Definidos os campeões do Brasileiro de Motocross Júnior

Por Adriano Winckler | Foto por Divulgação | 21 de novembro de 2011 - 22:42

A cidade de Mauá da serra, no Paraná, encerrou neste fim de semana o Campeonato
Brasileiro de Motocross Júnior. A prova, que aconteceu junto à 8ª etapa do
Campeonato Paranaense de Motocross, serviu para premiar os novos campeões
brasileiros das quatro modalidades: 50ccA, 50ccB, MXF (feminina) e MXJr.

Endrews Armstrong foi o vencedor da bateria da MXJr, recebendo a bandeirada após 17
minutos de prova. Marciano Rausis foi o segundo colocado, logo à frente de Tauã
Brenner, em terceiro e dono do melhor tempo na classificação. Francisco Martins
Neto terminou em quarto, mas festejou o título da categoria com 105 pontos no
geral. A vice-campeã foi a paranaense Brunna Bartz, com 62, e Tauã o terceiro, com 60.

Brunna, aliás, que na MXF mais uma vez não deu chances às adversárias. A campeã
brasileira de 2010 completou a prova com duas voltas de vantagem sobre a
segunda colocada, Bruna Ávila. Brunna conquistou o bicampeonato brasileiro,
tendo Jenifer Pereira como vice-campeã e a gaúcha Maiara Basso em terceiro.

Galerinha da 50cc B

Entre a molecada, Renan Ferreira venceu a prova da 50ccA, seguido por Kauan Kuhn, mas
quem comemorou o título foi Gabriel Andrigo. Kauan terminou como vice-campeão e
Garmichel Giehl em terceiro. Na 50ccB, uma das categorias mais disputadas,
Matheus Favero venceu novamente, comprovando que está em grande fase, seguido
por German Brosel e José Stenio “Goianinho” Damasceno. Matheus
sagrou-se campeão brasileiro, tendo José Stenio como vice-campeão e Carlos
Eduardo Barros em terceiro.

Resultado da 6ª etapa do Brasileiro MXJr:

50ccA

1º – Renan Ferreira

2º – Kauan Kuhn

50ccB

1º – Matheus Favero

2º – German Brosel

3º – José Stenio Damasceno

4º – Nathan Carvalho

5º – Joao Bortoluzzi

MXF

1º – Brunna Bartz

2º – Bruna Ávila

3º – Jennifer Pereira

MXJr

1º – Endrews Armstrong

2º – Marciano Rausis

3º – Tauan Brenner

4º – Francisco Martins Neto

5º – Northon Carvalho

Classificação Final do Brasileiro de Motocross Júnior:

50ccA

1º – Gabriel Andrigo – 78 pontos

2º – Kauan kuhn – 45

3º – Garmichel Giehl – 42

4º – Bruno Cruz – 40

5º – Renan Ferreira – 25

50ccB

1º – Matheus Favero – 124 pontos

2º – José Stenio Damasceno – 87

3º – Carlos Eduardo Barros – 72

4º – Nathan Carvalho – 63

5º – Pedro Moraes – 40

MXF

1º – Brunna Bartz – 126 pontos

2º – Jenifer Pereira – 94

3º – Maiara Basso – 48

4º – Bruna Ávila – 42

5º – Janaina Todeschini – 40

MXJr

1º – Francisco Martins Neto – 105 pontos

2º – Brunna Bartz – 62

3º – Taun Brenner – 60

4º – Northon Carvalho – 60

5º – Endrews Armstrong – 45

Compartilhe este conteúdo

Comentários

cleber todeschini CHAPECÓ-SC disse:

Boa Noite !

Já tinha ouvido comentarios sobre esse assunto e tomo a liberdade
de dar minha opinião:
o Jethro é o campeão e se não está claro no regulamento
que é lamentavel , como vai se descartar uma etapa que o piloto foi desclassificado.

Cleber todeschini

nilton disse:

o site esta nos devendo videos destas etapa .por favor coloca mais videos

JACK disse:

Twitter: jackmotopart
OLÁ JETHRO,,, SOU AMIGO PESSOAL DO DUDA A MUITO TEMPO…..MAS TEMOS QUE CONSIDERAR QUE O REGULAMENTO TEM QUE SER CUMPRIDO,,,,, SE VC TEM RAZÃO…. TEM QUE LUTAR E RECLAMAR DOS SEUS DIREITOS,,,

PARABÉNS PELO CAMPEONATO TODO….

ABRAÇO

JACK

Jethro Feula disse:

DESABAFO

Porto Alegre dia 21/11/2011 segunda feira, depois da grande final do Gaúcho de Motocross.
São 23:00, aguardei o dia todo, e a federação gaúcha não colocou em lugar algum nem em seu site oficial (fgm.com.br),o titulo de campeão do Rio Grande do Sul na categoria MX1 2011 a nenhum piloto.
O que acontece é o seguinte:
O site oficial da RINALDI.COM.BR, patrocinador do piloto Douglas Parise, o “DUDA” e do Campeonato Gaúcho de MotoCross 2011, da como noticia desde as 10:00 da manhã, que seu piloto, é o campeão da categoria MX1.
É com muita tristeza que eu assisto a esta arrogância do capital, pois na verdade o campeão gaúcho de MotoCross 2011, categoria MX1, de direito sou eu, porque, eu explico:
Na etapa de MARATA o DUDA foi desclassificado daquela etapa, devido a uma conduta anti-desportiva, e no campeonato gaucho, existe no regulamento, que todos os pilotos devem descartar o seu pior resultado, para assim dar maior EQUILIBRIO E COMPETITIVIDADE ao campeonato, só que ao final do campeonato o DUDA queria descartar aquele resultado como sendo o seu pior no ano.No meu entendimento ele descartando esse resultado, não teria punição, e estaria usando a mesma. a seu favor. Portanto, ele tem que descartar o seu pior resultado, independente daquele que gerou a punição. Sendo assim, eu sou, O CAMPEÃO GAÚCHO MX1 2011, de DIREITO, por isso me sinto ROUBADO.
Eu penso que a FEDERAÇÃO GAÚCHA DE MOTOCICLISMO, tem como presidente a RINALDI, porque até este horário eu não vi em lugar nenhum, nem no site oficial da FGM, ela proclamando sequer algum, dos pilotos, que foram campeões no domingo lá em CASCA….
Lembrando….. o Gaúcho de MotoCross tem 12 categorias, e nem sequer, recebi um aperto de mão do meu presidente PAULO DELLA FLORA (JABUTI), por qualquer que tenha sido o meu resultado, ou menos por ter participado da competição do inicio ao fim.
Não tenho nada contro o DUDA, era meu ídolo, bati muitas fotos dele quando criança, o DUDA sabe disto, mas o DUDA perdeu o campeonato para ele mesmo quando teve aquela conduta anti-desportiva, eu não criei polemica no campeonato em nenhum momento, e olha como é a vida, agora eu estou envolvido nela, trabalhei o ano todo para ser campeão GAÚCHO e enfrentei dificuldades nesta trajetória que não vale nem destacar aqui neste desabafo, agradeço aos meus patrocinadores: Ao meu amigo Rodrigo da PRO RACE SUSPENÇÕES que não mediu esforços diante de suas dificuldades também, para deixar a moto sempre nas melhores condições possíveis para mim, à CASA DE MAQUINAS KTM revendedor KTM de Porto Alegre, à Planet K ( ZIZI ) que forneceu meus equipamentos pessoais, á MITAS TIRES e PUTOLINE OIL.
Muito Obrigado à todos, ao pessoal que torceu por mim, ao pessoal que acreditou no meu trabalho e vou continuar na luta, não tenho nada para o ano que vem, mas tenho um ditado que esta na minha mente e que traduz o meu ser….NEVER GIVE UP!
Fui…..te encontro nas corridas.

Att
Jethro Feula #92

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly