AMA Supercross 2012 – 4ª Etapa – Oakland / Califórnia

Por Renato Dalzochio Jr | Fotos por GuyB | 30 de janeiro de 2012 - 14:51

A temporada 2012 do AMA Supercross FIM World Championship completou um mês neste fim de semana, mas a emoção continua viajando junto com o campeonato, corrida após corrida. Na etapa deste sábado, dia 28, quarta da competição, os pilotos seguiram para o norte da Califórnia, onde foram recebidos com céu claro e tempo seco no Overstock.com Coliseum em Oakland, local da corrida.

Na categoria Supercross Lites costa Oeste vitória fácil de Eli Tomac, que ampliou sua vantagem de pontos na liderança. Na categoria Supercross James Stewart levou a equipe JGRMX/Toyota/Yamaha para sua primeira vitória na temporada, deixando Chad Reed e Ryan Dungey empatados na liderança do campeonato.

A principal categoria do campeonato já atingiu a marca de quatro vencedores diferentes em quatro corridas, e se as coisas continuaram como estão, a temporada 2012 tem tudo para substituir 2011 como a mais disputada da história da competição.

Categoria Supercross

James Stewart jamais entra numa corrida apenas para conquistar uma posição no pódio. Ele entra para vencer. E esse alto padrão de exigência como piloto é o mesmo em que pensou a equipe JGRMX/Toyota/Yamaha quando o contratou. Então, quando ele recebeu a bandeira quadriculada na primeira posição, o que se viu não foi apenas a alegria pela sua vitória, e sim um suspiro de alívio por parte de Stewart e da equipe JGR.

Na largada o australiano Chad Reed da equipe Two Two Motorsports Honda fez o holeshot, seguido por Andrew Short da equipe Brooks/Mcgrath Honda em segundo, Josh Hansen da equipe Dodge/Hart & Huntington Kawasaki em terceiro, James Stewart em quarto e o atual campeão Ryan Villopoto da equipe oficial Monster Energy Kawasaki em quinto. Dentro de algumas voltas, tanto Stewart como Villopoto já haviam despachado Short e Hansen e estavam perseguindo Reed. Por cinco ou seis voltas, os três andaram com poucos metros de distância um do outro. Toda vez que parecia que Stewart estava perto o suficiente para tentar a ultrapassagem sobre Reed, ele tinha que se proteger de Villopoto, que colocava a roda dianteira ao seu lado. Os três se recusavam a dar chance um ao outro, o que levava a multidão a loucura.

Largada categoria Supercross

Chad Reed e Andrew Short

Ryan Villopoto e Andrew Short

Então, depois do que pareceu durar uma eternidade, quando Villopoto estava colocando muita pressão sobre Stewart, o piloto da Yamaha assumiu a liderança ao pegar o traçado de dentro em uma curva e “espremer” o australiano para o lado de fora. A batalha pela liderança finalmente havia acabado. Villopoto manteve a pressão sobre Reed, mas foi simplesmente incapaz de conseguir alguma coisa. Na melhor oportunidade que teve, não obteve êxito ao tentar ultrapassar. Quando a corrida entrou na sua segunda metade, Reed começou a se distanciar de Villopoto, porém, Stewart já estava quatro segundos na sua frente.

Chad Reed e James Stewart

Quem não fez uma boa largada foi o até então líder Ryan Dungey, da equipe oficial Red Bull KTM. Dungey completou a primeira volta na décima posição e demorou muito para ultrapassar seus oponentes. Quando finalmente alcançou o quarto lugar, Villopoto, Reed e Stewart já estavam muito longe. Stewart recebeu a bandeira quadriculada com dois segundos de vantagem sobre Reed, e se tornou o quarto vencedor em quatro etapas na temporada. Quatro segundos atrás do australiano, Villopoto garantiu o último degrau do pódio. Dungey finalizou em quarto e Short completou os cinco primeiros.

Ryan Dungey

James Stewart

No pódio, Reed estava claramente chateado por ter aberto mão de sua vitória para Stewart. “Olhando para a pontuação, não é tão ruim assim. Eu tive uma boa largada, mas pilotei como uma garotinha. Espero não repetir isso no futuro. A pista estava complicada. A umidade foi chegando e com isso as opções de traçado mudaram um pouco”, disse o australiano.

“A primeira parte da corrida foi boa para mim, eu estava tentando ultrapassar. Mas a pista estava dura e eu comecei a cometer erros. Mas foi muito melhor do que semana passada, quando larguei na última posição. Espero fazer melhor no próximo sábado”, disse Villopoto.

Ryan Villopoto

“Antes de dizer qualquer coisa, gostaria de dedicar esta vitória ao meu mecânico Mark ‘Tex’ Adams, que faleceu esta semana. É incrível poder comemorar ao lado da equipe Joe Gibbs. Tive três corridas difíceis, mas nossa equipe nunca desistiu. Temos um longo caminho a percorrer, e este foi um grande começo”, disse Stewart.

James Stewart conquistou sua primeira vitória em 2012

Com estes resultados, Reed e Dungey dividem a liderança com 85 pontos cada um. Villopoto é o terceiro com 83, Stewart o quarto com 73, e Jake Weimer, companheiro de equipe de Villopoto, fecha os cinco primeiros com 61 pontos.

Pódio categoria Supercross

Resultado final categoria Supercross

1. James Stewart (Yamaha)
2. Chad Reed (Honda)
3. Ryan Villopoto (Kawasaki)
4. Ryan Dungey (KTM)
5. Andrew Short (Honda)
6. Kevin Windham (Honda)
7. Davi Millsaps (Yamaha)
8. Jake Weimer (Kawasaki)
9. Justin Brayton (Honda)
10. Josh Hansen (Kawasaki)
11. Mike Alessi (Suzuki)
12. Kyle Chisholm (Kawasaki)
13. Broc Tickle (Kawasaki)
14. Brett Metcalfe (Suzuki)
15. Nick Wey (Kawasaki)
16. Cody Mackie (Kawasaki)
17. Weston Peick (Kawasaki)
18. Robert Kiniry (Yamaha)
19. Ben LaMay (Yamaha)
20. Kyle Partridge (Kawasaki)

Classificação categoria Supercross após quatro etapas

1. Chad Reed 85 Pontos (1 Vitória)
2. Ryan Dungey 85 (1 Vitória)
3. Ryan Villopoto 83 (1 Vitória)
4. James Stewart 73 (1 Vitória)
5. Jake Weimer 61
6. Kevin Windham 58
7. Andrew Short 52
8. Josh Hansen 47
9. Brett Metcalfe 45
10. Davi Millsaps 42

 

Categoria Supercross Lites costa Oeste

Na largada o equatoriano Martin Davalos da equipe Rockstar Energy Drink Suzuki fez o holeshot, seguido pelo escocês Dean Wilson da equipe Monster Energy/Pro Circuit Kawasaki em segundo e o líder do campeonato Eli Tomac da equipe Geico PowerSports Honda em terceiro.

 

Largada Supercross Lites

Ainda na primeira volta, enquanto perseguia Davalos, Wilson cometeu um erro em uma esburacada sessão de encaixes e disparou para fora da pista, caindo e perdendo posições valiosas. Na segunda volta um erro de Davalos permitiu que Tomac assumisse a liderança. Mesmo que Davalos não tivesse errado, Tomac estava muito superior e provavelmente iria ultrapassá-lo de qualquer maneira.

Martin Davalos e Dean Wilson

Com o passar da corrida, enquanto Tomac se distanciava cada vez mais na liderança, Davalos ia perdendo posições. A segunda posição chegou a passar pelas mãos de Zach Osborne, mas nas voltas finais ele sucumbiu à pressão do francês Marvin Musquin, da equipe oficial Red Bull KTM.

Dean Wilson e Eli Tomac

No final, Tomac recebeu a bandeira quadriculada com mais de 12 segundos de vantagem sobre Musquin. Osborne completou o pódio em terceiro, Ryan Sipes da equipe Valli/Star Racing Yamaha foi o quarto, e Matt Moss JDR Motorsports KTM completou os cinco primeiros. Wilson finalizou na décima posição. Quem também não teve uma boa corrida foi Cole Seely da equipe Troy Lee Designs Honda, que finalizou na décima primeira posição. O sul-africano Tyla Rattray, companheiro de equipe de Wilson, sofreu um forte tombo durante a Heat 1 e não voltou para a pista. As primeiras notícias dão conta de que ele sofreu uma pequena fratura na sétima vértebra cervical.

Cole Seely, Zach Osborne e Matt Moss

Marvin Musquin e Martin Davalos

“É uma sensação incrível.É muito bom estar com o number plate vermelho e vai ser difícil eu querer largá-lo (risos). Esta é uma das pistas mais difíceis que já corri, mas estou na melhor fase da minha carreira. Nossa equipe trabalhou muito para me dar uma grande moto e eu fiz o meu melhor. Agora vou para Anaheim com uma agradável vantagem na pontuação”, disse Tomac.

Eli Tomac

“É uma sensação boa. Tive uma boa corrida este fim de semana. Eu larguei em torno do décimo lugar e fiz uma suave corrida de recuperação. Estou muito feliz. O campeonato é um ‘tiro curto’, porque são apenas nove etapas e eu caí na semana passada em Los Angeles. Fui bem esta noite e quero estar no pódio em todas as corridas. Obrigado a todos”, disse Musquin.

Com estes resultados, Tomac chegou aos 88 pontos contra 73 de Wilson. Osborne é o terceiro com 67, Musquin o quarto com 64, e Rattray fecha os cinco primeiros com 60 pontos.

Jean Ramos

O brasileiro Jean Ramos fez o 23º tempo e participou da Heat 2 da Lites, terminando em 18º e na Last Chance Qualifier não terminou, abandonando ainda na primeira volta. O piloto através do seu twitter disse; “É Brasil, não deu novamente, muitos erros e azar. Vamos p/ próxima”.

Resultado final categoria Supercross Lites costa Oeste

1. Eli Tomac (Honda)
2. Marvin Musquin (KTM)
3. Zach Osborne (Yamaha)
4. Ryan Sipes (Yamaha)
5. Matt Moss (KTM)
6. Travis Baker (Honda)
7. Nico Izzi (Yamaha)
8. Max Anstie (Honda)
9. Martin Davalos (Suzuki)
10. Dean Wilson (Kawasaki)
11. Cole Seely (Honda)
12. Jason Anderson (Suzuki)
13. Billy Laninovich (Honda)
14. Gavin Faith (Honda)
15. Gareth Swanepoel (Yamaha)
16. Michael Leib (Honda)
17. Vince Friese (Honda)
18. Killy Rusk (Honda)
19. Ryan Marmont (KTM)
20. Topher Ingalls (Honda)

Classificação categoria Supercross Lites costa Oeste após quatro etapas

1. Eli Tomac 88 Pontos (2 Vitórias)
2. Dean Wilson 73 (1 Vitória)
3. Zach Osborne 67
4. Marvin Musquin 64
5. Tyla Rattray 60
6. Cole Seely 57 (1 Vitória)
7. Jason Anderson 53
8. Nico Izzi 46
9. Max Anstie 45
10. Ryan Sipes 43

Compartilhe este conteúdo

Comentários

UHHHHHHHUUU!

Bubba \õ

Renato Dalzochio Jr disse:

Valeu pela dica Tiago! :) Quando escrevi o texto no domingo, ainda não tinha nenhum vídeo da corrida, temos que acreditar no que os sites gringos nos dizem hehehe… mas é importante manter essa comunicação com vcs leitores, pra melhorar nossas matérias e não parecer que estamos sendo tendenciosos.

Abraço!

sidoca disse:

GOSTEI MUITO! primeira vitoria de stewart . se o ano passado foi o mais competitivo dos ultimos anos esse ano nem se fala…vai pra cima stewart !!

roca mineira disse:

Te desejo sorte Jean. Andar muito sei que voce anda. valeu

Zenha disse:

Esta muito bom o campeonato , mas não sai das mãos destes 4 mesmo , e nada de trasmitirem nas Tvs brasileiras , uma pena …

Tiago disse:

Quem viu o vídeo da prova, percebeu que a ultrapassagem de bubba sobre Reed foi limpíssima e que ele nao espremeu ninguem pra fora.

Carlos E. duda Giovanucci disse:

Feliz! Aconteceu o confronto que eu esperava entre villopoto e stewart, e pelo que vi o villopoto respeitou tanto o reed quanto o stewart e não foi pra cima!

Stewart 7 ganhou a etapa e gostei muito, andou demais.

Se ficar mais constante, não tem pra ninguém, Stewart campeão!

Estou torcendo muito pro musquin tb, quero ver ele andar na frente! andou muito tb nessa etapa! vamos pra próxima!.

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly