AMA Supercross 2012 – 13ª Etapa – Houston / Texas

Por Renato Dalzochio Jr | Fotos por Divulgação | 02 de abril de 2012 - 17:40

A 13ª etapa do Monster Energy AMA Supercross FIM World Championship, disputada na noite do último sábado, 31 de março, no Reliant Stadium, em Houston no Texas, acaba de entrar literalmente para o livro dos recordes. Não só por produzir duas excelentes e históricas corridas, mas também pela oitava vitória de Ryan Villopoto na temporada, o que lhe confere o bicampeonato com quatro etapas de antecipação, talvez o título mais antecipado da história do campeonato.

Na categoria Supercross Lites costa Leste, o alemão Ken Roczen da KTM conquistou sua primeira vitória na temporada, a segunda de sua carreira na categoria Lites, depois que o atual campeão e líder do campeonato, Justin Barcia, caiu na última volta ao se enroscar com um retardatário.

Categoria Supercross

Davi Millsaps garantiu outra grande largada, saindo na frente de Villopoto e Mike Alessi. Porém, o piloto da Kawasaki rapidamente assumiu a liderança. De volta ao campeonato, James Stewart era o único que poderia adiar a conquista de Villopoto. Mas o piloto da Yamaha não fez uma boa largada, e depois de cair ainda no início, lutou lentamente para recuperar posições nas primeiras voltas, enquanto Villopoto rapidamente abria distância entre ele e Millsaps.

Ryan Villopoto e Davi Millsaps

Justin Brayton e Nico Izzi

Pouco depois de ultrapassar Matt Goerke, um erro numa sessão de encaixes quase fez Stewart cair. Após recuperar a posição perdida para Goerke algumas voltas depois, Stewart voltou a erra na mesma sessão de encaixes, só que desta vez no final dela e sofrendo um tombo de proporções muito maiores, o que lhe obrigou a abandonar a corrida na última posição, isso na sétima volta.

Mike Alessi e Robert Kiniry

James Stewart

Enquanto isso, Villopoto administrou a vantagem e garantiu sua oitava vitória na temporada, abrindo mais de 100 pontos de vantagem sobre o vice-líder Ryan Dungey e o terceiro colocado, Millsaps, confirmando de forma incontestável a conquista do bicampeonato, faltando quatro etapas para o final.

Millsaps foi o segundo e Jake Weimer, companheiro de equipe de Villopoto, completou o pódio na terceira posição. Alessi foi o quarto e Justin Brayton completou os cinco primeiros. Com estes resultados, Villopoto abriu 104 pontos de vantagem sobre Dungey e 105 sobre Millsaps, sendo impossível superá-lo na liderança, já que o máximo que um piloto pode atingir nas quatro etapas que restam é 100 pontos. Justin Brayton é o quarto e James Stewart fecha os cinco primeiros.

Jake Weimer

Pódio categoria Supercross

Ryan Villopoto sagrou-se bicampeão do AMA Supercross com quatro etapas de antecedência

Resultado final

1. Ryan Villopoto (Kawasaki)
2. Davi Millsaps (Yamaha)
3. Jake Weimer (Kawasaki)
4. Mike Alessi (Suzuki)
5. Justin Brayton (Honda)
6. Robert Kiniry (Yamaha)
7. Broc Tickle (Kawasaki)
8. Nico Izzi (Yamaha)
9. Weston Peick (Yamaha)
10. Josh Grant (Kawasaki)
11. Kyle Chisholm (Kawasaki)
12. Brett Metcalfe (Suzuki)
13. Wil Hahn (Honda)
14. Kyle Regal (Kawasaki)
15. Matt Goerke (Suzuki)
16. Jeff Alessi (Suzuki)
17. Preston Mull (Honda)
18. Daniel Blair (Suzuki)
19. Josh Hansen (Kawasaki)
20. James Stewart (Yamaha)

Classificação após treze etapas

1. Ryan Villopoto 296 pontos (8 vitórias/Campeão)
2. Ryan Dungey 192 (2 vitórias)
3. Davi Millsaps 191
4. Justin Brayton 181
5. James Stewart 178 (2 vitórias)
6. Jake Weimer 170
7. Kevin Windham 166
8. Brett Metcalfe 154
9. Mike Alessi 154
10. Chad Reed 128 pontos (1 vitória)

Categoria Supercross Lites costa Leste

Justin Barcia mais uma vez levou o holeshot, sendo seguido pelo alemão Ken Roczen da KTM, e Blake Wharton. Roczen estava disposto a não deixar Barcia se distanciar, chegando até a ultrapassar o líder e atual campeão. Barcia recuperou a liderança depois que Roczen cometeu um erro numa sessão de encaixes. O piloto da Honda aproveitou a oportunidade para colocar uma certa distância entre ele e o alemão.

Enquanto isso, Wharton começava a perder terreno para Blake Baggett. Não demorou muito para o piloto da Kawasaki assumir a terceira posição e concentrar suas atenções em Roczen. À medida que as voltas passavam, a diferença entre Barcia e Roczen aumentou e diminuiu, mas o piloto da KTM não permitiu que o atual campeão conseguisse uma grande distância.

Blake Baggett

Na última volta, quando tudo parecia se encaminhar para a sexta vitória de Barcia, o atual campeão caiu ao se enroscar com o retardatário Lance Vincent. Roczen herdou a liderança e venceu, enquanto Barcia finalizou em segundo. Baggett completou o pódio na terceira posição. Wharton foi o quarto e Phil Nicoletti completou os cinco primeiros.

Justin Barcia deixou a vitória escapar na última volta

Apesar da derrota na última volta, Barcia, que foi às lágrimas na entrevista do pódio, ainda tem 32 pontos de vantagem sobre Wharton. Roczen é o terceiro, Darryn Durham o quarto, e Baggett fecha os cinco primeiros.

Ken Roczen conquistou sua primeira vitória na temporada

Pódio categoria Supercross Lites costa Leste

Resultado final

1. Ken Roczen (KTM)
2. Justin Barcia (Honda)
3. Blake Baggett (Kawasaki)
4. Blake Wharton (Suzuki)
5. Phil Nicoletti (Honda)
6. Alex Martin (Honda)
7. Jake Canada (Honda)
8. Justin Bogle (Honda)
9. Kyle Cunningham (Yamaha)
10. Matt Lemoine (Kawasaki)
11. Kyle Peters (Yamaha)
12. Austin Politelli (Honda)
13. Les Smith (KTM)
14. Shane Sewell (KTM)
15. Tommy Weeck (Honda)
16. Malcolm Stewart (KTM)
17. Darryn Durham (Kawasaki)
18. Zach Freeburg (Honda)
19. Daniel Herrlein (Honda)
20. Lance Vincent (KTM)

Classificação após sete etapas

1. Justin Barcia 167 pontos (5 vitórias)
2. Blake Wharton 135 (1 vitória)
3. Ken Roczen 127 (1 vitória)
4. Darryn Durham 118
5. Blake Baggett 106
6. Jake Canada 104
7. Justin Bogle 87
8. Alex Martin 65
9. Matt Lemoine 57
10. Malcolm Stewart 55 pontos

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Bernardo Massuda 316# disse:

Sem duvidas, o villopoto ta andando muito.
Mas , sou fã mesmo é do Barcia e do bubba , os dois têem estilo d+ , principalmente os scrubs e whips !!

sidney disse:

É..villopoto bi-campeão sem duvidas.. mais tbm vamos considerar essa antecipada vitoria por conta do W.O. dos adiversarios ,canard,dungey, reed e stewart ficou fora de toronto…asim fica FACIL!!
se ñ fose a lites esse campeonato tava sem grasa pra gente q curti , torce e acompanha todas as etapas.. tomara q essa maré de azar de stewart passe logo..tÔ torcendo pro kevin windhan e blake wharton na lites!

carlos e. duda giovanucci disse:

É MARCELO… É COMO FALO DESDE O COMEÇO… TORÇO PRO STEWART… MAS O VILLOPOTO MATOU NO PEITO…. DEU BONÉZINHO E EMPURROU DEBAIXO DAS PERNAS….

MERECIDÍSSIMO, PARABÉNS AO VILLOPOTO!

FIQUEI FELIZ DEMAIS TB PELA VITÓRIA DO ROCZEN… JÁ QUE GOSTO DE TORCER PRA JACARÉ EM FILME DE TARZAN…

NA LITES TORÇO PRO ROCZEN E MUSQUIN!

Diêgo Gomes disse:

Twitter: Bezerra
Stewart como sempre, caindo e abandonando a prova. É triste ter que aceitar essa má fase que não acaba nunca desse extraordinário piloto.

Marcelo disse:

Se nao fosse a Lites, o AMA Supercross seria muito sem graça esse ano

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly