGAR ONDE TODOS QUEREM.VALEU

Lino disse:

Estive em Chapecó e o que surprendeu além do frio foi a quantidade de gente que a Honda tem para dar suporte para 2 pilotos. Eram entre 6 e 7 pessoas apoiando os pilotos e no fim das contas deu Balbi e mais uma veiz ficou claro que quantidade não é qualidade.

Parabéns disse:

Parabéns ao Gustavo e Enzo, andam muito e sao muito humildes. Merecem estar onde estão. Balbi destrói, parabéns.

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly