Mundial de Enduro 2012 – 3ª etapa – Espanha

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por Divulgação | 09 de maio de 2012 - 17:50

Após a inédita estreia na América do Sul, a temporada 2012 do Campeonato Mundial de Enduro prosseguiu no último fim de semana, dias 5 e 6 de maio, com a terceira etapa da competição, o GP da Espanha, disputado na cidade de Munitibar.

Daqui pra diante até o final do campeonato, o continente europeu irá receber todas as demais etapas do campeonato. Na disputa pelos títulos nenhuma novidade. Em solo espanhol prevaleceu o domínio francês nas categorias Enduro 1, Enduro 2 e Enduro 3.

KTM Super Test

Apesar da ameaça de chuva, na noite de sexta-feira um numeroso público prestigiou o KTM Super Test, aplaudindo e incentivando os 112 pilotos que se inscreveram para esta etapa.

Este terceiro Super Test, organizado na frente do Paddock, não apresentou grandes dificuldades, mas o solo úmido trouxe alguns problemas para os pilotos. Mesmo assim o espetáculo foi garantido, para delírio dos aficionados presentes.

No fim das contas o mais rápido foi à revelação do início do ano, o francês Marc Bourgeois, que se impôs com autoridade, além de encantar o público com seus saltos cada vez mais espetaculares e sua pilotagem agressiva. Aliás o domínio foi todo francês, com Antoine Meo em segundo e Christophe Nambotin em terceiro.

Primeiro Dia

O primeiro dia foi bom para os franceses Antoine Meo, Pierre-Alexandre Renet e Christophe Nambotin, que terminaram o sábado com vitória em suas categorias.

Antoine Meo

Antoine Meo

Com 112 pilotos na disputa, a cidade de Munitibar, no norte da Espanha, deu início a uma empolgante e emocionante chegada do Mundial de Enduro a Europa. Antoine Meo e Christophe Nambotin permaneceram invictos nas categorias Enduro 1 e Enduro 3 respectivamente, enquanto Pierre-Alexandre Renet confirmou sua intenção de ser uma ameaça real aos favoritos da Enduro 2, conquistando sua segunda vitória na temporada.

Eero Remes

Eero Remes

Na categoria Enduro 1, Antoine Meo manteve-se com 100% de aproveitamento ao conquistar sua quinta vitória em cinco corridas. Depois de um início cauteloso na parte da manhã, o piloto da KTM em breve mostrou ao seu conterrâneo Marc Bourgeois que continua sendo o mais rápido em condições secas. Meo foi o mais rápido nos últimos seis testes especiais, finalizando o sábado com vitória e 52 segundos de vantagem sobre Bourgeois, que apesar de ter sido o mais rápido do KTM Super Test na noite de sexta, não conseguiu acompanhar o ritmo de seu conterrâneo neste primeiro dia. O finlandês Eero Remes foi o terceiro, com o italiano Simone Albergoni finalizando na quarta posição. Rodrig Thain, outro francês, completou os cinco primeiros.

Simone Albergoni

Simone Albergoni

Na altamente competitiva categoria Enduro 2, Pierre Alexandre Renet garantiu a vitória neste primeiro dia. Após estabelecer uma vantagem inicial durante o primeiro Extreme Teste na parte da manhã, Renet aumentou gradualmente sua vantagem ao longo do dia, conquistando uma vitória bem merecida. Para Johnny Aubert, conterrâneo de Renet, o segundo lugar neste primeiro dia foi satisfatório, depois de seus decepcionantes resultados na América do Sul. Aubert acelerou forte, finalizando 20 segundos atrás de Renet. Correndo em casa, o espanhol Cristobal Guerrero é outro que continua conquistando sólidos resultados, finalizando em terceiro neste primeiro dia, apenas 10 segundos atrás de seu companheiro de equipe oficial KTM, Aubert. Em sua primeira corrida no Mundial de Enduro 2012, o também francês Jeremy Tarroux foi o quarto colocado. O finlandês Juha Salminen completou os cinco primeiros.

Thomas Oldrati

Thomas Oldrati

Foi um dia vitorioso para Christophe Nambotin, que conquistou sua quinta vitória do ano na categoria Enduro 3. Aproveitando-se da vantagem obtida na noite de sexta no KTM Super Test, o francês continuou esticando sua vantagem ao longo do dia. Provando ser imbatível no desafiador Enduro Teste, o piloto da KTM terminou a primeira volta quase 30 segundos mais rápido que seus concorrentes. Após esta confortável vantagem, Nambotin garantiu a vitória no sábado com uma margem de 95 segundos. Depois de um dia inteiro de batalha com o sueco Joakim Ljunggren e com o espanhol Oriol Mena, o britânico David Knight garantiu a segunda posição. Após um início lento na parte da manhã, Ljunggren elevou seu ritmo na última volta e finalizou em terceiro, 13 segundos atrás de Knight. Já o espanhol Mena, apesar do bom início de manhã, despencou para a quarta posição ao longo do dia. O estoniano Aigar Leok completou os cinco primeiros.

Marc Bourgeois

Marc Bourgeois

Resultados do primeiro dia

Categoria Enduro 1
1.Antoine Meo (KTM)
2.Marc Bourgeois (Yamaha)
3.Eero Remes (KTM)
4.Simone Albergoni (Honda)
5.Rodrig Thain (Honda)

Categoria Enduro 2
1.Pierre Alexandre-Renet (Husaberg)
2.Johnny Aubert (KTM)
3.Cristobal Guerrero (KTM)
4.Jeremy Tarroux (KTM)
5.Juha Salminen (Husqvarna)

Categoria Enduro 3
1.Christophe Nambotin (KTM)
2.David Knight (KTM)
3.Joakim Ljunggren (Husaberg)
4.Oriol Mena (Husaberg)
5.Aigar Leok (TM)

Segundo Dia

No domingo, prevaleceu o domínio francês por parte de Meo, Renet e Nambotin, que asseguraram mais uma vitória cada um no GP espanhol. Graças a chuva pesada que caiu na madrugada de sábado para o domingo, o segundo dia de enduro exigiu muito do preparo físico dos pilotos.

Oriol Mena

Oriol Mena

Além do domínio francês, vale destacar também outros fatos que chamaram a atenção. Fazendo sua estreia no Mundial de Enduro, o britânico Jordan Rose conquistou um resultado incrível na Enduro 2, finalizando na quinta posição. Na Enduro 1, o dia terminou prematuramente para dois candidatos ao título. Marc Bourgeois abandonou depois de sofrer um forte tombo no Enduro Teste, enquanto Eero Remes se viu obrigado a abandonar com problemas mecânicos em sua moto.

Cristobal Guerrero

Cristobal Guerrero

Na categoria Enduro 1, Antoine Meo teve que superar um difícil início de dia. Depois de cometer erros no Cross Teste, Meo começou a correr atrás do prejuízo. Marcando os tempos mais rápidos no Enduro Teste e mostrando toda a sua técnica no esburacado Extreme Teste, ele tomou o controle da corrida e garantiu sua sexta vitória na temporada. O italiano Thomas Oldrati foi o segundo colocado, seu melhor resultado até agora no campeonato. Oldrati venceu uma disputa particular contra seu conterrâneo, Simone Albergoni, que garantiu a terceira posição. Na sequência vieram mais dois franceses. Fabien Planet foi o quarto colocado e Nicolas Deparrois completou os cinco primeiros.

Jordan Rose

Jordan Rose

Pierre Alexandre-Renet mostrou superioridade nas enlameadas condições espanholas, para garantir sua segunda vitória do fim de semana na categoria Enduro 2. Envolvido em uma feroz batalha com Cristobal Guerrero, Renet foi capaz de conter os avanços do piloto da KTM para conquistar sua terceira vitória na temporada, e com ela assumir a liderança do campeonato. Tentando impressionar sua torcida local, Guerrero começou o dia liderando, mas só obteve uma vantagem magra após o segundo Extreme Teste.

Jeremy Tarroux

Jeremy Tarroux

Um tombo no último Enduro Teste lhe custou caro e o espanhol teve que se contentar com o segundo lugar. O finlandês Juha Salminen conquistou um resultado melhor em relação ao sábado, finalizando em terceiro. Johnny Aubert se recuperou de um início ruim na parte da manhã para finalizar na quarta posição. O destaque da categoria foi a performance do estreante piloto britânico Jordan Rose, que completou os cinco primeiros.

Aigar Leok

Aigar Leok

Christophe Nambotin continua imbatível na categoria Enduro 3. O piloto da KTM abriu rapidamente uma vantagem considerável sobre seus rivais mais próximos, ao tomar o controle da prova logo pela manhã, nos escorregadios testes especiais. Mais uma vez à produção de alguns dos melhores tempos do dia no Enduro Teste foram de suma importância para garantir a Nambotin sua sexta vitória na temporada. Com o francês estabelecendo um ritmo alucinante na liderança, o duelo atrás dele pela segunda posição roubou o foco das atenções.

Christophe Nambotin

Christophe Nambotin

Pilotando de forma determinada ainda na parte da manhã, o sueco Joakim Ljunggren garantiu o segundo lugar. Já o britânico David Knight se esforçou para acompanhar o ritmo de seus rivais na lama e finalizou na terceira posição. O alemão Marcus Kehr finalizou em quarto, seu melhor resultado até agora na temporada. Menos de 20 segundos atrás dele, o espanhol Oriol Mena completou os cinco primeiros.

David Knight

David Knight

A próxima etapa, quarta do campeonato, é o GP de Portugal, que será disputado neste próximo final de semana, dias 12 e 13, na cidade de Torres Vedras.

Joakim Ljunggren

Joakim Ljunggren

Resultados do segundo dia

Categoria Enduro 1
1.Antoine Meo (KTM)
2.Thomas Oldrati (KTM)
3.Simone Albergoni (Honda)
4.Fabien Planet (Sherco)
5.Nicolas Deparrois (Kawasaki)

Categoria Enduro 2
1.Pierre Alexandre-Renet (Husaberg)
2.Cristobal Guerrero (KTM)
3.Juha Salminen (Husqvarna)
4.Johnny Aubert (KTM)
5.Jordan Rose (TM)

Categoria Enduro 3
1.Christophe Nambotin (KTM)
2.Joakim Ljunggren (Husaberg)
3.David Knight (KTM)
4.Marcus Kehr (KTM)
5.Oriol Mena (Husaberg)

Classificação do campeonato após três etapas

Enduro 1
1.Antoine Meo – 120 pontos
2.Simone Albergoni – 83
3.Rodrig Thain – 74
4.Marc Bourgeois – 68
5.Eero Remes – 63

Enduro 2
1.Pierre Alexandre-Renet – 96 pontos
2.Cristobal Guerrero – 92
3.Ivan Cervantes – 86
4.Juha Salminen – 77
5.Johnny Aubert – 61

Enduro 3
1.Christophe Nambotin – 120 pontos
2.David Knight – 96
3.Joakim Ljunggren – 86
4.Aigar Leok – 79
5.Oriol Mena – 70

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly