Série campeões da Superliga de MX – Enzo Lopes

Por VipComm Comunicação | Fotos por Divulgação | 21 de julho de 2011 - 23:49

A Superliga Brasil de Motocross terminou no último dia 10 em Indaiatuba, no interior de São Paulo, e seis pilotos consagraram-se campeões da temporada 2011: Jorge Balbi Jr. (MX Pró), Adam Chatfield (MX2), Cristiano Lopes (MX3), Milton ‘Chumbinho’ Becker (MX4), Thiago Formehl (Júnior) e Enzo Lopes (65), premiados com os títulos. Agora, os vencedores relatam em uma série o início da carreira, as adversidades, as atividades fora das pistas, as disputas com os concorrentes, o dia a dia das provas, entre outras coisas.

Para iniciar, o campeão mais jovem: Enzo Lázaro Pedó Lopes. Apesar da pouca idade, 11 anos, o garoto de Lajeado, município que fica à margem direita do rio Taquari, no Rio Grande do Sul, pode ser considerado um piloto experiente. “Ganhei minha primeira moto aos três anos de idade. Ficava andando perto da casa e aos poucos comecei a gostar ainda mais”, conta o piloto, que possui um currículo invejável. São três títulos do Brasileiro de Motocross, um da Superliga de Motocross, seis do Gaúcho de Motocross, um no Arenacross, um título do Ricky Carmichael Supercross Amateur 2011 e um do AMA Motocross Amateur em Mill Creek 2011.

Influenciado pelo pai Léo Lopes, que corria em trilhas no sul do País, Enzo aproveitava o tempo livre para assistir aos vídeos de seus ídolos. ”Ganhei vários DVDs do Bubba e do Ched Reed quando era menor. Foi uma boa forma de me incentivar. São pilotos muito bons que eu procuro me espelhar”, relata. Engana-se quem pensa que Enzo gosta apenas do esporte de duas rodas. Com a camisa do seu time do coração – o Grêmio – o gaúcho joga futebol com os amigos de escola quase todos os dias.

Segundo a mãe do piloto, Delaine Lopes, o prazer do filho pelo futebol é grande, mas nada se compara ao compromisso e paixão com o Motocross. “Ele gosta de jogar bola com os amigos, é um lazer. É bom para ele fazer outros esportes, até para sair da rotina de cobrança dos bons resultados. Mas não tem jeito, ele não troca a carreira do Motocross por outra”, conta.

Enzo é uma grande promessa do Motocross brasileiro

Enzo é uma grande promessa do Motocross brasileiro

Considerado aluno exemplar, Enzo está no sexto ano do Ensino Fundamental. Feliz com o desempenho do filho na escola e nas pistas, os pais colocaram no motorhome, veículo que utilizam para levar toda a estrutura de corrida nas competições, um vídeo game. “Posso dizer que meu filho é bastante concentrado. Mesmo com as viagens que temos feito, devido às competições, ele tem se saído bem nas aulas. Ele é focado em tudo o que faz. Enzo ama jogar vídeo game. Colocamos há pouco tempo um X-Box no motorhome e agora ele não quer sair de lá”, comentou a mãe do piloto.

Campeão da Superliga Brasil de Motocross na categoria 65, o jovem competidor se aventurou neste ano em outra classe: a Júnior, categoria que possui pilotos entre 10 e 15 anos, com motos de até 150 cilindradas 4T. Em algumas provas, Enzo disputou de igual para igual com os destaques Thiago Formehl e Gustavo Henn. “Fui bem em Paulínia e Poços de Caldas. Consegui andar na frente durante a primeira metade das provas, mas ainda não possuo o porte físico deles, que são mais velhos. Creio que para o ano que vem estarei bem melhor”.

Enzo vai competir na categoria 65 no Mundial de Motocross Júnior

Enzo vai competir na categoria 65 no Mundial de Motocross Júnior

Apontado como um dos promissores do Motocross nacional, o gaúcho terá desafios importantes no segundo semestre. Além de fazer algumas etapas no Arenacross no Brasil e no Loretta Lynn’s nos Estados Unidos, onde se encontra neste momento, o piloto parte para a Itália nos dias 13 e 14 de agosto para competir no Mundial de Motocross Júnior na categoria 65. Grandes nomes da modalidade como Ken Roczen, Jeffrey Herlings e Ryan Villopoto foram campeões do Mundial e hoje são referências no esporte.

“Vou competir fora para tentar vencer as provas e ganhar experiência. Infelizmente terei de perder a primeira etapa do Arena, mas volto pra competir com força depois da minha viagem pelos Estados Unidos e Europa”, completa Enzo.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Crysthian MX disse:

Twitter: crysthianzanote e tudocross
vendo enzo lopes agora:
http://lorettas11.tracksideresults.com/liveresults.asp

Marcio Proença disse:

Twitter: profmatc
Enzo não é apenas uma promessa do motocross brasileiro, mas também mundial. Tem tudo para se tornar o maior piloto brasileiro da história. Torço muito por isso!

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly