AMA Motocross 2011 – 7ª etapa – Millville

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por Steve Giberson | 17 de julho de 2011 - 18:40

Após uma semana de intervalo, o AMA Motocross voltou neste sábado para a disputa da sétima etapa do campeonato. Nas duas categorias o equilíbrio prevalece. Na principal, a 450, o líder do campeonato Chad Reed poderia ter saído do Minnesota com uma vantagem mais confortável, mas sofreu um espetacular e assustador tombo na segunda bateria.

Com a queda Reed deixou seus dois principais adversários na briga pelo título, Ryan Villopoto e Ryan Dungey, mais próximos na classificação do campeonato. Já na categoria 250 o domínio da equipe Monster / Pro Circuit / Kawasaki continua, com Tyla Rattray, Dean Wilson e Blake Baggett dando as cartas.

Em Millville o AMA Motocross entrou na sua segunda metade

Em Millville o AMA Motocross entrou na sua segunda metade

Confira como foi o evento deste sábado, 16 de julho, em Millville, no Minnesota…

Categoria 450

Na primeira bateria, o australiano Chad Reed da equipe Two Two Motorsports / Bel Ray / Shift / Honda, atual líder do campeonato, fez o holeshot, saiu na frente e não olhou mais para trás, dominando de ponta a ponta os 30 minutos mais duas voltas de bateria. O atual campeão Ryan Dungey da equipe oficial Rockstar / Makita / Suzuki finalizou em segundo.

Largada da primeira bateria da categoria 450

Largada da primeira bateria da categoria 450

Trey Canard

Trey Canard

Ryan Villopoto da equipe oficial Monster Energy / Kawasaki foi o terceiro, depois de largar em sexto e ganhar três posições ao longo da bateria. Mike Alessi da equipe oficial KTM foi o quarto, e Trey Canard da equipe oficial Red Bull / Honda Racing, de volta ao campeonato, finalizou na quinta posição.

Ryan Villopoto e Brett Metcalfe

Ryan Villopoto e Brett Metcalfe

Jimmy Albertson

Jimmy Albertson

Na segunda bateria, Reed novamente faz o holeshot e sai na frente, seguido por Villopoto e Dungey. Mas é no primeiro grande salto da pista que o australiano sofre o espetacular e assustador tombo citado anteriormente. Na rampa de lançamento, a roda traseira deu uma leve atravessada, Reed perdeu o controle e desprendeu-se da moto em pleno ar. Por sorte, ele cai na parte gramada do lado de fora da pista, no declive do referido salto. Mesmo com o susto, o australiano voltou para a corrida na 33ª posição.

Confira o tombo do australiano Chad Reed no vídeo abaixo

Imagem de Amostra do You Tube

Passadas as cinco primeiras voltas, Villopoto chegou a abrir cinco segundos de vantagem sobre Dungey. Os dois estavam num ritmo muito forte, mas foi na parte final da corrida que Dungey resolveu ir pra cima de Villopoto. Na 13ª volta, o atual campeão consegue a ultrapassagem com um block pass agressivo, deixando o piloto da Kawasaki no chão.

Largada da segunda bateria da categoria 450 em Millville

Largada da segunda bateria da categoria 450 em Millville

Ryan Villopoto

Ryan Villopoto

Villopoto ainda consegue voltar na vice-liderança, só que desta vez 22 segundos atrás de Dungey. O piloto da Suzuki garante a vitória. Villopoto é o segundo, Canard o terceiro, Alessi o quarto, e o australiano Brett Metcalfe, companheiro de equipe de Dungey, o quinto. Após aquele que talvez foi o acidente mais assustador de sua carreira, Chad Reed conseguiu se recuperar até a 14ª posição.

Ryan Dungey

Ryan Dungey

Dungey comemorou a sua segunda vitória na temporada 2011

Dungey comemorou a sua segunda vitória na temporada 2011

No overall, vitória de Dungey, com Villopoto em segundo e Canard completando o pódio em terceiro. Alessi foi o quarto e Reed completou os cinco primeiros. No campeonato, graças a 14ª posição, Reed salvou alguns pontos valiosos e talvez possivelmente tenha salvado sua temporada também, já que permanece na liderança com seis pontos de vantagem sobre Villopoto e sete sobre Dungey. Metcalfe é o quarto e o veterano Kevin Windham, que substitui Josh Grant na equipe oficial Red Bull/Honda Racing fecha os cinco primeiros.

Resultado da sétima etapa na categoria 450
1. Ryan Dungey (Suzuki) 2-1
2. Ryan Villopoto (Kawasaki) 3-2
3. Trey Canard (Honda) 5-3
4. Mike Alessi (KTM) 4-4
5. Chad Reed (Honda) 1-14
6. Brett Metcalfe (Suzuki) 6-5
7. Jake Weimer (Kawasaki) 8-6
8. Andrew Short (KTM) 7-9
9. Justin Brayton (Yamaha) 12-7
10. Kevin Windham (Honda) 11-10
11. Jimmy Albertson (Honda) 10-11
12. Tye Simmonds (KTM) 9-12
13. Michael Byrne (Suzuki) 13-13
14. Tommy Hahn (Yamaha) 33-8
15. Fredrik Noren (Honda) 14-17
16. Travis Sewell (Yamaha) 16-16
17. Nick Wey (Yamaha) 29-15
18. Ricky Dietrich (Yamaha) 15-24
19. Vince Friese (Yamaha) 20-18
20. Ben LaMay (Yamaha) 17-32
21. Evgeny Mikhaylov (Suzuki) 19-20
22. John Dowd (Kawasaki) 18-22
23. Kyle Keylon (Kawasaki) 26-19
24. Dean Porter (Suzuki) 21-21
25. Ronnie Stewart (Suzuki) 22-27
26. Garret Toth (Yamaha) 23-28
27. AJ Catanzaro (Yamaha) 27-25
28. Travis Stichter (Kawasaki) 25-29
29. Auston Albers (Kawasaki) 32-26
30. Devon Adair (Kawasaki) 28-30
31. Tony Gallo (Yamaha) 24-34
32. Heath Harrison (Yamaha) 37-23
33. Shane Sewell (Yamaha) 30-31
34. Kyle Partridge (Yamaha) 31-33
35. Nicholas Jackson (Suzuki) 34-36
36. Michael Stryker (KTM) 35-37
37. Taylor Futrell (Honda) 38-35
38. Christian Craig (Honda) 36-38
39. Jake Canada (Yamaha) 39-39
40. Weston Peick (Kawasaki) 40-40

Classificação da categoria 450 após sete etapas
1. Chad Reed – 300 pontos (4 vitórias)
2. Ryan Villopoto – 294 (1 vitória)
3. Ryan Dungey – 293 (2 vitórias)
4. Brett Metcalfe – 209
5. Kevin Windham – 193
6. Davi Millsaps – 173
7. Andrew Short – 156
8. Mike Alessi – 151
9. Jake Weimer – 140
10. Christian Craig – 119
11. Ricky Dietrich – 115
12. Tommy Hahn – 113
13. Nick Wey – 101
14. Michael Byrne – 95
15. Justin Brayton – 71
16. Tye Simmonds – 67
17. Ben LaMay – 50
18. Jimmy Albertson – 46
19. Josh Grant – 38
20. Les Smith – 37 pontos

Categoria 250

Na largada da primeira bateria, Kyle Cunningham da equipe DNA Shred Stixs/Star Racing Yamaha fez o holeshot e saiu na frente, mas foi imediatamente ultrapassado pelo escocês Dean Wilson da equipe Monster Pro Circuit/Kawasaki, atual líder do campeonato.

Largada da primeira bateria da categoria 250

Largada da primeira bateria da categoria 250

Dean Wilson

Dean Wilson

O sul-africano Tyla Rattray e o prata da casa Blake Baggett, ambos companheiros de equipe de Wilson e seus principais rivais na briga pelo título, largaram respectivamente na terceira e na quinta posição. Companheiro de equipe de Cunningham, Ryan Sipes largou em quarto.

Tyla Rattray

Tyla Rattray

Gareth Swanepoel e Darryn Duhram

Gareth Swanepoel e Darryn Duhram

Justin Barcia da equipe Geico PowerSports/Honda largou fora dos dez primeiros. Wilson não teve problemas para vencer a bateria, mas abriu apenas três segundos de vantagem sobre Rattray, e na última volta cometeu alguns erros que o sul-africano foi incapaz de aproveitar. Completando o domínio da equipe Monster/Pro Circuit/Kawasaki, Baggett finalizou em terceiro.

Ryan Sipes e Eli Tomac

Ryan Sipes e Eli Tomac

Cunningham foi o quarto, e seu companheiro de equipe, o sul-africano Gareth Swanepoel o quinto. Na sétima volta, Justin Barcia, que ocupava a oitava posição, sofreu um tombo e abandonou a corrida sentindo muitas dores no nariz.

Na segunda bateria Cunningham fez novamente o holeshot e saiu na frente, mas ainda na primeira volta foi superado por Rattray. Na segunda volta foi à vez de Wilson roubar a segunda posição de Cunningham. Baggett completou a primeira volta na 21ª posição. Desta vez foi Rattray quem não teve problemas para vencer a corrida de ponta a ponta.

Largada da segunda bateria da categoria 250 em Millville

Largada da segunda bateria da categoria 250 em Millville

Dean Wilson e Kyle Cunninham

Dean Wilson e Kyle Cunninham

Wilson foi o segundo, e Baggett numa espetacular corrida de recuperação finalizou em terceiro. Cunningham foi o quarto e Alex Martin da Honda o quinto. Depois do desastroso 36º lugar na primeira bateria, Barcia se recuperou na segunda e finalizou em sexto.

Alex Martin

Alex Martin

Justin Barcia

Justin Barcia

No overall nenhuma novidade, segue a hegemonia da equipe Monster/Pro Circuit/Kawasaki no pódio, com Rattray em primeiro, Wilson em segundo e Baggett em terceiro. Cunningham foi o quarto e Martin completou os cinco primeiros.

Blake, Tyla e Dean no pódio da categoria 250 em Millville

Blake, Tyla e Dean no pódio da categoria 250 em Millville

No campeonato, Wilson ainda lidera com dezesseis pontos de vantagem sobre Rattray e 21 sobre Baggett. Cunningham é o quarto, e Elic Tomac da equipe Geico PowerSports/Honda fecha os cinco primeiros.

Resultado da sétima etapa na categoria 250
1. Tyla Rattray (Kawasaki) 2-1
2. Dean Wilson (Kawasaki) 1-2
3. Blake Baggett (Kawasaki) 3-3
4. Kyle Cunningham (Yamaha) 4-4
5. Alex Martin (Honda) 7-5
6. Broc Tickle (Kawasaki) 6-9
7. Wil Hahn (Honda) 9-8
8. Gareth Swanepoel (Yamaha) 5-12
9. Gannon Audette (Yamaha) 15-10
10. Jason Anderson (Suzuki) 14-11
11. Martin Davalos (Suzuki) 10-15
12. Justin Barcia (Honda) 36-6
13. Eli Tomac (Honda) 29-7
14. Darryn Durham (Honda) 8-33
15. Malcolm Stewart (Suzuki) 11-31
16. Matt Lemoine (Kawasaki) 12-36
17. Travis Baker (Honda) 22-13
18. Nick Paluzzi (Suzuki) 18-16
19. Ryan Sipes (Yamaha) 13-35
20. Cole Seely (Honda) 23-14
21. Les Smith (Suzuki) 16-19
22. Scott Champion (Honda) 24-17
23. Hunter Clements (Honda) 17-25
24. Joshua Clark (Honda) 21-18
25. Lance Vincent (Honda) 19-23
26. Kody Kamm (Yamaha) 27-20
27. Austin Howell (Suzuki) 20-22
28. Johnny Moore (Honda) 26-21
29. Jake Loberg (Kawasaki) 28-26
30. Tevin Tapia (KTM) 32-24
31. Matt Sheafor (Honda) 31-29
32. Sean Lipanovich (Suzuki) 25-37
33. Bryar Perry (Yamaha) 35-28
34. Preston Mull (Honda) 34-30
35. Dalton Carlson (KTM) 33-32
36. Nicholas Myers (Honda) 39-27
37. PJ Larsen (KTM) 30-38
38. Ricky Renner (KTM) 38-34
39. Nico Izzi (Honda) 37-39
40. Ryan Zimmer (Honda) 40-40

Classificação da categoria 250 após sete etapas
1. Dean Wilson – 305 pontos
2. Tyla Rattray – 289 (3 vitórias)
3. Blake Baggett – 284 (4 vitórias)
4. Kyle Cunningham – 199
5. Eli Tomac – 190
6. Broc Tickle – 170
7. Justin Barcia – 152
8. Gareth Swanepoel – 145
9. Martin Davalos – 128
10. Darryn Durham – 122
11. Cole Seely – 119
12. Alex Martin – 102
13. Malcolm Stewart – 99
14. Nico Izzi – 91
15. Gannon Audette – 89
16. Travis Baker – 79
17. Nick Paluzzi – 71
18. Ryan Sipes – 59
19. Jason Anderson – 54
20. Wil Hahn – 53 pontos

Categoria WMX

O WMX prosseguiu com a quinta etapa em Millville e a atual campeã Jessica Patterson da Yamaha decidiu reagir e faturou o overall graças à segunda posição na primeira bateria e a primeira na segunda. Líder do campeonato, Ashley Fiolek da Honda fez o resultado inverso e garantiu a segunda posição.

Largada da primeira bateria da categoria WMX em Millville

Largada da primeira bateria da categoria WMX em Millville

Tarah Gieger, também da Honda, completou o pódio com dois terceiros lugares. Vicki Golden da Kawasaki foi à quarta, finalizando as duas baterias nesta mesma posição. Kasie Creson da Honda completou as cinco primeiras com o sétimo lugar na primeira bateria e o quinto na segunda.

Jessica Patterson e Tarah Gieger

Jessica Patterson e Tarah Gieger

No campeonato, Patterson diminui para oito pontos sua diferença em relação à Fiolek. Gieger é a terceira, Jacqueline Strong da KTM a quarta, e Golden fecha as cinco primeiras. A brasileira Mariana Balbi está no Brasil se recuperando do tombo que sofreu na terceira etapa, mas conforme ela comentou, deverá voltar ao WMX na sexta etapa da competição. Ela ocupa no momento a 12ª posição com 66 pontos.

Kasie Creson

Kasie Creson

Resultado da quinta etapa na categoria WMX
1. Jessica Patterson (Yamaha) 2-1
2. Ashley Fiolek (Honda) 1-2
3. Tarah Gieger (Honda) 3-3
4. Vicki Golden (Kawasaki) 4-4
5. Kasie Creson (Honda) 7-5
6. Jacqueline Strong (KTM) 5-7
7. Marissa Markelon (Yamaha) 8-6
8. Alexa Pearson (KTM) 10-8
9. Lindsey Palmer (Honda) 9-9
10. Jackie Ives (Yamaha) 12-10
11. Hailey Larson (Honda) 11-11
12. Sade Allender (Kawasaki) 13-12
13. Jenica Paulsen (KTM) 14-13
14. Sayaka Kaneshiro (Suzuki) 6-22
15. Ashleigh Hall (Kawasaki) 17-14
16. Tressa Rau (Honda) 15-16
17. Denaye Giroux (Yamaha) 16-17
18. Ashley Boham (Kawasaki) 22-15
19. Justine Cox (Kawasaki) 18-19
20. Shannatay Bergeron (Honda) 21-18
21. Michelle Miller 20-20
22. Lauren Volentir (Kawasaki) 19-21

Classificação da categoria WMX após cinco etapas
1. Ashley Fiolek – 232 pontos (2 vitórias)
2. Jessica Patterson – 224 (3 vitórias)
3. Tarah Gieger – 188
4. Jacqueline Strong – 138
5. Vicki Golden – 131
6. Kasie Creson – 128
7. Marissa Markelon – 125
8. Lindsey Palmer – 107
9. Alexa Pearson – 103
10. Sayaka Kaneshiro – 98
11. Sara Price – 79
12. Mariana Balbi – 66
13. Hailey Larson – 61
14. Tatum Sik – 59
15. Jackie Ives – 58 pontos

Etapas restantes do AMA Motocross 2011
8ª Etapa – 23 de julho – Washougal MX Park – Washougal (Washington)
9ª Etapa – 13 de agosto – Unadilla Valley – New Berlin (New York)
10ª Etapa – 27 de agosto – Motocross 338 – Southwick (Massachusetts)
11ª Etapa – 3 de setembro – Steel City Raceway – Delmont (Pensilvânia)
12ª Etapa – 10 de setembro – Pala Raceway – Pala (Califórnia)

Etapas restantes do WMX Motocross 2011
6ª Etapa – 27 de agosto – Motocross 338 – Southwick (Massachusetts)
7ª Etapa – 3 de setembro – Steel City Raceway – Delmont (Pensilvânia)
8ª Etapa – 10 de setembro – Pala Raceway – Pala (Califórnia)

Confira como foram as primeiras etapas do AMA Motocross 2011

6ª Etapa – 2 de julho – Red Bud / Michigan
5ª Etapa – 25 de junho – Thunder Valley / Colorado
4ª Etapa – 18 de junho – Budds Creek / Maryland
3ª Etapa – 11 de junho – High Point / Pensilvânia
2ª Etapa – 28 de maio – Freestone / Texas
1ª Etapa – 21 de maio – Hangtown / Califórnia

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly