Na Romênia, francês colocou fogo no Mundial de Enduro

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por Divulgação | 14 de julho de 2011 - 13:22

O Mundial de Enduro voltou no último fim de semana com a sexta etapa do campeonato, o GP da Romênia, disputado em Buzau. A prova pode ser considerada um dos melhores Enduros do campeonato até agora. Durante os dois dias os pilotos tiveram que encarar três voltas num circuito de 81 kms.

A prova foi disputada sob um calor de aproximadamente 41 graus, que mais uma vez foi outro obstáculo difícil de ser superado pelos participantes. O excelente nível técnico da prova, aliado a bela cidade de Buzau também foram muito elogiados pelos pilotos. Confira como foi o evento disputado nos dias 9 e 10 de julho…

Categoria Enduro 1
Na categoria das motos de menor cilindrada o domínio finlandês continua. No primeiro dia Matti Seistola, da Husqvarna, venceu com dez segundos de vantagem sobre seu conterrâneo e companheiro de equipe, Juha Salminen. Completando o domínio finlandês, Eero Remes, da KTM, finalizou em terceiro. Os franceses Rodrig Thain, da equipe HM Honda, e Julien Gauthier, da TM, foram respectivamente o quarto e o quinto colocado.

Rodrig Thain

Rodrig Thain

Matti Seistola

Matti Seistola

No domingo Seistola não conseguiu repetir o desempenho em virtude de ser mais uma entre várias vítimas do calor e das dificuldades do terreno. Dois tombos o derrubaram para a nona posição no final do dia. Salminen aproveitou para vencer, Remes foi o segundo, e Thain o terceiro. Gauthier finalizou em quarto, e o espanhol Lorenzo Santolino, da KTM, foi o quinto. No campeonato a vantagem de Salminen sobre Remes chega a 46 pontos. Cinco pontos atrás, Seistola é o terceiro colocado. Thain aparece na quarta posição e Santolino fecha os cinco primeiros.

Resultado de sábado categoria Enduro 1
1. Matti Seistola – Husqvarna
2. Juha Salminen – Husqvarna
3. Eero Remes – KTM
4. Rodrig Thain – Honda
5. Julien Gauthier – TM

Resultado de domingo categoria Enduro 1
1. Juha Salminen – Husqvarna
2. Eero Remes – KTM
3. Rodrig Thain – Honda
4. Julien Gauthier – TM
5. Lorenzo Santolino – KTM

Classificação categoria Enduro 1 após seis etapas
1. Juha Salminen – 286 pontos
2. Eero Remes – 240
3. Matti Seistola – 235
4. Rodrig Thain – 207
5. Lorenzo Santolino – 174 pontos

Categoria Enduro 2
Depois de dois abandonos na Grécia, o francês Pierre Alexandre Renet deu a volta por cima na Romênia e venceu o primeiro dia. Esta foi a primeira vitória da Husaberg na temporada. O espanhol Cristobal Guerrero, da KTM, finalizou em segundo, depois de vencer uma boa briga contra o francês Antoine Meo, da Husqvarna, que finalizou em terceiro. O espanhol Ivan Cervantes, da Gas Gas, foi o quarto e o francês Antoine Basset, da Yamaha, o quinto.

Pierre Alexandre Renet

Pierre Alexandre Renet

Antoine Meo

Antoine Meo

No domingo Renet venceu novamente, mas enfrentou uma dura batalha contra seu conterrâneo Meo, que por sua vez deu o troco e deixou Guerrero em terceiro. Cervantes foi novamente o quarto e Basset o quinto. No campeonato, Meo ampliou para 49 pontos sua vantagem em relação a Guerrero. Cervantes é o terceiro, Renet o quarto, e Basset fecha os cinco primeiros.

Resultado de sábado categoria Enduro 2
1. Pierre Alexandre Renet – Husaberg
2. Cristobal Guerrero – KTM
3. Antoine Meo – Husqvarna
4. Ivan Cervantes – Gas Gas
5. Antoine Basset – Yamaha

Resultado de domingo categoria Enduro 2
1. Pierre Alexandre Renet – Husaberg
2. Antoine Meo – Husqvarna
3. Cristobal Guerrero – KTM
4. Ivan Cervantes – Gas Gas
5. Antoine Basset – Yamaha

Classificação categoria Enduro 2 após seis etapas
1. Antoine Meo – 274 pontos
2. Cristobal Guerrero – 225
3. Ivan Cervantes – 214
4. Pierre Alexandre Renet – 202
5. Antoine Basset – 172 pontos

Categoria Enduro 3
No primeiro dia, o francês Christophe Nambotin, da Gas Gas, garantiu a vitória no finalzinho da prova, ao realizar uma última volta impecável. Seu conterrâneo Sebastien Guillaume, da Husqvarna, finalizou em segundo. O norte-americano Kurt Caselli, da KTM, foi o terceiro. Líder do campeonato, o finlandês Mika Ahola foi apenas o quarto colocado. A quinta posição ficou com o espanhol Oriol Mena, da Husaberg.

Mika Ahola

Mika Ahola

Kurt Caselli

Kurt Caselli

No domingo Nambotin venceu novamente e colocou fogo na disputa pelo título. Longe da sua melhor performance ao longo de todo o fim de semana, desta vez Ahola conseguiu pelo menos finalizar na segunda posição. Guillaume foi o terceiro, Caselli o quarto, e o sueco Joakim Ljunggren, da Husaberg, o quinto. No campeonato a vantagem de Ahola em relação a Nambotin caiu para 23 pontos. Ljunggren é o terceiro, seu companheiro de equipe, o finlandês Marko Tarkkala o quarto, e Mena fecha os cinco primeiros.

Resultado de sábado categoria Enduro 3
1. Christophe Nambotin – Gas Gas
2. Sébastien Guillaume – Husqvarna
3. Kurt Caselli – KTM
4. Mika Ahola – Honda
5. Oriol Mena – Husaberg

Resultado de domingo categoria Enduro 3
1. Christophe Nambotin – Gas Gas
2. Mika Ahola – Honda
3. Sébastien Guillaume – Husqvarna
4. Kurt Caselli – KTM
5. Joakim Ljunggren – Husaberg

Classificação categoria Enduro 3 após seis etapas
1. Mika Ahola – 274 pontos
2. Christophe Nambotin – 251
3. Joakim Ljunggren – 218
4. Marko Tarkkala – 190
5. Oriol Mena – 182 pontos

Confira como foram as etapas anteriores do Mundial de Enduro 2011

5ª Etapa – 18 e 19 de junho – Kalampaka / Grécia
4ª Etapa – 10 e 11 de junho – Fethiye / Turquia
3ª Etapa – 14 e 15 de maio – Francavilla di Sicilia / Itália
2ª Etapa – 9 e 10 de abril – Vale do Cambra / Portugal
1ª Etapa – 2 e 3 de abril – Ponts / Espanha

Etapas restantes do campeonato Mundial de Enduro 2011
7ª Etapa – 3 e 4 de setembro – GP de Andorra – Sant Julia
8ª Etapa – 1º e 2 de outubro – GP da França – Mende

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly