Série campeões da Superliga de MX – Thiago Formehl

Por Divulgação | Fotos por Luiz Pires | 29 de julho de 2011 - 11:38

Com 16 anos de idade, Thiago Formehl é apontado como uma das principais revelações do motocross no Brasil. O jovem de Sorriso, município do interior do Mato Grosso, soma participações em campeonatos regionais e nacionais em sua carreira. Suas últimas conquistas foram o primeiro lugar no Troféu Honda 150, na etapa brasileira do Campeonato Mundial de Motocross, em Indaiatuba, e o título na categoria Júnior da Superliga Brasil de Motocross 2011.

Apesar da pouca idade, já fazem mais de dez anos que Formehl frequenta pistas da modalidade. Quando tinha quatro anos de idade, seu pai, Nelcir Formehl, o levou para assistir à primeira corrida de um campeonato regional, no Mato Grosso. “Meu pai costumava me levar para ver as etapas. A partir daí começou minha paixão pelo esporte. Desde cedo, ele e minha mãe me apoiam na carreira de piloto profissional. Com sete anos, meu pai me deu a minha primeira moto: uma Honda 50cc. Aos nove, ganhei uma 65cc e com ela comecei a competir”, conta.

Destaque na Superliga Brasil de Motocross, a jovem revelação terminou a competição com um bom aproveitamento. Segundo o piloto, o segredo dos resultados está no convívio direto com profissionais mais experientes. “Procuro conversar bastante com os competidores das categorias MX Pró e MX2, pego algumas dicas de pilotagem e tento ver diferentes estilos para melhorar meu desempenho. O Adam (Chatfield) é um dos que converso. Ele é excelente piloto e tem experiência em competições nacionais e internacionais”, afirma Formehl.

Além de se preocupar com posições de largada, condições da pista e clima, o mato-grossense encara outro desafio: conciliar o motocross com as notas na escola. “Essa questão é realmente a mais complicada. A modalidade exige muito do nosso tempo através de treinamentos, competições e viagens longas pelo Brasil. Este ano conquistei muitas coisas, mas perdi algumas provas no colégio. No período entre competições, tento me concentrar bastante nos estudos”, diz o piloto.

Thiago é um dos jovens talentos do Motocross brasileiro

Thiago é um dos jovens talentos do Motocross brasileiro

Thiago Formehl mostra estar tranquilo com a pressão por bons resultados. “A cobrança existe, mas não é nada demais e levo isso como experiência. Sei que sempre tenho muito a aprender e melhorar para aperfeiçoar minhas técnicas. Esse é um início muito bom, mas tenho o hábito de conversar com meu pai e meu mecânico para manter o ritmo nas provas”.

Entre os amigos de Formehl está o representante brasileiro no Campeonato Mundial de Motocross, Swian Zanoni, que recebeu muitos elogios do jovem piloto. “Sempre fui um grande fã do meu pai, mas hoje eu admiro muito o estilo do Swian. Ele é um grande amigo e meu ídolo no motocross. Além da qualidade técnica, seu estilo nas corridas é bem agressivo, sempre pressionando o adversário. Procuro me espelhar nele”.

Formehl foi campeão da categoria Júnior na Superliga de MX 2011

Formehl foi campeão da categoria Júnior na Superliga de MX 2011

Formehl ainda garante que sua trajetória de conquistas está só no começo. “Minha mãe quer que eu faça faculdade, mas eu pretendo seguir a carreira e quem sabe ser campeão brasileiro e até mesmo mundial nas principais categorias”, finaliza o campeão da categoria Júnior da Superliga Brasil de Motocross.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

OLA pessoal estou aqui pra dizer que termos MUNDIAL DE MOTOCROSS ao vivo no domingo na SPORTV 2 OK
DAS 7h as 9h da MANHA !!! valeu

Nadia Femieu disse:

Ele é maravilhoso,talentoso e extremamente esducado,
São de pessoas assim que precisamos no mundo motocross,a simplicidade faz vc voa longe,parabens gatoooo,e seja bem vindo a Indaiatuba..

Roberto Cardoso (Betinho e Bebé # 51) disse:

Torcemos por vc tambem Thiago, um grande exemplo dentro e fora das pistas, um belo exemplo de como um piloto deve ser e uma educacao de
tirar o chapeu….Parabens continue assim!!!!

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly