Galeria dos Campeões do Rinaldi Gaúcho de Velocross 2011

Por FGM | Foto por André Charão | 21 de dezembro de 2011 - 23:27

No domingo dia 18 de dezembro a cidade de Santa Cruz do Sul sediou a última etapa do campeonato Rinaldi Gaúcho de Velocross 2011. A competição reuniu os melhores pilotos da modalidade, foram oito etapas e alguns milhares de quilômetros para chegarmos a definição dos campeões e vices de cada categoria.

Confira quem foram os pilotos que formaram a Galeria dos Campeões do Velocross 2011.

 

Lucas Basso – Campeão Gaúcho de Velocross 2011 – Categorias VX2 e VX1

Lucas e Matheus Basso

Para contar como Lucas Fávero Basso, piloto da cidade de Gentil conquistou o campeonato de 2011 nas duas principais categorias da competição é fácil: A regularidade foi a marca deste piloto. Na categoria VX2, das oito etapas disputadas foram “apenas” dois segundo lugares e cinco vitórias. Na categoria VX1, Lucas ficou fora das duas primeiras colocações apenas na abertura do campeonato, o terceiro lugar na etapa de Santa Maria foi o seu mais “fraco” desempenho, depois disso, foram quatro segundo lugares (Canguçu, Cerro Grande do Sul, Capão do Leão e Santa Vitória do Palmar) e três vitórias (Jaguarão, Tapejara e Santa Cruz do Sul). Seu maior adversário, se é que podemos chamar assim, foi seu irmão Matheus Fávero Basso que conquistou o vice-campeonato nas duas categorias.

Em 2010, a situação foi inversa, Matheus foi o campeão e Lucas foi o vice nas duas categorias.

Hoje, os dois pilotos são considerados referência no Velocross nacional, Matheus é o Campeão Brasileiro de Velocross e Lucas é o Vice-Campeão Brasileiro de Velocross nas duas principais categorias da modalidade, com certeza um feito para poucos.

Patrocínio: Cereais Basso

 

Rodrigo Volcan – Campeão Gaúcho de Velocross 2011 – Categoria VX

A estréia de Rodrigo Volcan piloto da cidade de Pelotas na categoria VX3 foi excelente, Rodrigo fez valer a sua experiência. A etapa de abertura do campeonato em Santa Maria foi seu pior resultado na competição, mesmo sendo conhecido nos bastidores como bom de barro, Rodrigo não conseguiu confirmar a fama, pois foi justamente no barro que ele perdeu a vitória na última curva da prova, terminando na sexta colocação, depois desse começo negativo tudo mudou, Rodrigo conquistou o campeonato com um belo retrospecto, ao todo, foram seis vitórias e um segundo lugar em sete etapas. No currículo de Volcan ainda constam os títulos Gaúcho na categoria Nacional (1995) e na categoria VX2 (2007/2009)

Patrocinadores: Volcan Performance-Race Tech/Paulinho Moto Peças/Extreme Suplementos/WGK Bravo/ Borracharia Pedro Osório/Vó Nelda/Bergmann Máquinas

Vice-campeã: Maiara Basso – Mato Castelhano
Patrocinador: Cereais Basso

 

Sílvio Henrique de Souza – Campeão Gaúcho de Velocross 2011 – Categoria VX4

A cidade de Santa Vitória do Palmar no extremo sul do Rio Grande do Sul foi muito bem representada pelo piloto Sílvio Henrique de Souza “Birriga”, depois de um longo tempo sem participar de toda uma edição da competição Birriga como é mais conhecido nos bastidores veio com tudo em 2011, no primeiro momento a meta era figurar entre os cinco, talvez três primeiros do campeonato, mas conforme o campeonato foi se desenrolando houve a mudança de foco, o título de campeão passou a ser o objetivo. Com toda a sua experiência e algumas conquistas na carreira, entre elas o Gaúcho de Velocross de 1995 Birriga conquistou o campeonato desta temporada. Na soma  dos resultados estão a vitória na segunda etapa do campeonato, quatro segundo lugares, um terceiro e um quarto lugar.
Patrocinadores:Paulinho Moto Peças/Birriga Moto Peças

Vice-campeão: Toninho Viana – Jaguarão
Patrocinadores: Dark Dog Energy Drink/Paris Free Shop

 

Moisés Folha – Campeão Gaúcho de Velocross – Categorias VX3 Nacional e VX4 Nacional

Moisés Folha piloto da cidade de Cristal participou pela primeira vez de todas as etapas de uma edição do Gaúcho de Velocross, experiente, já foi campeão do Gaúcho de Cross Country no ano de 2005, além de vários títulos do Zona Sul de Velocross, orgulha-se de ser junto com o seu amigo Rodrigo Volcan os únicos pilotos da Zona Sul a conquistar o título de campeão Gaúcho em três categorias diferentes. Na pista Moisés foi quase perfeito, muitas foram as vezes que saiu em desvantagem, mas sempre conseguiu recuperação de forma sensacional.

Na categoria VX4 Nacional foram quatro vitórias, três segundos lugares e uma quarta colocação, pela categoria VX3 Nacional foram quatro segundo lugares, dois terceiro, uma vitória e uma sexta colocação na última etapa.
Patrocinadores: Posto Grill e Bob Racing

Marco Faria (Lajeado) foi o vice-campeão nas categorias VX3 e VX4 Nacional, Marco também conquistou o vice campeonato Sulbrasileiro de Velocross
Patrocinadores: PHD Guindastes/Rodoeixo

 

Felipe Deloss – Campeão Gaúcho de Velocross – Categorias 4T Livre e Nac. Força Livre

Contrariando o que muitos achavam, Felipe Deloss, piloto da cidade de Lajeado conseguiu melhorar o seu rendimento de 2010 para 2011, passou do status de “piloto a ser batido” à “piloto imbatível”, conquistou o bi-campeonato nas duas categorias e o melhor de tudo, na categoria Nacional Força Livre a conquista foi com 100% de aproveitamento, ninguém conseguiu ser mais rápido que Deloss nesta categoria. Na categoria 4T Livre o começo da temporada também dava a impressão que seria da mesma maneira, porém, algumas dificuldades apareceram no meio do caminho, ora a moto, ora a dificuldade com a pista barraram os 100% de aproveitamento, no entanto, o título veio com um belo retrospecto, cinco vitórias, uma segunda, uma terceira e uma sexta colocação na última etapa.
Patrocinadores: Restaurante Deloss/MMC Power/Lottici Radiadores

Vice-campeão: Diovane Anselmi – Morro Redondo
Patrocinadores:
Unitel Transformadores/Gilvan Motos/Albio Retífica

 

Alexandre Mendes – Campeão Gaúcho de Velocross – Categoria Intermediária

Alexandre Mendes, piloto da cidade de Santana do Livramento foi do “céu ao inferno” nas duas primeiras etapas do campeonato, isso porque, após uma grande vitória na etapa de abertura em Santa Maria, o piloto amargou a décima sexta colocação na segunda etapa em Jaguarão, uma queda perto do final da disputa da prova quase colocou em “xeque” suas pretensões na conquista do campeonato.  A solução tomada por Alexandre e sua equipe chefiada pelo seu irmão Felipe foi a de correr o restante do campeonato com o regulamento “embaixo do braço”, com isso, a regularidade tornou-se sua maior aliada, sem correr riscos desnecessários, os resultados foram aparecendo. Nem mesmo na última etapa a estratégia foi mudada, Alexandre chegou a estar liderando a prova, mas um quarto lugar era o suficiente e, foi como terminou. No retrospecto uma vitória, três segundo lugares, um terceiro, um quarto e um décimo sexto lugar. título foi mais que merecido.
Patrocinadores: Moto Giro Concessionária YAMAHA/Racer Films

Vice-campeão: Vinícius Perazzo – Rio Grande
Patrocinadores: Transvalle Transportes/Condomínio Dellvale/Trópico Cerealista/Gomes&Marques

 

Fabrício Rosso – Campeão Gaúcho de Velocross – Categoria Estreantes Importada

Fabrício Rosso, piloto da cidade de Pelotas fez a sua estréia no Gaúcho de Velocross em 2010, naquele ano disputou a categoria 230cc com grande participação, o saldo foi positivo, um vice-campeonato no Gaúcho e Sulbrasileiro, deixando aquele gostinho de “quero mais”. Em 2011 a troca de categoria foi mais um desafio, Fabrício mostrou uma grande adaptação na nova categoria, apesar da significativa mudança, manteve seu estilo técnico de pilotoagem que mostrou no ano anterior, o título foi conquistado com cinco vitórias, dois segundo lugares e uma terceira colocação na última etapa.
Patrocinadores: Rosso Moto Peças/Vini Performance Parts/Bergamann Máquinas

Vice Campeão: Ezequiel Reffatti Garlet
Patrocinadores: Magro Motos/Jucar Combustíveis/LC Motocicletas/Rádio La Sorella

 

Getúlio Pacheco Acosta Jr. – Campeão Gaúcho de Velocross – Categoria Nov. Nacional

Getúlio Pachecho Acosta Jr., piloto da cidade de São Borja na fronteira oeste do estado fez sua estréia no Gaúcho de Velocross na temporada de 2011, logo na primeira etapa mostrou um grande potencial, o segundo lugar na etapa de abertura em Santa Maria foi surpreendente, sua pilotagem mesclou “agressividade” e técnica, na conquista do título conseguiu o equilíbrio entra os dois estilos, depois de dois segundo lugares nas duas primeiras provas Getúlio teve dois resultados ruins nas duas provas seguintes, a recuperação foi surpreendente, quatro vitórias nas últimas quatro etapas mostraram a determinação e amadurecimento na competição.
Patrocinadores:Academia Schwarzeneger, Mercado Chessine, Oficina do Domingo. Moto Giro Racing

Vice-campeão: Marco Antônio Duarte – Santa Maria
Patrocinadores: Despachante Grillo, Serralheria Três Irmãos

 

Matheus Hernandes – Campeão Gaúcho de Velocross – Categoria 50cc

Matheus Gasso Hernandes, piloto da cidade de Rio Grande, participou pela primeira vez do Gaúcho de Velocross, sua estréia foi melhor que o esperado, com apenas oito anos o jovem que já tem três títulos em sua precoce carreira, mostrou durante todo o campeonato ritmo de gente grande, das oito etapas disputadas seu resultado mais fraco foi o quarto lugar,  a vitória na etapa de abertura em Santa Maria foi a primeira das cinco que conquistou na competição, além de ter chegado na segunda colocação em outras duas etapas.
Patrocinadores:Mecânica Léo

Vice-campeão: Gabriel Dias Lopes Costa – Dom Pedrito
Patrocinadores: Joel Preparações/ Agropecuária Ibicui/Safra Aviação Agrícola

 

Matias Nicolas Vargas – Campeão Gaúcho de Velocross – Categoria 65cc

Matias Nicolas Vargas, piloto da cidade de Rivera/Uruguai atravessou a fronteira para participar do Gaúcho de Velocross. Matias participou de todas as etapas, sua determinação durante o campeonato foi enorme, nunca desistiu de buscar a vitória, embora, ela sempre parecesse estar distante, a regularidade foi sua marca, nas cinco primeiras etapas figurou na segunda colocação. As duas etapas mais marcantes deste piloto foram na cidade de Cerro Grande do Sul quando liderou a prova desde o começo, mas por uma injustiça do destino sua moto apagou a duas voltas do final, Matias caiu para o último lugar, a moto não queria pegar, quando parecia estar tudo perdido a moto funcionou e ele conseguiu chegar na segunda colocação, a outra etapa foi marcada pela conquista da tão esperada vitória que para ser mais empolgante foi de ponta a ponta. No retrospecto do campeonato foram uma vitória, cinco segundo lugares e uma sexta colocação na última etapa.
Patrocinadores: Red Horse Energy Drink/Rádio Táxi 3333

Vice-campeão: Júnior Leandro Pick
Patrocinadores:  Supermercado Central

 

Felipe Augusto Pick – Campeão Gaúcho de Velocross – Categoria 85cc

Felipe Augusto Pick, com 14 anos o piloto da cidade de Vera Cruz, disputou pela segunda vez o Gaúcho de Velocross na categoria 85cc, sua dedicação ao campeonato foi total, prova disso foi o fato de Felipe abrir mão de disputar os campeonatos regionais, a evolução em seu segundo ano na categoria foi impressionante, mesmo sendo um piloto de grande estatura Felipe conseguiu adaptar-se totalmente a sua moto, porém, isso não o livrou de passar por situações complicadas em algumas etapas, tal como a dramática etapa em Santa Cruz do Sul, quando sofreu uma queda antes da primeira metade da prova caindo para a última colocação e, ainda teve que terminar a prova com o pneu dianteiro furado a três voltas do final, o que quase colocou o campeonato em risco. A conquista campeonato Gaúcho selou a ótima temporada de Felipe Augusto Pick que conquistou ainda o vice-campeonato Brasileiro de Velocross na categoria 85cc. No retrospecto do campeonato uma vitótia, quatro segundo lugares, dois sextos e um quinto lugar.
Patrocinadores: Postos Central/TransPick

Vice-campeão: Leônidas Marques Moraes – Santa Cruz do Sul
Patrocinadores: Cia das Motos Racing/Honda Valecross

 

Sérgio Marques Moraes – campeão Gaúcho de Velocross – Categoria 230cc

Sérgio Marques Moraes, piloto da cidade de Santa Cruz do Sul. De todos os pilotos que estavam na busca pelo campeonato, foi quem demorou mais tempo para poder comemorar. Sérginho como é conhecido, sempre fez belíssimas participações nas oito etapas, sua pilotagem  ora técnica, ora “agressiva” foi um dos grandes trunfos, porém, em todas as etapas teve um grande rival, Cássio Rossi foi à pedra no sua bota, um foi a sombra do outro. Quem acompanhou a etapa final, com certeza, achou o resultado injusto, se fosse possível, por tudo que fizeram durante o campeonato, o título poderia ter ficado com os dois. Sérginho conquistou quatro vitórias e quatro segundo lugares, levando para casa o título na categoria que teve a disputa mais acirrada nos últimos anos.
Patrocinadores: Cia das Motos Racing/Zanela Eventos

Vice-Campeão: Cássio Rossi – Santa Maria
Patrocinadores: Bramoto Concessionária Honda/LC Motocicletas/Bordin Materiais de Construção/Gráfica WR

A Federação Gaúcha de Motociclismo (FGM) e seus patrocinadores Rinaldi, Mobil, Siverst juntamente com seus co-patrocinadores Impacto Motos, IMS Equipamentos e Bel Parts e apoiadores DG Rampas, Farover, Octano, SSul, Artemoto Troféus e Mecânica Zapanetti, parabenizam os campeões e vice campeões da temporada 2011.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

leonardo(deco) disse:

Em 2012 esperem q vai surgir um para desbancar os dois da categoria 230cc,quam conhece esse nome sabe do q estou falando……………………JORDAN MARTINI AGUARDEM!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

vini perazzo disse:

po alem de não falarem o que realmente aconteceu no campeonato, não colocam nem meus patrocinios direito, alem da fgm até a midia ta mal organizada…

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly