Resultado treinos do Brasileiro de MX em Anchieta

Por Jorge Soares | Fotos por Divulgação | 20 de agosto de 2011 - 16:53

O dia de hoje foi de treinos livres e treinos cronometrados em Anchieta, cidade localizada no Espírito Santo, e que está recebendo a quarta etapa do campeonato Pro Tork Brasileiro de Motocross 2011. E uma das atrações deste sábado, 20 de agosto, foi a presença do vice-campeão Mundial de Motocross Júnior 2011 na categoria 65, o gaúcho Enzo Lopes, piloto patrocinado por Mobil / Pirelli / Léo Motos / Freeday, que está defendendo a sua invencibilidade no Brasileiro de MX na 65.

Na categoria MX3, quem se deu bem foi o piloto Marcos Cordeiro, da cidade de Flores da Cunha, no Rio Grande do Sul, que tem o patrocínio de Casa Bella Construtora / Guaresi Imóveis / Circuit / M3 Parts. Cordeiro superou os tempos do paranaense Davis Guimarães, que é o atual campeão Brasileiro na MX3, e do gaúcho Douglas Parise, atual líder do Brasileiro na categoria.

Marcos Cordeiro foi o mais rápido na categoria MX3

Marcos Cordeiro foi o mais rápido na categoria MX3

Na categoria 230, o gaúcho Fabiano dos Santos, da cidade de Venâncio Aires, que tem o patrocínio de Sol Piscinas / Vedamotors / MOCVA / Pro Tork, foi o mais rapido da nos treinos cronometrados na categoria para motos nacionais até 230 4T.

Na 65 o vice-campeão Mundial de Motocross 2011, o jovem gaúcho Enzo Lopes, que completou 12 anos na última terça-feira, mostrou que está num nível acima, e 5 cinco segundos mais rápido que o segundo mais rápido da tarde, o catarinense Arthur ‘Thui’ Todeschini.

Enzo Lopes está invicto na categoria 65

Enzo Lopes está invicto na categoria 65

Na MX2, o paranaense oficial Honda, Jean Ramos, foi o destaque, fezendo a melhor volta em 1.53:475. Jean foi mais de um segundo mais rápido que o vencedor da etapa anterior do campeonato, o inglês Adam Chatfield, que foi o segundo mais rápido. O terceiro melhor tempo ficou com o atual líder da categoria, o paulista Eduardo ‘Dudu’ Lima.

“É um circuito técnico e do estilo que eu gosto. Treino em uma pista parecida, que também é em um terreno acidentado, portanto estou no meu habitat natural”, garantiu o paranaense Jean Ramos.

O paranaense Jean Ramos fez o melhor tempo na categoria MX2

O paranaense Jean Ramos fez o melhor tempo na categoria MX2

Dudu Lima é o líder do Brasileiro de Motocross na MX2

Dudu Lima é o líder do Brasileiro de Motocross na MX2

Pela categoria MX4, o multi-campeão Milton ‘Chumbinho’ Becker, piloto catarinense da equipe Pro Tork Racing Team, foi o mais rápido, com incríveis 8 segundos a menos que o segundo mais rápido, o paulista Marco ‘Mugão’ Paz. O terceiro mais rápido da tarde na MX4, foi o vencedor da etapa de Canelinha, o pernambucano Júlio Cezar Xavier.

O alagoano Pedro Angelo de Mello, o ‘Júnior Cão’, patrocinado pela Interativa Soft / Espaço do Bordado / FA Negócios Imobiliários, foi o mais rápido nos treinos cronometrados da categoria 85 e faturando 1 ponto extra. Lembrando que os mais rápidos em cada categoria levam 1 ponto extra para a classificação geral do campeonato. O segundo mais veloz da tarde na 85 foi o paulista Fábio dos Santos, seguido do também paulista Gustavo Pessoa e do líder do campeonato, o catarinense Gustavo Henn.

Na categoria MX1, a principal do campeonato, o mineiro Jorge Balbi Jr. piloto da equipe Pro Tork / 2B / Kawasaki, foi o que fez o circuito em menor tempo. O segundo mais rápido foi o venezuelano Humberto ‘Machito’ Martin, e o terceiro, o catarinense Anderson Cidade.

O mineiro Balbi, atual líder da MX1, espera andar mais solto amanhã. “Ainda não me senti totalmente confortável na pista e espero estar mais confiante e fazer boas largadas nas provas. O solo do circuito mescla trechos macios e mais duros, o que dificulta bastante o acerto da moto”, concluiu.

Clique aqui e confira a programação da quarta etapa do Brasileiro de Motocross 2011

Confira os resultados completos dos treinos cronometrados em Anchieta

Categoria MX3
Categoria 230
Categoria 65
Categoria MX2
Categoria MX4
Categoria 85
Categoria MX1

Clique aqui para conferir a classificação atual do Brasileiro de Motocross 2011

Serviço do evento
O quê : Quarta etapa do Pro Tork Brasileiro de Motocross 2011
Treinos : Sábado – 20 de agosto
Corridas : Domingo – 21 de agosto
Local : Motódromo de Anchieta
Cidade : Anchieta
Estado : Espírito Santo
Valor do ingresso : Entrada franca
Sonorização : Nandy Sonorizações
Narração : Márcio Frozza

O campeonato Pro Tork Brasileiro de Motocross 2011 tem patrocínio de Pro Tork e Rinaldi. A quarta etapa conta com co-patrocínio da Secretaria de Esportes e Lazer do Governo do Espírito Santo e Prefeitura de Anchieta. A realização é da Federação Capixaba de Motociclismo – FECAM, e supervisão da Confederação Brasileira de Motociclismo – CBM.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

paulo kunt disse:

Este comentário não foi incluído pelo fato do email informado não ser um email válido. Foi enviado um email para confirmação do autor do comentário e o email voltou por algum tipo de problema. Evite ter seus comentários excluídos informando corretamente seu nome completo e seu email.

Italu Arantes disse:

O Adam chatfieden deu um verdadeiro show de pilotagem em anchieta na mx2 o ingles largou atraz do jean mais logo fez a ultrapassagem e o jean conseguiu andar a corrida quase toda proximo do adam.
Na mx1 o adam mais uma vez largou atraz em 4 lugar e foi fazendo as ultrapassagens ele passou o balbi jr e abriu quase 32segundos mais corrida na lama e loteria e o balbi mais uma vez mostrou q a sorte ta do seu lado mesmo.
e falando da 85cc como um diretor de prova dar uma bandeira vermelha cancelando a prova com 09:30 de prova faltava apenas 30segundos pra metade da prova ai sim ele podeira ate cancelar.isso me cheira a MARMELADA contra o Enzo lopes.so foi o enzo passar o outro piloto la q resolveram fazer isso.os mlqs da 85cc nao tavam andando tavam passeando 1 volta a mais e outra volta a menos nao ir ter nada de mais.MARMELADA = A PALHACADA = A POEIRA E = A DESORGANIZACAO O PIT STOP TAVA CHEIO DE GENTE QUE NAO TINHA NADA A VER COM A CORRIDA.
Agora eu vii 1 pai puto da vida la que era o pai do enzo lopoes o leo lopes tinha e tem toda razao de fazer aquele barulhao la e foi dito e feito que nao valeu os pontos para o campeonato.
O treino livre da mx1 foi cancelado o treino cronometado da mx1 foi no escuro e na poeira como diz o BORIZ CASOY isso é uma vergonha para o brasileiro de motocross.digo a poeira pq em todas as categorias teve poeira em todas .
Agora a pista era bem legal.
Entao nota 4 para a corrida esperamos q em aracaju melhore mais e mais.ouvi muitos pilotos dizendo la que nao vao para aracaju por causa da distancia.
Pilotada parem com isso vamos levantar o finado campeonato brasileiro de motocross seja no norte,sul,ou nordeste do brasil vamos ter mais amor a o esporte.
O pior de tudo é que precisamos dos pilotos da honda nas corridas imagina se nao tivesse o adam e o jean la como seria o balbi na frente sem disputas e etc.

Fabiano Ribeiro disse:

que bom que a cbm da uma estrutura descente e valor aos pilotos do brasileiro de motocross.com pistas boas ,premiaçoes ja pre definidas e o principal um calendario a ser respeitado pelas federacoes estaduais.
PENA que o mesmo não esteja acontecendo com o BRASILEIRO de velocross que nos pilotos não temos um calendario pre definido uma premiaçao digina , ate o valor das inscriçoes não seguem um padrão,pistas mal cuidadas, estreitas , sem manutençao em fim ta feia a coisa.
cbm ta na hora de vcs assumirem o velocross e não mais as federaçoes, o velocross tem crescido dia a dia e esta merecendo mais respeito.

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly