Semi – final do Rinaldi Gaúcho de Velocross agitou a Fronteira

Por Sílvio Bilhar/André Charão | Foto por Silvio Bilhar | 01 de novembro de 2011 - 19:38

O campeonato Rinaldi Gaúcho de Velocross entrou em sua reta final neste final de semana, a cidade de Santa
Vitória do Palmar no extremo sul do Rio Grande do Sul recebeu a sétima e
penúltima etapa da competição. Pilotos do Brasil e Uruguai deram um verdadeiro show nos 1.490m da pista do Parque
Municipal de Exposições para mais de 4.000 pessoas que acompanharam a programação da 80ª Expofeira de Santa Vitória do Palmar.

As disputas nas quinze categorias válidas pelo campeonato levantaram o público e esquentaram ainda mais as brigas
pela conquista dos títulos de campeões de 2011.

Confira o que rolou na etapa de Santa Vitória do Palmar

Vitória do piloto da casa na VX4 Nacional
Na largada da categoria VX4 Nacional Gilvan Nizoli (Morro
Redondo) saiu na gente, na segunda curva o lidera já era Marco Aurélio Farias
(Lajeado), antes mesmo dos pilotos abrirem completarem a primeira volta, Moisés
Folha (Cristal) numa só manobra superou os dois primeiros colocados assumindo a
liderança, o piloto da casa Fabian Souza (S. Vitória do Palmar) veio superando
os adversários e antes mesmo da placa de duas voltas assumiu a liderança para
levar a bandeirada de chegada em primeiro lugar, Moisés Folha que sofreu uma
queda tentando retornar a liderança foi o segundo, Gilvan o terceiro colocado,
Marco Aurélio Farias foi o quarto colocado e Rolnei Araújo (Arroio Grande) o
quinto colocado.

Danny de Oliveira vence em sua estréia na VX4 Importada
Assim que o gate caiu para a categoria VX4 Importada Sívio
Souza (S. Vitória do Palmar) assumiu a ponta, mas logo no final da reta, Eduardo
Timm Balla (S. Lourenço do Sul) assumiu a ponta, ainda na primeira volta Danny
Oliveira (Panambi) assumiu a segunda colocação, os dois disputaram a liderança
volta a volta, a categorias só foi decidida a poucos metros do final quando
Danny venceu com meia moto de vantagem, Sílvio Souza foi o terceiro colocado,
Antonio Vianna (Jaguarão) foi o quarto colocado e Ricardo Gonçalves (Jaguarão)
foi o quinto colocado.

Gabriel Costa vence e decisão da 50cc fica para a última etapa
Para o jovem piloto Gabriel Costa (Dom Pedrito) só a
vitória poderia deixá-lo com chances de chegar ao título na categoria 50cc,
sendo assim a largada foi tudo ou nada para o piloto pedritense, assim que caiu
o gate ele assumiu a liderança da prova com Matheus Hernandes (Rio Grande) líder
do campeonato em segundo, os dois fizeram uma grande corrida, Mathues tentou de
todas as formas “encostar” no líder da prova, mas, a determinação e o momento de
Gabriel foram determinantes para a sua vitória, Mikael Teixeira (Capão do Leão)
que vinha na terceira colocação teve que abandonar a prova com problemas na
moto, Bawer Gomes (Rio Grande) foi o terceiro colocado, Erick Bom Reis (Rio
Grande) foi o quarto colocado e Maicon Júnior (Pelotas) fechou o pódio na quinta
colocação.

Getúlio Acosta vence e está com uma mão no título
A categoria Novatos Nacional teve uma largada eletrizante, Jonatas
Kviskas (Gravatai) assumiu a liderança na largada, uma queda de três pilotos na
metade da primeira volta mudou completamente o panorama da prova, Getúlio Acosta
(São Borja) assumiu a liderança com Ricardo Sena (S. Vitória do Palmar) logo
atrás na segunda colocação, os dois andaram no mesmo ritmo durante algumas
voltas, mas aos poucos o bom momento vivido por Getúlio prevaleceu, Marco
Antônio Duarte (Santa Maria) mesmo envolvido na queda no começo da prova fez uma
espetacular corrida de recuperação e conseguiu terminou na terceira colocação,
Jonatas Kvieskas foi o quarto colocado e Fabian Souza (S. Vitória do Palmar) o
quinto colocado.

Rodrigo Volcan vence mais uma e garante o título na VX3 Importada
Um dos pilotos que garantiram o título de campeão
antecipadamente foi Rodrigo Volcan (Pelotas) com uma prova perfeita ele venceu
de ponta a ponta não dando chances para ninguém na briga pelo título, a segunda
colocada na prova foi Maiara Basso (Mato Castelhano), largando no segundo
pelotão Maiara fez uma prova muito consistente com ritmo muito forte forçando o
erro dos seus adversários, Eduardo Timm Balla (S. Lourenço do Sul) foi o
terceiro colocado com Danny de Oliveira (Panambi) em quarto colocado e Antonio
Viana (Jaguarão) fechou o pódio na quinta colocação.

Norton Souza vence e Moisés Folha garante o título na VX3 Nacional
Na largada da categoria VX3 Nacional Lucindo
Amorim (Peltoas) assumiu a liderança seguido por Norton Souza (Pelotas) e Moisés
Folha (Cristal) líder do campeonato, os três fizeram as três primeira provas em
ritmo alucinante, a disputa entre os três acabou depois que  Norton Souza assumiu a liderança, Lucindo e
Moisés se chocaram na disputa da segunda colocação deixando assim caminho livre
para Marco Aurélio Farias (Lajeado) que aumentou o ritmo e colou no líder. As
disputas entre Norton e Marco Farias foram intensas, com direito a ultrapassagem
de Marco numa curva e troco de Norton na curva seguinte. No final vitória de
Norton, Moisés Folha chegou o segundo e garantiu antecipadamente o título de
campeão da categoria, Nilton Brignol (Pelotas) foi o terceiro, Marco Farias foi
o quarto colocado e Lucindo Amorim o quinto colocado.

Vinícius Perazzo vence a segunda consecutiva na Intermediária
A categoria Intermediária teve umas das
etapas mais eletrizantes do campeonato, na largada Fabrício Rosso (Pelotas)
assumiu a liderança seguido de perto por Vinícius Perazzo (Rio Grande) , os dois
fizeram uma grande disputa pela liderança, que ficou mais empolgante com a
chegada de Alexandre Mendes (S. do Livramento) a terceira colocação. O ritmo de
Vinícius e Alexandre foi muito forte, com isso, Rosso caiu para a terceira
colocação, no final a vitória de Vinícius Perazzo o colocou na briga pelo
título, Alexandre terminou em segundo e manteve a liderança da categoria,
Fabrício Rosso foi o terceiro colocado, Maiara Basso (Mato Castelhano) ficou na
quarta colocação e Fabrício Ferrari (Espumoso) foi o quinto colocado.

Sérgio Moraes e Cássio Rossi são sinônimos de show na 230cc
Para quem está acompanhando o Gaúcho de Velocross em
2011 sabe que quando Sérgio Moraes (S. Cruz do Sul) e Cássio Rossi (S. Maria)
estão no gate para a disputa da categoria 230cc tudo pode acontecer. A etapa de
Santa Vitória do Palmar não foi diferente, os dois pilotos fizeram o melhor pega
da etapa. Cássio Rossi largou na frente e teve Sérgio Moraes durante todo o
tempo colado na roda traseira de sua moto, por duas vezes Cássio conseguiu abrir
uma vantagem “confortável”, mas Sérginho sempre pulverizava essa vantagem
andando no limite, assim que abriram a última volta veio a fatalidade, Cássio
sofreu uma queda uma “espetacular”  e,
viu a chance de vitória acabar tão rápido quanto levantou para retornar a
corrida. A distância que os dois pilotos abriram dos demais concorrentes foi tão
grande que Cássio chegou na segunda colocação mesmo com a queda. Ao final
Sérginho foi o primeiro, Cássio o segundo, Ricardo Sena (S. Vitória do Palmar)
foi o terceiro, Moisés Folha (Cristal) foi o quarto e Fabian Souza (S. Vitória
do Palmar) foi o quinto colocado.

Matheus e Lucas Basso fazem a dobradinha na VX2
Uma das principais categorias do campeonato, a VX2 alinhou no gate
após a abertura oficial da 7ª etapa do Rinaldi Gaúcho de Velocross, na largada
Vinícius Perazzo (Rio Grande) assumiu a liderança, seguido de perto por Lucas
Basso (Gentil), Matheus Basso “Tatu” (Gentil) vice- líder do campeonato ficou
preso no gate e largou na última colocação. Enquanto Vinícius e Lucas lutavam
pela liderança Tatu fazia uma prova de recuperação, quatro voltas depois as
investidas de Lucas deram certo e ele assumiu a liderança, o ritmo forte e a
determinação de Tatu deram certo e ele assumiu o segundo lugar para cruzar
praticamente ao lado de Lucas para cruzar a linha de chegada e fazer a
dobradinha da família Basso mais uma vez no campeonato, Vinícius Perazzo foi o
terceiro, Fabrício Rosso (Pelotas) foi o terceiro colocado e Marcelo Bardesio
(Melo/Uruguai) fechou o pódio na quinta colocação.

Leônidas Moares vence de ponta a ponta a 85cc
A categoria 85cc se decidiu assim que foi dada a largada, Leônidas
Moraes (S. Cruz do Sul) assumiu a liderança da prova seguido por Felipe Pick
(Vera Cruz ) em segundo e Nicole Manzke (S. Vitória do Palmar) em terceiro. Os
três andaram em ritmo muito forte abrindo uma boa vantagem sobre os demais
pilotos, Leônidas fez uma prova perfeita mostrando muita técnica na parte
travada da pista encaixando muito bem as cavas que se formaram em algumas
curvas, nem mesmo uma queda na metade da prova colocou em risco sua vitória,
Felipe Pick também sofreu uma queda e ficou na “mira” de Nicole Mnazke que
conseguiu diminuir a diferença, mas acabou na terceira colocação com problemas
na embreagem da moto, Kamila Rocha (Chui) foi a quarta colocada e Jordam Souza
(S. Vitória do Palmar) o quinto colocado.

Vitória uruguaia na categoria 65cc
Demorou, depois de sete etapas, finalmente o líder da categoria 65cc
conquistou a primeira vitória no campeonato. Depois de perder a chance de
vitória em Cerro Grande do Sul quando estava com ampla vantagem sobre o segundo
colocado viu a vitória ir embora por problemas na moto, agora,  Mathias Vargas (Rivera/Uruguai) pôde enfim
comemorar a conquista do lugar mais alto no pódio. Felippe Menuzzi (Dom Pedrito)
tentou de todas as maneiras, mas não teve como superar Mathias que estava bem
concentrado, mesmo com a pressão do segundo colocado não cometeu erros, Junior
Leandro Pick (Vera Cruz) foi o terceiro colocado, Leonardo Gomes Jr. (S. Vitória
do Palmar) foi o quarto colocado e Mathias Baerdesio (Melo/Uruguai) foi o quinto
colocado.

Fabrício Rosso vence e confirma o título na Estreantes Importadas
O piloto Fabrício Rosso (Pelotas) confirmou o
título da categoria com uma etapa de antecedência, mas a vitória não veio tão
fácil, na largada Fabrício Ferrari (Espumoso) assumiu a liderança, Fabrício
Rosso saiu na quinta colocação e andou de olho no campeonato, não correu riscos
e sempre fez as ultrapassagens no momento certo, Ferrari manteve na ponta
durante quatro voltas até ser ultrapassado por Sérgio Moraes (S. Cruz do Sul),
aos poucos o ritmo de Sérgio diminui e Fabrício Rosso assumiu a liderança
mantendo até o final, Fabrício Ferrari foi o segundo, Danny Oliveira (Panambi) o
terceiro, Sérgio Moraes o quarto e Sílvio Souza (S. Vitória do Palmar) o quinto
colocado.

Felipe Deloss vence duas novamente
Depois de vencer apenas uma categoria nas duas últimas etapas,
Felipe Deloss (Lajeado) voltou a vencer duas categorias na mesma etapa. Depois
de sair atrás de Diovane Anselmi (Morro Redondo) nas duas largadas (4T Livre e
Nacional Força Livre) Deloss forçou o ritmo e conquistou as duas vitórias, a
última valendo pela categoria Nacional Força Livre a vitória veio depois de um
erro de Diovane Anselmi nas últimas voltas, que acabou deixando espaço para
Deloss assumir a liderança e também assegurar os dois títulos na temporada.
Deloss e Diovane fizeram a dobradinha nas duas categorias, na categoria 4T
Nacional Sérgio Moraes (S. Cruz do Sul) foi o terceiro, Eloy Xavier (S. Vitória
do Palmar) o quarto e Gustavo Ribeiro (Rio Grande) o quinto colocado. Na
categoria Nacional Força Livre Eloy Xavier (S. Vitória do Palmar) foi o
terceiro, Nilton Brignol (Pelotas) o quarto e Oscar Bom Reis (Rio Grande) o
quinto colocado.

Dobradinha da família Basso também na VX1
A dobradinha se repetiu na categoria VX1, desta vez Matheus “Tatu” Basso
(gentil) largou na frente e não deu chances para ninguém, A vitória veio de
ponta a ponta, Vínícius Perazzo (Rio Grande) manteve a segunda colocação sendo
superado somente por Lucas Basso (Gentil) que não largou tão bem e teve que
forcejar para conquistar a segunda colocação. Ao final Matheus foi o primeiro,
Lucas o segundo, Vini Perazzo o terceiro colocado, Marcelo Bardesio
(Melo/Uruguai) foi o quarto e Bruno Leitzke Jr. (S. Lourenço do Sul) fechou o
último pódio da etapa na quinta colocação.
O momento dos irmãos Matheus e
Lucas Basso no campeonato gaúcho de Velocross é, sem sombra de dúvidas o melhor
de todos, Lucas é líder nas categorias VX2 e VX1 no Gaúcho e Matheus é vice
líder da VX2 e VX1 no gaúcho de Velocross e líder na categoria VX1 do Brasileiro
de Velocross.

Matheus Basso

Patrocinadores do Rinaldi Gaúcho de Velocross

O campeonato Rinaldi Gaúcho de velocross 2011 tem o patrocínio máster de Rinaldi,
Siverst e Mobil, e copatrocínio de Impacto Motos, IMS Equipamentos e Bel Parts,
e apoio de DG Rampas, Farover, Octano, SSul, Artemoto Troféus e Mecânica
Zapanetti. A etapa de Santa Vitória do Palmar tem o apoio da prefeitura
local.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

luciano disse:

com serteza ele merese mesmo respeito e eu mesmo admiro eses pilotos mais antigos como ele , alcione munari,fabiano ribeiro,fernadinho e julio balzan mas quem esta pasando as informaçoes para os meios de comunicaçoes esta ezagerando ele ta tendo mais noticias que pilotos da vx1 e vx2 isso nao é legal pq quando ele perde sempre tem uma delculpa e os admiradores do velo acaban tendo uma serta antipatia com isso .
ha Vini parabens vc é um piloto que vem de uma evoluçao enorme ,parabens que se dedica merese

Vini Perazzo#112 disse:

Acho que o Rodrigo merece todo respeito e deve ser lembrado, pelo o que ja fez dentro das pistas não esquecendo que ele é de 10 a15 anos mais velho que essa gurizada resumindo merece respeito.

luciano disse:

poise ainda nao pararan de puxa o saco do volcan pq sera?
em s.maria foi um tombo que tiro a vitoria dele.em capao do leao foi o gate dele que nao caiu ,(que azar)em s.v.do palmar so 1.960segundos na frente da maiara baso que anda de 250cc . po vamo para de da desculpa e adimiti que nen sempre se vençe um pouquinho de umildade e bom.
parabens aus irmaos baso mostrando como se anda de moto.
equipe do mundocross nen sempre as informaçoes sao pasadas a vcs da maneira correta.

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly