AMA Motocross 2011 – 8ª etapa – Washougal

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por Steve Giberson | 24 de julho de 2011 - 21:53

O AMA Motocross deu continuidade neste fim de semana, com a oitava etapa do campeonato, disputada em Washougal, no Estado de Washington, Estados Unidos. A disputa segue apertada nas duas categorias, porém, na principal, a 450, tivemos uma reviravolta na classificação do campeonato. Confira como foi o evento deste sábado, 23 de julho, no circuito Washougal MX Park, em Washougal…

Categoria 450

A primeira bateria foi toda de Ryan Villopoto da equipe oficial Monster Energy / Kawasaki. Ele fez o holeshot e liderou a corrida de ponta a ponta, vencendo com tranquilidade. O atual campeão Ryan Dungey da equipe oficial Rockstar / Makita / Suzuki largou em segundo e somente no final da corrida conseguiu se aproximar do piloto da Kawasaki, mas em nenhum momento chegou próximo para poder ultrapassá-lo.

Largada da primeira bateria da categoria 450 em Washougal

Largada da primeira bateria da categoria 450 em Washougal

Justin Brayton

Justin Brayton

Trey Canard da equipe oficial Red Bull / Honda finalizou em terceiro, mais de 30 segundos atrás do líder. O australiano Chad Reed da equipe provada Two Two Motorsports fez uma corrida apática e irreconhecível, largando na 14ª posição e finalizando na sétima.

Com certeza Reed ainda está sentindo as consequências do assustador tombo que sofreu semana passada em Millville. Justin Brayton da equipe oficial Muscle Milk / Toyota / Yamaha foi o quarto, e o australiano Brett Metcalfe, companheiro de equipe de Dungey, o quinto.

Trey Canard

Trey Canard

Ryan Villopoto

Ryan Villopoto

Na segunda bateria aconteceu algo raro de se ver em uma corrida do AMA Motocross. Bandeira vermelha e relargada. Pior ainda foi que o causador de tudo isso foi um acidente envolvendo Trey Canard. Ele caiu em um salto em descida e parece ter machucado novamente o mesmo fêmur que o tirou da briga pelo título do AMA Supercross deste ano.

Largada da segunda bateria da categoria 450 em Washougal

Largada da segunda bateria da categoria 450 em Washougal

Momentos antes da queda de Trey Canard

Momentos antes da queda de Trey Canard

Triste para ele que voltou para as competições na semana passada em Millville, depois de um longo período afastado. Na relargada, Dungey fez o holeshot e saiu na frente, com Villopoto em segundo, Reed em terceiro e Metcalfe em quarto. Seguindo o exemplo de Villopoto na primeira bateria, Dungey se isolou na liderança e venceu de ponta a ponta com tranquilidade, sem ser incomodado.

Re-largada da segunda bateria da categoria 450 em Washougal

Re-largada da segunda bateria da categoria 450 em Washougal

Disputa pelo título está acirrada na categoria principal

Disputa pelo título está acirrada na categoria principal

Villopoto finalizou em segundo. Reed e Metcalfe tiveram uma disputa ‘caseira’ (os dois são australianos), com o piloto da Suzuki levando a melhor sobre seu conterrâneo da Honda. Brayton finalizou na quinta posição. No overall, vitória de Dungey, com Villopoto em segundo e Metcalfe completando o pódio na terceira posição.

Jake Weimer

Jake Weimer

Tommy Hahn

Tommy Hahn

Reed foi o quarto e Brayton completou os cinco primeiros. No campeonato, Villopoto assumiu a liderança, com apenas um ponto de vantagem sobre Dungey, que agora é o vice-líder. Reed agora é o terceiro, nove pontos atrás de Villopoto e oito atrás de Dungey.

Chad Reed

Chad Reed

Pódio da categoria 450 em Washougal

Pódio da categoria 450 em Washougal

Metcalfe é o quarto e o veterano Kevin Windham, substituto de Josh Grant na equipe oficial Red Bull / Honda, fecha os cinco primerios. Windham que não competiu em Washougal e decidiu abandonar o campeonato para se tratar de lesões. Windham já confirmou que estará competindo no AMA Supercross 2012, e que planeja se aposentar na temporada 2014, em alusão ao seu número.

Resultado da oitava etapa na categoria 450
1. Ryan Dungey (Suzuki) 2-1
2. Ryan Villopoto (Kawasaki) 1-2
3. Brett Metcalfe (Suzuki) 4-3
4. Chad Reed (Honda) 7-4
5. Justin Brayton (Yamaha) 6-5
6. Mike Alessi (KTM) 9-6
7. Tommy Hahn (Yamaha) 8-7
8. Andrew Short (KTM) 5-10
9. Jimmy Albertson (Yamaha) 11-9
10. Michael Byrne (Suzuki) 10-12
11. Trey Canard (Honda) 3-38
12. Jake Weimer (Kawasaki) 15-8
13. Weston Peick (Kawasaki) 12-15
14. Tye Simmonds (KTM) 14-14
15. Nick Wey (Yamaha) 16-13
16. Kevin Rookstool (KTM) 13-16
17. Jake Canada (Yamaha) 21-11
18. Ben LaMay (Yamaha) 17-18
19. Ricky Dietrich (Yamaha) 35-17
20. Kyle Partridge (Yamaha) 18-31
21. AJ Catanzaro (Yamaha) 26-19
22. Vince Friese (Yamaha) 19-21
23. Bryce Vallee (Yamaha) 23-20
24. Sergey Staykin (Kawasaki) 20-23
25. Tyler Bright (KTM) 24-24
26. Auston Albers (Kawasaki) 28-22
27. Evgeny Mikhaylove (Suzuki) 27-25
28. Robby Bell (Kawasaki) 25-27
29. Fredrik Noren (Honda) 22-34
30. Rory Sullivan (Kawasaki) 31-26
31. Travis Friestat (Kawasaki) 32-28
32. Calle Aspegren (Honda) 29-33
33. Collin Jurin (Suzuki) 36-30
34. Chris Howell (Yamaha) 34-32
35. Tye Hames (Honda) 30-37
36. Jake Anstett (Yamaha) 33-35
37. Greg Crater (Honda) 40-29
38. Dustin Pipes (Suzuki) 38-36
39. Adam Conway (Honda) 37-39
40. Mike Horban (Yamaha) 39-40

Classificação da categoria 450 após oito etapas
1. Ryan Villopoto – 341 pontos (1 vitória)
2. Ryan Dungey – 340 (3 vitórias)
3. Chad Reed – 332 (4 vitórias)
4. Brett Metcalfe – 247
5. Kevin Windham – 193
6. Andrew Short – 183
7. Mike Alessi – 178
8. Davi Millsaps – 173
9. Jake Weimer – 159
10. Tommy Hahn – 140
11. Ricky Dietrich – 119
12. Christian Craig – 119
13. Michael Byrne – 115
14. Nick Wey – 114
15. Justin Brayton – 102
16. Tye Simmonds – 81
17. Jimmy Albertson – 68
18. Ben LaMay – 57
19. Trey Canard – 56
20. Jake Canada – 39 pontos

Categoria 250

A primeira bateria teve três líderes apenas na primeira volta. Na largada, Justin Barcia da equipe semi-oficial Geico Powersports / Honda fez o holeshot, mas na primeira curva foi superado por Blake Baggett da equipe semi-oficial Monster / Pro Circuit / Kawasaki.

Largada da primeira bateria da categoria 250 em Washougal

Largada da primeira bateria da categoria 250 em Washougal

Blake Baggett

Blake Baggett

Porém, no final da primeira volta o líder era Ryan Sipes da equipe semi-oficial DNA Shred Stixs / Star Racing / Yamaha. Sipes liderou até a quinta volta, quando Baggett deu o troco e recuperou a primeira posição. A partir daí o piloto da Kawasaki não teve problemas para se manter na liderança e garantir a vitória.

Ryan Sipes

Ryan Sipes

Marvin Musquin

Marvin Musquin

O sul-africano Tyla Rattray, seu companheiro de equipe, finalizou em segundo, com Kyle Cunningham, companheiro de equipe de Sipes, em terceiro, Barcia em quarto, e o escocês Dean Wilson, líder do campeonato e outro companheiro de equipe de Baggett, em quinto.

Tommy Weeck e Justin Barcia

Tommy Weeck e Justin Barcia

Travis Baker

Travis Baker

Na segunda bateria, Wilson fez o holeshot, saiu na frente e liderou de ponta a ponta, mas não teve tranquilidade para vencer, sendo o tempo todo acompanhado de perto por Rattray em segundo e Baggett em terceiro. Na bandeira quadriculada, ele passou com uma pequena mas confortável margem sobre o sul-africano.

Largada da segunda bateria da categoria 250 em Washougal

Largada da segunda bateria da categoria 250 em Washougal

Tyla Rattray

Tyla Rattray

Baggett garantiu a terceira posição. O sul-africano Gareth Swanepoel da equipe semi-oficial DNA Shred Stixs / Star Racing / Yamaha finalizou em quarto, com o equatoriano Martín Davalos da equipe semi-oficial Rockstar Energy Drink / Suzuki em quinto.

Gareth Swanepoel

Gareth Swanepoel

Lance Vincent

Lance Vincent

No overall vitória de Baggett, com Rattray em segundo e Wilson completando o pódio na terceira posição. Cunningham foi o quarto e Swanepoel completou os cinco primeiros.

Dean Wilson

Dean Wilson

Pódio da categoria 250 em Washougal

Pódio da categoria 250 em Washougal

No campeonato, Wilson ainda lidera, com treze pontos de vantagem sobre Rattray, que está apenas quatro pontos na frente de Baggett. Cunningham é o quarto e Elic Tomac fecha os cinco primeiros.

Resultado da oitava etapa na categoria 250
1. Blake Baggett (Kawasaki) 1-3
2. Tyla Rattray (Kawasaki) 2-2
3. Dean Wilson (Kawasaki) 5-1
4. Kyle Cunningham (Yamaha) 3-7
5. Gareth Swanepoel (Yamaha) 7-4
6. Justin Barcia (Honda) 4-10
7. Malcolm Stewart (Suzuki) 8-8
8. Martin Davalos (Suzuki) 13-5
9. Darryn Durham (Honda) 11-9
10. Broc Tickle (Kawasaki) 9-16
11. Tommy Weeck (Honda) 6-19
12. Gannon Audette (Yamaha) 12-14
13. Alex Martin (Honda) 21-6
14. Marvin Musquin (KTM) 10-18
15. Jason Anderson (Suzuki) 20-11
16. Travis Baker (Honda) 18-13
17. Eli Tomac (Honda) 16-15
18. Wil Hahn (Honda) 14-17
19. Nick Paluzzi (Suzuki) 27-12
20. Ryan Sipes (Yamaha) 15-40
21. Cole Seely (Honda) 17-39
22. PJ Larsen (KTM) 19-20
23. Joshua Clark (Honda) 24-21
24. Johnny Moore (Honda) 25-24
25. Tevin Tapia (KTM) 28-23
26. Preston Mull (Honda) 29-25
27. Sean Lipanovich (Suzuki) 31-26
28. Gared Steinke (Kawasaki) 23-34
29. Robert Noftz (Kawasaki) 23-28
30. Ricky Renner (KTM) 22-38
31. Austin Howell (Suzuki) 39-22
32. Alexander Millican (Yamaha) 30-31
33. Scott Champion (Honda) 26-35
34. Morgan Burger (Kawasaki) 33-29
35. Erick Muesling (Honda) 34-32
36. Chad Gores (Honda) 40-27
37. Ozzy Barbaree (Kawasaki) 38-30
38. Cody Woodworth (Suzuki) 35-33
39. Bryar Perry (Yamaha) 37-36
40. Lance Vincent (Honda) 36-37

Classificação da categoria 250 após oito etapas
1. Dean Wilson – 346 pontos
2. Tyla Rattray – 333 (3 vitórias)
3. Blake Baggett – 329 (5 vitórias)
4. Kyle Cunningham – 233
5. Eli Tomac – 201
6. Broc Tickle – 187
7. Justin Barcia – 181
8. Gareth Swanepoel – 177
9. Martin Davalos – 152
10. Darryn Durham – 144
11. Malcolm Stewart – 125
12. Cole Seely – 123
13. Alex Martin – 117
14. Gannon Audette – 105
15. Nico Izzi – 91
16. Travis Baker – 90
17. Nick Paluzzi – 80
18. Ryan Sipes – 65
19. Jason Anderson – 65
20. Wil Hahn – 64 pontos

Etapas restantes do AMA Motocross 2011
9ª Etapa – 13 de agosto – Unadilla Valley – New Berlin (New York)
10ª Etapa – 27 de agosto – Motocross 338 – Southwick (Massachusetts)
11ª Etapa – 3 de setembro – Steel City Raceway – Delmont (Pensilvânia)
12ª Etapa – 10 de setembro – Pala Raceway – Pala (Califórnia)

Etapas restantes do WMX Motocross 2011
6ª Etapa – 27 de agosto – Motocross 338 – Southwick (Massachusetts)
7ª Etapa – 3 de setembro – Steel City Raceway – Delmont (Pensilvânia)
8ª Etapa – 10 de setembro – Pala Raceway – Pala (Califórnia)

Confira como foram as etapas anteriores do AMA Motocross 2011

7ª Etapa – 16 de julho – Millville / Minnesota
6ª Etapa – 2 de julho – Red Bud / Michigan
5ª Etapa – 25 de junho – Thunder Valley / Colorado
4ª Etapa – 18 de junho – Budds Creek / Maryland
3ª Etapa – 11 de junho – High Point / Pensilvânia
2ª Etapa – 28 de maio – Freestone / Texas
1ª Etapa – 21 de maio – Hangtown / Califórnia

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Twitter: claudiodamata38
Renato, só uma coisinha, o Dungey na primeira bateria foi volta a volta tirando a diferença em relação ao Villopoto, e faltando duas voltas para o final ele colocou a moto lado a lado em uma curva e ia passar, só que ele fez a curva por fora e sem utilizar a escora, o que fez a moto rodar.
Mas se ele não leva este pequeno tombo bobo, ele ia passar o Villo.
E o lance do Carnard, ele caiu porque foi dar um Scrub na rampa e a roda dianteira pegou no bico da rampa o que fez a moto descontrolar. Esta rampa não era o melhor local para se dar um Scrub, observei todos os outros pilotos, somente depois que a moto estava no ar que eles tentavam dar um torto para colocar mais rapidamente a moto no chão.
Uma pena, pois o Canard estava andando bonito e seria um quarto piloto a disputar a primeira colocação de cada prova.

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly