Pilotos da KTM dominaram o sábado no GP Brasil

Por VipComm Comunicação | Fotos por Divulgação | 19 de maio de 2012 - 21:49

Depois de muita expectativa e ansiedade, o gate do Honda GP Brasil de Motocross 2012 finalmente baixou neste sábado (19) em Penha (SC). A mágica pista do Beto Carrero World, montada com obstáculos sinuosos e ilustrada com bichos que deixaram o cenário ainda mais espetacular, com hipopótamo, dinossauros, macacos e jacarés, foi palco dos treinos e baterias classificatórias da quinta etapa do Campeonato Mundial de Motocross.  Os líderes do campeonato, Antonio Cairoli (MX1), da Itália, e Jeffrey Herlings (MX2), da Holanda, ambos da Red Bull / KTM Factory Racing, ditaram o ritmo e terão as primeiras escolhas do gate das corridas de domingo (20).

Nas arquibancadas, o que se viu foi empolgação do público do início ao fim. Os fãs que vieram de várias partes do país e de fora acordaram cedo para assistir aos duelos, lotaram os setores e vibraram com os competidores na pista.

Neste domingo, 20 de maio, os 71 pilotos da MX1 e MX2, entre brasileiros e estrangeiros, voltam ao traçado de 1.562 metros de extensão para as disputas das corridas e prometem levantar o ânimo dos torcedores. As atividades têm início a partir das 9 horas, com os treinos de aquecimentos.

Os canais Band Sports e SporTV transmitem ao vivo as corridas a partir das 12 horas.

MX1
O italiano Antonio Cairoli foi soberano em todas as sessões: livre, pré-classificatória e corrida classificatória. Liderou sem dificuldades e promete manter o desempenho nas duas corridas. “Estou com a moto bem regulada e me senti confortável nesta tarde. É uma grande oportunidade correr em um lugar fantástico como aqui”, destaca Cairoli. O francês Gautier Paulin (Kawasaki Racing Team) foi segundo, seguido do belga Clement Desalle (Rockstar Energy Suzuki World).

Cairoli venceu a corrida classificatória da MX1

Cairoli venceu a corrida classificatória da MX1

Adam Chatfield

Adam Chatfield

Entre os brasileiros, Wellington Garcia, da Equipe Honda Mobil, começou com grande intensidade e chegou a ocupar a 12ª posição. Mas foi Jorge Balbi Júnior, da Pro Tork 2B Kawasaki Racing, que soube manter a regularidade. O mineiro foi o melhor piloto nacional com o 18º lugar.

MX2
Jeffrey Herlings, da Red Bull KTM Factory Racing, e Tommy Searle, da Floride Monster Energy Pro Circuit, se revezaram nos primeiros treinos da categoria. No final, o holandês da KTM comandou a bateria classificatória e venceu com mais de 25 segundos de vantagem para o rival da Grã Bretanha. “Fiquei realmente contente em correr nesta pista. Fiz uma boa largada e soube manter a tranquilidade. Amanhã vou procurar realizar o mesmo trabalho e tentar vencer as baterias”, declara Herlings.

Largada da classificatória da MX2

Largada da classificatória da MX2

Tommy Searle

Tommy Searle

Um dos principais nomes da temporada brasileira, junto com Dudu Lima (EMG Racing Kawasaki Rinaldi) e Thales Vilardi (Equipe Honda Mobil), Hector Assunção saiu bem do gate e esteve entre os seis primeiros. Porém, não conseguiu segurar os fortes concorrentes estrangeiros e terminou em 17º. Posição suficiente para o piloto da Equipe Honda Mobil ser o melhor brasileiro colocado da categoria.

Programação

Domingo – 20 de maio
Warm up MX2: 9h às 9h20
Warm up MX1: 9h30 às 9h50

1ª bateria MX2: 12h10 (35 minutos + duas voltas)
1ª bateria MX1: 13h10 (35 minutos + duas voltas)

2ª bateria MX2: 15h03 (35 minutos + duas voltas)
2ª bateria MX1: 16h03 (35 minutos + duas voltas)

*Programação sujeita a alteração

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly