AMA Motocross 2011 – 6ª etapa – Red Bud

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por Steve Giberson | 03 de julho de 2011 - 17:09

O AMA Motocross prosseguiu neste sábado com a sexta etapa da temporada 2011, disputada no circuito de Red Bud, na cidade de Buchanan, Estado do Michigan. Para os líderes do campeonato, o final de semana pode ser considerado bom. Na principal categoria, a 450, o australiano Chad Reed faturou seu quarto overall em seis etapas, e manteve a liderança na tabela.

Reed é considerado para a maioria a grande surpresa do campeonato, que acreditava que a disputa pelo título seria apenas entre Ryan Villopoto e Ryan Dungey, já que o Motocross até então nunca havia sido a praia do australiano. Já na categoria 250, Blake Baggett voltou a dominar, mas seu companheiro de equipe, o escocês Dean Wilson manteve a consistência e a liderança do campeonato, mas vai ter que rebolar se quiser permanecer nela.

A cada etapa o AMA Motocross 2011 está mais emocionante

A cada etapa o AMA Motocross 2011 está mais emocionante

Red Bud também foi palco da quarta etapa do Women’s Motocross – WMX, e a líder do campeonato Ashley Fiolek, da equipe oficial Honda, mostrou que está disposta a fazer o que for necessário para recuperar o título perdido no ano passado para Jessica Patterson da Yamaha. Confira como foi…

Categoria 450

Na largada da primeira bateria, Jake Weimer, da equipe oficial Monster Energy / Kawasaki fez o holeshot e saiu na frente, mas poucas curvas depois perdeu a liderança para David Millsaps da equipe Muscle Milk / Toyota / JGMXR / Yamaha. Um dos favoritos na briga pelo título, Ryan Villopoto sofreu um tombo que envolveu outros pilotos, e voltou para a corrida nas últimas posições.

Largada da primeira bateria da categoria 450 em Red Bud

Largada da primeira bateria da categoria 450 em Red Bud

Nos primeiros momentos da bateria as disputas são intensas

Nos primeiros momentos da bateria as disputas são intensas

Completada a primeira volta, Millsaps liderava, com o australiano Chad Reed, da equipe privada Bel Ray / Two Two Motorsports / Honda, líder do campeonato, em segundo, e o atual campeão Ryan Dungey, da equipe oficial Rockstar / Makita / Suzuki em terceiro. Millsaps se manteve bem na liderança e na quarta volta chegou a abrir três segundos de vantagem sobre Reed.

David Millsaps, Chad Reed e Ryan Dungey

David Millsaps, Chad Reed e Ryan Dungey

Ryan Dungey

Ryan Dungey

Mas essa alegria duraria somente até a sétima volta, quando ele foi superado pelo australiano. Millsaps também perderia a segunda posição para Dungey. Os três primeiros imprimiram um ritmo forte e rapidamente se afastaram dos demais. Nas voltas finais Dungey começou a se aproximar cada vez mais de Reed, e na última volta o piloto da Suzuki chegou a tentar dar o bote e para assumir a liderança, mas o australiano conseguiu se defender e garantir a vitória.

Ryan Villopoto

Ryan Villopoto

Justin Brayton

Justin Brayton

Millsaps finalizou em terceiro. Companheiro de equipe de Dungey, Brett Metcalfe foi o quarto, e Justin Brayton, companheiro de equipe de Millsaps, o quinto. Villopoto conseguiu se recuperar até a nona posição, terminando a corrida com a moto depenada.

Na largada da segunda bateria, Dungey fez o holeshot e saiu na frente, mas foi superado por Villopoto logo em seguida. Reed largou em terceiro, mas perdeu a posição para Mike Alessi, da equipe oficial KTM. A corrida se resumiu da seguinte maneira. Dungey se isolou na segunda posição enquanto Villopoto se isolava na liderança, fazendo uma corrida impecável.

Largada da segunda bateria da categoria 450 em Red Bud

Largada da segunda bateria da categoria 450 em Red Bud

Chad Reed

Chad Reed

Já Reed levou praticamente toda a bateria para conseguir ultrapassar Alessi e garantir o terceiro lugar, conseguindo dar o bote somente nas últimas voltas. O australiano sabia que a terceira posição era tudo que precisava para vencer o overall e por isso pilotou com bastante cautela, esperando a hora certa de atacar.

Kevin Windham

Kevin Windham

Mike Alessi

Mike Alessi

E o piloto Josh Grant, da equipe oficial Honda, assim como na etapa anterior, abandonou a segunda bateria sentindo dores no joelho que havia operado no início do ano. Após dezesseis voltas, vitória de Villopoto, com Dungey em segundo e Reed em terceiro. Alessi foi o quarto e Metcalfe o quinto. No overall, vitória de Reed, com Dungey em segundo e Villopoto em terceiro. Metcalfe foi o quarto e Alessi completou os cinco primeiros.

Ryan Villopoto

Ryan Villopoto

Pódio da categoria 450 em Red Bud

Pódio da categoria 450 em Red Bud

No campeonato, graças ao azar de Villopoto, Reed dobrou de oito para dezesseis pontos sua vantagem relação ao piloto da Kawasaki. Dungey aparece na terceira posição, apenas seis pontos atrás de Villopoto. Metcalfe é o quarto e Millsaps fecha os cinco primeiros.

Resultado da sexta etapa na categoria 450
1. Chad Reed (Honda) 1-3
2. Ryan Dungey (Suzuki) 2-2
3. Ryan Villopoto (Kawasaki) 9-1
4. Brett Metcalfe (Suzuki) 4-5
5. Mike Alessi (KTM) 8-4
6. Justin Brayton (Yamaha) 5-7
7. Andrew Short (KTM) 6-8
8. Davi Millsaps (Yamaha) 3-13
9. Kevin Windham (Honda) 12-6
10. Christian Craig (Honda) 10-10
11. Nick Wey (Yamaha) 14-14
12. Josh Grant (Honda) 7-32
13. Jake Weimer (Kawasaki) 36-9
14. Travis Sewell (Yamaha) 13-17
15. Michael Byrne (Suzuki) 40-11
16. Tye Simmonds (KTM) 17-15
17. Ben LaMay (Yamaha) 16-16
18. Jake Canada (Yamaha) 11-30
19. Tommy Hahn (Yamaha) 39-12
20. Jimmy Albertson (Honda) 15-20
21. Shane Sewell (Yamaha) 20-18
22. Kevin Rookstool (KTM) 19-19
23. Kyle Keylon (Kawasaki) 18-28
24. Ricky Dietrich (Yamaha) 22-23
25. Evgeny Mikhaylov (Suzuki) 21-24
26. AJ Catanzaro (Yamaha) 27-21
27. Jacob Morrison (Honda) 29-25
28. Garret Toth (Yamaha) 28-26
29. Fredirk Noren (Honda) 24-31
30. Heath Harrison (Yamaha) 23-33
31. Auston Albers (Kawasaki) 31-27
32. Vince Friese (Yamaha) 38-22
33. Robert Marshall (KTM) 26-34
34. Lowell Spangler (Honda) 25-37
35. Tony Gallo (Yamaha) 34-29
36. Tyler Bright (Honda) 30-36
37. Cameron Ston (Kawasaki) 33-35
38. Josh Lichtle (Yamaha) 32-39
39. Robert Fitch Jr. (Honda) 37-38
40. Michael Pichone (Honda) 35-40

Classificação da categoria 450 após seis etapas
1. Chad Reed – 268 pontos (4 vitórias)
2. Ryan Villopoto – 252 (1 vitória)
3. Ryan Dungey – 246 (1 vitória)
4. Brett Metcalfe – 178
5. Davi Millsaps – 173
6. Kevin Windham – 172
7. Andrew Short – 130
8. Christian Craig – 119
9. Mike Alessi – 115
10. Jake Weimer – 112
11. Ricky Dietrich – 109
12. Tommy Hahn – 100
13. Nick Wey – 95
14. Michael Byrne – 79
15. Justin Brayton – 48
16. Tye Simmonds – 46
17. Ben LaMay – 46
18. Josh Grant – 38
19. Les Smith – 37
20. Mike Brown – 31 pontos

Categoria 250

Na largada da primeira bateria, Justin Barcia, piloto da equipe semi-oficial Geico Powersports / Honda fez o holeshot e saiu na frente. Barcia liderou até a quarta volta, quando abandonou a corrida após sofrer um forte tombo em uma das descidas da pista, quando foi lançado na frente da moto depois de capotar por cima do guidão.

Largada da primeira bateria da categoria 250 em Red Bud

Largada da primeira bateria da categoria 250 em Red Bud

Ryan Sipes

Ryan Sipes

Ryan Sipes da equipe DNA Shred Stixs / Star Racing / Yamaha aproveitou para assumir a liderança. Ele só não esperava que Blake Baggett, da equipe semi-oficial Monster Energy / Pro Circuit / Kawasaki estivesse em mais uma tarde inspirada. Baggett largou em quinto e veio recuperando posições. Quando ocupava a segunda posição, pelo ritmo que estava imprimindo, tudo indicava que para ele assumir a liderança era apenas uma questão de tempo.

Justin Barcia

Justin Barcia

Wil Hahn

Wil Hahn

E foi o que aconteceu. A ultrapassagem sobre Sipes veio na nona volta. Sipes também perderia a segunda posição para o escocês Dean Wilson, líder do campeonato e companheiro de equipe de Baggett. Após quinze voltas, vitória de Baggett, com Wilson em segundo e Sipes em terceiro. Companheiro de equipe de Sipes, Kyle Cunningham foi o quarto, e o sul-africano Tyla Rattray, outro piloto da equipe Monster Energy / Pro Circuit / Kawasaki, o quinto.

Kyle Cunningham

Kyle Cunningham

Por causa do tombo na primeira bateria, Barcia sequer alinhou no gate para a segunda. Na largada, Will Hahn, equipe semi-oficial Lucas Oil / Troy Lee / Honda, que ainda não havia corrido no campeonato por estar se recuperando de lesão, fez o holeshot e saiu na frente, mas antes de completar a primeira volta foi superado por Baggett. Baggett não deixou dúvidas sobre quem é o piloto mais rápido da categoria, garantindo mais uma vitória ao dominar as dezesseis voltas da bateria, sem dar chance aos adversários.

Largada da segunda bateria da categoria 250 em Red Bud

Largada da segunda bateria da categoria 250 em Red Bud

Blake Baggett

Blake Baggett

Wilson é o segundo e Rattray o terceiro. Cunningham finaliza na quarta posição, e Broc Tickle, outro piloto da equipe Monster Energy / Pro Circuit / Kawasaki é o quinto. No overall, domínio dos Kawasaki Boys no pódio, com Baggett em primeiro, Wilson em segundo e Rattray em terceiro. Cunningham foi o quarto e Tickle completou os cinco primeiros.

Tyla Rattray

Tyla Rattray

Malcolm Stewart

Malcolm Stewart

No campeonato, Wilson, mesmo sem vencer nenhum overall, tem quatorze pontos de vantagem sobre Baggett, mas vai ter que começar a acelerar se quiser se manter na liderança. Rattray é o terceiro, Elic Tomac (que sofreu uma queda nos treinos, foi parar no hospital e foi aconselhado pelos médicos a não correr, voltará na próxima etapa em Milville) da equipe Geico Powersports / Honda o quarto, e Cunningham fecha os cinco primeiros.

Pódio da categoria 250 em Red Bud

Pódio da categoria 250 em Red Bud

Resultado da sexta etapa na categoria 250
1. Blake Baggett (Kawasaki) 1-1
2. Dean Wilson (Kawasaki) 2-2
3. Tyla Rattray (Kawasaki) 5-3
4. Kyle Cunningham (Yamaha) 4-4
5. Broc Tickle (Kawasaki) 7-5
6. Wil Hahn (Honda) 8-6
7. Ryan Sipes (Yamaha) 3-14
8. Martin Davalos (Suzuki) 11-7
9. Cole Seely (Honda) 9-10
10. Scott Champion (Honda) 13-13
11. Travis Baker (Honda) 12-15
12. Darryn Durham (Honda) 6-34
13. Gareth Swanepoel (Yamaha) 17-11
14. Malcolm Stewart (Suzuki) 28-8
15. Nico Izzi (Honda) 31-9
16. Les Smith y(Suzuki) 15-16
17. Lance Vincent (Honda) 10-33
18. Gannon Audette (Yamaha) 14-18
19. Alex Martin (Honda) 34-12
20. Joshua Clark (Honda) 16-19
21. Austin Howell (Suzuki) 35-17
22. Johnny Moore (Honda) 18-27
23. Willy Browning (Honda) 19-21
24. Taylor Futrell (Honda) 32-20
25. Sean Hackley Jr. (Kawasaki) 20-35
26. Dakota Tedder (Kawasaki) 22-22
27. Nick Paluzzi (Suzuki) 23-26
28. Ryan Zimmer (Honda) 26-24
29. Kody Kamm (Yamaha) 24-28
30. Matthew Babbitt (Honda) 21-32
31. Ozzy Barbaree (Kawasaki) 25-30
32. Myles Tedder (Kawasaki) 29-29
33. Ricky Renner (KTM) 27-31
34. Hunter Clements (Honda) 37-25
35. Joey Rossi (Yamaha) 40-23
36. Justin Barcia (Honda) 30-36
37. Killy Rusk (KTM) 33-37
38. Justin Sipes (Kawasaki) 36-38
39. Matt Lemoine (Kawasaki) 38-39
40. Sean Lipanovich (Suzuki) 39-40

Classificação da categoria 250 após seis etapas
1. Dean Wilson – 258 pontos
2. Blake Baggett – 244 (4 vitórias)
3. Tyla Rattray – 242 (2 vitórias)
4. Eli Tomac – 176
5. Kyle Cunningham – 163
6. Broc Tickle – 143
7. Justin Barcia – 137
8. Gareth Swanepoel – 120
9. Cole Seely – 112
10. Martín Davalos – 111
11. Darryn Durham – 109
12. Nico Izzi – 91
13. Malcolm Stewart – 89
14. Alex Martin – 72
15. Gannon Audette – 72
16. Travis Baker – 71
17. Nick Paluzzi – 63
18. Ryan Sipes – 51
19. Matt Lemoine – 41
20. Austin Howell – 40 pontos

Categoria WMX

Red Bud também foi palco da quarta etapa do Women’ s Motocross – WMX, o campeonato Americano Feminino da modalidade. Ashley Fiolek, piloto oficial da Honda mostrou mais uma vez que está disposta a recuperar o título perdido no ano passado para Jessica Patterson, da Yamaha.

Largada da primeira bateria da categoria WMX em Red Bud

Largada da primeira bateria da categoria WMX em Red Bud

Tarah Gieger e Jessica Patterson

Tarah Gieger e Jessica Patterson

Jackie Golden

Jackie Golden

Fiolek garantiu o overall ao vencer as duas baterias. Com dois segundos lugares, Patterson foi à segunda, e com dois terceiros, Tarah Gieger da Honda completou o pódio. Vicky Golden da Kawasaki (4-4) e Sayaka Kaneshiro da Suzuki (6-6) completaram as cinco primeiras respectivamente nesta ordem.

Largada da segunda bateria da categoria WMX em Red Bud

Largada da segunda bateria da categoria WMX em Red Bud

Lindsey Palmer

Lindsey Palmer

Ashley Fiolek

Ashley Fiolek

No campeonato, Fiolek lidera com oito pontos de vantagem sobre Patterson. Gieger é a terceira, Jacqueline Strong da KTM a quarta, e Kasie Creson da Honda fecha as cinco primeiras. A brasileira Mariana Balbi, que corre pela equipe MotoConcepts / Yamaha com patrocínio da Pro Tork, não disputou esta etapa porque ainda se recupera do acidente sofridos nos treinos em Thunder Valley. Agora ela ocupa a 12ª posição com 66 pontos.

Resultado da quarta etapa na categoria WMX
1. Ashley Fiolek (Honda) 1-1
2. Jessica Patterson (Yamaha) 2-2
3. Tarah Gieger (Honda) 3-3
4. Vicki Golden (Kawasaki) 4-4
5. Sayaka Kaneshiro (Suzuki) 6-6
6. Jacqueline Strong (KTM) 5-7
7. Marissa Markelon (Yamaha) 9-5
8. Kasie Creson (Honda) 8-8
9. Lindsey Palmer (Honda) 7-10
10. Jackie Ives (Yamaha) 10-11
11. Allison Vrba (Yamaha) 12-12
12. Julie Parizek (Kawasaki) 13-13
13. Ashley Boham (Kawasaki) 11-17
14. Alexa Pearson (KTM) 22-9
15. Kim Irmgartz (Kawasaki) 15-15
16. Shelby Rolen (Yamaha) 18-14
17. Alyssa Fitch (Honda) 16-16
18. Sade Allender (Kawasaki) 14-18
19. Hailey Larson (Honda) 17-23
20. Justine Cox (Kawasaki) 19-20
21. Elissa Rgzincic (Kawasaki) 23-19
22. Lauren Volentir (Kawasaki) 20-25
23. Michelle Miller (Yamaha) 24-21
24. Cady VanCura (KTM) 21-24
25. Mandi Mastin (Husqvarna) 26-22
26. Sara Price (Kawasaki) 25-26
27. Taryn Covington (Honda) 27-27
28. Samantha Sisinger (Honda) 28-28
29. Jenica Paulsen (KTM) 29-29

Classificação da categoria WMX após quatro etapas
1. Ashley Fiolek – 185 pontos (2 vitórias)
2. Jessica Patterson – 177 (2 vitórias)
3. Tarah Gieger – 148
4. Jacqueline Strong – 108
5. Kasie Creson – 98
6. Marissa Markelon – 97
7. Vicki Golden – 95
8. Sayaka Kaneshiro – 83
9. Lindsey Palmer – 83
10. Sara Price – 79
11. Alexa Pearson – 79
12. Mariana Balbi – 66
13. Tatum Sik – 59
14. Hailey Larson – 41
15. Stefanie Laier – 40
16. Elizabeth Bash – 40
17. Ashley Boham – 39
18. Jackie Ives – 38
19. Sarah Whitmore – 29
20. Kim Irmgartz – 26 pontos

Calendário do AMA Motocross 2011
7ª Etapa – 16 de julho – Spring Creek MX – Millville (Minnesota)
8ª Etapa – 23 de julho – Washougal MX Park – Washougal (Washington)
9ª Etapa – 13 de agosto – Unadilla Valley – New Berlin (New York)
10ª Etapa – 27 de agosto – Motocross 338 – Southwick (Massachusetts)
11ª Etapa – 3 de setembro – Steel City Raceway – Delmont (Pensilvânia)
12ª Etapa – 10 de setembro – Pala Raceway – Pala (Califórnia)

Calendário do WMX Motocross 2011
5ª Etapa – 16 de julho – Spring Creek MX – Millville (Minnesota)
6ª Etapa – 27 de agosto – Motocross 338 – Southwick (Massachusetts)
7ª Etapa – 3 de setembro – Steel City Raceway – Delmont (Pensilvânia)
8ª Etapa – 10 de setembro – Pala Raceway – Pala (Califórnia)

Confira como foram as primeiras etapas do AMA Motocross 2011

5ª Etapa – 25 de junho – Thunder Valley / Colorado
4ª Etapa – 18 de junho – Budds Creek / Maryland
3ª Etapa – 11 de junho – High Point / Pensilvânia
2ª Etapa – 28 de maio – Freestone / Texas
1ª Etapa – 21 de maio – Hangtown / Califórnia

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly