Resultados Brasileiro e Gaúcho de Veloterra em Capão do Leão

Por André Charão | Fotos por André Charão | 17 de outubro de 2011 - 11:44

Capão do Leão viveu um final de semana diferente, foram dois
dias de muita adrenalina e emoção com a disputa da 5ª etapa do Brasileiro e 6ª
etapa do Gaúcho de Velocross. Segundo os organizadores, cerca de 5.000 pessoas circularam
entre o sábado e domingo no  Parque de Eventos Vila Carvalho.

Dentro da pista mais de 150 pilotos fizeram o show, pegas,
disputas eletrizantes e vitórias conquistadas com vantagem de fração de
segundos foram os ingredientes de uma das mais disputadas etapas  do Brasileiro e Gaúcho de Velocross.

Cézar Silva fatura a VX4 Nacional

Na primeira largada do dia válida pelo Gaúcho de Velocross, Cézar Silva
(Pelotas) assumiu a liderança seguido por João Silveriano (Joinvile/SC), Elder
Piroli (Tapejara) e Marco Aurélio Farias (Lajeado) vieram na sequência, depois
de largar mal sofrer uma queda e ficar em último, Moisés Folha (Cristal) fez
uma excelente prova de recuperação chegando pouco depois da metade da prova a
terceira colocação, depois de um erro de João Silveriano, Moisés assumiu a
segunda colocação, ao final, vitória de ponta a ponta de Cézar Silva, com
Moisés Folha em segundo, Elder Pirolli em terceiro, Gilvan Nizolli em quarto e
Marco Farias na quinta colocação.

Cézar Silva

Vitória de Lauthério Brauch na VX4

Na largada da categoria VX4 João Silveriano (Joinvile/SC) assumiu a liderança
seguido por Toninho Viana (Jaguarão) e Silvio Souza (S. Vitória do Palmar),
Lauthério Brauch (São Lourenço do Sul) saiu da quarta para assumir a liderança
depois de uma erro de João Silveriano, que ainda tentou recuperar o prejuízo, mas
sofreu mais uma queda e acabou no segundo pelotão, no final vitória de
Lauthério com Sílvio Souza em segundo, Toninho Viana em terceiro, Alex san
Martin (Chui) em quarto e João Silveriano na quinta colocação.

Lauthério Brauch

Matheus vence e dispara na liderança da 50cc

A nova geração do velocross acelerou forte na disputa da categoria 50cc, na
largada Matheus Hernandes (Rio Grande) assumiu a liderança seguido por Gabriel
Costa (Dom Pedrito), os dois fizeram uma boa disputa na primeira metade da
prova, depois de uma queda, Gabriel
deixou a corria mais fácil para Matheus que mostrava um grande ritmo de
prova, Gabriel acabou caindo mais duas vezes o que acabou lhe custando a
segunda colocação, a vitória de ponta a ponta ficou com Matheus Hernandes, o
piloto da casa Micael Teixeira (Capão do Leão) foi o segundo colocado, Gabriel
Costa o terceiro, Bawer Gomes (Rio Grande) o quarto colocado e fechando o pódio
na quinta colocação Facundo LLambias (Rivera/Uruguai).

Matheus Hernandes

Getúlio Acosta vence novamente a Novatos Nacional

A categoria novatos nacional teve uma intensa disputa pela vitória, na largada
Luciano Perez (Rio Grande) e Getúlio Acosta (São Borja) disputaram a primeira
curva lado a lado, a vantagem ficou com Luciano, Getúlio foi a sombra do líder
por boa parte da prova, por duas vezes Getúlio ultrassou e tomou o troco, na
terceira tentativa Getúlio assumiu a liderança, no pelotão intermediário  a situação era semelhante, os pilotos andaram
em ritmo forte, melhor para Marco Antônio Duarte (Santa Maria) que forçou e
ganhou a terceira colocação. Pouco antes da bandeirada Luciano encostou no
líder, mas não passou disso. Vitória para Getúlio Acosta com Luciano Peres em
segundo, Marco Antônio Duarte em terceiro, Jonatas Kvieskas (Gravatai) em
quarto e Fabrício Bierhalls (Pelotas) completou o pódio na quinta colocação.

Getúlio Acosta

Fabiano Ribeiro vence a VX3 Importadas

Na largada da categoria VX3 Importadas o piloto Pablo Florín (Cardona/Uruguai)
assumiu a liderança, aos poucos Fabiano Ribeiro (Passo Fundo) chegou na segunda
colocação, os dois travaram uma grande disputa chegando a alternar a liderança,
Rodrigo Volcan (Pelotas) líder do Gaúcho teve problemas e largou em último e
teve que fazer uma prova de recuperação. Fabiano Ribeiro correu de olho no
campeonato brasileiro, com muita segurança soube aproveitar o momento certo
para assumir a liderança e levar a bandeirada em primeiro com Pablo Florin em
segundo, Rodrigo foi o terceiro colocado, Maira Basso (Mato Castelhano)
conquistou a quarta colocação nas últimas curvas, Lauthério Brauch (S. Lourenço
do Sul) foi o quinto fechando assim o pódio da categoria. A categoria VX3
Importadas foi válida pelo Brasileiro de Velocross 2011.

Fabiano Ribeiro

Cézar Silva vence a segunda categoria na tarde

A categoria VX3 Nacional foi bastante movimentada e disputada, na largada Elder
Pirolli (Tapejara) assumiu a liderança, logo atrás Lucindo Amorim (Pelotas),
Cézar Silva (Pelotas) e João Silveriano (Joinvile/SC) entraram praticamente
lado a lado na segunda curva, à partir daí o que se viu foi uma grande disputa
entre Cézar Siva e João Silveriano, Elder Pirolli manteve a liderança até
metade da prova, Cézar Silva assumiu a liderança e teve sempre ao seu lado João
Silveriano que tentou por mais de três vezes a ultrapassagem mas sem sucesso.
Cézar Silva vence a segunda categoria da tarde, João Silveriano foi o segundo
colocado, Elder Pirolli ficou com a terceira colocação, Moisés Folha (Cristal)
foi o quarto colocado, Marcos Onzi (Flores da Cunha) fechou o pódio na quinta
colocação. A categoria VX3 Nacional foi válida pelo Campeonato Brasileiro de
Velocross 2011.

Vinícius vence a Intermediária.

A categoria Intermediária levantou o público, Mauricio Alvarez (Jaguarão) líder
do campeonato,  abandou a prova antes
mesmo de primeira volta com problemas no joelho, com isso, Fabrício Rosso
(Pelotas), Viníciu Perazz (Rio Grande) e Alexandre Mendes (Santana do
Livramento) dispararam na frente, Fabricio e Vinícius estavam com ritmo mutio
forte e disputaram a liderança “palmo a palmo”, aos poucos Alexandre Mendes
encostou nos líderes, Fabrício não aguentou a pressão e perdeu a liderança para
Perazzo, Mendes pegou carona no embalo do novo líder e assumiu a liderança, os
dois fizeram boas disputas, mas no final a vitória ficou com Vinícius,
Alexandre foi o segundo e Bruno Bardesio (Jaguarão) ficou em terceiro,  Fabrício Ferrari (Espumoso) foi o quarto
colocado e Otávio Borba (Pelotas) completou o pódio na quinta colocação.

Vinícius Perazzo

Cássio Rossi faturou a 230cc mais uma vez

Pelo que vem acontecendo na categoria 230cc tudo indica que teremos um dos mais
disputados campeonatos dos últimos tempos. Na largada Cássio Rossi (Santa
Maria) assumiu a liderança com Sérginho Moraes (Santa Cruz do Sul) em segundo,
os dois fizeram novamente uma disputa de tirar o fôlego, ora era um ora era outro
na liderança da prova, na última investida Rossi levou vantagem e assumiu a
liderança, na pressa de tentar dar o troco, Sérginho sofreu uma queda e perdeu
segundos preciosos, mesmo assim conseguiu encostar novamente em Cássio que
levou a bandeirada em primeiro, Sérginho foi o segundo, Guilherme da Silva
(Campo Magro/PR) ficou com a terceira colocação, Moisés Folha (Cristal) foi o
quarto colocado e Luciano Peres (Rio Grande) o quinto colocado. A categorias
230cc foi válida pelo Brasileiro de Velocross.

Cássio Rossi

Vitória de ponta a ponta de Felippe Menuzzi na 65cc

O piloto Felippe Menuzzi (Dom Pedrito) manteve os 100% de aproveitamento na
categoria 65cc. Na largada Felippe assumiu a liderança com naturalidade,
Mathias Vargas (Rivera/Uruguai) veio logo em seguida, depois de abrir a
primeira volta Felippe já estava com uma vantagem de três segundos sobre o
segundo colocado, a vantagem ficou maior depois que Mathias sofreu uma queda e
teve que recuperar as posições perdidas. No final vitória de ponta a ponta de
Felippe Menuzzi com Mathias Vargas em segundo, Gabriel Costa (Dom Pedrito) em
terceiro, Eduardo Kissner (Rio Grande) em quarto e Júnior Leandro Pick (Vera
Cruz) em quinto.

Felippe Menuzzi

Show de Leonardo Sebben na VX2

Falar que os pilotos deram um show na categoria VX2 é pouco, principalmente
para o piloto Leonardo Sebben (Caxias do Sul), assim que caiu o gate ele
começou a barbarizar na pista, a liderança veio na primeira curva, Paulo
Stédile (Curitiba/PR) e Lucas Basso (Gentil) disputaram palmo a palmo a segunda
colocação, Matheus Basso (Gentil) não fez uma boa largada e aos poucos encostou
no pelotão da frente, enquanto isso Sebben corria contra o relódio, baixando o
tempo a cada volta. No final vitória de Sebben com dez segundos de vantagem
para o segundo colocado Paulo Stédile, Lucas Basso ficou com a terceira
colocação, Daniel Florín (Cardona/Uruguai) foi o quarto colocado e Matheus
Basso fechou o pódio na quinta colocação. A categorias VX2 foi válida pelo
Campeonato Brasileiro de Velocross 2011.

Leonardo Sebben

Cássio Rossi venceu a 4Tempos Livre

Na largada da categoria 4Tempos Livre Cássio Rossi (Santa Maria) e Felipe
Deloss (Lajeado) assumiram as duas primeiras posições da categoria, Cássio fez
uma grande prova e manteve a liderança de ponta a ponta, Deloss tentou por
quatro vezes a ultrapassagem, numa delas chegou a assumir a liderança, mas
Cássio deu o troco logo em seguida, pela terceira colocação a disputa também começou
acirrada entre Diovane Anselmi (Morro Redondo) e Sérginho Moraes (Santa Cruz do
Sul), mas aos poucos Diovane conseguiu abrir vantagem,  já para Cássio Rossi a vantagem sobre Deloss
veio nas três últimas voltas quando pode administrar a vitória, Cássio em
primeiro, Deloss em segundo, Diovane em terceiro, Sérginho Moraes em quarto e
Maicon Gallioto (Flores da Cunha) em quinto formaram o pódio da categoria.

Leônidas Moraes vence a 85cc de ponta a ponta

A vitória de Leônidas Moraes (Santa Cruz do Sul) foi construída assim que o
gate caiu, Leônidas assumiu a liderança na primeira curva e não perdeu mais,
Felipe Pick (Vera Cruz) ainda conseguiu fazer uma pressão no líder, mas uma
queda na metade da prova pôs fim a tentativa de Pick tentar a ultrapassagem,
Nicole Manzke (S. Vitória do Palmar) fez uma prova segura visando não errar
para continuar na briga pelo campeonato, Gabriel Della Flora(Santa Rosa) não
teve uma tarde muito feliz, duas quedas quase o deixaram de fora da pódio. Leônidas
Moraes em primeiro, Felipe Pick em segundo, Nicole Manzke em terceiro, Eduardo
Fagundes (Bagé) em quarto e Gabriel Della Flora em quinto formaram o pódio da
categoria.

Leônidas Moraes

Fabrício Rosso cada vez mais líder na Intermediária

Na largada da categoria Intermediária Fabricio Rosso (Pelotas) assumiu a
liderança, na primeira curva um espetacular acidente deixa Sílvio Souza (S.
Vitória do Palmar)  nas últimas
colocações, Bruno Bardesio (Jaguarão) assumiu a segunda colocação, quem também
se deu bem na prova foi Armando Magalhães (Pelotas) ao assumir a terceira colocação.
Fabrício Rosso venceu a prova de ponta a ponta, com essa vitória ele segue cada
vez mais líder da categoria, Bruno Bardesio chegou na segunda colocação,
Aramando Magalhães chegou em terceiro, Ezequiel Refatti (Faxinal do Soturno)
foi o quarto colocado e Allexis Rebollo (Rivera/Uruguai) fechou o pódio na
quinta colocação.

Fabrício Rosso

Felipe Deloss vence de ponta a ponta a Nacional Força Livre

Com uma vitória de ponta a ponta, Felipe Deloss (Lajeado) garantiu os 100% de
aproveitamento na categoria Nacional Força Livre. Na largada Felipe assumiu a
liderança seguido por Diovane Anselmi (Morro Redondo), os dois abriram uma boa
vantagem sobre o terceiro colocado Ricardo Batista (Curitiba/PR) que errou na
curva e perdeu contato com os líderes. Deloss fez uma prova tranquila e não
teve problemas para vencer de ponta a ponta, Diovane Anselmi foi o segundo,
Ricardo Batista o terceiro, Jeferson Nunes (Pelotas) foi o quarto colocado e
Maicon Gallioto (Flores da Cunha) completou o pódio na quinta colocação. A
categoria Nacional Força Livre foi válida pelo Brasileiro de Velocross

Felipe Deloss

Tatu e Stédile com chave de ouro a VX1

A  disputa da categoria VX1 foi  válida pelo Brasileiro de Velocross e, foi
uma das melhores dos últimos tempos, Matheus Basso “Tatu” (Gentil) e Paulo
Stédile (Curitiba/PR) fizeram uma prova de arrepiar, foi impossível alguém
ficar indiferente ao que os dois pilotos fizeram na pista da cidade de Capão do
Leão.  Na largada Matheus Basso assumiu a
liderança trazendo com ele Paulo Stédile, aos poucos os dois foram abrindo
vantagem sobre os demais, três voltas depois da largada Tatu errou e Stédile
assumiu a liderança, Tatu foi a sombra de Stédile no restante da prova, na
placa de última volta Tatu foi contudo para forçar o erro de Stédile, na saída
da curva de chegada o erro veio, uma troca errada de marcha colocou os pilotos
lado a lado para uma final sensacional. Matheus venceu com uma vantagem
impressionante de oito milésimos de segundo (0,008s) a frente de Stédile. Com
certeza essa foi uma vitória que não se vê todo dia. Lucas Basso (Gentil) foi o
terceiro colocado, Pablo Florín (Cardona/Uruguai) foi o quarto colocado e
Daniel Florín (Cardona/Uruguai) fechou o pódio na quinta colocação.

Largada VX1

Matheus Basso

A próxima etapa do Campeonato Gaúcho de Velocross acontecerá
nos dias 29 e 30 de novembro na cidade de Santa Vitória do Palmar.

A 5ª etapa do Campeonato Brasileiro e 6ª etapa do Rinaldi Gaúcho de Velocross foi
uma realização da Federação Gaúcha de Motociclismo (FGM). O patrocínio foi de
Siverst, Rinaldi e Mobil, com apoio de Bergman, DeWalt, Stihl e da Prefeitura
de Capão do Leão. A supervisão foi da própria FGM e da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM).

 

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Leandro Weber disse:

Dale Tatu! boa sorte . . .

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly