KTM já é campeã Mundial de Motocross 2011 na MX2

Por Thomaz Magalhães | Fotos por Divulgação | 25 de agosto de 2011 - 10:26

A KTM assegurou na antepenúltima etapa do campeonato Mundial de Motocross os dois títulos de campeã, de marcas e de pilotos, na categoria MX2. O de marcas  já foi confirmado pela YouthStream, empresa organizadora do Mundial de Motocross, e pela FIM, Federação Internacional de Motociclismo.

O de pilotos, o mais importante, ainda está em aberto, mas apenas dois pilotos oficiais KTM estão na disputa. São dois jovens de 16 anos de idade, o alemão Ken Roczen e o holandês Jeffrey Herlings. Um deles, provavelmente o alemão, que lidera com ampla vantagem, será o campeão mundial. Roczen pode levantar o título na próxima etapa correndo em seu país, na pista de Gaildorf, dia 4 de setembro, no Gran Prix da Europa.

Com 100 pontos em jogo nas últimas quatro baterias nos dois GPs restantes, Roczen tem 111 de vantagem sobre o britânico Tommy Searle, da  Kawasaki e terceiro colocado no mundial. Só o seu colega da KTM Jeffrey Herlings, 43 pontos atrás, tem chance de lhe tirar o título na MX2, categoria das motos de 250 cilindradas.

Ken Roczen poderá conquistar em casa o título do Mundial MX2

Ken Roczen poderá conquistar em casa o título do Mundial MX2

E na  MX1, para motos de 450 cilindradas 4T, o italiano tetracampão mundial, Antonio Cairoli, está próximo do penta. Dos 100 pontos em jogo nas quatro baterias dos dois últimos GPs, ele tem 88 de vantagem sobre o francês da Yamaha, Steve Frossard, e 93 sobre o belga  Clement  Desalle, da Suzuki, que acidentado não largará mais nesta temporada.

No mundial de marcas da categoria, a KTM também se aproxima do título, 62 pontos à frente das concorrentes, com 100 pontos em jogo nos dois últimos GPs. A marca austríaca sediada na cidade de Mattighofen, de onde vem o ”M” de KTM, já conquistou nesta temporada o Mundial Feminino de Motocross de marcas e o de pilotos com a alemã tetracampeã Steffi Laier.

Cairoli tem tudo para conquistar seu quinto título Mundial no MX

Cairoli tem tudo para conquistar seu quinto título Mundial no MX

Venceu este ano, pela décima vez consecutiva o Rally Dakar com o espanhol Marc Coma, e semana passada o Rally dos Sertões, com o francês Cyril Despres, ambos pilotos oficiais da equipe de fábrica. Foi campeã mundial de Enduro Indoor com o polonês Taddy Blazusiac, além de estar na liderança do campeonato Alemão de Superbike, com sua KTM RC8R pilotada pelo austríaco Martin Bauer.

A equipe de fábrica, que tem também  Matej Smrz, da Repúbica Tcheca e o alemão Stefan Nebel, lidera o campeonato Alemão de construtores, à frente da BMW. No International Six Days Enduro ainda levou as categorias E1 com o finlandês Eero Ermes e a E2 com o americano Kurt Caselli.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

porque a ktm nao tem equipe no brasileiro mx

Murilo 'Gyn' P. Vieira disse:

Cade a KTM pra fazer uma concorrencia com a 230? Brincadeira….
Lembrando que a KTM “ate hj” nao usa quadros de aluminio iguais as concorrentes.
Parabens a KTM e aos seus pilotos.

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly