Resultados do Monster Energy Cup 2012 – Las Vegas

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por Simon Cudby | 21 de maio de 2012 - 18:32

Foi uma noite louca a segunda edição do Monster Energy Cup, disputada neste sábado no Sam Boyd Stadium em Las Vegas. Foram três corridas imprevisíveis e três vencedores diferentes, ao contrário do ano passado, quando um piloto venceu as três baterias e faturou o prêmio máximo de 1 milhão de dólares. O Monster Cup é um evento que mistura Supercross com Motocross e a pista deste ano estava extremamente técnica, sendo mais difícil que as pistas do AMA Supercross.

E porque o Monster Energy Cup 2012 foi uma loucura ? Leia abaixo a matéria e descubra o que rolou em Las Vegas neste sábado, dia 20 de outubro.

Primeira bateria

De volta à equipe JGR / Toyota / Yamaha, Josh Grant fez o holeshot no primeiro Main Event, mas o gate do lado direito não caiu. Com isto foi dada bandeira vermelha e os pilotos do gate esquerdo tiveram que alinhar novamente para a nova largada. Na segunda tentativa nenhum problema e Grant novamente fez o holeshot, seguido por Ryan Villopoto e Ryan Dungey brigando pela segunda posição, com o piloto da Kawasaki levando a melhor.

Ryan Villopoto venceu a primeira bateria

Ryan Villopoto venceu a primeira bateria

Mais tarde Villopoto assumiria a liderança ao ultrapassar Grant, permanecendo nela até a bandeira quadriculada e garantindo a primeira vitória da noite. Justin Barcia finalizou na segunda posição. Dungey teve problemas com o pedal de câmbio de sua moto e lutou muito para finalizar em terceiro.

Ryan Dungey

Ryan Dungey

Eli Tomac foi o quarto e o australiano Chad Reed completou os cinco primeiros. O brasileiro Jorge Balbi Júnior, que nos treinos da tarde havia se classificado na décima sétima posição (somente os 22 primeiros avançavam para os Main Events), chegou a andar em oitavo, mas finalizou na décima terceira posição.

Segunda bateria

Na segunda bateria as coisas começaram a ficar mais interessantes. Villopoto e Dungey largaram na frente e começaram a briga pela liderança, mas Dungey novamente teve problemas com o pedal de câmbio. Dungey estava próximo de Villopoto numa parte fácil da pitsa, quando Villopoto cometeu um erro e caiu, voltando para a corrida nas últimas posições. Dungey reassumiu a liderança, mas Mike Alessi foi quem aproveitou os problemas do piloto da KTM para pegar a primeira posição.

Chad Reed

Chad Reed

De repente Barcia e Reed entraram na disputa com Alessi e Dungey, e o duelo pela liderança contava com quatro pilotos. Barcia finalmente assumiu o controle da corrida ao ultrapassar ao mesmo tempo Dungey e Alessi. Depois de um tempo Reed era o terceiro e quando estava perto o suficiente para ultrapassar Barcia e Alessi, perdeu a dianteira e foi pro chão.

Justin Barcia e Mike Alessi

Justin Barcia e Mike Alessi

No fim das contas Barcia levou a melhor na disputa pela liderança e venceu. Notável também foi à segunda posição conquistada por Dungey, levando em consideração que os problemas com o pedal do câmbio limitavam muito a sua pilotagem. Alessi foi o terceiro, Tomac o quarto e Grant completou os cinco primeiros. Reed finalizou em sexto e Villopoto na décima segunda posição. Balbi foi novamente o décimo terceiro. Na soma dos resultados o título já estava dando pinta que ficaria com Barcia.

Ryan Villopoto

Ryan Villopoto

Terceira bateria

No último e decisivo Main Event da noite, foi à vez de Eli Tomac dar as cartas. Na largada Dungey e Barcia brigavam pela liderança, acompanhados de perto por Alessi e Tomac. Alessi permaneceu na disputa até sofrer um tombo. Tomac assumiria a vice-liderança e posteriormente a liderança, quando Dungey e Barcia respectivamente em momentos distintos, entraram na chamada Joker Lane, algo como um apêndice da pista. Tomac venceu, com Barcia em segundo e Dungey em terceiro. Reed foi o quarto e Grant completou os cinco primeiros.

Eli Tomac

Eli Tomac

Balbi finalizou na décima sexta posição. Por causa do tombo na segunda bateria, Villopoto nem alinhou para a terceira. Na soma das baterias o resultado final culminou em vitória de Barcia, com Dungey em segundo e Tomac em terceiro. Villopoto finalizou na quarta posição e Reed completou os cinco primeiros.

Justin Barcia foi o campeão do Monster Energy Cup 2012

Justin Barcia foi o campeão do Monster Energy Cup 2012

Como ninguém venceu as três baterias da noite, a maleta com 1 milhão de dólares ficou sem dono e Barcia acabou faturando um prêmio de 100 mil dólares. O piloto brasileiro Jorge Balbi Jr. fez um 13/13/16 e com isto finalizou na décima quinta colocação no geral. Vale lembrar que no ano que vem Barcia competirá na categoria 450 tanto no AMA Supercross como no AMA Motocross.

Ele vai competir pela equipe oficial Muscle Milk / Honda, e pelo seu desempenho no Monster Energy Cup, vai dar trabalho e deve fazer parte do seleto grupo de favoritos ao título. Também foram disputadas as categorias Super Mini para garotos entre 12 e 14 anos, e a categoria Amadora, para quem está quase pronto para entrar nos profissionais. Confira abaixo os resultados gerais destas duas categorias.

Resultado da primeira bateria
1. Ryan Villopoto / Kawasaki
2. Justin Barcia / Honda
3. Ryan Dungey / KTM
4. Eli Tomac / Honda
5. Chad Reed / Honda
6. Josh Grant / Yamaha
7. Mike Alessi / Suzuki
8. Kyle Cunningham / Yamaha
9. Jake Canada / Suzuki
10. Justin Brayton / Yamaha

Resultado da segunda bateria
1. Justin Barcia / Honda
2. Ryan Dungey / KTM
3. Mike Alessi / Suzuki
4. Eli Tomac / Honda
5. Josh Grant / Yamaha
6. Chad Reed / Honda
7. Kyle Cunningham / Yamaha
8. Justin Brayton / Yamaha
9. Kyle Chisholm / Kawasaki
10. Jake Canada / Suzuki

Resultado da terceira bateria
1. Eli Tomac / Honda
2. Justin Barcia / Honda
3. Ryan Dungey / KTM
4. Chad Reed / Honda
5. Josh Grant / Yamaha
6. Kyle Cunningham / Yamaha
7. Jake Canada / Suzuki
8. Kyle Chisholm / Kawasaki
9. Vince Friese / Suzuki
10. Jake Weimer / Kawasaki

Resultado geral do Monster Energy Cup 2012
1. Justin Barcia / Honda
2. Ryan Dungey / KTM
3. Eli Tomac / Honda
4. Chad Reed / Honda
5. Josh Grant / Yamaha
6. Kyle Cunningham / Yamaha
7. Jake Canada / Suzuki
8. Kyle Chisholm / Kawasaki
9. Mike Alessi / Suzuki
10. Ryan Villopoto / Kawasaki

Resultado geral da categoria Super Mini

Resultado geral da categoria Super Mini

 

Resultado geral da categoria Amador

Resultado geral da categoria Amador

 

Resultado geral da categoria Pró

Resultado geral da categoria Pró

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly