Estados Unidos anunciam time para o MX das Nações

Por Jorge Soares | 11 de agosto de 2012 - 14:48

A AMA anunciou hoje os membros da equipe dos Estados Unidos que vão competir no Motocross das Nações 2012, que irá acobntecer nos dias 29 e 30 de setembro em Lommel, na Bélgica. A equipe de 2012 vai incluir o piloto oficial da equipe Red Bull / KTM ‘s Ryan Dungey, o piloto da equipe semi-oficial Monster Energy / Pro Circuit / Kawasaki Blake Baggett e o piloto da também equipe semi-oficial Geico / Honda Justin Barcia.

O chefe da equipe mais uma vez será  belga naturalizado americano Roger DeCoster, que irá gerenciar a equipe em sua meta para atingir 23 títulos na história do Motocross das Nações.

“Teremos Ryan na MX1. Blake, que tem um excelente suporte para a moto de 250 será o nosso piloto MX2, e Barcia será nosso piloto classe aberta”, disse DeCoster. “Esta é uma grande equipe. Eles provaram que eles são pilotos sólidos, especialmente na areia e pista de Lommel é uma faixa de areia muito profundo.”

Dungey, que retorna para sua quarta vez para o Motocross das Nações, disse que está entusiasmada com a oportunidade. “É um prazer, e é uma honra representar meu país no Motocross das Nações”, disse Dungey, que está liderando os pontos para a 450cc Lucas Oil AMA Pro Motocross Championship. “Blake tem um ano de experiência [no Motocross das Nações] e embora seja primeiro ano Barcia, nós fazer um grande trabalho de todo mundo acolhedor. Nós não estamos competindo uns contra os outros. Estamos competindo uns com os outros para um objetivo, e isso é para ganhar o Motocross das Nações. Com Roger e do resto da equipe de organização por trás de nós, temos um excelente suporte e todo o apoio que precisamos para vencer. ”

Baggett disse que está confiante em chances da equipe dos EUA para ganhar o título. “Estou animado para ir para a Bélgica”, disse Baggett, que está liderando os pontos nas 250cc no Lucas Oil AMA Pro Motocross Championship. “Vai ser legal e uma experiência de vida, com certeza. A atmosfera desta corrida é realmente grande e louco, mas o melhor conselho é o que eu tenho do ano passado, apenas um passeio para o seu potencial, correr na pista e não se preocupe com o milhares de fãs europeus e da competição você nunca correu antes. Se nós montamos o melhor que pudermos, não deve haver problemas de ganhá-lo. Vamos simplesmente ir lá e trazer o troféu para casa. ”

Barcia, que está acelerando a moto 450cc para competir na classe aberta, disse que está pronto para o desafio e emocionado por estar na equipe de 2012. “É um pouco chocante, realmente. É incrível”, disse o Barcia, que está atualmente em segundo atrás Baggett no campeonato de 250cc classe. “Eu sempre sonhei em correr para os EUA no Motocross das Nações, e é incrível. Estou sem palavras. Para ser escolhido para que a equipe está apenas de sopro da mente. Eu vou estar montando um 450, e que vai ser emocionante. Eu prática no 450 muito, e eu monto a areia muito bem. Eu amadureci muito no ano passado, e eu estou pronto. ”

AMA Supercross e Diretor da AMA Pro Corrida de Relações Kevin Crowther disse que a equipe de 2012 é empilhadas de cima para baixo. “A AMA tem uma enorme quantidade de apoio dos fãs, indústria e piloto para esse esforço”, disse Crowther. “Estamos trazendo uma equipe extremamente talentosa para a Bélgica, tanto em termos dos pilotos e da equipe de apoio nos bastidores. Além do talento de bicicleta, líderes excepcionais, tais como Roger DeCoster, Payton Mitch, Onstott Chris, Jeff e Canfield Doc Bodner, e muitos mais, realmente, de avançar como parte da espinha dorsal operacional para este evento. ”

Para DeCoster que é belga de nascença, o Motocross das Nações 2012 será um regresso a sua casa. Lommel é a mesma pista onde a equipe dos Estados Unidos, também gerido pela DeCoster, ganhou sua primeira Motocross das Nações título em 1981.

“É aí que os Estados Unidos ganhou pela primeira vez, há 31 anos”, disse DeCoster. “Essa primeira equipa [de Donnie Hansen, LaPorte Danny, Johnny O’Mara e Sun Chuck] foi uma das mais jovens da história, e estamos voltando com outra equipe extremamente jovem. Esta será uma grande Motocross das Nações. Estar na mesma pista onde venceu pela primeira vez faz com que seja muito especial. ”

O Motocross das Nações é um dos acontecimentos mais alto nível do desporto motorizado do mundo. Possui equipas nacionais competindo por uma pontuação combinada para determinar o país-campeonato vencedora global. O evento surgiu na Europa pós-guerra em 1947 e foi executado sem interrupções desde então.

Os Estados Unidos são o atual campeão do Motocross das Nações, vencendo em 2011, quando o evento foi realizado em Saint D’Angely, França. Os Estados Unidos também é o líder de todos os tempos no Motocross das Nações com 22 vitórias gerais. Grã-Bretanha é o segundo com 16.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly