Decisão de títulos esquenta a final do Catarinense de Cross-Country

Por Imprensa Pro Tork | Foto por Divulgação Pro Tork | 10 de novembro de 2011 - 13:16
A temporada 2011 do Pro Tork Catarinense de Cross-Country chega ao fim neste fim de semana, dias 12 e 13, com a realização
da sétima e última etapa do campeonato, na cidade de São Bento Sul. Os campeões
de quatro, das oito categorias, ainda não foram definidos, e a promessa é de
belas corridas no Sítio Águia Dourada, localizado no bairro Serra Alta.

Uma das classes mais acirradas é a Street, na qual Agenor Varela, Jonatan Zanca, Deivison Vargas e Talison Felisbino ainda
brigam pela taça. Apenas 20 pontos separam o primeiro do quarto colocado. Já na
Intermediária Especial, a diferença entre os três primeiros é de 17 pontos, são
eles Douglas de Souza, Leonardo Battisti Archer e Everton Roberto Soletti.

Na Intermediária Nacional, Alexandro Carvalho lidera com quatro pontos a mais que o segundo colocado, o atleta Daniel Rossini.
Ambos chegam dispostos a brigar pela vitória e pela taça. Por fim, na Nacional
A, João Carlos Ferretti conta com 15 pontos sobre Alexandro Carvalho, e não
pretende colocar o caneco em risco, apostando em uma pilotagem mais conservadora.

Tiago Hort comemorou o título de forma antecipada na categoria principal, a XC1, e na XC2, sendo o grande destaque do
campeonato. Com tranqüilidade de sobra, o piloto espera encerrar o ano com chave
de ouro, assim como Edson Halley e João Carlos Ferretti, que também já se
sagraram campeões nas classes XC3 e Nacional B, respectivamente.

O Catarinense de Cross Country tem o patrocinio da Pro Tork

As provas serão disputadas em uma pista de 2.600 metros, com diversos obstáculos naturais, considerada uma das mais
técnicas da temporada. Segundo o organizador do evento, Douglas Greipel, a
expectativa é de que a etapa seja um verdadeiro sucesso, com grande número de
pilotos inscritos, além de boa participação do público.

A final do Pro Tork Catarinense de Cross-Country tem início a partir das 15h de sábado, quando
os pilotos realizam os treinos livres. Já no domingo, os treinos recomeçam às
9h20 e a primeira corrida às 11h. O ingresso pode ser adquirido no local, por R$
5. Mais informações no site da Federação Catarinense de Motociclismo: www.fcm.org.br.

Inscrição subsidiada Pro Tork

A Pro Tork, patrocinadora oficial da competição, oferece 50% de desconto na primeira inscrição aos pilotos que
utilizarem itens de segurança da marca. Para ter direito ao benefício, basta
estar equipado com calça, camisa, capacete e botas Pro Tork.

Programação:

Sábado

15h – Treinos livres

14h – Secretaria e inscrições

Domingo

8h40 – Secretaria e inscrições

9h20 – Treinos livres

Provas

11h – Intermediária Nacional (15 minutos + 1 volta)

11h30 – Intermediária Especial (15 minutos + 1 volta)
13h15 – Street – 150cc (10 minutos + 1 volta)
13h40 – XC3 Nac e Esp (juntas) (20 minutos + 1 volta)
14h10 – Nacional B – 230cc (20 minutos + 1 volta)
14h40 – XC2 – 250cc (30 minutos + 1 volta)
15h20 – Nacional A (30 minutos + 1 volta)
16h – XC1 (30 minutos + 1 volta)

Confira a classificação:

Intermediária Nacional

1) Alexandro Carvalho (São João Batista) – 129 pontos

2) Daniel Rossini (Balneário Camboriú) – 125 pontos
3) Ruan Carlos Ferretti (Ilhota) – 96 pontos
4) Jonathan da Silva Teixeira (Botuverá) – 80 pontos
5) Bruno Sapelli (Brusque) – 68 pontos

Intermediária Especial

1) Douglas de Souza (São João Batista) – 103 pontos

2) Leonardo Battisti Archer (Brusque) – 94 pontos
3) Everton Roberto Soletti (Balneário Camboriú)  – 86 pontos
4) Giulliano Moretti (Gaspar) – 62 pontos
5) Ricardo Suavi (Guabiruba) – 58 pontos

Street

1) Agenor dos Santos Varela (Itapema)  – 120 pontos

2) Jonatan Zanca (Botuverá) – 110 pontos
3) Deivison Ramos Vargas (São João Batista) – 100 pontos
4) Talison Luiz Felisbino (Guabiruba) – 100 pontos
5) Lucas da Silva Delfes (Botuverá) – 78 pontos

XC3 Nacional e Especial

1) Edson Halley (Blumenau) – 138 pontos

2) Luzenir José Cardoso (Imbituba)  – 106 pontos
3) Mirko Andre dos Santos (Navegantes) – 92 pontos
4) Osni Martinho Clemente Filho (Itajaí) – 82 pontos
5) Helcius Zimmermann (Brusque) – 63 pontos

Nacional B

1) João Carlos Ferretti (Gaspar) – 142 pontos

2) Maicon da Silva (Brusque) – 98 pontos
3) Fabio Lana (Brusque) – 90 pontos
4) Luiz Antonio da Silva (São João Batista) – 82 pontos
5) Bruno Sapelli (Brusque) – 60 pontos

XC2

1) Tiago Hort (Brusque) – 142 pontos

2) Luzenir Jose Cardoso (Imbituba) – 90 pontos
3) Douglas de Souza (São João Batista) – 86 pontos
4) Osni Martinho Clemente Filho (Itajaí) – 82 pontos
5) Ricardo Anacleto Suavi (Guabiruba) – 74 pontos

Nacional A

1) João Carlos Ferretti (Gaspar) – 133 pontos

2) Alexandro Carvalho (São João Batista) – 118 pontos
3) Alexandre Ferrette (Ilhota)  – 108 pontos
4) Adriano Graf (Brusque) – 72 pontos
5) Itamar Bourscheidt (Blumenau) – 70 pontos

XC1

1) Tiago Hort (Brusque) – 142 pontos

2) Luciano de Oliveira (Jaraguá do Sul) – 100 pontos
3) Luzenir José Cardoso (Imbituba) – 96 pontos
4) Ricardo Anacleto Suavi (Guabiruba)  – 86 pontos
5) Mirko André dos Santos (Navegantes) – 80 pontos

Sobre a Pro Tork – A Pro Tork é a maior fábrica de peças e acessórios para motocicletas da América Latina e
hoje tem mais de 4.700 itens em seu catálogo. Localizada na cidade de Siqueira
Campos, ao norte do estado do Paraná, a empresa negocia com todo o país, além de
exportar seus produtos para a América Latina, Europa e Ásia. Sua história teve
início em 1987 com a fabricação de escapamentos de forma artesanal. Graças à
qualidade dos produtos e aos investimentos, a Pro Tork cresceu e hoje conta com
mais de 3,5 mil colaboradores.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

luciano disse:

bom dia e quipe do mundocross.
faz alguns dias que ta muinto lento pra acesar o sati de vcs ate achei que fose meu pc mas entrei em outros pcs e ta cada dia mais lento o aceso a pagina do mundocross por favor deem uma olhada no que pode ser
obrigado….

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly