Fonseca superou obstáculos no Mundial de Supermoto

Por Mundo Press Assessoria | Foto por Divulgação | 29 de maio de 2012 - 8:06

O final de semana de Rafael Fonseca, da Lawanteam Lux Performance, foi de superação no campeonato Mundial de Supermoto 2012 em Palermo, Itália. O brasileiro suou para andar no ritmo da segunda etapa da principal competição do calendário, que neste final de semana, 26 e 27 de maio, apresentou obstáculos como pista perigosa, adversários de alto nível técnico e doloridos calos nas mãos do brasileiro.

Fonseca disputou três baterias, confirmando 15º lugar nas duas primeiras e 18º na última. Assim, o piloto foi o 17º colocado na etapa com 15 pontos, mesma posição que ocupa na classificação geral do Mundial (32 pontos). “Foi um final de semana bastante complicado. Tivemos os treinos em uma pista de asfalto sujo, cheio de pedra e perigoso. Consegui andar bem, mas não tive sucesso nas largadas. Ficar atrás em um circuito com pouquíssimos pontos de ultrapassagem é bem difícil”, explicou o brasiliense.

Rafael Fonseca

Rafael Fonseca

“Na segunda bateria acompanhei praticamente o tempo todo o italiano Giovanni Bussei, um piloto muito rápido e difícil de ultrapassar – só consegui quando faltava uma volta para o final da corrida”, contou Fonseca. Ele pretende intensificar ainda mais os treinos para a próxima etapa do Mundial, dia 24 de junho em Pleven, na Bulgária. “Senti um pouco de dor nos músculos e minha mão ficou em carne viva, cheia de calos, o que dificulta demais na hora de andar confiante e rápido, já que a pista exigia muita força. Vou treinar muito para a próxima etapa”, concluiu o piloto. A Lawanteam corre com o apoio de IMS, Hopen Brasil, Luxuris e Oceanave.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly