Mundial de Motocross 2011 – 7ª etapa – Espanha

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por Divulgação | 22 de junho de 2011 - 8:07

O Mundial de Motocross prosseguiu no último fim de semana com o GP de La Bañeza, na Espanha, sétima etapa da temporada 2011. Havia alguma dúvida sobre a saúde física do alemão Ken Roczen, piloto da equipe oficial KTM, que havia caído um tombo duro semana passada no GP de Portugal.

Também havia dúvidas em torno do italiano Antonio Cairoli, também da equipe oficial KTM, que ainda não estava 100% recuperado da lesão que sofreu no joelho durante o GP de abertura do campeonato na Bulgária. Mas ambos deixaram sua marca na Espanha. Roczen dominou a MX2 e Cairoli a MX1. Confira como foi o evento deste domingo, 19 de junho…

Categoria MX1
Na primeira bateria, o italiano Antonio Cairoli, da equipe oficial KTM, atual campeão da categoria, fez o holeshot e saiu na frente, com o alemão Max Nagl, seu companheiro de equipe, em segundo, e o francês Steven Frossard em terceiro. No desenrolar da bateria Frossard ultrapassou Nagl e colocou pressão sobre Cairoli.

Largada da categoria MX1 em La Bañeza

Largada da categoria MX1 em La Bañeza

Xavier Boog

Xavier Boog

O francês consegue a ultrapassagem e o atual campeão do mundo tenta dar o troco, mas Frossard se defende bravamente, proporcionando uma bela disputa para o público local. Na última volta Cairoli chega a tocar a roda traseira de Frossard e quase cai.

O francês garantiu a vitória e o italiano a segunda posição. Companheiro de equipe de Frossard, o italiano David Philippaerts foi o terceiro, e Nagl o quarto. O belga Clement Desalle, da equipe oficial Teka / Suzuki finalizou em quinto.

Antonio Cairoli

Antonio Cairoli

Tanel Leok

Tanel Leok

Na segunda bateria Cairoli fez novamente o holeshot e saiu na frente, mas desta vez liderou de ponta a ponta, vencendo com tranquilidade. O estoniano Tanel Leok, da TM, foi o segundo, com Desalle em terceiro, Philippaerts em quarto e o espanhol Jonathan Barragan da Kawasaki em quinto.

David Philippaerts

David Philippaerts

Pódio da categoria MX1 em La Bañeza

Pódio da categoria MX1 em La Bañeza

No overall vitória de Cairoli, com Philippaerts em segundo e Frossard completando o pódio em terceiro. Desalle foi o quarto e Nagl completou os cinco primeiros. No campeonato a diferença do líder Desalle para Cairoli caiu para apenas um ponto. Frossard é o terceiro, Nagl o quarto e o russo Evgeny Bobryshev fecha os cinco primeiros.

Resultado geral da sétima etapa do Mundial de Motocross na categoria MX1
1. Antonio Cairoii – KTM – 2/1
2. David Philippaerts – Yamaha – 3/4
3. Steven Frossard – Yamaha – 1/9
4. Clement Desalle – Suzuki – 4/3
5. Max Nagl – KTM – 4/6
6. Tanel Leok – TM – 13/2
7. Jon Barragan – Kawasaki – 9/5
8. Evgeny Bobryshev – Honda – 8/7
9. Rui Gonçalves – Honda – 7/10
10. Xavier Boog – Kawasaki – 10/8

Classificação do Mundial de Motocross na categoria MX1 após sete etapas
1. Clement Desalle – 285 pontos (3 vitórias)
2. Antonio Cairoli – 284 (2 vitórias)
3. Steven Frossard – 250 (1 vitória)
4. Max Nagl – 225
5. EvgenyBobryshev – 204
6. David Philippaerts – 199 (1 vitória)
7. Rui Gonçalves – 192
8. Jon Barragan – 164
9. Xavier Boog – 161
10. Steve Ramon – 149 pontos

Categoria MX2
Na largada da primeira bateria, o alemão Ken Roczen, da Red Bull / KTM, fez o holeshot e saiu na frente. Roczen chegou a abrir 5 segundos de vantagem sobre o britânico Tommy Searle, da equipe Monster Energy / Pro Circuit / CLS / Kawasaki, porém cometeu alguns erros nas voltas finais que permitiram uma maior aproximação do inglês.

Largada da categoria MX2 em La Bañeza

Largada da categoria MX2 em La Bañeza

Jeffrey Herlings

Jeffrey Herlings

Por sorte os retardatários ajudaram o alemão a recuperar uma pequena parte da vantagem e garantir a vitória. Searle finalizou em segundo, o holandês Jeffrey Herlings, companheiro de equipe de Roczen, em terceiro, o francês Gautier Paulin, da equipe Monster Energy / Yamaha, em quarto, e o inglês Nicolas Aubin, da KTM, em quinto.

Arnaud Tonus

Arnaud Tonus

Joel Roelants

Joel Roelants

Na largada da segunda bateria, Searle fez o holeshot e saiu na frente, mas foi superado por Roczen em poucas voltas. Desta vez o alemão não teve problemas e venceu com mais tranquilidade. Searle foi novamente o segundo, Paulin o terceiro, Herlings o quarto, e o francês Arnaud Tonus, da Yamaha, o quinto. Roczen também faturou o overall.

Ken Roczen

Ken Roczen

Pódio da categoria MX2 em La Bañeza

Pódio da categoria MX2 em La Bañeza

Searle garantiu a segunda posição e Paulin completou o pódio em terceiro. Herlings finalizou em quarto e Tonus completou os cinco primeiros. No campeonato, Roczen lidera com seis pontos de vantagem sobre Herlings. Searle é o terceiro, Paulin o quarto, e o norte-americano Zach Osborne da Yamaha fecha os cinco primeiros.

Resultado geral da sétima etapa do Mundial de Motocross na categoria MX2
1. Ken Roczen – KTM – 1/1
2. Tommy Searle – Kawasaki – 2/2
3. Gautier Paulin – Yamaha – 4/3
4. Jeffrey Herlings – KTM – 3/4
5. Arnaud Tonus – Yamaha – 6/5
6. Nicolas Aubin – KTM – 5/8
7. Joel Roelants – KTM – 7/7
8. Glenn Coldenhoff – Yamaha – 9/9
9. Harri Kullas – Yamaha – 10/10
10. Nick Triest – KTM – 8/15

Classificação do Mundial de Motocross na categoria MX2 após sete etapas
1. Ken Roczen – 301 pontos (3 vitórias)
2. Jeffrey Herlings – 295 (3 vitórias)
3. Tommy Searle – 268 (1 vitória)
4. Gautier Paulin – 234
5. Zach Osborne – 213
6. Arnaud Tonus – 197
7. Max Anstie – 167
8. Joel Roelants – 166
9. HarriKullas – 164
10. Nicolas Aubin – 151 pontos

Calendário do Mundial de Motocross MX1  / MX2 2011
8ª Etapa – 3 de julho – Suécia / Uddevalla
9ª Etapa – 10 de julho – Alemanha / Teutschenthal
10ª Etapa – 17 de julho – Lituânia / Kegums
11ª Etapa – 31 de julho – Bélgica / Lommel
12ª Etapa – 7 de agosto – República Tcheca / Loket
13ª Etapa – 21 de agosto – Inglaterra / Matterley Basin
14ª Etapa – 4 de setembro – Alemanha / Gaildorf
15ª Etapa – 11 de setembro – Itália / Fermo

Confira como foram as etapas anteriores do Mundial de Motocross MX1 / MX2 2011

6ª Etapa – 12 de junho – Agueda / Portugal
5ª Etapa – 5 de junho – St. Jean d’Angely / França
4ª Etapa – 22 de maio – Indaiatuba / Brasil
3ª Etapa – 15 de maio – San Bernardino / Estados Unidos
2ª Etapa – 24 de abril – Valkenswaard / Holanda
1ª Etapa – 10 de abril – Sevlievo / Bulgária

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly