Passo Fundo poderá receber Gaúcho de MX em 2012

Por Assessoria de Imprensa da FGM | 04 de fevereiro de 2012 - 21:32

A Federação Gaúcha de Motociclismo – FGM, fez na última quarta-feira, com Hardi Hardt, diretor administrativo da FGM, uma pré-vistoria na pista da cidade de Passo Fundo, localizada na região norte do Rio Grande do Sul, candidata para sediar uma das etapas do campeonato Gaúcho de Motocross 2012.

“Estamos fazendo antes uma pré-vistoria nas futuras cidades que poderão sediar etapas do Gaúcho, tanto de Motocross como Velocross, para assim evitar contratempos e poder oferecer pistas excelentes, estruturas em nível de gaúcho e fazer um show de campeonato, pois nós temos os pilotos como o cliente número um e, por isso, buscamos a supremacia nos serviços prestados aos mesmos, cuidando da segurança entre outros itens que achamos essenciais”, comentou Paulo Della Flora, presidente da FGM.

“Gostei muito do traçado da pista, muito técnica, porém técnica nem sempre quer se dizer dificil, pois esta é uma pista muito boa de andar. Dei algumas ideias para o Fabiano Ribeiro, que foi um dos projetistas da pista, porém nada de grandes mudanças, pois o Fabiano já corre Gaúcho de Motocross e Velocross há anos e sabe muito bem como funciona, e sabe qual é nossa meta para este ano, que é fazer pistas técnicas, porém que todos os pilotos consigam andar sem problemas. Não posso esquecer de mencionar que a estrutura de box é excelente. Gostei muito da atitude tomada por ele. Passo Fundo tem grande potencial para poder sediar um Gaúcho de Motocross e seria excelente por ser uma cidade bem centralizada”, disse Hardi Hardt

Passo Fundo poderá sediar uma das etapas em Agosto, porém extraoficial ainda, em breve a FGM estará divulgando o calendário com as datas das oito Etapas do Gaúcho de Motocross, juntamente com o Velocross.

A FGM avisa também que dentro das próximas semanas estará sendo divulgados no site oficial da entidade os regulamentos 2012 para as modalidades de MX e VX. Faltam apenas alguns detalhes técnicos para serem fechados os regulamentos. A novidade para este ano por enquanto será o descarte, que não irá haver, e a categoria MX PRO que entrará no lugar da MX1 e MX Gold.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Marcio disse:

Mais um lembrete é o imenso numero de categorias no Velocross, é categoria estreantes A, B, C, D, E e aasim por diante, o campeonato deveria no maximo 10 categorias e ser mais bem organizado.

Abç

Passo Fundo tem história no Motocross. Lá já ocorrem provas do gaúcho e brasileiro de Veloterra, portanto eles têm o necessário para fazer uma boa etapa, além de ser uma cidade com um apelo comercial muito bom. Com isso chamaria a atenção dos patrocinadores uma prova de MX na cidade. Vamos torcer

Alberto Fernandes disse:

Não entendo porque colocaram no campeonato categoria intermediaria Mx-1 e Mx-2???? ( Intermediaria )…. é Intermediaria,,, ou força livre ou pelo menos só Mx-2…( sabe quem vai andar na Intemediaria MX-1??? pilotos da MX-3)..e mais alguns que irão ser rebaixados,,,,mantiveram a categoria Feminina que é uma vergonha, da 6 motos nas etapas,,, duas mulheres de 250 outras de 230, outras de 150cc….totalmente desproporcional….. alías … tinha duas de 250…. pois esse ano acho que vai ter só uma a Maiara, pois a Janaina pelo que consta no site da CBM, esta filiada no paraná…… mais uma coisa…. Pilotos Pró que fazem o espetaculo, andavam em pelo menos duas categorias até 2011 agora como vai ter só a MX PRO, vão andar só em uma… ( ou é claro né,,,, comprem, gastem dinheiro, comprando uma 250 ). vão fazer Km e Km´pra andar 20 minutos???? porque não fazem dessa nova categoria 2 baterias então??? abrindo e encerrando o domingo de corridas,,, bom pra quem corre e melhor para o publico… sem contar que como vai ser a ultima bateria, no inverno quando escuresse mais cedo, ou ocorre algum atrazo, vão com certeza diminuir o tempo de prova…. por favor,,, senhores dirigentes da FGM, não andem de ré… o esporte merece mais….Lembremse Pilotos,,, a FGM pode ou não mudar,,,, mas que faz o espetaculo somos nós… sem nós ( pilotos ) não tem espetaculo… pensem nisso.

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly