ABPMX reivindica benefícios a CBM e a Superliga

Por Assessoria ABPMX | 22 de março de 2012 - 16:06

Prezando pela valorização dos pilotos, a ABPMX – Associação Brasileira de Pilotos de Motociclismo Esportivo, encaminhou reivindicação à CBM – Confederação Brasileira de Motociclismo e a Romagnolli Eventos, responsável pela realização do Campeonato da Superliga Brasil de Motocross, para que sejam atendidos alguns itens de incentivo aos participantes das principais competições do Motocross nacional. O pedido foi encaminhado por Reinaldo Selhorst – Presidente, e por Marlon Olsen –  Diretor Técnico da ABPMX.

“Entendemos a grandeza das competições e o compromisso da Romagnolli Eventos e da CBM em brindar os Estados do Norte Nordeste do país, com provas dos Campeonatos Brasileiro e Superliga Brasil de Motocross, porém é necessário que sejam vistas também as necessidades dos pilotos e equipes, que na sua maioria são da região sudeste do país.”

A solicitação é para que sejam disponibilizadas para as provas da região Nordeste e Norte do país, passagens aéreas para os 20 pilotos melhores classificados de cada categoria, além do transporte das motos com saída de São Paulo-SP, valendo já para a 2ª Etapa da Superliga, no dia 1º de abril, em Salvador-BA.

O pedido consiste ainda para que sejam oferecidas passagens, hotel e alimentação também à imprensa especializada no motociclismo esportivo. Para Reinaldo Selhorst, a participação da imprensa é de fundamental importância para a divulgação desses eventos. Estas solicitações se devem a longa distância das etapas, que geram um grande desgaste financeiro, emocional e físico aos participantes.

A frente da Federação de Motociclismo de Rondônia – FMR desde 1990, Reinaldo Selhorst sempre promoveu eventos dos Campeonatos Brasileiro e Latino Americano de Motocross no seu Estado, e sempre ofereceu estes benefícios aos pilotos. “Os Campeonatos Superliga Brasil e Brasileiro de Motocross, são os mais fortes eventos do Motocross do país, assim como a CBM e a Romagnolli Eventos tem plenas condições de atender a solicitação dos pilotos, completou Selhorst.”

Depois de receber as reivindicações apresentadas pela diretoria da ABPMX, a empresa Romagnolli Eventos, informou que iria encaminhar o pedido aos patrocinadores do seu Campeonato. Firmo Alves, presidente da CBM, solicitou audiências com os Governadores dos Estados onde serão realizadas as provas mais distantes do Campeonato Brasileiro (SE e MT), para que sejam viabilizados recursos, a fim de que os benefícios sejam garantidos.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

henrique disse:

Amigo, aqui nao tem nenhum previlegio so tem uns dois ou tres que em tese acham que estao ganhado alguma coisa e tudo lucro…sabe pra quem pros organizadores, que na minha opiniao deveriam se explicar melhor da onde vem e pra onde vai os recursos e tb porque nao perguntar qual e esta divisao….infelizmente os pilotos intermediarios se increvem, o certo era ter uma greve geral e assim as moscas, quem sabe, este que se dizem organizadores tratem melhores os pilotos. porque se depender dessa associacao que nao diz nada e fica fazendo politica nada a ver por isso os pilotos tem acordar e “tizorar”estes que so sabem ganhar dinheiro nas costa dos pilotos acordem acodem desta ilusao acordem..repare nos bolsos deles….fiiscalizem os nossos direitos greve

Dudu #28 disse:

A maioria dos pilotos são do sul e sudeste porque as corridas são todas por lá. Basta dar todos esses benefícios para os pilotos do Nordeste e realizar algumas etapas por aqui que vocês verão uma participação muito maior dos pilotos Nordestinos nos campeonatos nacionais. O mesmo custo e “trabalho” que os pilotos do Sudeste tem pra vir para o Nordeste nós também temos pra ir para o Sudeste.

henrique disse:

So Ha um jeito de acontecer isto os troxas dos pilotos nao indo…hahahahah

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly