AMA Supercross 2012 – 1ª Etapa – Anaheim / Califórnia

Por Renato Dalzochio Jr | Foto por Transworldmotocross.com/Vitalmx.com | 09 de janeiro de 2012 - 8:24

AMA Supercross 2012 – 1ª Etapa – Anaheim – Califórnia – Angel Stadium

Depois de meses de expectativa e especulação, a espera finalmente acabou. A temporada 2012 do Monster Energy AMA Supercross FIM World Championship começou na noite deste sábado, dia 7, no Angel Stadium, em Anaheim na Califórnia, com toda a teatralidade e emoção que se poderia esperar de um campeonato que cresce em prestígio a cada ano que passa. Na categoria principal, a Supercross, o atual campeão Ryan Villopoto ampliou sua sequência de vitórias ao começar a temporada de forma perfeita, liderando de ponta a ponta as 20 voltas do Main Event. Já na categoria Supercross Lites costa Oeste, foi à vez do californiano Cole Seely adicionar mais uma vitória para seu crescente currículo. Outro fator que chamou atenção era o circuito, travado e com poucos saltos grandes, sendo que as voltas mais rápidas giravam pouco acima de um minuto. E teve brasileiro na pista. Leia a seguir para saber mais sobre o que aconteceu em Anaheim I.

 

Categoria Supercross

Na largada, o atual campeão Ryan Villopoto da equipe oficial Monster Energy Kawasaki fez o holeshot e saiu na frente. Na sequência vieram Ivan Tedesco da equipe Dodge/Hart & Huntington Kawasaki em segundo, o australiano Chad Reed da equipe Two Two Motorsports Honda em terceiro, Mike Alessi da equipe MotoConcepts Suzuki em quarto e Ryan Dungey da equipe oficial Red Bull KTM em quinto. Em sua estreia na equipe JGRMX/Toyota/Yamaha, James Stewart largou apenas na 10ª posição, completando a primeira volta em nono lugar.

 

Largada da categoria Supercross, com holeshot de Ryan Villopoto

 

Ainda na primeira volta, Tedesco cometeu um erro na sessão de costelas, permitindo a ultrapassagem de Reed. Já Dungey ultrapassou Alessi logo na primeira curva após o salto de chegada. Na volta seguinte o piloto da KTM já havia despachado Tedesco. Stewart alcançou a quara posição na quarta volta, depois que Tedesco lhe deu um pouco de trabalho (na terceira volta os dois chegaram a se tocar na curva do holeshot). Enquanto isso, lá na frente, Villopoto realizava uma corrida impecável, abrindo uma vantagem de um a dois segundos por volta em relação a Reed, mostrando porque carrega o número 1 em seu number plate.

 

Villopoto fez uma corrida impecável, liderando de ponta a ponta as 20 voltas do Main Event

Após algum tempo de monotonia, a corrida voltou a esquentar faltando dez voltas para o final. Dungey cometeu um erro, caiu em uma curva para a direita, levantou rapidamente, mas mesmo assim perdeu a terceira posição para Stewart. Porém, na volta seguinte, foi à vez de Stewart errar em uma das seqûencias rítmicas da pista e receber o troco do piloto da KTM. Faltando oito voltas para o final, Dungey errou um dos grandes saltos triplos, emendando apenas o duplo, o que permitiu uma reaproximação do piloto da Yamaha.

 

Ryan Dungey da KTM levou a melhor na disputa com James Stewart

 

Nesta mesma volta, no final de outra sessão rítmica, Reed cometeu um erro e caiu antes da curva, permitindo que Dungey e Stewart se aproximassem. O que era pra ser dois brigando pela terceira posição virou uma disputa pelo segundo lugar entre três pilotos. Faltando seis voltas para o final, na mesma curva onde Reed antes havia caído, Stewart tentou despachar seus dois adversários numa vez só, mas só conseguiu confirmar a ultrapassagem sobre Dungey no trecho seguinte, na curva do holeshot.

 

Entretanto, na volta seguinte, o piloto da Yamaha voltou a errar em uma sessão de ritmo e caiu após aterrissar sobre os blocos de marcação da pista, deixando novamente o caminho livre para Dungey. Stewart voltou para corrida na 7ª posição, depois de levar quase uma volta para se livrar de uma aba do radiador, que no tombo, ficou enroscada na moto. Villopoto chegou a abrir 20 segundos de vantagem na liderança e recebeu a bandeira quadriculada doze segundos a frente de Reed. Falando no australiano, ele ainda teve que se cuidar para não perder a segunda posição para Dungey na última volta, cruzando a linha de chegada com pouco mais de um segundo de vantagem sobre o piloto da KTM.

 

Na última volta, Chad Reed quase perdeu a segunda posição para Dungey

Aliás, Dungey entrou para a história ao se tornar o primeiro piloto a colocar a KTM no pódio de uma etapa do AMA Supercross na categoria principal. Em sua estreia na equipe oficial Muscle Milk American Honda, Justin Brayton finalizou na quarta posição. Companheiro de equipe de Villopoto, Jake Weimer completou os cinco primeiros. James Stewart finalizou na sexta posição. “Foi uma noite fenomenal para mim”, disse Villopoto. “Eu não tive a pressão dos adversários como eu imaginava, então larguei na frente e apenas administrei para vencer. Foi uma grande corrida para mim”, declarou.

Em sua estreia na equipe oficial Honda, Justin Brayton finalizou na quarta posição

 

Villopoto venceu com mais de 12 segundos de vantagem sobre Reed

Resultado final categoria Supercross

1.    Ryan Villopoto (Kawasaki)
2.    Chad Reed (Honda)
3.    Ryan Dungey (KTM)
4.    Justin Brayton (Honda)
5.    Jake Weimer (Kawasaki)
6.    James Stewart (Yamaha)
7.    Andrew Short (Honda)
8.    Kevin Windham (Honda)
9.    Mike Alessi (Suzuki)
10.    Josh Hansen (Kawasaki)
11.    Brett Metcalfe (Suzuki)
12.    Broc Tickle (Kawasaki)
13.    Ivan Tedesco (Kawasaki)
14.    Kyle Chisholm (Kawasaki)
15.    Ryan Morais (Yamaha)
16.    Davi Millsaps (Yamaha)
17.    Jimmy Albertson (Suzuki)
18.    Chris Blose (Kawasaki)
19.    Josh Grant (Kawasaki)
20.    Tommy Hahn (Honda)

Pódio da categoria Supercross

Classificação categoria Supercross após uma etapa

1.    Ryan Villopoto 25 Pontos (1 vitória)
2.    Chad Reed 22
3.    Ryan Dungey 20
4.    Justin Brayton 18
5.    Jake Weimer 16
6.    James Stewart 15
7.    Andrew Short 14
8.    Kevin Windham 13
9.    Mike Alessi 12
10.    Josh Hansen 11

 

Vídeo do Main Event da categoria Supercross em Anaheim

Imagem de Amostra do You Tube

 

Categoria Supercross Lites costa Oeste

Na largada, Vince Friese da equipe MotoConcepts Suzuki fez o holeshot e saiu na frente. Na sequência veio o sul-africano Tyla Rattray da equipe Monster Energy/Pro Circuit Kawasaki, seguido por seu companheiro de equipe, o escocês Dean Wilson. Cole Seely da equipe Troy Lee Designs Honda largou na quarta posição. Na primeira curva após o salto de chegada, Rattray despachou Friese. Logo em seguida foi à vez de Wilson e Seely deixarem Friese para trás.

 

Na largada, Vince Friese (59) fez o holeshot

Após uma breve disputa na segunda volta, Seely despachou Wilson e concentrou seus ataques em Rattray. A ultrapassagem definitiva sobre o líder veio duas voltas depois. Faltando cinco voltas para o final, Rattray recebeu uma breve pressão de Wilson, mas em nenhum momento chegou a perder a segunda posição. Vitória de Seely, com pouco mais de três segundos de vantagem sobre o sul-africano da Kawasaki. Na última volta Wilson foi acompanhado de perto por Elic Tomac da equipe Geico PowerSports Honda, e o escocês sentiu a pressão.

 

Cole Seely conquistou sua primeira vitória na temporada 2012

Ele cometeu um erro no salto da linha branca do holeshot, saiu da pista, e caiu após bater em um dos blocos de marcação da pista. Tomac aproveitou para ficar com o último degrau do pódio. O francês Marvin Musquin da equipe oficial Red Bull KTM, atual bicampeão mundial de Motocross na categoria MX2, finalizou na quarta posição. Ryan Sipes da equipe Valli/Star Racing Yamaha completou os cinco primeiros. Wilson finalizou na sexta posição.

 

Depois de liderar as voltas iniciais, o sul-africano Tyla Rattray finalizou na segunda posição

 

Eli Tomac conquistou a terceira posição na última volta

 

Dean Wilson caiu na última volta e foi apenas o sexto colocado

 

 

Jean Ramos

Em sua estreia no AMA Supercross, o brasileiro Jean Ramos, conquistou uma vaga para o evento noturno com o 27º tempo entre os 79 pilotos inscritos na Lites. Na Heat 2, Jean largou em 3º mas acabou caindo e finalizou na 15ª posição. Na Last Chance foi novamente o 15º. “Na Heat larguei em terceiro e me derrubaram na segunda curva. Na Last larguei mal e não rendi muito. Foi uma boa experiência. Vamos pra próxima!”, relatou Jean.

 

No próximo sábado, dia 14, acontece a segunda etapa, no Chase Field, em Phoenix, no Arizona.

 

 

Resultado final categoria Supercross Lites costa Oeste

1.    Cole Seely (Honda)
2.    Tyla Rattray (Kawasaki)
3.    Eli Tomac (Honda)
4.    Marvin Musquin (KTM)
5.    Ryan Sipes (Yamaha)
6.    Dean Wilson (Kawasaki)
7.    Jason Anderson (Suzuki)
8.    Wil Hahn (Honda)
9.    Zach Osborne (Yamaha)
10.    Travis Baker (Honda)
11.    Matt Moss (KTM)
12.    Nico Izzi (Yamaha)
13.    Teddy Maier (Honda)
14.    Billy Laninovich (Honda)
15.    Vince Friese (Honda)
16.    Max Anstie (Honda)
17.    Ryan Marmont (KTM)
18.    Jackson Richardson (Honda)
19.    Martin Davalos (Suzuki)
20.    Christian Craig (Honda)

 

Pódio categoria Supercross Lites costa Oeste

Classificação categoria Supercross Lites costa Oeste após uma etapa

1.    Cole Seely 25 Pontos (1 Vitória)
2.    Tyla Rattray 22
3.    Eli Tomac 20
4.    Marvin Musquin 18
5.    Ryan Sipes 16

6.    Dean Wilson 15
7.    Jason Anderson 14
8.    Wil Hahn 13
9.    Zach Osborne 12
10.    Travis Baker 11

 

Vídeo do Main Event da categoria Supercross Lites costa Oeste em Anaheim

Imagem de Amostra do You Tube

Compartilhe este conteúdo

Comentários

fabiano azevedo disse:

bubba e o cara ele vai da a volta por cima e ganha a temporada

Marcos disse:

Uma coisa que tenho pra dizer sobre os pilotos:
Villopoto: o cara eh bom e tem todo requesitos pra ganhar, mas se pior adversario eh o orgulho
Reed: so anda com stewart esta na frente dele ou atraz
Dungey ::persistenccia,tecnica e alguns momentos agressividade
Weimer: vai supreender muita gente
Stewart: be, ele treina mt..anda bem e o mas veloz..mas o psicologico dele esta pertubado..pq ele sabe, se quiser ganhar eh so ter paciencia

Fredy disse:

o stewart ainda anda mais Q todos q estão no AMA!!!
o problema foi Q ele largou mau e não deu sorte….

carlos e. duda giovanucci disse:

queridos amigos do mundocross…. estou correndo atrás de uma instalação de internet na minha casa ainda esta semana, pq vi que vcs disponibilizaram um link para assistir ao vivo a corrida de anaheim!

PERGUNTA: ESSA SEMANA TB VÃO DISPONIBILIZAR? NESTA CORRIDA
DE ANAHEIM, FOI TRANSMITIDO COMPLETO? FICA TRAVANDO MUITO? VCS ACHAM QUE UMA NET DE 5M CONSIGO VER LEGAL?

aguardo resposta para dar andamento! desde já obrigado!

Paulinho disse:

Sim, 5mb e suficiente, sempre que possivel disponibilizamos, eu estou na praia e estou usando 3G, muito lenta a net e impossivel de assistir, por isso nem tentei, mas acredito que tenha funcionado o da Justin TV, Abraços

carlos e. duda giovanucci disse:

JACKSON com certeza ele tinha passado, sem sobra de dúvidas, o STEWART ainda é o mais rapido!

ganso disse:

villopoto deu uma aula de sx,mostrou que seriedade vale mais que marketing , e regularidade vale mais que loucura,e tem gente achando que o stewart vai dar trabalho??? ora o stewart pelo marketing e pelo que ganha tem que fazer muito mais que dar trabalho, e a questao de cair e a velha maxima, quem e regular e nao cai sempre leva vantagem

Jackson disse:

James Bubba Stewart JR. sempre (L’
Se não tivesse caído tinha passado o Reed (Y)

Murilo/gyn disse:

@Flavio
O Barcia corre na costa leste, so começa em março se nao me engano.

@Topic
O Villopoto começou bem, mas ano passado nas primeiras corridas ele começou bem tambem, correndo sem medo contra o Stewart, so que o rendimento foi caindo, e so ganhou corridas pq seus adversarios cairam, nunca por ter uma tocada mais rapida que a deles. Ainda aposto que o Stewart vai dar muito trabalho este ano.

flavio disse:

O BARCIA NAO CORREU

flavio disse:

e o BARCIA

carlos e. duda giovanucci disse:

QUERO NEM SABER, VOU DE STEWART 7!!!!!!! CAMPEÃO DESTE ANO!

Alessandro Cristo disse:

…legal ver a bandeira do BRASIL na largada de um evento como o AMA SUPERCROSS. Grande abraço a todos

Diêgo Gomes disse:

Twitter: Bezerra
Bubba nunca mais será o mesmo!!! =(

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly