AMA Motocross 2011 – 9ª etapa – Unadilla

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por Steve Giberson | 14 de agosto de 2011 - 15:37

Após duas semanas de recesso, o AMA Motocross voltou neste sábado, 13 de agosto, com a nona etapa do campeonato 2011, disputada no tradicional circuito de Unadilla, na cidade de New Berlin, no Estado de New York. O campeonato Americano de Motocross entra agora em sua fase decisiva, já que restam apenas três etapas e 150 pontos em jogo em cada uma das duas principais categorias, a 250 e a 450.

Em Unadilla não houve etapa do Womens Motocross – AMA WMX, sendo que nesta categoria exclusiva para mulheres com motos de até 250cc 4 Tempos, o campeonato voltará a ser disputado conjuntamente com a décima etapa do AMA Motocross, que será no dia 27 de agosto. Confira como foi a etapa de Unadilla…

AMA Motrocross 2011 está entrando na sua reta final

AMA Motrocross 2011 está entrando na sua reta final

Categoria 450

Na largada da primeira bateria, Justin Barcia, o novo substituto de Trey Canard na equipe oficial Red Bull / Honda Racing fez o holeshot e saiu na frente. A liderança de Barcia durou até a sétima volta, quando ele foi superado pelo aniversariante Ryan Villopoto (completou 23 anos neste sábado) da equipe oficial Monster Energy / Kawasaki. Depois de assumir a liderança, Villopoto se manteve nela até a bandeira quadriculada, estreando com vitória sua nova KF 450F 2012.

Largada da primeira bateria da categoria 450 em Unadilla

Largada da primeira bateria da categoria 450 em Unadilla

Jake Weimer e Ryan Dungey

Jake Weimer e Ryan Dungey

O atual campeão Ryan Dungey da equipe oficial Rockstar / Makita / Suzuki foi o segundo e Barcia o terceiro. O australiano Chad Reed da equipe Two Two Motorsports / Honda finalizou na quarta posição, seguido por seu conterrâneo Brett Metcalfe, companheiro de equipe de Dungey, em quinto.

Kyle Regal

Kyle Regal

Chad Reed

Chad Reed

Na largada da segunda bateria, Mike Alessi da equipe oficial Red Bull / KTM fez o holeshot e saiu na frente, mas desta vez Villopoto só precisou de três voltas para assumir a liderança e garantir mais uma vitória. Dungey foi novamente o segundo e Barcia o terceiro. Alessi finalizou em quarto.

Largada da segunda bateria da categoria 450 em Unadilla

Largada da segunda bateria da categoria 450 em Unadilla

Justin Barcia e Ryan Villopoto

Justin Barcia e Ryan Villopoto

Quinto colocado nesta bateria, Reed não é mais o mesmo desde que sofreu aquele incrível acidente em Millville, tendo pilotado as duas baterias completamente fora de ritmo. No overall, vitória de Villopoto, com Dungey em segundo e Barcia completando o pódio na terceira posição.

Mike Alessi e Justin Barcia

Mike Alessi e Justin Barcia

Justin Barcia e Ryan Dungey

Justin Barcia e Ryan Dungey

Reed foi o quarto e Alessi completou os cinco primeiros. No campeonato, Villopoto ampliou para sete pontos sua vantagem em relação à Dungey. Reed é o terceiro, mas está 25 pontos atrás do líder. Metcalfe é o quarto e Alessi fecha os cinco primeiros.

Ryan Villopoto

Ryan Villopoto

Pódio da categoria 450 em Unadilla

Pódio da categoria 450 em Unadilla

Resultado da nona etapa na categoria 450
1. Ryan Villopoto (Kawasaki) 1-1
2. Ryan Dungey (Suzuki) 2-2
3. Justin Barcia (Honda) 3-3
4. Chad Reed (Honda) 4-5
5. Mike Alessi (KTM) 7-4
6. Jake Weimer (Kawasaki) 5-6
7. Justin Brayton (Yamaha) 8-7
8. Kyle Regal (Suzuki) 10-9
9. Jimmy Albertson (Yamaha) 12-11
10. Jake Canada (Yamaha) 11-14
11. Nick Wey (Yamaha) 14-13
12. Brett Metcalfe (Suzuki) 6-25
13. Ricky Dietrich (Yamaha) 18-10
14. Andrew Short (KTM) 37-8
15. Christian Craig (Honda) 9-22
16. Lowell Spangler (Honda) 13-18
17. Michael Byrne (Suzuki) 40-12
18. Tye Simmonds (KTM) 19-16
19. Ben LaMay (Yamaha) 21-15
20. Shane Sewell (Yamaha) 17-19
21. Vince Friese (Yamaha) 15-31
22. Calle Aspegren (Honda) 16-23
23. Travis Sewell (Yamaha) 24-17
24. Josh Strang (Suzuki) 22-20
25. Frederik Noren (Honda) 20-35
26. Les Smith (Yamaha) 23-26
27. Robert Marshall (KTM) 29-21
28. Evgeny Mikhylov (Suzuki) 30-24
29. Heath Harrison (Honda) 28-27
30. Tyler Bright (KTM) 27-29
31. Michael Picone (Honda) 31-28
32. Sean Lipanovich (Yamaha) 32-30
33. Jarred Browne (Yamaha) 26-37
34. Kyle Partridge (Yamaha) 25-38
35. Mitch Dougherty (Honda) 34-32
36. TJ Phillips (Kawasaki) 33-33
37. Weston Peick (Kawasaki) 35-36
38. Ryan Blizzard (Suzuki) 38-34
39. Taylor Futrell (Honda) 36-39
40. Tommy Hahn (Yamaha) 39-40

Classificação da categoria 450 após nove etapas
1. Ryan Villopoto – 391 pontos (2 vitórias)
2. Ryan Dungey – 384 (3 vitórias)
3. Chad Reed – 366 (4 vitórias)
4. Brett Metcalfe – 262
5. Mike Alessi – 210
6. Andrew Short – 196
7. Kevin Windham – 193
8. Jake Weimer – 190
9. Davi Millsaps – 173
10. Tommy Hahn – 140
11. Ricky Dietrich – 133
12. Christian Craig – 131
13. Justin Brayton – 129
14. Nick Wey – 129
15. Michael Byrne – 124
16. Tye Simmonds – 88
17. Jimmy Albertson – 87
18. Ben LaMay – 63
19. Jake Canada – 56
20. Trey Canard – 56 pontos

Categoria 250

Na largada da primeira bateria, o sul-africano Gareth Swanepoel da equipe semi-oficial DNA Shred Stixs / Star Racing / Yamaha fez o holeshot e saiu na frente, mas logo foi superado pelo líder do campeonato, o escocês Dean Wilson da equipe semi-oficial Monster Energy / Pro Circuit/Kawasaki.

Largada da primeira bateria da categoria 250 em Unadilla

Largada da primeira bateria da categoria 250 em Unadilla

As disputas na primeira volta são sempre muito intensas no AMA MX

As disputas na primeira volta são sempre muito intensas no AMA MX

Seguindo o exemplo de Villopoto na categoria 450cc, depois de assumir a liderança Wilson se manteve nela até a bandeira quadriculada. Na sequência vieram dois companheiros de equipe. Blake Baggett em segundo e o sul-africano Tyla Rattray em terceiro. Estes três pilotos estão dominando a categoria em 2011 e vale lembrar que os três estarão indo disputar o Motocross das Nações no próximo mês.

Justin Bogle

Justin Bogle

Dean Wilson

Dean Wilson

Wilson representará a Inglaterra, Baggett os Estados Unidos, e Rattray a África do Sul. Voltando ao resultado da corrida, Swanepoel finalizou em quarto e Elic Tomac da equipe semi-oficial Geico Powersports / Honda foi o quinto.

Na largada da segunda bateria, o desconhecido Jimmy DeCotis fez o holeshot e saiu na frente, mas foi superado por Wilson ainda na primeira volta. Como um replay da primeira bateria, depois de assumir a liderança o piloto da Kawasaki não olhou mais para trás, garantindo mais uma vitória tranquila.

Largada da segunda bateria da categoria 250 em Unadilla

Largada da segunda bateria da categoria 250 em Unadilla

Blake Baggett

Blake Baggett

Tomac foi o segundo e Baggett o terceiro. Kyle Cunningham na DNA Shred Stixs / Star Racing / Yamaha finalizou na quarta posição, e o equatoriano Martín Davalos da equipe semi-oficial Rockstar Energy Drink / Suzuki na quinta. No overall, Wilson conquistou sua primeira vitória no campeonato, já que até então ele liderava a classificação sem nenhuma vitória.

Consistência também é um dos segredos no AMA Motocross. Baggett foi o segundo e Tomac completou o pódio na terceira posição. Cunningham foi o quarto, e o piloto americano Justin Bogle, novo membro da equipe Geico Powersports / Honda no AMA Motocross, que estreou no campeonato neste spabado, completou os cinco primeiros. Rattray caiu no início da bateria e foi incapaz de continuar na prova por questões físicas, abandou a corrida, ficando na 36ª posição.

Eli Tomac

Eli Tomac

Marvin Musquin

Marvin Musquin

A novidade nesta etapa foi o retorno do francês Marvin Musquin da equipe oficial KTM, atual campeão mundial de Motocross na categoria MX2. Musquin foi sétimo na primeira bateria e oitavo na segunda, finalizando o overall na sexta posição. No campeonato, Wilson ampliou sua vantagem sobre Baggett para 25 pontos. Rattray é o terceiro, Cunningham o quarto, e Tomac fecha os cinco primeiros.

Justin Bogle, Eli Tomac e Kyle Cunningham

Justin Bogle, Eli Tomac e Kyle Cunningham

Pódio da categoria 250 em Unadilla

Pódio da categoria 250 em Unadilla

Resultado da nona etapa na categoria 250
1. Dean Wilson (Kawasaki) 1-1
2. Blake Baggett (Kawasaki) 2-3
3. Eli Tomac (Honda) 5-2
4. Kyle Cunningham (Yamaha) 8-4
5. Justin Bogle (Honda) 6-6
6. Marvin Musquin (KTM) 7-8
7. Martin Davalos (Suzuki) 14-5
8. Gareth Swanepoel (Yamaha) 4-16
9. Alex Martin (Honda) 10-10
10. Cole Seely (Honda) 9-11
11. Tyla Rattray (Kawasaki) 3-36
12. Ryan Morais (Suzuki) 12-12
13. Nick Paluzzi (Suzuki) 18-7
14. Gannon Audette (Yamaha) 15-14
15. Malcolm Stewart (Suzuki) 34-9
16. Jason Anderson (Suzuki) 11-23
17. Matt Lemoine (Kawasaki) 13-20
18. Broc Tickle (Kawasaki) 38-13
19. James DeCotis (Honda) 19-15
20. Travis Baker (Honda) 16-18
21. Lance Vincent (Honda) 40-17
22. Darryn Durham (Honda) 17-38
23. PJ Larsen (KTM) 35-19
24. Justin Sipes (Kawasaki) 20-21
25. Michael McDade (Kawasaki) 21-22
26. Levi Kilbarger (Honda) 23-24
27. Willy Browning (Honda) 25-25
28. Austin Howell (Suzuki) 22-29
29. Joey Rossi (Yamaha) 28-26
30. Johnny Moore (Honda) 27-30
31. Jason Brooks (Kawasaki) 31-27
32. Jeremy Medaglia (KTM) 24-34
33. Ryan Zimmmer (Honda) 32-28
34. Tevin Tapia (KTM) 29-31
35. Dakata Kessler (Honda) 30-32
36. Chad Gores (Honda) 26-37
37. Ricky Renner (KTM) 33-33
38. Shawn Rife (Honda) 37-35
39. Broc Schmelyun (Kawasaki) 36-39
40. Wil Hahn (Honda) 39-40

Classificação da categoria 250 após nove etapas
1. Dean Wilson – 396 pontos (1 vitória)
2. Blake Baggett – 371 (5 vitórias)
3. Tyla Rattray (Kawasaki) – 353 (3 vitórias)
4. Kyle Cunningham – 264
5. Eli Tomac – 239
6. Gareth Swanepoel – 200
7. Broc Tickle – 195
8. Justin Barcia – 181
9. Martin Davalos – 175
10. Darryn Durham – 148
11. Cole Seely – 145
12. Alex Martin – 139
13. Malcolm Stewart – 137
14. Gannon Audette – 118
15. Travis Baker – 98
16. Nick Paluzzi – 97
17. Nico Izzi – 91
18. Jason Anderson – 75
19. Marvin Musquin – 74
20. Ryan Sipes – 65 pontos

Etapas restantes do AMA Motocross 2011
10ª Etapa – 27 de agosto – Motocross 338 – Southwick (Massachusetts)
11ª Etapa – 3 de setembro – Steel City Raceway – Delmont (Pensilvânia)
12ª Etapa – 10 de setembro – Pala Raceway – Pala (Califórnia)

Etapas restantes do WMX Motocross 2011
6ª Etapa – 27 de agosto – Motocross 338 – Southwick (Massachusetts)
7ª Etapa – 3 de setembro – Steel City Raceway – Delmont (Pensilvânia)
8ª Etapa – 10 de setembro – Pala Raceway – Pala (Califórnia)

Confira como foram as etapas anteriores do AMA Motocross 2011

8ª Etapa – 23 de julho – Washougal / Washington
7ª Etapa – 16 de julho – Millville / Minnesota
6ª Etapa – 2 de julho – Red Bud / Michigan
5ª Etapa – 25 de junho – Thunder Valley / Colorado
4ª Etapa – 18 de junho – Budds Creek / Maryland
3ª Etapa – 11 de junho – High Point / Pensilvânia
2ª Etapa – 28 de maio – Freestone / Texas
1ª Etapa – 21 de maio – Hangtown / Califórnia

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Jorge Soares disse:

Twitter: mundocross
Olá Sidney !!

A Mariana Balbi voltará ao WMX no próximo sábado em Southwick.

Clique no link abaixo e confira imagem da Mari treinando na Califórnia focando a sua volta ao WMX 2011.

http://www.mundocross.com.br/2011/08/11/foto-do-dia-mundocross-458/

Falowww

Jorge

Sidney Amorim #389 disse:

alguem poderia min responder se a mariana balbi vai compertir a proxima etapa do wmx no proximo sabado..??

Jorge Soares disse:

Twitter: mundocross
Olá Marcelo !!

Como a equipe San Manuel / L&M Racing só corre o Supercross, o contrato do Regal naum era para o Motocross, e como os contratos nos últimos anos dos companheiros de equipe do Bubba, saum de apenas 1 ano, para 2012 o Regal naum tinha nada garantido e aceitou o convite da Butler Brothers pensando no AMA Supercross 2012.

Quanto a San Manuel / Yamaha, pelo que eu sei o James Stewart comprou a parte do Larry Brooks, que já havia saido do time na metade da temporada do AMA Supercross por não concordar com alguns comportamentos do Bubba.

Falowww

Jorge
.

Marcelo Hübner disse:

E aí tudo bem?
Percebi que Kyle Regal saiu da San Manuel, que ocupou o lugar dele junto com Stewart?

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly