Resultados da abertura do Rinaldi Gaúcho de MX

Por Assessoria de Imprensa da FGM | Fotos por Bolivar Trindade | 13 de Março de 2012 - 20:40

Começou o melhor campeonato de motocross  do Brasil, o Rinaldi Gaúcho de Motocross levou uma verdadeira multidão de apaixonados por MotoCross, que lotou o Parque da Oktoberfest na cidade de Maratá. O clima que começou quente, esquentou mais ainda quando a primeira categoria alinhou no gate. Os pilotos deram um show de habilidade em disputas eletrizantes, fazendo a terra tremer no Parque da Oktoberfest na cidade de Marau.

Ao todo foram doze categorias recheadas de muita emoção e adrenalina. Confira como foram as disputas:

Bruno da Luz vence de ponta a ponta a categoria Estreante
O vencedor da categoria Estreantes foi conhecido logo na primeira volta, Bruno da Luz (Porto Alegre) saiu na frente assumindo a ponta, logo na segunda posição veio Vinícius de Oliveira (Bento Gonçalves), os dois mantiveram as duas primeiras colocações até o final, as grandes disputas ficaram pelas últimas posições do pódio, Juliano Mercali (Veranópolis) manteve a terceira colocação até a metade da prova, porém aos poucos perdeu rendimento e perdeu a posição para Maiara Basso (Mato Castelhano), que fez uma grande prova, saindo do pelotão intermediário para a terceira colocação, no final vitória de Bruno, que ainda cravou o melhor tempo da prova com 1:21.217, Vinícius foi o segundo colocado e Maiara em terceiro, Juliano Mercali acabou na quarta colocação e Willian Michels (Balneário Arroio do Silva) fechou o pódio na quinta colocação.

Bruno da Luz

Felipe Moraes fatura a 65cc
O piloto Felipe Moraes (Marau) assumiu a ponta na largada e não teve problemas para vencer de ponta a ponta, mostrando que está em um ótimo momento, Vitor Della Nina (São Jerônimo) veio em segundo e Felippe Menuzzi (Dom Pedrito) em terceiro, o piloto pedritense começou a perder rendimento e também a terceira colocação para Felipe Migliorini (Marau). Ao final vitória de Felipe Moraes, que marcou o melhor tempo 1:34.156, Vitor Della Nina foi o segundo, Felipe Migliorini foi o terceiro colocado, Felippe Menuzzi o quarto e Bernardo Picoli (Marau) fechou o pódio na quinta colocação.

Daniel Chies vence a Intermdiária MX1
A disputa da categoria Intermediária MX1 foi muito dinâmica e , cheia de situações, Anderson Sebben (Farroupilha ) assumiu a ponta na largada, liderando até três voltas, quando em uma queda caiu para a quinta colocação, Rodrigo Gallioto (Flores da Cunha), que largou em segundo, enfrentou uma grande pressão de Daniel Chies (Carlos Barbosa), a pressão foi tão forte que a queda de Gallioto foi inevitável, com isso, Chies assumiu a liderança da prova e a manteve até a bandeira da vitória, Anderson Sebben ainda conseguiu chegar na segunda colocação, mas, uma queda no step jump o tirou da prova, Fabiano Ribeiro (Passo Fundo) não se afobou, se manteve entre os cinco primeiros colocados e conseguiu terminar na segunda colocação, Alex Cavalca (Pinheiro Preto/SC) foi o terceiro colocado, Djalma Salvador (Caxias do Sul) foi o quarto colocado e Rodrigo Gallioto completou o pódio na quinta colocação.

Alberton de ponta a ponta na Intermediária MX2
A última categoria da manhã a alinhar no gate foi a Intermediária MX2, Anderson Alberton (Porto Alegre), fez uma ótima largada e assumiu a liderança com João Pedro Vicelli (Canoas) em segundo, João Pedro foi a sombra de Alberton durante toda a prova, porém, Alberton faturou a vitória de ponta a ponta, no segundo pelotão, as posições eram alteradas volta a volta, Roberto Bergamman (Santa Rosa), que largou no pelotão intermediário conseguiu uma ótima prova de recuperação, chegando na terceira colocação, Wanderlei Silva (Três Passos) foi o quarto  colocado depois de sair da décima colocação,   o grande destaque da prova foi o piloto Gustavo Roratto (Santa Rosa) que largou em último  e conquistou a quinta colocação, marcando a melhor volta da prova 1:17.168.

Anderson Alberton

Após o término da Intermediária MX2, aconteceu a abertura oficial do Rinaldi Gaúcho de Motocross, que contou com a presença do presidente da FGM, Paulo Della Flora, Gilberto Reidel,  Prefeito Municipal,  vereadores de Maratá e o Gerente Comercial da Rinaldi, Sr. Sérgio Deparis.

Walter Tardim domina a MX3
O carioca Walter Tardim (Nova Friburgo/RS) dominou a categoria MX3, com uma largada perfeita, Tardim assumiu a ponta da categoria vencendo de ponta a ponta, marcando o melhor tempo da prova com 1:18.245, a briga ficou pelas outras quatro posições restantes do pódio, Eder Antoniazzi (Flores da Cunha) terminou na segunda colocação, o piloto da região, Carlos Kettermman (Montenegro), terminou em terceiro, Rafael da Cruz (Chapecó/SC) foi o quarto e Fábio Imperatori (Garibaldi) fechou na quinta colocação.

Pedro Moraes e Garmichael Giehl venceram na 50cc
A categoria 50cc foi disputadíssima, os pilotos de Marau, Pedro Moraes e  Gabriel Andrigo fizeram um grande pega válida pela 50ccB, a disputa durou até mais da metade da prova, quando Gabriel, que marcou o melhor tempo da prova com 1:39.811, tentou uma ultrapassagem e acabou caindo, deixando livre o caminho para Pedro, Gabriel foi o segundo colocado, Enzo Zorzo (Santa Rosa) foi o terceiro colocado, Arthur de Oliveira (Portão) foi o quarto colocado e Pedro Colvero (Novo Hamburgo) foi o quinto colocado. Na categoria 50ccA a vitória ficou com Garmichael Giehl (Dois Irmãos) que liderou de ponta a ponta, a briga foi pela segunda colocação,  três pilotos estavam na briga, a vantagem ficou com Bruno da Cruz (Chapecó/SC), Kaue Benatto (Veranópolis) foi o terceiro, Felipe Tenedini (Porto Alegre) foi o quarto e Roberty Godinho o quinto colocado.

Marçal Müller vence a MX2
A disputa da MX2, uma das principais categorias do campeonato foi eletrizante, Lucas Basso (Gentil) assumiu a ponta, seguido de perto por Leonardo Sebben, os dois fizeram uma grande briga nas primeiras voltas, Leonardo assumiu a liderança e trouxe com ele Matheus Basso (Gentil) e Leonardo Dambrós (Gentil), a disputa entre foi forte, Marçal Müller (Nova Hartz) veio da quinta colocação e ganhou terreno, inclusive marcando o melhor tempo da prova com 1:1.435, pouco antes da placa de duas voltas já era o líder, recebendo a bandeirada da vitória, Matheus Basso foi o segundo, Dambrós o terceiro, Gustavo Roratto o quarto colocado e Leonardo Sebben fechou em quinto.

Marçal Müller

Carlos Kettermman foi o melhor na MX4
O piloto da “casa” Carlos Kettermman (Montenegro) foi o grande vencedor da categoria MX4, mas a vitória veio somente nas  duas últimas  voltas, na largada, Eduardo Timm Bergmmann (S. Lourenço do Sul) assumiu a liderança, seguido por Marco Müller (Nova Hartz), a pressão de Marco foi grande, depois de duas voltas ele já estava na liderança, mais duas voltas e Kettermman era o segundo, a disputa entre os dois foi intensa, enquanto Kettermman atacava e fazia a melhor volta da prova com 1:20.011, “Milão” fechava a porta com muita segurança, porém, na única falha do piloto de Nova Hartz, Carlos Kettermmann assumiu a liderança e não perdeu largou mais, Timmballa foi o terceiro colocado,  Sérgio Fernandes (Porto Alegre) o quarto e Fabian Kubaski (Giruá) o quinto colocado.

Andrio Sebben de ponta a ponta na 85cc
Na categoria 85cc Andrio Sebben (Farroupilha) construiu a sua vitória na primeira curva, com uma ótima largada Andrio assumiu a liderança da prova, sem cometer erros e marcando o melhor tempo da prova 1:22.108 a vitória veio de ponta a ponta, a disputa pela segunda colocação ficou entre Nicolas Oliveira (Portão) e Gabriel Della Flora (Santa Rosa), o pega entre os dois durou quase toda a prova, aos poucos Gabriel foi ganhando terreno e, na hora certa deu o bote e assumiu a segunda colocação, Nicolas terminou na terceira colocação, Leonardo Limberger (S. Cruz do Sul) foi o quarto colocado e José Felipe Momback (Maratá) o quinto colocado.

Maiara Basso domina Feminina
Mostrando que está em ótima fase, Maiara Basso venceu a categoria Feminina de ponta a ponta  e ainda marcou o melhor volta da prova com 1:21.128, na segunda colocação ficou Janaína Todeschini (Chapecó), Caroline Zatt foi a terceira colocadae Mayrêe Ribeiro (São Jerônimo a quarta colocada. Na categoria Feminina B a vencedora foi Patrícia Bernardon (Novo Hamburgo), Marina Becker (Gramado) foi a segunda colocada  Nathalia da Silva (Porto Alegre) foi a terceira, Bruna Zanatta ficou na quarta colocação e Mariana Daltoé fechou o pódio na quinta colocação.

Gedielson Santos faturou a 230cc
Na largada da categoria 230cc Guilherme Zottis (Passo Fundo) assumiu a primeira colocação, Gedielson Santos (Cachoeirinha) que largou em segundo assumiu a ponta depois de duas voltas e não largou mais, Wanderlei da Silva (Três Passos) assumiu a segunda colocação, a grande arrancada da prova foi de Fabiano Santos (Venâncio Aires) que largou em último, marcou a melhor a volta 1:21.879 e conquistou a terceira colocação, Maurício Mauritan (Passo Fundo) foi o quarto colocado, Rafael Escobar (Sapucaia do Sul) fechou o pódio na quinta colocação.

Duda Parise o alto do pódio na MXPro
A estreia da  MXPró não poderia ter sido melhor, além de contar com a elite do motocross gaúcho, a presença do tri campeão brasileiro João Marronzinho (Laguna/SC), que  competiu como convidado, deixou ainda mais sensacional a disputa. Como consta no regulamento deste ano, a MXPró será disputada em duas baterias, na primeira categoria grande vitória de Marronzinho com uma boa vantagem para o segundo colocado Duda Parise (Casca), e com o melhor tempo de  prova 1:13.634, Marcos Cordeiro (Flores da Cunha) foi o terceiro colocado, Leonardo Dambrós (Gentil) o quarto colocado e Leonardo Sebben (Caxias do Sul) o quinto. Na segunda bateria, Duda Parise assumiu a ponta depois de uma largada sensacional, mas a vida não foi fácil, pois Marronzinho pressionou o tempo todo, marcando novamente a melhor volta 1:12,071, Duda pilotou com muita segurança, não cometeu nenhum erro e venceu a segunda bateria para delírio do grande público, Marronzinho foi o segundo, Leonardo Sebben o terceiro, Marçal Müller (Nov Hartz) o quarto colocado e Matheus Basso (Gentil) o quinto colocado, na soma das baterias ,  o lugar mais alto no pódio ficou Duda Parise, Marronzinho em segundo, Leonardo Sebben (Caxias do Sul) em terceiro, Matheus Basso (Gentil) em quarto e Frederico Andrigo (Marau) fechou o pódio da MXPró em quinto.

Duda Parise

As próximas emoções do Rinaldi Gaúcho de Motocross acontecem nos dias 24 e 25 de março na cidade de Marau.

O campeonato Gaúcho de Motocross 2012 tem o patrocínio master da Rinaldi, Total Dsitribuidora de Moto Peças, IMS e Mobil, co-parocínio da Belparts e SobreRodas e apoio da  Mecânica Zapanetti, Farover, Octano Graphics, Kimoto, SSul e Artemoto.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

luti disse:

aeww dudinha dominando!!!!!

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly