AMA Motocross 2012 – 1ª etapa – Hangtown

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por GuyB | 21 de maio de 2012 - 8:23

A temporada 2012 do AMA Motocross começou neste sábado, dia 19 de maio, com a primeira etapa disputada no circuito de Hangtown, localizado na cidade de Sacramento, capital do Estado da Califórnia. Antes da abertura, havia um monte de perguntas sem respostas. Será que James Stewart iria se adaptar a tempo a sua nova Suzuki ? Será que Justin Barcia iria dominar o Motocross como ele dominou o Supercross ? Será que Blake Baggett encontraria de novo a incrível velocidade que tanto sucesso lhe rendeu no campeonato do ano passado ?

Será que Ryan Dungey seria capaz de continuar conquistando vitórias no Motocross (agora a bordo de uma KTM) ? Quando a bandeira quadriculada foi ar duas vezes nas categorias 250 e 450, Blake Baggett e James Stewart subiram no topo do pódio e não deixaram dúvidas sobre quem eram os pilotos mais rápidos no norte da Califórnia neste fim de semana.

Depois de trocar de equipe após o término da temporada do Supercross, Stewart entrou em Hangtown com muito a provar e muito a aprender sobre sua nova moto. Mas depois foi tudo dito e feito. Ele conseguiu vencer as duas baterias de forma convincente à frente de Ryan Dungey. O que torna tudo ainda mais impressionante, porém, é o fato de que está é a primeira vez que Stewart compete no Motocross desde 2008. A vitória lhe rendeu a placa vermelha e uma vantagem inicial de 8 pontos na classificação do campeonato.

Na categoria 250, Baggett provou ser o mais forte piloto ao vencer as duas baterias também. A vitória deu a Baggett a placa vermelha e lhe solidificou como um dos principais candidatos ao título na categoria 250.

Categoria 450

Na largada da primeira bateria, Andrew Short fez o holeshot e saiu na frente, mas na metade do caminho, ainda na primeira volta, foi superado por James Stewart. Após assumir a liderança, Stewart não olhou mais para trás e dominou a corrida até a bandeira quadriculada. Davi Millsaps foi o segundo, Ryan Dungey o terceiro, o australiano Brett Metcalfe o quarto e Short completou os cinco primeiros.

Largada da primeira bateria da categoria 450

Largada da primeira bateria da categoria 450

A baixa desta primeira bateria foi o sul-africano Tyla Rattray. Contratado para substituir o lesionado Ryan Villopoto (atual campeão), Rattray sofreu um tombo e abandonou a prova com uma mão quebrada, sem nem alinhar para a segunda bateria.

James Stewart

James Stewart

Na largada da segunda bateria, Mike Alessi fez o holeshot e saiu na frente, seguido por Dungey e Stewart. Como na primeira bateria, não demorou muito para Stewart superar Dungey e Alessi e assumir a liderança, e após fazer isso, novamente dominou a corrida até a bandeira quadriculada. Dungey é o segundo, Alessi o terceiro, Short o quarto e Metcalfe completa os cinco primeiros.

Largada da segunda bateria da categoria 450

Largada da segunda bateria da categoria 450

Com estes resultados, Stewart também fatura o overall. Dungey é o segundo e Alessi completou o pódio na terceira posição. Short finalizou em quarto e Metcalfe completou os cinco primeiros. Como esta foi à primeira etapa, as mesmas posições se repetem na classificação do campeonato. Stewart tem 50 pontos, 8 de de vantagem sobre Dungey, sendo que Alessi, Short e Metcalfe estão empatados com 34 pontos cada um.

Ryan Dungey

Ryan Dungey

“Foi incrível. Foi uma batalha entre mim e Dungey. Quero agradecer a Suzuki. Todos esses caras me ajudaram tremendamente. Nós realmente tivemos que fazer um monte de coisas em um curto período de tempo. Os testes que fizemos com a moto funcionaram por que não tivemos que fazer muitas alterações. Hoje meu objetivo era me divertir e me preparar para 2013. É difícil mudar de equipe no meio do ano. Mecânico novo, chefe novo, tudo novo. Estou feliz porque sinto que estava indo melhor a cada volta que passava. Meu objetivo é 2013, mas foi muito legal vir aqui e conseguir vencer”, disse Stewart.

“Quero agradecer toda a equipe Red Bull KTM, incluindo meu mecânico Carlos. Em suma foi um bom dia. Não larguei bem na primeira bateria mas na segunda consegui largar melhor. Estava atrás do James mas perdi um pouco de tempo por causa de alguns retardatários. Foi ridículo. Eles precisam sair do caminho. É preciso uma equipe para trabalhar esta questão dentro da pista durante as corridas”, disse Dungey.

Resultado da etapa de Hangtown na categoria 450
1. James Stewart (Suzuki) 1-1
2. Ryan Dungey (KTM) 3-2
3. Mike Alessi (Suzuki) 7-3
4. Andrew Short (Honda) 5-4
5. Brett Metcalfe (Suzuki) 4-5
6. Broc Tickle (Kawasaki) 6-7
7. Davi Millsaps (Yamaha) 2-14
8. Jake Weimer (Kawasaki) 10-6
9. Josh Grant (Kawasaki) 9-8
10. Nico Izzi (Yamaha) 11-10
11. Kyle Chisholm (Kawasaki) 13-9
12. Robert Kiniry (Yamaha) 12-13
13. Jimmy Albertson (Suzuki) 17-12
14. Tommy Hahn (Honda) 8-27
15. Matt Lemoine (Kawasaki) 19-11
16. Vince Friese (Suzuki) 15-18
17. Sean Collier (Honda) 14-24
18. Ryan Sipes (Yamaha) 25-15
19. Justin Brayton (Honda) 24-16
20. Nick Wey (Kawasaki) 16-36
21. Kyle Regal (Yamaha) 28-17
22. Michael Byrne (Suzuki) 18-22
23. Derek Anderson (Kawasaki) 23-19
24. Kevin Rookstool (Honda) 38-20
25. Ben LaMay (Yamaha) 20-35
26. Billy Laninovich (Honda) 21-23
27. Justin Sipes (Kawasaki) 27-21
28. Les Smith (KTM) 22-28
29. Austin Howell (Suzuki) 22-28
30. Sean Borkenhagen (Kawasaki) 32-26
31. Jason Thomas (Suzuki) 30-29
32. Preston Mull (Honda) 31-30
33. Michael Giese (Yamaha) 34-31
34. Dalton Carlson (Yamaha) 33-32
35. Dustin Pipes (Suzuki) 29-37
36. Josh Greco (Kawasaki) 36-33
37. Blake Ballard (Kawasaki) 37-34
38. Dakota Kessler (Honda) 35-38
39. Ryan Hughes (Yamaha) 39-39
40. Tyla Rattray (Kawasaki) 40-40

Classificação da categoria 450 após a primeira etapa
1. James Stewart – 50 pontos (1 vitória)
2. Ryan Dungey – 42
3. Mike Alessi – 34
4. Andrew Short – 34
5. Brett Metcalfe – 34
6. Broc Tickle – 29
7. Davi Millsaps – 29
8. Jake Weimer – 26
9. Josh Grant – 25
10. Nico Izzi – 21
11. Kyle Chisholm – 20
12. Robert Kiniry – 17
13. Jimmy Albertson – 13
14. Tommy Hahn – 13
15. Matt Lemoine – 12
16. Vince Friese – 9
17. Sean Collier – 7
18. Ryan Sipes – 6
19. Justin Brayton – 5
20. Nick Wey – 5 pontos

Categoria 250

Na largada da primeira bateria, Justin Barcia fez o holeshot, seguido pelo alemão Ken Roczen. Algumas voltas depois Roczen assumiu a liderança, mas foi seguido de perto o tempo todo por Barcia. No decorrer da prova, Blake Baggett veio ganhando posições, e faltando cinco voltas para o final da corrida, já era o quarto colocado. Faltando uma volta para o final, os três primeiros estavam muito próximos. Baggett ultrapassou Barcia e abriu a última volta partindo para o tudo ou nada pra cima de Roczen. Baggett consegue a ultrapassagem definitiva faltando algumas centenas de metros para a linha de chegada. Roczen se contenta com a segunda posição e Barcia garante o terceiro lugar. Eli Tomac é o quarto e o francês Marvin Musquin completa os cinco primeiros.

Blake Baggett

Blake Baggett

Na largada da segunda bateria Barcia fez novamente o holeshot, seguido por Roczen em segundo e Baggett em terceiro. Ainda na primeira volta o alemão sofreu um tombo em uma apertada curva para a direita. A partir daí, Baggett precisou apenas dos 10 minutos iniciais da corrida para ultrapassar Barcia e assumir a liderança. Após fazer isso, liderou de ponta a ponta até a bandeira quadriculada. Barcia foi o segundo e Roczen finalizou na terceira posição. O equatoriano Martin Davalos foi o quarto e o veterano Ivan Tedesco, voltando a competir na categoria 250cc, completou os cinco primeiros.

Ken Roczen e Blake Baggett

Ken Roczen e Blake Baggett

No overall, vitória de Baggett, com Barcia em segundo e Roczen completando o pódio na terceira posição. Tedesco foi o quarto e Tomac completou os cinco primeiros. No campeonato, Baggett tem 8 pontos de vantagem sobre Barcia e Roczen, que estão empatados com 42 pontos cada um. Tedesco é o quarto e Tomac fecha os cinco primeiros.

“Duas vitórias. Este resultado superou minhas expectativas. Eu só queria finalizar entre os três primeiros. Eu quero subir no pódio em cada fim de semana e brigar pelo campeonato. Hoje na segunda bateria tive uma largada melhor”, disse Baggett.

Ken Roczen

Ken Roczen

“Estou muito feliz com o resultado. É meu último ano na categoria 250cc. Tenho trabalhado com Jeff Stanton e me sinto fisicamente e mentalmente no melhor que já estive. Tive duas grandes largadas hoje. Fui saudável e forte. Estou indo confiante para Freestone, mas vou para casa (Flórida) antes da corrida. Vai ser um ótimo fim de semana”, disse Barcia.

Resultado da etapa de Hangtowm na categoria 250
1. Blake Baggett (Kawasaki) 1-1
2. Justin Barcia (Honda) 3-2
3. Ken Roczen (KTM) 2-3
4. Ivan Tedesco (Kawasaki) 6-5
5. Eli Tomac (Honda) 4-10
6. Martin Davalos (Suzuki) 14-4
7. Kyle Cunningham (Yamaha) 9-8
8. Jason Anderson (Suzuki) 8-9
9. Marvin Musquin (KTM) 5-14
10. Wil Hahn (Honda) 7-13
11. Jake Canada (Honda) 10-11
12. Blake Wharton (Suzuki) 16-8
13. Travis Baker (Honda) 15-12
14. Gareth Swanepoel (Yamaha) 13-15
15. Justin Bogle (Honda) 21-7
16. Jessy Nelson (Honda) 13-17
17. Kyle Peters (Yamaha) 11-30
18. Hunter Hewitt (Suzuki) 17-16
19. AJ Catanzaro (KTM) 18-18
20. Shane Sewell (KTM) 19-19
21. Alex Martin (Honda) 23-20
22. Killy Rusk (Honda) 20-37
23. Dakota Tedder (Kawasaki) 24-25
24. Scott Champion (Honda) 34-22
25. Tevin Tapia (KTM) 39-21
26. Malcolm Stewart (KTM) 25-39
27. Topher Ingalls (Honda) 35-31
28. Joey Peters (Yamaha) 22-28
29. Zack Freeburg (KTM) 26-35
30. Brad Nauditt (Honda) 29-26
31. Travis Bell (Honda) 30-32
32. Robert Noftz (Honda) 28-24
33. Landen Powell (Honda) 31-29
34. Steve Roman (Yamaha) 32-33
35. Chris Plouffe (Honda) 33-36
36. Dean Wilson (Kawasaki) 36-40
37. Phil Nicoletti (Honda) 40-38
38. Johnny Jelderda (Honda) 27-27
39. Preston Tilford (Honda) 38-23
40. Jason Potter (Honda) 37-34

Classificação da categoria 250 após a primeira etapa
1. Blake Baggett – 50 pontos (1 vitória)
2. Justin Barcia – 42
3. Ken Roczen – 42
4. Ivan Tedesco – 31
5. Eli Tomac – 29
6. Martin Davalos – 25
7. Kyle Cunningham – 25
8. Jason Anderson – 25
9. Marvin Musquin – 23
10. Wil Hahn – 22
11. Jake Canada – 21
12. Blake Wharton – 20
13. Travis Baker – 15
14. Gareth Swanepoel – 15
15. Justin Bogle – 14
16. Jessy Nelson – 12
17. Kyle Peters – 10
18. Hunter Hewitt – 9
19. AJ Catanzaro – 6
20. Shane Sewell – 4 pontos

Categoria WMX

Junto com o AMA Motocross também rolou a abertura do WMX, o campeonato feminino da modalidade. Jessica Patterson venceu o overall, mesmo sem vencer nenhuma corrida (foi segunda colocada nas duas baterias). A atual campeã Ashley Fiolek finalizou na segunda posição, ao vencer a primeira bateria e terminar em quinto lugar na segunda. Tarah Gieger completando o pódio em terceira, ao terminar nesta mesma posição nas duas baterias.

Largada da categoria WMX

Largada da categoria WMX

A australiana Meghan Rutledge garantiu o quarto lugar finalizando em oitava na primeira bateria e vencendo a segunda. Sayaka Kaneshiro completou as cinco primeiras com um quinto lugar na primeira bateria e a quarta posição na segunda. A brasileira Mariana Balbi foi à sétima colocada ao garantir esta mesma posição na primeira bateria e terminar em oitavo lugar na segunda.

Jessica Patterson

Jessica Patterson

Meghan Rutledge

Meghan Rutledge

No campeonato, Patterson lidera com 44 pontos. Fiolek é a segunda com 41, Gieger a terceira com 40, Rutledge aparece na quarta posição com 38 e Kaneshiro fecha as cinco primeiras com 34. Mariana é a sétima colocada com 27 pontos.

Resultado da etapa de Hangtown na categoria WMX
1. Jessica Patterson (Suzuki) 2-2
2. Ashley Fiolek (Honda) 1-5
3. Tarah Gieger (Honda) 3-3
4. Meghan Rutledge (Kawasaki) 8-1
5. Sayaka Kaneshiro (Honda) 5-4
6. Kasie Creson (Honda) 6-6
7. Mariana Balbi (Honda) 7-8
8. Sara Petterson (KTM) 11-9
9. Lindsey Palmer (Kawasaki) 10-11
10. Hailey Larson (Honda) 9-13
11. Jacqueline Strong (KTM) 14-10
12. Sara Price (Kawasaki) 4-31
13. Amanda Meheu (Yamaha) 30-7
14. Alexa Pearson (KTM) 19-12
15. Sade Allender (Honda) 16-15
16. Amanda Brown (Honda) 13-18
17. Taylor Miller (Suzuki) 17-16
18. Sarah Whitmore (KTM) 12-21
19. Brittany Marcotte (Honda) 29-14
20. Jackie Ives (Yamaha) 15-29

Classificação da categoria WMX após a primeira etapa
1. Jessica Patterson – 44 pontos (1 vitória)
2. Ashley Fiolek – 41
3. Tarah Gieger – 40
4. Meghan Rutledge – 38
5. Sayaka Kaneshiro – 34
6. Kasie Creson – 30
7. Mariana Balbi – 27
8. Sara Petterson – 22
9. Lindsey Palmer – 21
10. Hailey Larson – 20
11. Jacqueline Strong – 18
12. Sara Price – 18
13. Amanda Meheu – 14
14. Alexa Pearson – 11
15. Sade Allender – 11 pontos

Etapas restantes do AMA Motocross 2012
Segunda Etapa – 26 de maio – Freestone County Raceway – Wortham / Texas
Terceira Etapa – 2 de junho – Thunder Valley Motocross Park – Lakewood / Colorado
Quarta Etapa – 9 de junho – High Point Raceway – Mt. Morris / Pensilvânia
Quinta Etapa – 16 de junho – Budds Creek MX Park – Mechanicsville / Maryland
Sexta Etapa – 7 de julho – Red Bud Track & Trail – Buchanan / Michigan
Sétima Etapa – 14 de julho – Spring Creek MX Park – Millville / Minnesota
Oitava Etapa – 21 de julho – Washougal MX Park – Washougal / Washington
Nona Etapa – 11 de agosto – Motocross 338 – Southwick / Massachusetts
Décima Etapa – 18 de agosto – Unadilla Valley Sports Center – New Berlin / New York
Décima Primeira Etapa – 1º de setembro – Steel City Raceway – Delmont / Pensilvânia
Décima Segunda Etapa – 8 de setembro – Lake Elsinore MX Park – Lake Elsinore / Califórnia

Etapas restantes do WMX Motocross 2012
Segunda Etapa – 26 de maio – Freestone National – Wortham / Texas
Terceira Etapa – 2 de Junho – Thunder Valley National – Lakewood / Colorado
Quarta Etapa – 9 de Junho – High Point National – Mt. Morris / Pensilvânia
Quinta Etapa – 7 de Julho – Red Bud National – Buchanan / Michigan
Sexta Etapa – 21 de Julho – Washougal MX Park – Washougal / Washington
Sétima Etapa – 11 de Agosto – Motocross 338 – Southwick / Massachusetts
Oitava Etapa – 8 de Setembro – Lake Elsinore MX Park – Lake Elsinore / Califórnia

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly