Comunidade unida pelo Brasileiro de MX em Aracaju

Por Adriano Winckler | Fotos por Divulgação | 08 de setembro de 2011 - 19:04

Após mais de 15 anos sem receber uma etapa do Brasileiro de Motocross, o nordeste já está em festa. A cidade de Aracaju receberá nos dias 24 e 25 de setembro a quinta etapa do campeonato Pro Tork Brasileiro de Motocross 2011, e a Federação Sergipana de Motociclismo – FSM, prepara uma grande festa para receber os principais pilotos do país.

Os integrantes da equipe off-road ‘Oz Ureias’ conseguiram descontos de 20% em bares e restaurantes da cidade para os pilotos que apresentarem a carteira de filiação à Confederação Brasileira de Motociclismo. Além disso, ‘Oz Ureias’ farão também a recepção dos pilotos no aeroporto, levando-os aos hotéis.

“Estamos trabalhando para fazer tudo perfeito. O governo está colocando uma grande estrutura, tanto para o público quanto para os pilotos. O grupo ‘Oz Ureias’ está empenhado em ajudar a federação. Além dos descontos, eles também conseguiram entrada grátis para os pilotos no Oceanário da cidade”, declarou Juvenal Alves, presidente da FSM e segundo vice-presidente da CBM.

A pista do motódromo Jurinha Lobão, localizada na Praia de Atalaia, vem recebendo ajustes há semanas e promete agradar aos competidores. Além de ficar próxima a diversos hotéis, também está situada na beira da praia.

“Esperamos mais de 300 pilotos inscritos. A pista está sendo reformada e ficará com cerca de 1.300m, com uma parte de terra e outra de areia. Tenho certeza de que todos ficarão bastante satisfeitos”, completou Juvenal.

A prova também já vem sendo aguardada ansiosamente pelos pilotos locais. Líder da categoria MX Júnior no campeonato Sergipano de Motocross, o jovem piloto Raí Arruda, de 16 anos, sabe que o evento será um marco para o motocross do Nordeste.

“Minha expectativa é muito boa. Fiz minha pré-temporada na Califórnia, nos Estados Unidos, e venho treinando forte. Estamos esperando para medir o nível dos pilotos do Nordeste com os pilotos das demais regiões do Brasil. Essa prova será um grande evento e vai valorizar muito os pilotos daqui”, declarou o piloto de Santa Cruz do Capibaribe, em Pernambuco, e que vai alinhar no gate da categoria MX2.

Outro que espera com grande ansiedade pela prova é o piloto da Categoria 230, Rui Português. “Há 15 anos não temos provas do Brasileiro de Motocross aqui no nordeste e é um privilégio muito grande que esse evento aconteça na minha cidade”, declarou o piloto, que veio para o Brasil com 24 anos. “A pista de Atalaia já era boa, e agora, com a reforma que fizeram, não tenho nem palavras para definir. Será uma maravilha. Todos ficarão fascinados”, completou Rui Português.

O Pro Tork Brasileiro de Motocross 2011 tem patrocínio de Pro Tork e Rinaldi. A quinta etapa tem patrocínio da Prefeitura de Aracaju, Governo do Estado de Sergipe e Banco Banese, além de realização da Federação Sergipana de Motociclismo – FSM, e supervisão da Confederação Brasileira de Motociclismo – CBM.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

JADSON TELES ZANGÃO #1 disse:

OLÁ A TODOS…..GOSTARIA QUE TODOS ANTES DE CRITICAR SOBRE ESSE EVENTO QUE É A 5ª ETAPA DO BRASILEIRO DE MOTOCROSS AKI DO NORDESTE,EM ARACAJU SERGIPE, LEMBRE-SE QUE O MUNDO DO MOTOCICLISMO É UMA GRANDE INDUSTRIA,E NOS AKI DO NORDESTE CONSUMIMOS MUITO…DAMOS MUITO LUCRO COM COMPRA DE MOTO NOVAS AS LOJAS DE OFF-ROOD AI DO SUL DO PAIS FATURÃO MUITO TAMBÉM COM AGENTE DO NORDESTE….CEM CONTAR QUE O CAMPEONATO É PRA TODO TERRITORIO BRASILEIRO,QUE TEM CUSTO ALTO SEI QUE TEM,MAS OS PATROCINIOS QUE OS PILOTOS TEM A PRA GASTAR COM ESSES CUSTO MESMO….QUEM NÃO TEM PATROCINIO SUFIRCIENTE CORRE ATRAZ DO SEU……AO INVES DE CRITICAR AS ETAPAS DE LONGA DISTANCIA…O CAMPEONATO É PRA TODOS OS PILOTOS E ESTADOS ACOMPANHE QUEM PODER…….PARABENS A CBM QUE ESTA DIVERSIFICANDO LEVANDO O ESPOTE AOS ESTADOS QUE AINDA NÃO TEVE UMA ETAPA DO BRASILEIRO DE MOTOCROSS, FAZENDO ISSO O MOTOCICLISMO SÓ TEM A CRESER CADA VEZ MAIS…..MUITO GRATO A TODOS QUE COMPARECER A ESSE GRANDE EVENTO…..PILOTO JADSON ZANGÃO #1 CAT. MX3

lucas disse:

muito boa a colocação do Cesar Lucena.
havia 15 anos que nao tinha sequer uma etapa aqui no nordeste, voces vao ver que essa vai ser a melhor etapa do brasileiro desse ano! Venham e confirmem!

vcs reclamam de mais; e nois do ceara q nem campeonato tem. temos q nos conformar so pela nete.pense nisso depois vcs reclamam se vcs tem dificudade ou nao.

Juvenal Alves disse:

Rodrigo lama só este ano rodou pra ir em foz do iguaçu,marau rs,e nova esperança pr 21000 vinte e um mil kilometros eu juvenal pai pagando sem nenhum patrocinio se for preciso irei novamente pense e reflitan apesar de tudo que acontece sou muito grato a este esporte é minha paixão que desculpe minha esposa .

Juvenal Alves disse:

Agradeço a todos pilotos que virão a minha cidade. estamos fazendo o maximo pra atender bem os pilotos e cumprir todas as regras do regulamento .Reflitam: Rodrigo lama foi o piloto que mais rodou em distancia pra conseguir ser campeão brasileiro de motocross 85cc. sei de todas as dificuldadas que é pra fazer um campeão e organizar uma etapa do brasileiro pensen,reflitam antes de julgar.obrigado a todos e por favor venhan pra 5° etapa voces não se arependeran.

Rick Vieira disse:

Bom eu gostaria de dar uma Idéia para o nosso presidente Firmo e todos da nova CBM.
Em muitos países as federações fazem parcerias com equipes privadas e até mesmo com transportadoras e ainda companhias aéreas.
Porque não falar com algumas equipes estruturadas, falar com a TAM , pois a CBM é a entidade MOR do motociclismo , marcar e combinar com cada estado derrepente uma carreta para cada estado onde poderia levar as motos e a CBM poderia fazer como a federação de Rondônia faz no latino alugar tendas e montar um Box padrão para os pilotos.
Impossível não é nunca foi então Reinaldo ABPMX, Firmo CBM precisamos pensar nisso mesmo, pois eu acho que os 20 primeiros do campeonato deveriam ter essa ajuda eles querem pontuar , muitas vezes tem compromissos com investidores que nem sempre são valores que pagam uma despesa como essa para o nordeste.
Digo o mesmo ao presidente Juvenal ai em Sergipe, pois algum tempo tínhamos o TEAM ZOOLO , que hoje não existe mais , Juvenal tem feito muito pelo motociclismo no nordeste e sei que pode fazer ainda mais, sei que temos pilotos de ponta no nordeste que merecem participar do Brasileiro aqui no sul. Bom um grade abraço a todos e senhores dirigentes borá com esses projetos, parcerias, permutas é para o bem do esporte.

Patrick Swian disse:

parabéns cesar lucena, perfeita sua colocaçâo.

Cesar Lucena disse:

concordo com voce jackson, mas as dificudades que voces têm, nós do nordeste temos tambem. quando temos que fazer o caminho contrario quando queremos participar de uma prova que como o nome ja diz; é um campeonato brasileiro entao deveria existir provas em todo territorio nacional, mas, o que se vê são corridas nos estados do sul. talvez por isso nao existem tantos nordestinos pontuando, concorda comigo? Se as verbas da CBM forem divididas por igual, é claro , com ajuda de custo para os dez primeiros colocados de cada categoria, então, teriamos menos dificuldade para fazer um campeonato no Brasil inteiro, uma vez que os patrocinadores não ganham dinheiro em apenas uma região e sim em todo territorio nacional.

Jackson Luiz de Oliveira disse:

Com todo o respeito ao povo que ama o motociclismo do Nordeste,mas os pilotos que estão realmente pontuando,terão muita dificuldade pra ir até la,é mais de 2000km e a CBM nem ABMX,enfim ninguem,ajuda nem sequer com o oleo do furgao,do onibus,nem nada.A CBM só quer saber de faturar com o evento,enquanto que os pilotos tem uma despesa enorme pra ir até la pra continuar no campeonato.Novamente se pensa em tudo menos nos pilotos.Parabéns Aracaju pelo evento,mas quem realmente faz o evento brilhar são os pilotos e não estão sendo como sempre lembrados.Com a palavra o novo presidente Firmo…

Eliseu disse:

ESTAMOS CURTINDO MUITO ESSE MOMENTO!!!!

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly