Mundial de Motocross 2011 – 6ª etapa – Portugal

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por Ray Archer | 13 de junho de 2011 - 22:31

Depois do GP de Saint Jean d’Angely, na França, no fim de semana retrasado, a temporada 2011 do Mundial de Motocross MX1 / MX2 prosseguiu neste último fim de semana, 11 e 12 de junho, com a sexta etapa do campeonato, o GP de Agueda, em Portugal, outro tradicional circuito europeu. Confira como foi…

Categoria MX1
A principal categoria do campeonato, a MX1, foi dominada pelo belga Clement Desalle, da equipe oficial Rockstar / Teka / Suzuki, que venceu as duas baterias. O italiano Antonio Cairoli, da equipe oficial KTM, atual campeão da categoria, foi o segundo colocado nas duas baterias. Desalle e Cairoli parecem estar cabeça e ombros a frente dos demais pilotos, além de serem mais consistentes.

Clement Desalle

Clement Desalle

O russo Evgeny Bobryshev da Honda foi o quarto colocado nas duas baterias, garantindo o último degrau do pódio no overall. Correndo em casa, seu companheiro de equipe, o português Rui Gonçalves, foi o sétimo colocado na primeira bateria e o terceiro na segunda, garantindo a quarta posição no overall.

Ken de Dycker

Ken de Dycker

O francês Steven Frossard, da equipe oficial Monster Energy / Yamaha, fez o resultado inverso e completou os cinco primeiros no overall. Na classificação do campeonato, Desalle lidera com doze pontos de vantagem sobre Cairoli. Frossard é o terceiro, o alemão Max Nagl, da equipe oficial KTM, o quarto, e Bobryshev fecha os cinco primeiros.

Pódio da categoria MX1 em Portugal

Pódio da categoria MX1 em Portugal

Resultado geral da sexta etapa do Mundial de Motocross na categoria MX1
1. Clement Desalle – Suzuki – 1/1
2. Antonio Cairoli – KTM – 2/2
3. Evgeny Bobryshev – Honda – 4/4
4. Rui Gonçalves – Honda – 7/3
5. Steven Frossard – Yamaha – 3/7
6. Ken de Dycker – Honda – 6/6
7. Xavier Boog – Kawasaki – 5/9
8. Steve Ramon – Suzuki – 15/5
9. Tanel Leok – TM – 10/10
10. Jon Barragan – Kawasaki – 13/8

Classificação do Mundial de Motocross na categoria MX1 após seis etapas
1. Clement Desalle – 249 pontos (3 vitórias)
2. Antonio Cairoli – 237 (1 vitória)
3. Steven Frossard – 213 (1 vitória)
4. Max Nagl – 192
5. Evgeny Bobryshev – 177
6. Rui Gonçalves – 167
7. David Philippaerts – 161 (1 vitória)
8. Xavier Boog – 137
9. Jon Barragan – 136
10. Kevin Strijbos – 134 pontos

Categoria MX2
O jovem holandês Jeffrey Herlings da equipe oficial KTM garantiu a vitória no overall com dois segundos lugares, assumindo também a liderança do campeonato, que antes era do jovem alemão Ken Roczen, seu companheiro de equipe. Falando em Roczen, ele venceu a primeira bateria, mas não completou a segunda devido a um acidente. A vitória da segunda bateria ficou com o britânico Tommy Searle da equipe CLS / Kawasaki.

Jeffrey Herlings

Jeffrey Herlings

Mas no overall, foi o francês Gautier Paulin da equipe Monster Energy / Yamaha quem ficou com a segunda posição, graças ao quinto lugar na primeira bateria e o terceiro na segunda. O norte-americano Zach Osborne, também pilotando Yamaha, fez o resultado inverso e garantiu o último degrau do pódio. O britânico Max Anstie da Kawasaki foi o quarto na primeira bateria e o sexto na segunda, garantindo a quarta posição no overall.

O francês Arnaud Tonus da Yamaha, completou os cinco primeiros com a 11ª posição na primeira bateria e a quarta na segunda. Na classificação do campeonato, Herlings assumiu a liderança com seis pontos de vantagem sobre Roczen. Searle é o terceiro, Osborne o quarto, e Paulin fecha os cinco primeiros.

Jeffrey Herlings

Jeffrey Herlings

Resultado geral da sexta etapa do Mundial de Motocross na categoria MX2
1. Jeffrey Herlings – KTM – 2/2
2. Gautier Paulin – Yamaha – 5/3
3. Zach Osborne – Yamaha – 3/5
4. Max Anstie – Kawasaki – 4/6
5. Arnaud Tonus – Yamaha – 11/4
6. Chris Charlier – Yamaha – 8/6
7. Tommy Searle – Kawasaki – 0/1
8. Ken Roczen – KTM – 1/0
9. Joel Roelants – KTM – 6/12
10. Harri Kullas – Yamaha – 10/9

Classificação do Mundial de Motocross na categoria MX2 após seis etapas
1. Jeffrey Herlings – 257 pontos (3 vitórias)
2. Ken Roczen – 251 (2 vitórias)
3. Tommy Searle – 224 (1 vitória)
4. Zach Osborne – 198
5. Gautier Paulin – 196
6. Max Anstie – 167
7. Arnaud Tonus – 166
8. Harri Kullas – 142
9. Joel Roelants – 138
10. Chris Charlier – 130 pontos

Calendário do Mundial de Motocross MX1  / MX2 2011
7ª Etapa – 19 de junho – Espanha / La Baneza
8ª Etapa – 3 de julho – Suécia / Uddevalla
9ª Etapa – 10 de julho – Alemanha / Teutschenthal
10ª Etapa – 17 de julho – Lituânia / Kegums
11ª Etapa – 31 de julho – Bélgica / Lommel
12ª Etapa – 7 de agosto – República Tcheca / Loket
13ª Etapa – 21 de agosto – Inglaterra / Matterley Basin
14ª Etapa – 4 de setembro – Alemanha / Gaildorf
15ª Etapa – 11 de setembro – Itália / Fermo

Confira como foram as primeiras etapas do Mundial de Motocross MX1 / MX2 2011

5ª Etapa – 5 de junho – St. Jean d’Angely / França
4ª Etapa – 22 de maio – Indaiatuba / Brasil
3ª Etapa – 15 de maio – San Bernardino / Estados Unidos
2ª Etapa – 24 de abril – Valkenswaard / Holanda
1ª Etapa – 10 de abril – Sevlievo / Bulgária

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Juarez disse:

MINHA OPINIAO E A SEGUINTE O SWIAN ANDA PRA CACETE MAIS ESSE ANO ELE TA DE SALTO ALTO ELE TEM QUE DESCER DOS SALTOS.
OUTRA DUVIDO MUITO E ATE APOSTO QUE O SWIAN PASSE O HECTON NA PONTUACAO DO CAMPEONATO MUNDIAL DE MOTOCROSS E OLHE QUE O SWIAN JA ANDOU EM 3 CORRIADAS E TA TREINANDO COM A TURMA LA FORA E COM AS MELHORES PISTAS DO MUNDO E O HECTON E O JEAN COM MOTOS BEM INFERIORES MOSTRARAM NA ETAPA DO BRASIL COMO SE ANDA DE MOTO,
ESSA E MINHA OPINIAO O SWIAN ANDA MUITO MAIS NAO TA NUMA BOA FASE ESSE ANO.
SWIAN VOLTA A TUA HUMILDADE DE ANTES BRODER.
ACOMPANHEI MUITA CORRIDA DO SWIAN AQUI NA REGIAO DE MINAS,RIO E ATE SAO PAULO.
JUAREZ RUFINO-GONVERNADOR VALADARES-MG.

Franklyn disse:

aki nelson,vc jah venceu quantas etapas do ama supercross e motocross??
vc jah Deu pau no stewart,jah andou na cola do carmichael ou ao menos entrou numnha pista de motocross??? PElo jeituu ñ né,por tão ignorante ao ponto de falar que o swian é uma vergonha pelo brasil,vergonha é ter pessoas aki como vc ,que ñ saben as dificuldades que os pilotos enfrentan para poderem aconpanhar esses eventos tão importantes ao qual não estãoa costumados!!!!!!!!!!!

Alberto disse:

Nelson, na minha opinião,,, não da nesse momento ficar fazendo mudanças assim,,,,, sabemos que o Swian não ta bem…. por tudo isso que o Jorge citou,,,,, mas convenhamos,,, não tem como um piloto que anda no Brasil, ir para o Mundial e ja no 1º ano se destacar,,, ou andar “perto” dos caras….. o Brasil inteiro da falando do Hector,,,, o que ele fez no GP do Brasil foi bom,,, mas acho que não campeonato não faria ou igualaria o que ele fez no Brasil,,,,, e não se esqueça do Jean,,,, que de bobo não tem nada… anda muito,,,,, outra coisa… deixa esses pilotos disputarem os titulos nacionais que estão disputando,,,, pois quem sabe no ano que vem eles não irão,,, o com um titulo nacional no corriculo… tirar tanto Hector como Jean agora do Nacional é acabar com o sonho de ter um titulo nacional,,, e pouco fariam nesse momento no mundial,,, é a minha opinião… abraço..

Jorge Soares disse:

Twitter: mundocross
Oi Nelsen !!

É que postei ali p q teve o Fernan lá em cima (primeiro coments) que perguntou se o Swian tinha corrido. E depois teve mais alguém que naum me recordo agora q perguntou o q havia acontecido com o Swian.

Mas aproveitando prá dar meu pitaco, o Swian infelizmente naum está bem, e isto começou com a lesão na perna dele na pré-temporada, o q já fez ele sair atrás em termos de preparação física.

Outro ponto que tem q ser levado em conta é a mudança de time (pessoas diferentes, idioma diferente), adaptação a moto, que tem preparação e suspensão diferentes da que ele treinou antes de ir prá Europa.

E o fator que eu acho mais significativo são as pistas, que se formos comparar (é só olharmos as transmissões das etapas pelo SporTv) podemos dizer que as pistas no Brasil são asfaltadas se comparadas com as do Mundial e do AMA Motocross.

Falowww

Jorge

nelson disse:

eduado niguem falo que ele nao e um bom piloto ele em condiçoes e nota 10 SO QUE NAO ESTA EM CONDIÇOES DE CORRER MUNDIAL E A REALIDADE TEM GENTE EM MELHOR CONDIÇAO QUE ELE

nelson disse:

descupe jerge eu acho que ta se doendo pelo swian nao e nessa prova mais sim oque ele vem fazendo no campeonato so acho muita gente em melhores condiçoes que ele e isso

Jorge Soares disse:

Twitter: mundocross
Prá quem naum leu a matéria aqui no Mundocross do p q do Swian Zanoni naum ter andado a etapa do Mundial de MX em Portugal, segue aí abaixo o link :

http://www.mundocross.com.br/2011/06/11/swian-foca-na-etapa-da-espanha-do-mundial-de-mx/

Falowww

Jorge

Eduardo disse:

Swian não andou pra se recuperar da lesão e ter um melhor aproveitamento na etapa da Espanha. Tá no site.
Nelson, vai com calma, o Swian até o ano passado era junto com Balbi o melhor piloto que tinhamos no país, e continuam. Tu só ta falando do Héctor por que esse ano ele ta numa boa fase. Deixa o cara fazer o trabalho dele. Nossa parte fora das pistas é torcer para os brasileiros, quaisquer que sejam, ter bom desempenho lá fora. E os que ainda não foram, como o Héctor e muitos outros, continuarem se destacando e terem suas oportunidades…

nelson disse:

swuian e um vergonha pro brasil nao ta em condiçoes sai fora chama outro meu fica la so ocupando espaço
chama hector OU outro que tenha condiçoes de representar o BRASIL TENHA DO MEU .OCARA LARGA EM ULTIMO COMO UM PILOTO PICA PAU E VERGONHOSO

FERNAN disse:

SWUIAN ANDOU ??

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly