CBM apresenta novidades para o Brasileiro de Motocross 2012

Por Adriano Winckler | Foto por Divulgação | 14 de dezembro de 2011 - 15:32

Profissionalismo. Esta será a palavra de ordem no motociclismo brasileiro a partir de 2012. É o que garante o presidente da Confederação Brasileira de Motociclismo, Firmo Alves. A entidade publicou na manhã desta quarta-feira o regulamento geral do Campeonato Brasileiro de Motocross do ano que vem, deixando claro que o esporte entre em uma nova fase daqui para a frente. Principal
competição sobre duas rodas no país, o Campeonato Brasileiro de Motocross terá um foco maior na busca pelo alto nível técnico dentro da pista, com duas baterias das principais categorias (MX1 e MX2) em cada uma das oito etapas ao longo do ano. Além disso, o regulamento de 2012 traz como novidade os ajustes da idade mínima para a categoria MX3 (agora 35 anos) e máxima para a MX2 (23 anos).

– Há 15 anos o regulamento do motocross era o mesmo no Brasil. Enquanto o esporte se profissionalizava cada vez mais no exterior, as gestões
anteriores da CBM não tiveram a coragem que estamos tendo agora de fazer a roda girar. Não queremos o Brasileiro de Motocross como um campeonato que agrade a meia dúzia de pilotos apenas. Queremos um campeonato verdadeiramente nacional,
que seja disputado em diversos estados e regiões, permitindo o desenvolvimento do esporte e o surgimento de novos talentos e revelações no motocross – declarou Firmo Alves.
Outra novidade para a próxima temporada é a separação das categorias MX4 e Nacional 230cc, agora fazendo parte do Campeonato Brasileiro de
Motocross Amador juntamente com as categorias 50ccA, 50ccB, MXF (feminina), Intermediária e MXJr. Permanecem no Brasileiro principal as categorias 65cc e MX3, ambas com provas aos sábados, e MX1, MX2 e 85cc com provas aos domingos.
– Vamos realizar o Brasileiro de Motocross Amador em um evento único, diminuindo custos para os pilotos, mas valorizando muito essa competição. A classificação para essa disputa obedecerá critérios pelas Federações Estaduais, e dali certamente surgirão pilotos aptos a ingressar no Brasileiro de Motocross principal. Não tenho dúvidas de que a CBM está dando um passo
importantíssimo a médio e longo prazo que vai ajudar a desenvolver e muito o motocross brasileiro – completou Firmo Alves.

Como já divulgado anteriormente, o Brasileiro de Motocross terá oito etapas, começando no dia 3 de março, em Santa Catarina, e
encerrando no dia 12 de agosto, em São Paulo, depois de passar por Paraná, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Sergipe.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

miri disse:

marau 054 33420694
cl 054 99178711

miri disse:

ola pessoal adorei o regul
aproveitando tenho
ktm 55 2011 10.000.00
ktm 65 2011 11,000,00
ktm65 2010 10.000.00

Duda disse:

Agora foi dado um grande passo,duas baterias de mx1 e mx2,agora podemos novamente falar que quem ganha ganha no braço e nao no azar dos outros.

Alberto Fernandes disse:

Muito boa as mudanças,,, Duas baterias da MX-1 e da MX-2, e campeonato sem descarte,,, só isso ja seria excelente as mudanças,,, Concordo com o PauloKunt, esse pessoal da direção de prova Jabuti e Compania, não esta nem 10% do que é.. e do que pode ser o campeonato,, Jabuti este que foi o unico que ficou em cima do muro quando foram tirar o Caravana,,, Tinhamos aqui no RS um dos melhores campeonatos do Brasil,,, lembro anos atra a abertura em Maratá,,,, parecia Brasileiro,,, agora este ano a final em Casca,,, uma vergonha,,, sem comentarios,,, só quem esta aqui sabe do que estou falando,,, Mas roupa suja se lava em casa,,,,, só espero que estas mudanças cheguem também nos Estaduais, para que possamos ter um campeonato melhor…… Parabéns Firmo e CBM,,,,, Lembrem,,, O Presidente da CBM mudou,,, as Mudanças ja aconteceram,,,,,, por isso Presidente, mude também as pessoas que estão ao seu lado,, pois a maioria eram as mesmas que estava do lado do Presidente anterior… Pois,,, de coisas boas ou coisas ruins, um Presidente sozinho não faz….. Abraço…

rodrigo disse:

Agora sim vamos ter um motocross di verdade !!!!!!!!!!!

Alex - Pinheiro Preto / SC disse:

Quando será atualizado o ranking do Brasileiro de MX???

Sarkiss #153 disse:

PARABÉNS ao Firmo!!!!

Acho que esse é o caminho para um Brasileiro de Motocross como todos esperam…

Paulokunt disse:

Terão que contratar gente para diretor de prova e muita mais porque os que trabalharam o ano passado foram uma vergonha um circo completo se não vai continuar igual sem pilotos olhem a superliga isso sim e organização

Elmar Becker disse:

Não era sem tempo esta mudança agora vai ter atrativo para ir a algum motodromo assistir a uma etapa do brasileiro, pois deste o ano de 2002 que adotaram a bateria unica no campeonato brasileiro nas categorias 125 cc e 250 cc alem da 65 cc e 85 cc e a opem que depois virou mx3 e foram juntando outras categorias 230, mxjr se continuassem como estava so faltavo incluir no brasileiro as categorias mx4 mx5 mx6 ?????? dt180 rx rd cg e outras mas.Mas como nunca e tarde para realizar mudanças levaremos 10 anos para voltarmos ao estagio que estava em 2002, com 97 pilotos inscritos na categoria 125 cc na etapa de abertura do brasileiro em Indaiatuba……………………………….

Douglas disse:

poxa cade minas gerais ai no calendario!!!!!!!!!federação mineira de motociclismo reage ai uai vamos traser uma eta pra minas né,umas das pistas mais elogisdas pelos pilotos q era a pista do mega space seria uma boa se voutasse ao calendario mx brasileiro…………ha outra pista q tinha q voutar era a de Cachoeiro de Itapemirim pista muito show de bola

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly