Rondônia se destaca cada vez mais pela defesa ao MA

Por Chico Limeira | Foto por Divulgação | 07 de junho de 2011 - 21:49

Já reconhecida nacional e internacionalmente pelas ações em defesa do Meio Ambiente, a Federação de Motociclismo de Rondônia – FMR, vem em 2011 estendendo o alcance de atos que equilibrem os danos sofridos pelo meio natural com a realização das etapas dos eventos de motociclismo.

O presidente da Federação Rondoniense, Reinaldo Selhorst, recebeu no final de 2010 em Porto Rico, comenda de reconhecimento pelos trabalhos em defesa do meio ambiente, contribuindo para um motociclismo ecologicamente sustentável.

Desde 2009, durante as etapas rondonienses do campeonato Latino Americano de Motocross – MX2, são realizados plantio de árvores e essências florestais regionais, para compensar a emissão de gases causados pelos motores das máquinas do motocross.

Para 2011, Selhorst buscou aprimorar as ações existentes e implantar novidades. A conscientização do público nas primeiras etapas do motocross e velocross da coleta seletiva do lixo, com lixeiras seletivas em toda a área da realização das provas, é uma das marcas da Federação para este ano.

Na 1ª etapa do Rondoniense de Motocross realizada no Motódromo Romeu Francisco Melhorança, em Espigão D’Oeste, foi instalado em fase experimental, um sistema de filtragem de água e óleo para atender a lavagem das motos de competição. Com o equipamento todo o óleo, a graxa e demais produtos químicos oriundos da lavagem são separados e armazenados, para um correto descarte posterior, e a água, é reutilizável em outros processos.

Na ocasião, Reinaldo Selhorst apresentou o sistema em funcionamento para o secretário estadual de esportes cultura e lazer – Francisco Leilson, o ‘Chicão’, que parabenizou a FMR pela crescente preocupação com a questão da sustentabilidade ecológica no esporte.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly