Após duas etapas do Dakar, catarinense ocupa 33º lugar entre as motocicletas

Por Mundo Press | Foto por Theo Ribeiro/Speedbrain | 04 de janeiro de 2012 - 10:54

Ike Klaumann manteve o bom ritmo no Rally Dakar 2012. Pela primeira vez na competição, o piloto catarinense está no pelotão de elite da prova em 33º lugar entre as motocicletas. Após duas etapas, ele possui o tempo acumulado de 4h12min16, sendo que o atual líder é o espanhol Marc Coma com 3h40min12 (os resultados são extra oficiais).

Ike Klaumann

Nesta segunda-feira, o brasileiro largou de Santa Rosa de La Pampa com destino a San Rafael, na Argentina. O percurso teve 295 quilômetros de especial, além de 486 de deslocamentos, e ele foi o 34º mais rápido do dia com o tempo de 3h34min43. “Tenho conseguido me adaptar cada vez mais ao estilo da prova e à motocicleta, que é bastante veloz”, contou Klaumann. Ele pilota uma Husqvarna TE449 RR.
O trajeto desta terça-feira prevê 270 km de especial e 293 km de deslocamento, com destino a San Juan, ainda em solo argentino. O Rally Dakar 2012 termina no dia 15 de janeiro em Lima, no Peru, sendo que o Chile também faz parte do percurso. A prova possui no total 8.363 km, incluindo 4.406 de especiais. Ike Klaumann faz parte do time Husqvarna Rallye Team By Speedbrain.
Monitoramento via satélite – Mesmo de longe, a torcida brasileira pode acompanhar todos os passos do piloto Ike Klaumann no Rally Dakar 2012. O catarinense está sendo monitorado via satélite pela empresa Link Monitoramento, por meio do site da empresa (www.linkmonitoramento.com.br). Clique aqui para conferir!

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Gaby disse:

Bom dia.
Essa informação postada hoje já está desatualizada, pois ontem teve a 3º etapa e infelizmente ele acabou caindo e abandonou a competição, mas parece que está tudo bem com ele.

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly