Dudu Lima vence e assume liderança na Superliga de MX

Por Broop Comunicação | Foto por IC Fotos | 16 de abril de 2012 - 10:25
Dudu Lima somou pontos importantes após vencer as duas baterias da terceira etapa da Superliga Brasil de Motocross e agora é o novo líder da categoria MX2. O piloto parecia inspirado e não encontrou dificuldades para dominar a competição. O evento foi realizado neste fim de semana, dias 14 e 15 de abril, em Recife (PE).
Na primeira disputa, o atleta natural de Monte Mor (SP) largou bem e assumiu a ponta já na terceira volta, abrindo vantagem. Na corrida seguinte, largou em segundo e aproveitou um erro de Anderson Amaral para conquistar a liderança e mantê-la até receber a bandeira quadriculada.
“Apesar de não ser um terreno com o qual estou acostumado, gosto muito de correr na areia. Dediquei-me bastante aos treinos, reconheci a pista, ajustei a moto. Alinhei no gate para vencer e felizmente posso comemorar este grande resultado”, exalta.

Dudu Lima

A vitória na etapa de abertura do Campeonato Brasileiro de Motocross, que aconteceu no fim de semana anterior, motivou o piloto patrocinado pela Rinaldi. Dudu é apontado como um dos favoritos aos títulos da temporada e está animado com a possibilidade de erguer a taça pela primeira vez.
“Sonho com o título há muito tempo. Por três anos fui vice, porém, sinto que agora chegou a minha vez. Claro, o ano está apenas começando e tudo pode acontecer, mas, no que depender de mim, vou fazer o meu melhor para tornar esta conquista possível”, garante. 
Ratinho Lima representa a Rinaldi na MX Pró
Marcello “Ratinho” Lima não teve a mesma sorte do irmão e terminou a etapa com o 13° lugar na categoria MX Pró, caindo da sétima para a oitava posição na classificação. O piloto teve que abandonar a primeira bateria, após ficar sem embreagem, e na disputa seguinte alcançou apenas a oitava colocação.
“Fiquei muito desconcentrado com o que aconteceu na primeira corrida, primeiro enrosquei com outros pilotos em uma curva e depois não pude completar por causa da embreagem. Poderia ter rendido mais na prova seguinte, infelizmente, não obtive o desempenho esperado. Agora é se preparar para a próxima”, explica.
A quarta etapa da Superliga Brasil de Motocross será em Chapecó (SC), nos dias 5 e 6 de maio. Antes de enfrentá-la os pilotos Rinaldi disputam a segunda etapa do Brasileiro, em Canelinha (SC), nos dias 28 e 29 de abril.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

italu disse:

Meoo temos q ter etapas em toda regiao do brasil.norte,sul,nordeste,sudeste,cetro oeste nao desmerecendo ninguem.
isso da super liga ta desde o ano passado com poucos pilotos no gate, e nao teve nenhuma etapa do nordeste nao,em 2010 no primeiro ano deu ate gates cheios.mais em 2011 e ate agora em 2012 nao tem gates cheios nao.
e o brasileiro de motocross ano passado tbm nao tinha gates cheios nao.a nao ser na final em siqueira campos.
e os pilotos q vc citou:Cidade e pipo estao sem patrocinio de fabricas.cordeiro e duda axo q so vao andar no brasileiro de mx q tbm vai ter uma etapa no nordeste em aracaju e talvez outra em recife,o tuniquinho faz tempo q so anda nos regionais,o gabriel motenegro paraou de andar o massud agora e chefe de equipe da Fly,o ariel e o feltez axo q so vao em corrida perto das suas residencias nessa temporada.
a cat mx3 ta fazendo muita falta na super liga q sempre era gate cheios.
VIVA O NORDESTE,VIVA O SUDESTE,VIVA O SUL,VIVA O NORTE.
VIVA AS BELEZAS DO BRASIL VIVA AS PRAIS DO NORDESTE COM AS AGUAS CLARINHA E QUENTES,VIVA O FRIOZAO DO SUL E SUDESTE.
VIVA A DEMOCRACIA.

henrique disse:

Gotaria de deixar parabens pelo esforços dos pilotos para correr nesta etapa distante do grande centro sul sudeste do motocross brasileironão tendo nada contra dos amigos do nordeste, enfim queria aqui com voces gerar uma discusão ou uma estatistica ja que este site permite
pilotos MX1 18 no gate de 35 ou seja 50% destes 7 acabaram na mesma volta sendo 3 pilotos gringos e 4 brasileiros.os outros estavam cumprindo tabela ou passeando ,analisem isto . Uma corrida de motocross , qualquer corrida não oficial assim chamada da mais emoção tem muito mais piloto. e isto ja se notava na segunda etapa.
passamos pra junior desculpem os pilotos, so 2 ou 3 pilotos com condições de disputar entre eles num gate que quase não tinha 13 pois os outros 10 levarão .voltas
Na 65 dispensa comentarios so com 10 motos nem isso brincadeira
Na Mx2 a mesma coisa da 1 com disputas so 5 primeiros
230 ate agora repetiu o nome so 7 pilotos nas 3 primeiras etapa.
alguma coisa esta errada. Falaram que este campeonato ia ser o mais disputado nos ultimos anos esta um fiasco completo
cade os pilotos de ponta e intermediarios posso citar alguns como exemplo Cidade, Pipo, Zeni, Cordeiro, Parise, Joao fetz, Heinz,Ariel, Tuniquinho, Montenegro, Massud entre muito outros….sera que falta incetivo…sera que estão em corridas alternativas ..que esta acontecendo com o motocross alguem pode responder????

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly