10P Mundocross para João Marronzinho

Por Jorge Soares | Fotos por Divulgação | 28 de junho de 2011 - 10:56

Pelo seu jeito humilde e atencioso, ele é um dos pilotos mais queridos do Motocross Brasileiro, e no último domingo ele venceu a quarta etapa da Superliga de Motocross na categoria MX Pró em evento de inauguração oficial da pista do Parque Beto Carrero World, no Balneário de Penha, em Santa Catarina.

João Paulino da Silva Jr. é piloto oficial da equipe Honda / Mobil na categoria MX1, e neste ano ele está defendendo seu título na Superliga de Motocross na categoria MX1. Sempre acompanhado do seu pai, que além de pai é seu amigo, companheiro e conselheiro, Marronzinho a cada ano que passa ganha mais fãs pelo seu jeito de tratar as pessoas, e também pela sua garra nas pistas.

Para saber um pouco mais mais sobre o piloto catarinense João Marronzinho, confira agora aqui no Mundocross, uma entrevista exclusiva com o tri-campeão Brasileiro de Motocross MX1 2005/2006/2008, e campeão da Superliga de Motocross MX1 2010.

João Marronzinho é piloto da equipe oficial Honda / Mobil

João Marronzinho é piloto da equipe oficial Honda / Mobil

Placa de 5 segundos no ar : Largou…

1) Mundocross – Vai aqui a pergunta clássica das entrevistas do Mundocross, que é para quem ainda não teve o oportunidade de saber um pouco da tua história no Motocross. Por isto, conta para gente como foi que você entrou e como foi teu início na modalidade.

João Marronzinho – Comecei porque meu pai era piloto amador, e desde que comecei a falar eu já pedia moto para ele. E aí no meu aniversário de 5 anos ganhei uma minimoto 50cc. Minha primeira corrida foi aos 8 anos, onde de cara venci a prova e o campeonato.

2) Mundocross – Tivemos no mês passado em Indaiatuba o GP Brasil de Motocross, prova válida pelo Mundial de Motocross MX1 / MX2, e você mais uma vez esteve em ação na categoria MX1. Quais os pontos que você acha que influenciam no desempenho dos pilotos brasileiros, que acabam não sendo tão rápidos como os pilotos europeus ? E o que você acha que pode ser mudado para que os pilotos brasileiros andem tão rápidos como a maioria dos estrangeiros que correm no Mundial ?

João Marronzinho – A maior diferença são as pistas, porque no Brasil elas são rápidas demais e com pouca canaleta, o inverso da situação das pistas do mundial. Na Superliga de Motocross eles já estão travando mais as pistas e deixando o terreno bem solto, acho isso importante para começarmos a evoluir.

3) Mundocross – Após a liberação da Honda você participou da segunda etapa do Brasileiro de Motocross em Carlos Barbosa, quando conquistou a terceira colocação na MX1. Já que o campeonato permite um descarte, e aí poderá descartar a primeira etapa que não participaste, você irá participar das etapas restantes do Brasileiro de Motocross ?

João Marronzinho – Ainda estamos resolvendo com nosso chefe. Até o momento não temos nenhuma resposta.

Marronzinho é o atual campeão da principal categoria da Superliga de MX

Marronzinho é o atual campeão da principal categoria da Superliga de MX

4) Mundocross – Com a tua participação no campeonato Brasileiro de Motocross, abrem-se as portas para que você possa ser convocado para o Time do Brasil para o Motocross das Nações 2011 na França. Esta é uma meta que você deseja concretizar este ano ?

João Marronzinho – Se der certo de participar do Brasileiro, com certeza esta será uma meta, pois a convocação para o MXON é o sonho de qualquer piloto.

5) Mundocross – Qual o teu esquema de treinos físicos e com a moto ? Está pergunta é de interesse de muitos pilotos iniciantes, e te peço para responder da forma mais completa e abrangente possível.

João Marronzinho – Treino com a moto 5 dias por semana, em média 2 baterias por dia. Pedalo quase todos os dia e faço academia 3 vezes por semana. Além disso mantenho uma dieta especial e tomo alguns suplementos para me ajudar na recuperação e fortalecimento.

6) Mundocross – Quando você foi contratado pela Honda no final de 2009, seu contrato foi de quanto tempo de duração ? E você já renovou com a Honda para as próximas temporadas ?

João Marronzinho – Meu contrato era de um ano, e foi renovado no final de 2010 por mais um ano. Até o momento ainda não foi renovado. Essas renovações e contratações são feitas sempre em novembro ou dezembro. Espero renovar, e vou fazer o possível para isso pois estou contente com o apoio dado pela Honda.

Marronzinho fazendo o holeshot na etapa da Superliga em Chapecó

Marronzinho fazendo o holeshot na etapa da Superliga em Chapecó

7) Mundocross – Qual é a avaliação que você faz da sua temporada 2011 até agora ?

João Marronzinho –Mediana, pois pretendia estar em primeiro no campeonato. Trabalhei bastante para isso, mas acho que o fato de ter sido o campeão da Superliga de Motocross na categoria MX1 em 2010 me pesou um pouco no inicio da temporada. Mas estou crescendo e espero surpreender a todos até o fim do campeonato.

8) Mundocross – Você irá encaminhar o teu filho, o Jorginho, para a carreira de piloto de Motocross ?

João Marronzinho – Ainda não sei. Minha esposa não apóia muito essa idéia, mas ele gosta bastante e já tem uma CRF50.

9) Mundocross – Que dicas você dá para quem está começando no Motocross agora ?

João Marronzinho – Começar com calma, curtir ao máximo, saber respeitar as limitações e estar sempre bem preparado antes de entrar na pista, com equipamentos, bom preparo físico…

10) Mundocross – E para encerrar o 10P Mundocross, qual é um sonho ou uma meta, que você ainda quer realizar no Motocross ?

João Marronzinho – Conquistar um titulo nacional de Arenacross ou Supercross, e acumular o máximo possível no Motocross.

Marronzinho sonha em representar o Brasil no Motocross das Nações

Marronzinho sonha em representar o Brasil no Motocross das Nações

Mundocross – Agora a palavra e o espaço são seus.

João Marronzinho – Gostaria de agradecer a minha equipe Honda, Mobil, Pirelli, ASW, Oakley, Riffel, Showa, DID, Orbital, NGK, Polisport, Pro Taper e aos meus patrocinadores pessoais, a Motoshop e a Empty.

Perfil do piloto João Marronzinho
Nome completo : João Paulino da Silva Júnior
Data de nascimento : 13 de dezembro de 1982
Cidade onde nasceu : Laguna – SC
Cidade onde mora : Laguna – SC
Apelido : Marronzinho
Moto atual : CRF450R
Principal título : Campeão da Superliga Brasil de Motocross MX1 2010
Ídolos no Motocross Nacional : Cássio Garcia e Milton ‘Chumbinho’ Becker
Ídolo no Motocross Internacional : Ricky Carmichael
Pistas favoritas em Santa Catarina : Canelinha e São José
Pista favorita no Brasil : Campo Grande
Comida favorita : Churrasco
Bebida favorita : Coca-cola
Comida antes das corridas : Massa e frango
Bebida nas corridas : Isotônico e suco
Lazer preferido : Passear com a família
Esporte preferido fora o Motocross : Bike e jet-ski
E-mail : [email protected]
Site : www.equipehonda.com.br
MSN : [email protected]
Twitter : www.twitter.com/marrommx11

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Gabriel disse:

Parabéns por todas as vitórias e carreira brilhante!

Obrigado por tudo Marronzinho!

Equipe Empty

marronzinho voce vai entrar no team brasil.tenha fé amigo. eu acredito que o team brasil vai colocar voce como piloto titular.

Rodrigo.bardinho disse:

Esse é meu piloto e meu irmão valleuuu JR.

Roca mineira disse:

Muito importante a dica sobre como começar no motocross. Parabens pela carreira. Valeu Marron

Paulo disse:

Ai juca marron não é desse tipo não. O brother já é Tri-Campeão brasileiro, e acredito nunca vai deixar de ser a pessoa que é !!!

Paulo disse:

Marron, um exemplo de piloto, pessoa humilde e dedicada. Tanto no esporte quanto na vida pessoal. Sou teu fã amigo, e amante do esporte tenho você como ídolo, e acredite, aprendi muitas coisas com você dentro das pistas. Sucesso hoje e sempre. Abraço.. Farofa #218

juca disse:

Marron continui com essa humildade que voce tem cara nao deixe o sucesso subir na cabeca como subiu nos seus companheiros de equipe nao o leandro silva nao pisa nem no chao so anda nas nuvens o cara se axa de mais,o welington garcia ja se axou muito hoje em dia baixou a bola demais,o jean ramos ja fou bem mais humilde e o swian zanone tambem ja teve uma humildade de dar e vender para todos do motocross hoje em dia ta se axando muito uma bossa em pessoa.
Tudo passa galera o sucesso um dia passa ai ja pode ser tarde.

josue soares disse:

tive o previlegio de estar do lado e acompanhar a carreira desse grande pilot simples , humilde, e de um coração enorme, continue assim amorron e que Deus te ilumine que esse ano seje mas um de grandes conquista estou torcendo sempre abraço.. josue

Joanes disse:

parabéns Marrom, aqui no paraná vc tem uma legião de Fãns.
Ano retrasado vc foi campeao aqui, e esperamos quem sabe um dia possa a voltar participar do campeonato paranaense

Marronzinho disse:

Obrigado a todos pelo carinho, espero poder agradecer também pessoalmente em alguma etapa. Grande abraço ao Jorge e à todos os amigos.

Betinho e bebe # 51 disse:

parabens pela sinceridade, honestidade, carater, simpatia e respeito habitual em toda sua carreira quando era privado e hoje como piloto proficional, o que vc construiu ao longo dos anos pode realmente servir de exemplo.
parabens!
Quanto ao campeonato,continue respeitando seus adversarios como sempre o fez, mas continue trabalhando forte tambem por que nimguem e imbativel como alguns pensam. Acredito que vc vai surpreender novamente.
Um grande abraco a todos.

patrick disse:

parabéns marron.

cleber disse:

Parabêns Marron !!

muito legal sua simplicidade e simpatia é de condutas como a sua que se faz idolos.
mesmo tendo a oportunidade com idade mais avançada nas equipes de ponta você mesmo assim conquistou muitos titulos.
nós aqui no oeste catarinense somos MARRON MOTOCROSS CLUBE !
valeu !!

Cleber do Moto Clube Chapecó

otavio disse:

anda mtoo..valeu

fernando mazzucco disse:

valeu marron,é isso aí,,parabens

Luiz disse:

Jorge,parabéns por mais uma entrevista muito legal!!!! porque vc não faz essas entrevistas para os pilotos que são amadores,que andam no velocross….aqui em santa catarina ninguém faz isso!!!sou piloto e isso ajudaria a incentivar…um abraço

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly