Chumbinho Becker está decidido a conquistar o título na MX4

Por Imprensa Pro Tork | Foto por Divulgação Pro Tork | 01 de novembro de 2011 - 19:28
Um incidente impediu Milton “Chumbinho” Becker de
conquistar o título do Campeonato Brasileiro de Motocross com uma rodada de
antecipação. Porém, o piloto catarinense de 44 anos não se deixa abater e
anuncia que está pronto para brigar pela taça da MX4 na Super Final, que será
realizada neste fim de semana, dias 5 e 6, no Centro de Treinamento Pro Tork, em Siqueira Campos (PR).

Milton Chumbinho Becker

“Se eu tivesse terminado a penúltima etapa
entre os dez primeiros eu já teria garantido o caneco. Porém, acabei envolvido
em um acidente logo após a largada, que me rendeu uma fratura na mão e o
abandono da corrida. Fui ao médico na última segunda-feira e infelizmente terei
que passar por cirurgia. Mas, antes disso, vou enfrentar a dor para tentar alcançar o meu objetivo”, explica.

Chumbinho irá alinhar no gate com o dedo anelar da mão direita quebrado, entretanto, com
disposição de sobra para encarar o sofrimento e seus adversários, entre eles o
pernambucano Julio Cezar Xavier, segundo colocado na tabela. Se o concorrente
vencer a prova, Chumbinho precisará de um oitavo lugar para garantir o título da classe.

“Será um grande desafio, vou perder força para
segurar o guidão, sentir dor nas trepidações, saltar vai ser praticamente
impossível. Apesar disto, sei que se tudo der certo e eu erguer a taça, terá
valido a pena. Tive um ótimo desempenho durante a temporada, venci quatro das
seis corridas até então, não posso me entregar tão fácil”, exalta.

Caso cumpra sua meta, o piloto que representa a
Pro Tork chegará a marca de 16 títulos nacionais no motociclismo. Chumbinho já é
o atual recordista, em junho deste ano o atleta alcançou a taça da Superliga
Brasil de Motocross, na classe MX3, e superou o atleta Pedro Bernardo Raimundo,
o Moronguinho, que já não compete mais profissionalmente.

Mais informações no
site oficial da competição: www.protorkbrasileiromx.com.br.

Confira a
classificação:

MX4

1) Milton “Chumbinho” Becker – 128 pontos (Piloto Pro Tork)

2) Julio Cezar Xavier – 114 pontos
3) Marlon Olsen – 102 pontos
4) Marco Antônio Paz – 102 pontos
5) José Luís Prado – 58 pontos

A Pro Tork Racing conta com o apoio de Dash Industries.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly