AMA Supercross 2012 – 8ª etapa – Atlanta / Georgia

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por GuyB | 27 de fevereiro de 2012 - 0:28

Após a inesquecível corrida da semana passada, em Arlington no Texas, que culminou na quarta vitória do atual campeão Ryan Villopoto da Kawasaki e no tombo que tirou o australiano Chad Reed da Honda do campeonato (Reed quebrou duas costelas e uma vértebra, rompeu os ligamentos de um joelho, e ainda na perna fraturou a fíbia e a tíbula), o Monster Energy AMA Supercross FIM World Championship 2012 seguiu neste sábado para o Georgia Dome, em Atlanta na Georgia, onde foi disputada a oitava etapa na temporada.

Cerimônia de Abertura em Atlanta

Kevin Windham durante a Cerimônia de Abertura. Em Atlanta ele completou 200 corridas no AMA Supercross

Neste fim de semana, Ryan Dungey da KTM foi capaz de acabar com a sequência de Villopoto, levando para casa sua segunda vitória na temporada. A vitória também deixou uma diferença de apenas 10 pontos entre os dois na classificação do campeonato.

Já na categoria Supercross Lites costa Leste, Justin Barcia venceu de forma convincente, após fazer o holeshot e se distanciar dos demais. Esta segunda vitória de Barcia em duas etapas na temporada estabelece o atual campeão como o homem a ser batido este ano.

Categoria Supercross

Cole Seely mostrou que futuramente pode ser uma das forças do AMA Supercross na categoria principal. Na largada, ele fez o holeshot e pulou na frente. Ryan Dungey estava colado em sua roda traseira, e ainda na primeira volta quase conseguiu ultrapassar, mas Seely conseguiu se defender do piloto da KTM e manteve a liderança. Ryan Villopoto e James Stewart fizeram largadas medianas, e se viram obrigados a recuperar posições. Enquanto Villopoto assumiu a terceira posição na quinta volta, Stewart demorou um pouco mais para alcançar o pelotão da frente.

Largada categoria Supercross, com holeshot de Cole Seely (34)

Cole Seely

Lá na frente, Dungey esperou pacientemente por oito voltas, quando ele finalmente forçou um ataque contra Seely na área dos mecânicos, deixando o piloto da Honda no lado externo do traçado, quase lhe obrigando a parar completamente a moto.  Algumas voltas depois, Stewart ultrapassou seu companheiro de equipe, Davi Millsaps, e então passou a se concentrar em Seely, que já havia sucumbido à Villopoto. Quando o piloto da Yamaha assumiu a terceira posição ao fazer uma ultrapassagem agressiva sobre o piloto da Honda, a expectativa era sobrem quem poderia estabelecer as voltas mais rápidas e cometer os mínimos erros possíveis. Com Dungey, Villopoto e Stewart nas três primeiras posições, os favoritos ao título se viam obrigados a realizar voltas praticamente perfeitas.

Nas últimas voltas, Villopoto intensificou sua velocidade e chegou perto de Dungey. No entanto, uma volta rápida seguida de um erro em uma curva para a esquerda impediram o piloto da Kawasaki de tentar um ataque. Dungey garantiu sua segunda vitória na temporada, com Villopoto e Stewart completando o pódio. Millsaps foi o quarto e Justin Brayton completou os cinco primeiros. Seely finalizou na sexta posição. A etapa de Atlanta também foi marcante para o veterano Kevin Windham, que prestes à completar 34 anos de idade nesta terça-feira, chegou a sua corrida de número 200 no AMA Supercross.

Justin Brayton e Ryan Villopoto

Ryan Villopoto e Davi Millsaps

James Stewart

Davi Millsaps

“Conquistar a primeira vitória em Phoenix foi legal, mas depois de lá demorei para vencer de novo”, disse Dungey. “Tive uma grande noite hoje aqui em Atlanta. Toda a equipe tem trabalhado duro embora as coisas não estejam exatamente como a gente queria, mas estamos evoluindo progressivamente para chegar no nosso objetivo, por isso acredito que nossa situação está ficando cada vez melhor”, completou.

Ryan Dungey conquistou sua segunda vitória na temporada

“Eu cometi apenas um pequeno erro no início da corrida, mas isso teve um custo imenso para mim”, disse Villopoto. “A pista estava difícil hoje à noite, vocês devem ter visto que eu deixei à dianteira escorregar diversas vezes. Mas no geral foi uma boa corrida. Não fui o melhor desta corrida hoje, mas o segundo lugar está de bom tamanho”, finalizou.

Com estes resultados, a diferença de Villopoto em relação à Dungey caiu de 13 para 10 pontos. James Stewart assumiu a terceira posição, mas está 44 pontos distante do líder. Fora do campeonato, o australiano Chad Reed aparece em quarto, e Jake Weimer fecha os cinco primeiros.

Pódio categoria Supercross

Resultado final categoria Supercross

1. Ryan Dungey (KTM)
2. Ryan Villopoto (Kawasaki)
3. James Stewart (Yamaha)
4. Davi Millsaps (Yamaha)
5. Justin Brayton (Honda)
6. Cole Seely (Honda)
7. Jake Weimer (Kawasaki)
8. Kevin Windham (Honda)
9. Brett Metcalfe (Suzuki)
10. Nick Wey (Kawasaki)
11. Kyle Chisholm (Kawasaki)
12. Mike Alessi (Suzuki)
13. Matt Goerke (Suzuki)
14. Robert Kiniry (Yamaha)
15. Josh Hansen (Kawasaki)
16. Broc Tickle (Kawasaki)
17. Kyle Partridge (Kawasaki)
18. Jeff Alessi (Suzuki)
19. Justin Sipes (Kawasaki)
20. Weston Peick (Kawasaki)

 

Classificação categoria Supercross após oito etapas

1. Ryan Villopoto – 180 pontos (4 Vitórias)
2. Ryan Dungey – 170 (2 Vitórias)
3. James Stewart – 136 (1 Vitória)
4. Chad Reed – 128 (1 Vitória)
5. Jake Weimer – 106
6. Kevin Windham – 105
7. Brett Metcalfe – 100
8. Justin Brayton – 96
9. Davi Millsaps – 94
10. Mike Alessi – 90 pontos

Categoria Supercross Lites costa Leste

Justin Barcia fez a melhor largada e agarrou o holeshot, trazendo Blake Wharton e Blake Baggett atrás de si. Terceiro colocado no sábado passado em Arlington, o belga Ken Roczen ficou preso no gate e começou a corrida em último. Roczen conpletou a primeira volta na 14ª posição. Companheiro de equipe de Barcia, Justin Bogle largou em quinto, mas logo já estava brigando com Wharton pela terceira posição. Depois de várias tentativas, Bogle finalmente conseguiu ultrapassar Wharton.

Largada categoria Lites, com holeshot de Justin Barcia (1)

Justin Bogle e Darryn Durham

Darryn Durham

À medida que as voltas passavam, Barcia foi lentamente abrindo uma confortável e incontestada vantagem sobre o vice-líder Baggett. No final o atual campeão garantiu mais uma vitória, com Baggett em segundo e Bogle completando o pódio na terceira posição. Wharton foi o quarto e Darryn Durham completou os cinco primeiros. Em uma excelente corrida de recuperação, Roczen garantiu o sexto lugar.

Blake Baggett

Ken Roczen

Blake Wharton

“Duas vitórias em duas etapas não é uma péssima maneira de começar (risos)!”, disse Barcia. “Eu queria uma boa largada e consegui o holeshot. A pista estava super difícil hoje à noite, muito escorregadia e havia um monte de lugares onde era fácil sofrer um tombo. Tentei não cometer qualquer tipo de erro. Felizmente pilotei muito suave e garanti a vitória”, completou.

Barcia conquistou sua segunda vitória em duas etapas

Com estes resultados, Barcia abriu 12 pontos de vantagem para o vice-líder, Darryn Durham. Wharton é o terceiro, dois pontos atrás de Durham, e apenas um ponto na frente de Roczen. Baggett fecha os cinco primeiros.

Festa do Champagne no pódio, com Bogle, Barcia e Baggett

Resultado final categoria Supercross Lites costa Leste

1. Justin Barcia (Honda)
2. Blake Baggett (Kawasaki)
3. Justin Bogle (Honda)
4. Blake Wharton (Suzuki)
5. Darryn Durham (Kawasaki)
6. Ken Roczen (KTM)
7. Kyle Cunningham (Yamaha)
8. Hunter Hewitt (Suzuki)
9. Jake Canada (Honda)
10. Shane Sewell (KTM)
11. Lance Vincent (KTM)
12. PJ Larsen (KTM)
13. Matt Lemoine (Kawasaki)
14. Les Smith (KTM)
15. Shawn Rife (Honda)
16. Levi Kilbarger (Honda)
17. Daniel Herrlein (Honda)
18. Angelo Pelligrini (Suzuki)
19. Austin Politelli (Honda)
20. Bradley Ripple (Honda)

Classificação categoria Supercross Lites costa Leste após duas etapas

1. Justin Barcia – 50 pontos (2 Vitórias)
2. Darryn Durham – 38
3. Blake Wharton – 36
4. Ken Roczen – 35
5. Blake Baggett – 28
6. Justin Bogle – 27
7. Jake Canada – 26
8. Hunter Hewitt – 22
9. PJ Larsen – 22
10. Lance Vincent – 21 pontos

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Lucas disse:

Cade o short?

carlos e. duda giovanucci disse:

MAS ME DIGAM UMA COISA, COMO FUNCIONA A QUESTÃO DE LITES LESTE E OESTE?

O OUTRO TERMINOU? COMO FICA…. ALGUÉM PODE ME EXPLICAR?

carlos e. duda giovanucci disse:

é… tá complicando pro stewart, villopoto e dungey estão andando demais!

ESSE ANO TO SOFRENDO IGUAL QUEM GOSTA DE FUTEBOL!

TAVA TORCENDO PRO MUSQUIN, SOFRE ATÉÉÉ!
AGORA DO TORCENDO PRO ROCZEN, SOFRENDO TB,!

PRO STEWART NEM FALA…. TODA CORRIDA ESPERO O GRITO DA GALERA! PODE SABER, STEWART CAIU! RS.

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly