Pilotos deram show no Rondoniense de MX em Brasilândia

Por Divulgação | Fotos por Divulgação | 08 de maio de 2012 - 16:58

Em mais uma disputa forte envolvendo as principais categorias disputadas, a temporada 2012 de MotoCross teve no último fim de semana, dias 5 e 6 de maio, com a etapa de abertura realizada na cidade de Nova Brasilândia do Oeste, numa grande festa de emoção, onde o público presente foi um dos mais expressivos em provas do motociclismo estadual. Vitória do atual campeão Rodrigo Selhorst #8 (Mastter Moto/Decar/Megabom Sorvete) em mais um pega acirrado com Hugo Amaral #51 (Saga/Mastter Moto/ASW/ColorPress) e a participação espacial do consagrado Milton Becker “Chumbinho” #2, foram algumas das atrações da prova do fim de semana.

Construída num espaço amplo e medindo 1.000 metros de extensão, a pista do Deterra em Nova Brasilândia do Oeste, bastante técnica e com um percurso inovador, recebeu toda uma estrutura, tornando o espaço dos mais bonitos e atrativos para a disputa que marcou grandes pegas, nas principais categorias. Numa parceria da Federação de Motociclismo de Rondônia – FMR e prefeitura de Brasilândia, o evento arrecadou uma grande quantidade de kilos de alimentos, a serem revertidos às famílias carentes e entidades assistências do município.

Disputas intensas na primeira etapa do Rondoniense de MX

Disputas intensas na primeira etapa do Rondoniense de MX

Na pista, o show ficou por conta dos pilotos Guilherme Maschio # 8 (Decar/Giba Racing), de Pimenta  Bueno, vencedor da categoria 50cc, Lucas Belém #444, de Vilhena – categoria 65cc, Matheus Zilli #17 (Aquilino Preparações/Amazon), de Vilhena – vencedor da categoria 85cc, Riderson Carlos #80 (Saga/Mastter Moto/ASW/ColorPress), de Rio Branco-AC – categoria Força Livre Nacional, Walcenir “Leitão” Montes # 102 (Retifica Retirama), de Rolim de Moura – vencedor da MX Estreantes, Milton Becker “Chumbinho” #2 – categoria MX3 e Rodrigo Selhorst #8 (Mastter Moto/Decar/MegaBom), de Espigão – que venceu a categoria MX2, a mais forte do motociclismo rondoniense.

Depois de uma tarde de sábado, com treinos em ritmo bastante forte, onde os pilotos buscavam superar suas marcas na tentativa de conquistar os melhores tempos, a movimentação na pista recomeçou no domingo logo pela manhã com o warm-up, nos últimos ajustes das máquinas, para a prova que teve a realização de três baterias ainda no período da manhã. O público que acompanhou os treinos cronometrados na véspera da corrida, começou a lotar o espaço logo cedo, proporcionando um espetáculo colorido nas arquibancadas e camarote super lotados, além de todo o arredor da pista.

Na 85 Matheus Zilli venceu duelo com Eduardo Alecrim

Na primeira bateria valendo pela etapa de abertura do Estadual 2012 de MX, foram à pista os pilotos da categoria 85cc, onde a grande atração ficou por conta do vilhenense Matheus Zilli #17 e Eduardo Alecrim #7 (Galego Motos/Saga/Ciclo Cairu), de Porto Velho, que largaram na ponta e durante toda a prova disputaram curva a curva a liderança. Matheus mostrou concentração e força para se manter á frente até a bandeirada final, com Alecrim na sua cola. Lucas Belém #444, de Vilhena, que cometeu alguns erros de traçados, mas soube recuperar e completar a prova em terceiro lugar.

Lucas Belém se mantém soberano na 65

Com a experiência de quem venceu as últimas três temporadas entre os pilotos de sua faixa etário, Lucas Belém #444, de Vilhena não deu qualquer chances aos demais concorrentes e venceu a prova na categoria 65cc com larga vantagem sobre o segundo colocado Igor Vasconcelos #37 (Honda-Otica Seiko-Eletrot), de Buritis.Luiz Gustavo #6 (Galegos Motos/Saga/Ciclo Cairu), foi o terceiro colocado e orlando Neto #222 (Rondo Caça e Pesca),de Ariquemes garantiu a quarta posição.

Guilherme Maschio dita o ritmo nas 50

Modalidade criada na última temporada para os pilotos mirim de até 10 anos de idade, a categoria Kids para motos de 50cc reuniu mais uma vez um bom número de kids, onde o ritmo da prova foi ditado pelo aguerrido Guilherme Maschio #8, de Pimenta Bueno. Determinado a vencer, Guilherminho largou na ponta e se manteve, apesar dos pegas fortes com o ariquemense  Orlando Neto # 222. Os dois pilotos travaram duelo forte, abrindo boa vantagem sobre os demais concorrentes. Kevyn Marinho #7 (Champiom Motos/Saga), de Porto Velho chegou na terceira posição, com Edno Gabriel #999 (Cometa Motocenter/Graúna Sport), de Jaru e Lucas Sampaio #100 (Giba Racing), de Pimenta Bueno completando o pódio.

Guilherme Maschio

Guilherme Maschio

Leitão mostra evolução e vence fácil na MX Estreantes

Com um bom número de pilotos envolvidos, a categoria MX Estreantes foi das mais emocionantes, onde a novidade ficou por conta do rolimourense Walcenir Montes, o “Leitão” #102 (Retifica Retirama), que mesmo não tendo largado bem, logo nas primeiras voltas recuperou a pontas para se manter a frente até a bandeirada final. Telles Rodrigues #63 (Rondomotos De Ariquemes largou na ponta, mas não resistiu a pressão de Leitão, que mostrou uma grande evolução na pista, pilotando com estilo e força física. Diego Ferrari #961 (Decar/Ceará Motos/Nikima Motos), de Espigão se garantiu na terceira posição, com Tiago Rigon #12 (Pica Pau Yamaha), de Cacoal em quatro e Valdinei Correa #88 (Pisto Pit Stop), de Pimenta Bueno em quinto colocado.

Walcenir Montes

Walcenir Montes

Riderson Carlos acelera forte para vencer na Nacional

Considerado um dos pilotos mais arrojados da região pelo estilo irreverente de pilotar, Riderson Carlos #80 (Saga/Mastter Moto/ASW/ColorPress), superou a força do vilhenense Maycon dos Santos #22 (Mecânica Brutus), que largou bem, assumindo a ponta e se mantendo até ás últimas voltas. Riderson que teve problemas na largada, ficou entre os cinco, mas aos poucos foi recuperando posições. Faltando quatro voltas para o final, Ridseon estava 12 segundos atrás de Maycon, mais numa forçada de ritmo passou á frente para vencer. Na segunda bateria, Riderson largou bem e venceu de ponta a ponta, mesmo com sua segunda moto apresentando problemas mecânicos.

Riderson Carlos

Riderson Carlos

Visitante Chumbinho mostra força para vencer na MX3

A experiência de quem já conquistou 16 títulos nacionais, foi decisiva para o veterano Milton Becker, o consagrado “Chumbinho” ditar o ritmo entre os pilotos da categoria MX3. O piloto catarinense, que veio á Rondônia para acompanhar o pequeno Lucas Belém, de Vilhena, a quem treina para a disputa do Campeonato Brasileiro, correu como participação especial abrilhantando ainda mais a festa do MX na cidade de Nova Brasilândia do Oeste. Andando sempre entre os quatro primeiros da categoria principal (MX2), Chumbinho galgou o primeiro lugar entre os concorrentes acima dos 35 anos, com Elias Marinho #959 (Champion Motos/Ciclo Cairu), de Porto Velho ficando em segundo, Evandro Bucioli # 27 (Deputado Lebrão/Kaká Posto de Molas), de Rolim de Moura em terceiro colocado, Ariston de Paula #47 de Vilhena em quarto e Jean Carlos #81 (Galegos Motos/Saga/Ciclo Cairu), de Porto Velho na quinta colocação.

Milton Becker

Milton Becker

Em mais uma disputa acirrada, Rodrigo larga na frente

O público presente no modródomo municipal de Nova Brasilândia foram agraciados na tarde do último domingo co mais uma disputa forte entre os dois principais pilotos do MX2 de Rondônia. Rodrigo Selhorst #8 e Hugo Amaral #51, campeão e vice da última temporada rondoniense mantiveram o ritmo e logos nos treinos de tomada de tempos, os dois se revezaram em baixar seus tempo a cada volta. Na largada da primeira bateria, Hugo largou bem, com Rodrigo na sua cola, os dois andando forte abrindo boa vantagem sobre os demais concorrentes. Rodrigo pressionava e Hugo se defendia, não permitindo a passagem do adversário.

Rodrigo Selhorst no salto de chegada em Brasilândia

Rodrigo Selhorst no salto de chegada em Brasilândia

Nos últimos minutos, aos dar mais uma volta sobre os retardatários, o piloto Aparício Paixão #723, de Cacoal não abre, fazendo com que Hugo perca o traçado e consequentemente a liderança. Pelo ato considerado anti-desportista, Aparício, que por diversas oportunidades já havia ameaçado prejudicar o adversário, foi punido com a desclassificação, mas Hugo Amaral ficou no prejuízo, vendo Rodrigo se beneficiar de sua queda.Na segunda bateria, ainda largou na frente, mas não teve forças para segurar o campeão Rodrigo Selhorst, que liderou até o final para largar na frente na corrida pelo bicampeonato consecutivo.

Selhorst comemora a vitória com o seu mecânico

Selhorst comemora a vitória com o seu mecânico

Prefeito enalteceu show dos pilotos e presença do público

Anfitrião e uma dos responsáveis direto pelo sucesso da festa, o prefeito de Nova Brasilândia do Oeste, Silas Borges (PSB), enalteceu a performance dos pilotos, proporcionando um grande show ao público que compareceu em grande número, colorindo a festa e contribuindo para um trabalha social com a enorme arrecadação de kilos de alimentos não perecíveis, num trabalho árduo da Secretaria Municipal de Ação Social. Silas promenteu que fará de tudo para que ainda este ano Nova Brasilândia venha a sediar uma etapa do Estadual de Supercross Noturno.

Para a etapa de abertura da temporada 2012 de MX, a FMR, contou com o apoio do Governo de Rondônia, Prefeitura de Nova Brasilândia do Oeste, Senador Valdir Raupp, deputada federal Marinha Raupp, deputado federal Nata Donadon, deputados estadual Kaká Mendonça,Valdivino Tucura, Neodi Carlos, Jean Oliveira, Luizinho Goebel, Adelino Follador, Edson Martins e Luiz Claudio. Castilho Estrutura Metálica, Ciclo Cairu, Lind’água, Cairu Transporte e Instaladora São Luiz.

Resultado geral da primeira etapa do Rondoniense de Motocross 2012

50
1º – # 8 – Guilherme Maschio – Pimenta Bueno
2º – # 222 – Orlando Neto – Ariquemes
3º – # 7 – Kevin Marinho – Porto Velho
4º – # 999 – Edno Gabriel – Jaru
5º – # 100 – Lucas Sampaio – Pimenta Bueno

65
1º – # 444 – Lucas Belém – Vilhena
2º – # 37 – Igor Vasconcelos – Buritis
3º – # 6 – Luiz Gustavo – Porto Velho
4º – # 222 – Orlando Neto – Ariquemes

85
1º – # 17 – Matheus Zilli – Violhena
2º – # 7 – Eduardo Alecrim – Porto Velho
3º – # 444 – Lucas Belém – Porto Velho
4º – #  718 – Igor Matheus – Ouro Preto do Oeste
5º – # 37 – Igor Vasconcelos – Buritis

Categoria MX Estreante
1º – # 102 – Walcenir Leitão Montes – Rolim de Moura
2º – # 63 – Talles Rodrigues – Ariquemes
3º – # 961 – Diego Ferrari – Espigão do Oeste
4º – # 12 – Tiago Rigon – Cacoal
5º – # 88 – Valdinei Correia – Pimenta Bueno

Força Livre Nacional
1º – # 80 – Riderson Carlos – Rio Branco-AC
2° – # 22 – Maycon dos Santos – Vilhena
3º – # 222 – Adaldo Alves – Santa Luzia
4º – # 123 – Guilherme Perondi – Vilhena
5º – # 44 – Renan Almeida – Ariquemes

MX3
1º – # 2 – Milton Becker “Chumbinho” – Santa Catarina
2º – # 959 – Elias Marinho – Porto Velho
3º – # 27 – Evandro Bucioli – Rolim de Moura
4º – # 47 – Ariston de Paulo – Vilhena
5º – # 81 – Jean Carlos – Porto Velho

MX2
1º – # 8 – Rodrigo Selhorst – Cacoal
2º – # 51 – Hugo Amaral – Porto Velho
3º – # 191 – Diego Henning – Porto Velho
4º – # 102 – Walcenir Leitão Montes – Rolim de Moura
5º – #  961 – Diego Ferrari – Espigão do Oeste

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly