AMA Motocross 2011 – 12ª etapa – Pala Raceway

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por Steve Giberson | 11 de setembro de 2011 - 18:12

Depois da penúltima etapa em Steel City no sábado retrasado, o AMA Motocross 2011 voltou neste sábado, 10 de setembro, para sua última e decisiva etapa, disputada na pista de Pala Raceway, localizada ao norte da cidade de San Diego, no extremo sul da Califórnia, nos Estados Unidos.

Na categoria 250, o campeão antecipado Dean Wilson não deixou ninguém carimbar sua faixa e faturou mais uma dupla vitória e um overall. Já na principal categoria, a 450, a disputa dos Ryans foi intensa e emocionou o público no local, e também no restante do mundo, que assistiam a transmissão pela TV ou pela internet. Confira como foi…

A etapa de Pala Raceway assistiu a disputa dos Ryans

A etapa de Pala Raceway assistiu a disputa dos Ryans

Categoria 450

Antes de falar das corridas vamos recapitular a situação da briga pelo título entre Ryan Villopoto, da equipe oficial Monster Energy / Kawasaki e o atual campeão Ryan Dungey, da equipe oficial Rockstar / Makita / Suzuki. Villopoto tinha 14 pontos de vantagem sobre Dungey, e precisava apenas chegar em quarto nas duas baterias para confirmar o título.

Largada da primeira bateria da categoria 450 em Pala

Largada da primeira bateria da categoria 450 em Pala

Chad Reed

Chad Reed

Quanto a Dungey, obviamente ele precisava vencer as duas e torcer para que Villopoto ficasse fora dos quatro primeiros em ambas. Na largada da primeira bateria, Mike Alessi da equipe oficial KTM fez o holeshot e saiu na frente. Villopoto e Dungey largaram próximos, porém, fora do primeiro pelotão.

Kyle Regal, AJ Catanzaro e Ryan Dungey

Kyle Regal, AJ Catanzaro e Ryan Dungey

Ryan Dungey e Ryan Villopoto

Ryan Dungey e Ryan Villopoto

Já o australiano Chad Reed, da equipe Two Two Motorsports / Bel Ray / Honda, caiu na primeira curva e começou a prova no último pelotão. Dungey e Villopoto imprimiram um ritmo agressivo, vieram recuperando posições e por diversas vezes se ultrapassaram, um aproveitando os erros do outro.

Justin Barcia

Justin Barcia

Ryan Villopoto

Ryan Villopoto

Enquanto isso, lá na frente, a alegria de Alessi durou até a quarta volta, quando ele foi superado por Justin Barcia, que substitui Trey Canard na equipe oficial Red Bull / Honda Racing. Porém, na oitava volta, Dungey pagou caro por seus pequenos erros, quando Villopoto assumiu a segunda posição e começou a se distanciar.

Na décima segunda volta, Villopoto assumiu a liderança ao ultrapassar Barcia. Dungey só deixaria Barcia para trás duas voltas depois. A corrida ainda teria mais duas voltas, mas isso não foi tempo suficiente para o piloto da Suzuki tentar chegar em Villopoto e realizar alguma tentativa de ultrapassagem.

Ryan Villopoto e Ryan Dungey

Ryan Villopoto e Ryan Dungey

Jake Weimer

Jake Weimer

Vitória do piloto da Kawasaki, com Dungey em segundo. Barcia foi o terceiro, Mike Alessi o quarto, e o australiano Brett Metcalfe, companheiro de equipe de Dungey, o quinto. Reed se recuperou até a décima segunda posição. Graças à vitória, Villopoto ampliou para 17 pontos sua vantagem sobre Dungey e agora precisava chegar apenas em décimo terceiro para confirmar o título.

Na segunda bateria, Justin Brayton fez o holeshot, mas algumas curvas após Chad Reed assume a ponta. Dungey largou em sexto e Villopoto em oitavo. A alegria de Reed durou até a sétima volta, quando caiu em uma curva de baixa velocidade e foi superado por Barcia. Sem perder tempo, Dungey também assume a vice-liderança. Villopoto aparecia na quarta posição.

Largada da segunda bateria da categoria 450 em Pala

Largada da segunda bateria da categoria 450 em Pala

Ryan Villopoto

Ryan Villopoto

Dungey ultrapassa Barcia na décima quinta volta, penúltima da corrida. Villopoto é o terceiro colocado, mas está 12 segundos distante dos dois. Após 16 voltas, vitória de Dungey, com Barcia em segundo e Villopoto confirmando a conquista do título em terceiro. Reed é o quarto e Metcalfe o quinto.

Mike Alessi

Mike Alessi

Villopoto não venceu em Pala mas levou o título de 2011

Villopoto não venceu em Pala mas levou o título de 2011

No overall, vitória de Dungey, com Villopoto em segundo e Barcia completando o pódio na terceira posição. Metcalfe é o quarto e Alessi completou os cinco primeiros. No campeonato, Villopoto conquistou o título com 12 pontos de vantagem sobre Dungey. Reed finalizou em terceiro, Metcalfe em quarto, e Alessi fechou os cinco primeiros.

Resultado da décima segunda etapa na categoria 450
1. Ryan Dungey (Suzuki) 2-1
2. Ryan Villopoto (Kawasaki) 1-3
3. Justin Barcia (Honda) 3-2
4. Brett Metcalfe (Suzuki) 5-5
5. Mike Alessi (KTM) 4-8
6. Kyle Regal (Suzuki) 6-8
7. Chad Reed (Honda) 12-4
8. Justin Brayton (Yamaha) 9-6
9. Jake Weimer (Kawasaki) 10-12
10. Les Smith (Yamaha) 14-9
11. Jimmy Albertson (Yamaha) 13-10
12. Jarred Browne (Yamaha) 15-13
13. Nico Izzi (Yamaha) 7-35
14. Colton Facciotti (Honda) 8-39
15. Jake Canada (Yamaha) 11-20
16. Tye Simmonds (KTM) 34-11
17. Austin Howell (Yamaha) 31-14
18. Fredrik Noren (Honda) 17-18
19. Mike Brown (KTM) 36-15
20. Nick Wey (Yamaha) 22-16
21. Ben LaMay (Yamaha) 16-36
22. Vince Friese (Yamaha) 33-17
23. Bobby Bonds (Kawasaki) 18-33
24. Dean Porter (Suzuki) 24-19
25. Kyle Chisholm (Yamaha) 19-38
26. Bryce Vallee (Yamaha) 20-32
27. Travis Sewell (Yamaha) 23-21
28. Sean Lipanovich (Yamaha) 26-22
29. Colton Udall (Honda) 21-27
30. Derek Anderson (Kawasaki) 25-25
31. AJ Catanzaro (Yamaha) 29-33
32. Michael Sleeter (KTM) 28-24
33. Sean Borkenhagen (Kawasaki) 27-26
34. Tyler Bright (KTM) 30-28
35. Ricky Dietrich (Yamaha) 32-29
36. Tye Hames (Honda) 35-31
37. Weston Peick (Kawasaki) 38-30
38. Michael Byrne (Kawasaki) 39-34
39. Auston Albers (Kawasaki) 37-37
40. Garret Toth (Yamaha) 40-40

Classificação da categoria 450 após doze etapas
1. Ryan Villopoto – 526 pontos (3 vitórias) Campeão
2. Ryan Dungey – 514 (4 vitórias) Vice-campeão
3. Chad Reed – 429 (4 vitórias)
4. Brett Metcalfe – 374 (1 vitória)
5. Mike Alessi – 304
6. Jake Weimer – 271
7. Justin Brayton – 218
8. Andrew Short – 196
9. Kevin Windham – 193
10. Davi Millsaps – 173
11. Nick Wey – 169
12. Michael Byrne – 154
13. Tommy Hahn – 140
14. Ricky Dietrich – 133
15. Christian Craig – 131
16. Justin Barcia – 125
17. Tye Simmonds – 115
18. Jimmy Albertson – 111
19. Les Smith – 95
20. Ben LaMay – 86 pontos

Categoria 250

Na primeira bateria, Blake Baggett da equipe Monster Energy/Pro Circuit/Kawasaki fez o holeshot e saiu na frente, mas antes de completar a primeira volta foi superado pelo escocês Dean Wilson, campeão antecipado e companheiro de equipe de Baggett. Faltando três voltas para o final da corrida, Baggett chegou a ultrapassar Wilson, mas o campeão rapidamente recuperou a liderança.

Largada da primeira bateria da categoria 250 em Pala

Largada da primeira bateria da categoria 250 em Pala

Martin Davalos

Martin Davalos

Vitória de Wilson, com Baggett em segundo, o sula-africano Tyla Rattray, outro companheiro de equipe de Wilson, em terceiro, o francês Marvin Musquin da equipe oficial KTM em quarto, e o sul-africano Gareth Swanepoel da equipe DNA Shred Stixs / Star Racing / Yamaha em quinto.

Dean Wilson

Dean Wilson

Jason Anderson e Gareth Swanepoel

Jason Anderson e Gareth Swanepoel

Na segunda bateria o filme se repetiu, já que Wilson não teve problemas para vencer novamente. Justin Bogle da equipe Geico PowerSports/Honda foi o segundo, Baggett o terceiro, Musquin o quarto e Rattray o quinto. No overall vitória de Wilson, com Baggett em segundo e Musquin completando o pódio na terceira posição.

Largada da segunda bateria da categoria 250 em Pala

Largada da segunda bateria da categoria 250 em Pala

Justin Bogle

Justin Bogle

Blake Bagget com o visual do Team USA no Motocross das Nações

Blake Bagget com o visual do Team USA no Motocross das Nações

Rattray foi o quarto e Bogle completou os cinco primeiros. No campeonato, Wilson finalizou com 66 pontos de vantagem sobre Rattray. Baggett finalizou em terceiro, Eli Tomac da equipe Geico PowerSports/Honda em quarto, e Kyle Cunningham da equipe DNA Shred Stixs/Star Racing Yamaha fechou os cinco primeiros.

Alex Martin, Dean Wilson e Marvin Musquin

Alex Martin, Dean Wilson e Marvin Musquin

Gannon Audette e Malcolm Stewart

Gannon Audette e Malcolm Stewart

Pódio da categoria 250 em Pala

Pódio da categoria 250 em Pala

Resultado da décima segunda etapa na categoria 250
1. Dean Wilson (Kawasaki) 1-1
2. Blake Baggett (Kawasaki) 2-3
3. Marvin Musquin (KTM) 4-4
4. Tyla Rattray (Kawasaki) 3-5
5. Justin Bogle (Honda) 10-2
6. Gareth Swanepoel (Yamaha) 5-7
7. Kyle Cunningham (Yamaha) 6-8
8. Jason Anderson (Suzuki) 8-9
9. Eli Tomac (Honda) 7-11
10. Alex Martin (Honda) 14-10
11. Broc Tickle (Kawasaki) 19-6
12. Cole Seely (Honda) 11-14
13. Nick Paluzzi (Suzuki) 13-13
14. Martin Davalos (Suzuki) 9-17
15. Darryn Durham (Honda) 16-12
16. Malcolm Stewart (Suzuki) 15-16
17. Ryan Morais (Suzuki) 12-38
18. Jimmy DeCotis (Honda) 23-15
19. Gannon Audette (Yamaha) 18-19
20. Ryan Sipes (Yamaha) 17-21
21. Preston Tilford (Yamaha) 21-18
22. Ben Evans (Kawasaki) 30-20
23. Killy Rusk (Honda) 20-25
24. Joey Rossi (Yamaha) 25-22
25. Preston Mull (Honda) 24-24
26. Dakota Tedder (Kawasaki) 26-23
27. Johnny Moore (Honda) 31-26
28. Robert Noftz (Kawasaki) 29-28
29. Tyler Sjoberg (Kawasaki) 22-36
30. Mitchel Alcorn (Yamaha) 33-27
31. Kyle Peters (Yamaha) 27-34
32. Scott Agostini (Honda) 35-29
33. Travis Bell (Honda) 34-21
34. Tony Archer (Suzuki) 37-30
35. Tevin Tapia (KTM) 32-35
36. Chad Gores (Honda) 28-39
37. Alexander Millican (Yamaha) 36-32
38. Ricky Renner (KTM) 38-33
39. Sean Hackley Jr. (Kawasaki) 39-37
40. Chris Plouffe (KTM) 40-40

Classificação da categoria 250 após doze etapas
1. Dean Wilson – 538 pontos (3 vitórias) Campeão
2. Tyla Rattray – 472 (4 vitórias) Vice-campeão
3. Blake Baggett – 469 (5 vitórias)
4. Eli Tomac – 314
5. Kyle Cunningham – 311
6. Gareth Swanepoel – 300
7. Broc Tickle – 253
8. Alex Martin – 213
9. Martin Davalos – 213
10. Darryn Durham – 195
11. Malcolm Stewart – 188
12. Justin Barcia – 181
13. Marvin Musquin – 177
14. Cole Seely – 171
15. Gannon Audette – 158
16. Jason Anderson – 128
17. Nick Paluzzi – 117
18. Justin Bogle – 110
19. Travis Baker – 98
20. Nico Izzi – 91 pontos

Categoria WMX

Pala também foi palco da oitava e última etapa do WMX, o campeonato feminino de Motocross. A disputa pelo título estava entre a atual campeã Jessica Patterson da Yamaha e a atual líder do campeonato Ashley Fiolek, da equipe oficial American Honda.

Sayaka Kaneshiro

Sayaka Kaneshiro

Ashley Fiolek e Tarah Gieger

Ashley Fiolek e Tarah Gieger

No overall, vitória de Patterson da Star racing / Yamaha, com Tarah Gieger, da TLD / Honda em segunda, e Fiolek completando o pódio na terceira posição. Vicki Golden da Kawasaki foi a quarta e Stephanie Laier da KTM completou as cinco primeiras. A brasileira Mariana Balbi, que tem o patrocínio da equipe brasileira Pro Tork, e corre pela equipe MotoConcepts / Yamaha, finalizou a etapa final na sétima posição.

Largada da segunda bateria da categoria WMX em Pala

Largada da segunda bateria da categoria WMX em Pala

Tatum Sik e Sarah Whitmore

Tatum Sik e Sarah Whitmore

No campeonato, mesmo com a dupla vitória de Patterson, Fiolek conquistou o tricampeonato com 14 pontos de vantagem sobre Patterson. Gieger finalizou em terceira, Jacqueline Strong da KTM em quarta, e Golden fechou as cinco primeiras. A piloto mineira Mariana Balbi finalizou o campeonato na décima primeira posição.

Ashley Fiolek

Ashley Fiolek

Ashley recebendo a placa de campeã do AMA Motocross WMX 2011

Ashley recebendo a placa de campeã do AMA Motocross WMX 2011

Resultado da oitava etapa na categoria WMX
1. Jessica Patterson (Yamaha) 1-1
2. Tarah Gieger (Honda) 3-2
3. Ashley Fiolek (Honda) 2-3
4. Vicki Golden (Kawasaki) 4-4
5. Stephanie Laier (KTM) 6-5
6. Sayaka Kaneshiro (Suzuki) 5-6
7. Mariana Balbi (Yamaha) 11-7
8. Sarah Whitmore (KTM) 10-9
9. Marissa Markelon (Yamaha) 12-11
10. Tatum Sik (Honda) 9-14
11. Lindsey Palmer (Honda) 14-10
12. Jenica Paulsen (Honda) 8-17
13. Elizabeth Bash (KTM) 13-13
14. Alexa Pearson (KTM) 19-8
15. Nicole Madsen (Suzuki) 15-12
16. Jacqueline Strong (KTM) 7-25
17. Sara Peterson (KTM) 22-15
18. Amanda Brown (Honda) 21-16
19. Brittany Marcotte (Suzuki) 18-19
20. Tressa Rau (Honda) 17-20

Classificação da categoria WMX após oito etapas
1. Ashley Fiolek – 363 pontos (3 vitórias) Campeã
2. Jessica Patterson – 349 (5 vitórias) Vice-campeã
3. Tarah Gieger – 310
4. Jacqueline Strong – 209
5. Vicki Golden – 207
6. Marissa Markelon – 187
7. Kasie Creson – 180
8. Alexa Pearson – 176
9. Sayaka Kaneshiro – 171
10. Lindsey Palmer – 155
11. Mariana Balbi – 134
12. Sarah Whitmore – 108
13. Sara Price – 79
14. Tatum Sik – 78
15. Ashley Boham – 73
16. Stephanie Laier – 71
17. Sade Allender – 71
18. Elizabeth Bash – 68
19. Hailey Larson – 64
20. Jackie Ives – 58 pontos

Confira como foram as etapas anteriores do AMA Motocross 2011

11ª Etapa – 3 de setembro – Steel City / Pensilvânia
10ª Etapa – 27 de agosto – Southwick / Massachusetts
9ª Etapa – 13 de agosto – Unadilla / New York
8ª Etapa – 23 de julho – Washougal / Washington
7ª Etapa – 16 de julho – Millville / Minnesota
6ª Etapa – 2 de julho – Red Bud / Michigan
5ª Etapa – 25 de junho – Thunder Valley / Colorado
4ª Etapa – 18 de junho – Budds Creek / Maryland
3ª Etapa – 11 de junho – High Point / Pensilvânia
2ª Etapa – 28 de maio – Freestone / Texas
1ª Etapa – 21 de maio – Hangtown / Califórnia

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Nelson Franco disse:

MANO DESC FALTOU PALAVRAS NO TEXTO. FD DES DE ONTEM QUERENDO NOTICIA E NINGUEM FALA NADA .

Nelson Franco disse:

TO NERVOSO MANO E FD

Marcelo Hübner disse:

Nelson, leia o seu texto…

Nelson Franco disse:

meu estou muito chateado nenhun meio de comunicaçao da um noticia do mundial de motocross que por sinal tinha um brasileiro correndo la falo nada que corrida passou avivo no motors tv GRATIS .PESSOAL SO FALA DO MUITO LEGAL E LOGICO O AMA MOTOCROSS O MELHOR DO MUNDO COM CERTEZA .MAIS MEU O BALBI TA MUNDIAL HOJE MEU.PO PARA AI E BRASIL NINGUEM FALO QUE ELE FOI DECIMO TERCERO 13
ONTEM OBRIGADO FICA AQUI MEU PROTESTO

Murilo 'Gyn' P. Vieira disse:

Que corrida….foi uma das melhores se nao a melhor do capeonato!
Assisti pelo link aque estava aqui no Mundocross
Vlw Mundocross.

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly