Resultados do Brasileiro de Motocross em Anchieta

Por Mundo Press Assessoria | Fotos por Divulgação | 21 de agosto de 2011 - 20:41

Depois da etapa disputada hoje, o piloto mineiro Jorge Balbi Jr. é ainda mais líder do campeonato Brasileiro de Motocross 2011 na categoria MX1. A quarta etapa da competição foi realizada neste domingo, 21 de agosto, no Motódromo de Anchieta, na cidade de Anchieta, no Espírito Santo.

O mineiro venceu a prova da categoria, sendo que na MX2 o mais rápido foi o inglês Adam Chatfield, piloto da equipe satélite Ipiranga / IMS Racing / Honda. O dia foi marcado por fortes ventos, chuva e muito barro no circuito, mas mesmo assim o público capixaba compareceu à área de eventos da cidade para prestigiar os melhores competidores de Motocross do Brasil, e da América Latina.

Largada da categoria MX2 no Brasileiro de Motocross em AnchietaLargada da categoria MX2 no Brasileiro de Motocross em Anchieta

Os outros destaques foram o gaúcho Douglas ‘Duda’ Parise, que chegou líder do Brasileiro em Anchieta, e saiu ainda mais líder ao vencer a categoria MX3. Duda Parise tem o patrocínio de Rinaldi / Total / Fly / Moto & Cia. Os catarinenses Jacson Keil (230) e Milton ‘Chumbinho’ Becker (MX4) também se destacaram em Anchieta. Jacson Keil tem o patrocínio de Pro Tork / Zico Transportes / Central Automóveis. E o multi-campeão Chumbinho Becker é piloto da equipe Pro Tork / 2B / Kawasaki.

Largada da categoria MX3 no Brasileiro de Motocross em Anchieta

Largada da categoria MX3 no Brasileiro de Motocross em Anchieta

Por conta das condições adversas da pista para motocicletas de baixas cilindradas, a organização do evento teve de cancelar as baterias das categorias 85 e 65. Sendo que a categoria 85 largou, mas a direção de prova teve que dar bandeira vermelha quando chegou na metade da prova por total falta de condições de pilotagem pelos jovems pilotos da 85. Mas como não foi completada a primeira parte da prova, a corrida não valeu pontos pelo campeonato Brasileiro e uma nova corrida será realizada juntamente com as demais baterias na próxima etapa do campeonato, assim como acontecerá com a 65.

A bateria da MX1 teve início com o holeshot de Marcello de Lima ‘Ratinho’, que sofreu uma queda no final da primeira volta e abriu caminho para Balbi. O mineiro foi bastante pressionado por Chatfield, e o inglês conseguiu fazer a ultrapassagem.

Porém, o piloto também foi ao chão e acabou ficando atrás de Balbi e de Ratinho, que seguraram as posições até o final. A próxima etapa do Pro Tork Brasileiro de Motocross, a quinta da temporada 2011, será realizada no dia 25 de setembro em Aracaju, Sergipe.

Confira o que disseram os vencedores da quarta etapa:

Jorge Balbi Jr. (MX1)
“Foi uma corrida muito difícil, tanto física quanto mentalmente. Quando a pista está com bastante lama, além de fazer uma boa largada, é preciso evitar uma queda. Por isso, quando vi que o Chatfield estava mais rápido que eu, optei por uma estratégia conservadora, pensando no campeonato, e depois ele acabou errando. A parte mais difícil foi administrar a prova no final, foi bastante desgastante. Terminei a corrida bastante cansado, a pista estava muito pesada por conta do barro.”

Jorge Balbi Jr. venceu a categoria MX1 em Anchieta

Jorge Balbi Jr. venceu a categoria MX1 em Anchieta

Adam Chatfield (MX2)
“Foi uma corrida muito dura para mim, a pista estava pesada por conta do barro e exigiu bastante. Fiz um bom começo de prova e logo assumi a dianteira, estou muito feliz por continuar crescendo no campeonato.”

Adam Chatfield venceu a categoria MX2 em Anchieta

Adam Chatfield venceu a categoria MX2 em Anchieta

Douglas ‘Duda’ Parise (MX3)
“O meu principal trunfo foi ter calma, pois é difícil saber o momento certo de atacar quando está chovendo e com muita lama. Costumo me sair bem nessas condições.”

Douglas 'Duda' Parise venceu a categoria MX3 em Anchieta

Douglas 'Duda' Parise venceu a categoria MX3 em Anchieta

Jacson Keil (230)
“Larguei em segundo e assumi o primeiro lugar logo na primeira volta. O Ismael Rojas chegou a me passar, mas tive cabeça para recuperar a posição. Estreei esse ano no Pro Tork Brasileiro de Motocross, estou muito feliz de conseguir esta vitória já na minha quarta corrida. Espero continuar assim.”

Jacson Keil venceu a categoria 230 em Anchieta

Jacson Keil venceu a categoria 230 em Anchieta

Milton ‘Chumbinho’ Becker (MX4)
“Hoje tinha muita lama na pista e estou feliz por ter conseguido abrir vantagem na liderança. Agora é manter a tranquilidade para as próximas etapas.”

Milton 'Chumbinho' Becker venceu a categoria MX4 em Anchieta

Milton 'Chumbinho' Becker venceu a categoria MX4 em Anchieta

Confira os resultados completos da quarta etapa do Brasileiro de MX 2011

Categoria MX3
Categoria 230
Categoria MX2
Categoria MX4
Categoria MX1

Confira a classificação geral do Brasileiro de Motocross após quatro etapas

Categoria MX3
Categoria 230
Categoria 65
Categoria MX2
Categoria MX4
Categoria 85
Categoria MX1

Clique aqui para conferir os resultados dos treinos oficiais cronometrados em Anchieta

O campeonato Pro Tork Brasileiro de Motocross 2011 tem patrocínio de Pro Tork e Rinaldi. A quarta etapa contou com co-patrocínio da Secretaria de Esportes e Lazer do Governo do Espírito Santo e Prefeitura de Anchieta. A realização é da Federação Capixaba de Motociclismo – FECAM, e supervisão da Confederação Brasileira de Motociclismo – CBM.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Jéssica Rodrigues disse:

Parabéns a todos os pilotos que participaram desta etapa em anchieta , nossa a corrida foi muito bom apesar do tempo ter virado , não consseguil estragar a nossa emoção e a nossa alegria de ver esses belos pilotos nos dando um show de manobras …
a corrida foi espetacular o balbi se saiu super bem , eu adorei a corrida da MX1 foi espetacular !!
parabéns também a toda federação e espero que no ano que vem venham mais ,e com muito mais espetaculos ,e fazendo nós sentirmos mais essa emoção … e quando vinherem também venham para a pista de cachoeiro de itapemirim , a pista é maravilhosa e é boa para um evento desse porte :)

Marcelo Hübner disse:

Oi Sidnei, tudo bem?
Cara, eu acho o mesmo sobre o chumbinho . E pra te falar a verdade, eu acho que ele ainda ta com o mesmo gás de sempre. Cara, em Anchieta, a pista tava pesada pra caramba e todo mundo parando, caindo e tudo mais. Ja o velho garotao tava botando quase um minuto e meio na primeira volta no segundo colocado. Ta loco meu!!!

Alberto Fernandes disse:

Quando iremos ter de volta um verdadeiro campeonato brasileiro de motocross,,, com pistas de alto nivel…. duas baterias na MX-1 e na MX-2,,,,, gates com 40 motos e classificatórias no sabado,,,,, pilotos andando só em uma categoria,,, como é nos maiores campeonatos do mundo,,,,,,,, e também uma maior valorização para todos os pilotos que competem……. como é bom sonhar,,,,,, abraço

Sidnei Fischer disse:

o chumbinho parece o ryan villopoto, de kawasaki e #2!!!

Jorge Soares disse:

Twitter: mundocross
Oi Carlos !!

Na real “todos” comentários saum moderados, e naum só os seus, entende. É que infelizmente temos q fazer isto, pois senaum vira bagunça e podes ter certeza q naum saum só teus comentários q passam pela moderação e sim de todos, até os meus hehehehehe

Falowww

Jorge

Carlos E. "Duda" Giovanucci disse:

E PARA DE ME BLOQUEAR AÍ MOÇO! EU NÃO VOU FALAR NADA NO SITE PRA PREJUDICAR NINGUEM NÃO!

Carlos E. "Duda" Giovanucci disse:

É JORGE, FALEI ANTES DE PESQUISAR, REALMENTE VI AQUI NUMA PESQUISA NO GOOGLE, PEÇO DESCULPAS PELA FELIZ PERGUNTA! MAS NEM VOLTEI AQUI PRA ISSO!

JORGE, ASSISTINDO A CORRIDA DO MUNDIAL ESSE FDS, NÃO VI O BOBRYSHEV(NÃO SEI SE ESCREVE ASSIM). O QUE ACONTECEU COM ELE? VC SABE?

Jorge Soares disse:

Twitter: mundocross
Oi Carlos !!

Em relação ao Jean, pelo que eu me lembro de cabeça, ele foi campeão Brasileiro de Motocross Júnior em 2007, campeão Latino Americano de Motocross MX2 em 2008, campeão do Arenacross e campeão Brasileiro de Supercross SX2 em 2009 , fora campeonatos paranaenses.

Se for ver com atenção, não são poucos e bons títulos heim.

Mas cada um tem a sua opinião.

Falowww

Jorge

Carlos E. "Duda" Giovanucci disse:

balbi é fera!

agora deixa eu falar, não entendo o jean ser piloto oficial honda e tals! nunca vi ele ganhar um campeonato, e é raríssimo ele ganhar etapas!

Lucas Loss disse:

Achei muito legal o evento, muito bem feito, a pista estava incrivel (pena que a chuva atrapalhou) ,os pilotos deram um show, mas teve apenas um problema que foi a demora entre as baterias. Para uma corrida de nivel brasileiro achei que poderiam agilizar mais um pouco a organização.
abração a todos.
Lucas Loss

Paulo Kunt disse:

Bonito e ver o Enzo ele e diferente sabe o que faz abs

Fabiano Ribeiro disse:

que bom que a cbm da uma estrutura descente e valor aos pilotos do brasileiro de motocross.com pistas boas ,premiaçoes ja pre definidas e o principal um calendario a ser respeitado pelas federacoes estaduais.
PENA que o mesmo não esteja acontecendo com o BRASILEIRO de velocross que nos pilotos não temos um calendario pre definido uma premiaçao digina , ate o valor das inscriçoes não seguem um padrão,pistas mal cuidadas, estreitas , sem manutençao em fim ta feia a coisa.
cbm ta na hora de vcs assumirem o velocross e não mais as federaçoes, o velocross tem crescido dia a dia e esta merecendo mais respeito.

Silas Souza disse:

Muito bom ter uma etapa do Basileiro de Motocross na nossa cidade, pude ver de perto e conversa com os nossos idolos e melhores pilotos do brasil, todos os pilotos muito humildes conversão na boa, o Enzo puts tem nem como falar mulek show de bola e lindo o caneco do mundial e a espada do loretta. A pena foi a chuva que veio no domingo e estrago parte do espetaculo ea pista tambem, mas vo ficar sonhando para que um dia o Brasileiro volte aqui para Anchieta – ES e que os pilotos e todos da CBM tenham gostado da nossa Cidade pacata!!!

abrss..

Jorge Soares disse:

Twitter: mundocross
Olá Marcelo !!

As etapas do Brasileiro de Motocross normalmente são grandes eventos e o de Anchieta tinha tudo para ser um dos grandes, pois a pista parecia ser boa demais.

Pena qua chuva estragou parte da festa…… mas faz parte !!!

E legal q vc pôde estar perto dos pilotos q vc admira. O Enzo é um garoto gente boa sim…. fica na dele e tals …. tive a oportunidade de viajar com ele e a família dele por 10 dias pela Califórnia e Nevada, e foi muito legal.

Falowww

1 abraço

Jorge

Franca Motos disse:

Parabéns Rodrigo. lama,o 7 lugar na mx2′ he a prova que vc esta muito bem,visto que esteve afastado por muito tempo do campeonato,volta com um bom resultado.Continue assim cada vez mais se superando a cada prova.

Jackeline de Freitas Souza disse:

PARABENS A TDS OS PILOTOS GAUCHOS Q NOS ENCHEM DE ORGULHO NO CENARIO NACIONAL,MAS HJ EM ESPECIAL ME PEGUEI POR UMA SAUDADE E UMA FALTA DE UM PERSONAGEM QUERIDO Q JA NÃO ESTA ENTRE NOS,COMO JA DIZIA RENATO RUSSO OS BONS SEMPRE MORREM ANTES.SAUDADES FABINHO ANDOLLI VC NUNCA VAI SAIR DA NOSSA LEMBRANÇA.

Marcelo Hübner disse:

Ei Jorge, tudo bem?
Eu estive na corrida e apesar da chuva e do frio que fez, todas as corridas foram muito boas. Tive oportunidade conhecer a moçada, porque como foi aberto ao público, todos tiveram como estar proximos dos pilotos e das motos, que sao lindíssimas. E por falar em coisas lindas, as meninas da Pro Tork, da Rinaldi tiraram o nosso fôlego la. Quem também arrasou foi a garota da comunicação da Pro Tork, a Dani Burgonovo, caramba que gatinha meu Deus!!!!! Ufa, foi show
Um grande abraço, o ES ta de parabéns pelo evento. Valeu Jorge

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly