Resultados de domingo do Brasileiro de MX em Anchieta

Por Assessoria de Imprensa da CBM | Fotos por Divulgação | 13 de agosto de 2012 - 16:27

Ninguém mais tira o título de Gustavo Pessoa. O piloto da categoria 180 venceu a sétima etapa do campeonato Brasileiro de Motocross, realizada neste domingo, 12 de agosto, em Anchieta, no Espírito Santo, garantindo o campeonato de forma antecipada. Antes de começar a prova, Gustavo já era líder com 145 pontos. Com a vitória, o piloto chegou a 170 pontos. Yan José Machado, que ocupava a segunda colocação com 102 pontos, ainda tinha esperança de alcançar o título, mas ficou apenas com a 7ª posição.

Clique aqui e confira os resultados completos da corrida da 180 em Anchieta

Clique aqui e confira a classificação do Brasileiro de Motocross na categoria 180 após sete etapas

Gustavo Pessoa

Gustavo Pessoa

Categoria 150

Já na categoria 150 o campeão só será conhecido na última etapa, que será realizada em Dourados, no dia 9 de setembro. Com a vitória, Enzo Lopes até conseguiu ampliar a vantagem sobre o segundo colocado na classificação geral, Fábio Aparecido dos Santos, mas a diferença não assegura o campeonato ao piloto gaúcho.

Enzo Lopes

Enzo Lopes

Fabinho fez uma prova de recuperação. Largou entres os últimos, mas rapidamente recuperou posições. Kioman de Jesus Navarro Munhoz dificultou a vida do piloto adversário na briga pelo segundo lugar, mas Fabinho conseguiu a ultrapassagem. Já Enzo Lopes fez uma corrida tranquila, liderando de ponta a ponta. O piloto cruzou a linha de chegada com folga: mais de 26 segundos de vantagem.

Clique aqui e confira os resultados completos da corrida da 150 em Anchieta

Clique aqui e confira a classificação do Brasileiro de Motocross na categoria 150 após sete etapas

Categoria MX1

Os pilotos da categoria MX1 fizeram um espetáculo para população que foi assistir a 7ª etapa do Brasileiro de Motocross, realizada nesse fim de semana em Anchieta (ES). O espanhol Carlos Campano continua líder na temporada, mas seguido de bem perto pelo inglês Adam Chatfield.  Nessa etapa, o espanhol conquistou mais seis pontos de vantagem. Agora a diferença entre os dois são sete pontos. A decisão vai ficar para a última etapa.

Na 1ª bateria, Marcelo Ferreira de Lima, o Ratinho, saiu na frente, mas ainda na primeira volta o espanhol assumiu a ponta e conduziu com tranquilidade a prova. Jean Ramos fez uma boa ultrapassagem sobre o Ratinho e tomou o 2º lugar.

Mas o piloto que mais chamou a atenção nessa bateria e que animou o público presente foi o brasileiro Antonio Jorge Balbi Junior. O dono da moto #1, que largou na sexta colocação, fez lindas ultrapassagens. A forma voraz com que colocava a motocicleta ao lado dos adversários agitava o público.

A briga entre Balbi e Leandro Nunes levou o público aos gritos de incentivo. Por algumas voltas os pilotos disputaram de bem perto a posição. Quando Balbi foi para fazer a ultrapassagem, já perto do fim da prova, sofreu uma queda e teve problemas para ligar a moto. O acidente não custou ao piloto mais posições além da 3ª que disputava com Leandro, mas Balbi perdeu muito tempo e ficou só com o 4º lugar.

Leandro 'Nando' Silva

Leandro ‘Nando’ Silva

Já na segunda bateria Campano teve problemas na largada e saiu em 11º. O espanhol se recuperou bem na corrida e foi brigar pelas primeiras posições. Após ultrapassar Adam Chatfield, o inglês foi dar o troco e acabaram se chocando. Os dois foram para o chão, Adam saiu mais rápido. Campano perdeu muito tempo para levantar a moto.

O piloto espanhol entrou com um recurso na CBM para punir Adam Chatfield, o júri da prova está avaliando o caso, e a decisão do juri, decidida nesta segunda-feira, foi pelo indeferimento do recurso do piloto espanhol.

Primeira bateria
1º Carlos Campano
2º Jean Ramos
3º Leandro Nunes da Silva
4º Antonio Balbi Junior
5º Marcelo Lima -“Ratinho”

Segunda bateria
1º Leandro Nunes da Silva
2º Adam Chatfield
3º Balbi Junior
4º Carlos Campano
5º Wellington Garcia

Resultado geral da sétima etapa do Brasileiro de Motocross MX1
1º Leandro Nunes da Silva
2º Carlos Campano
3º Antonio Balbi Junior
4º Adam Chatfield
5º Jean Ramos

Categoria MX2

Thales Vilardi foi o melhor da categoria MX2 nessa 7ª etapa do Brasileiro de Motocross, realizada nos dias 11 e 12, em Anchieta (ES). Thales chegou na 2ª colocação na 1ª bateria e venceu a 2ª bateria.

Na primeira bateria Aderson do Amaral foi o mais rápido. O piloto assumiu a ponta logo no começo. Hector que continua liderando a categoria na classificação geral acabou na 3ª posição. Eduardo Ferreira Lima, o Dudu Lima, que é vice-líder na classificação geral ficou apenas com o 9º lugar. O piloto reclamou de dores do punho.

Na segunda bateria Thales Vilardi saiu na frente e não demorou muito para abrir vantagem. Cinco pilotos disputavam a 2ª colocação. Enquanto isso o dono da #27 conseguiu distanciar mais um pouco do pelotão. “Foi bom conseguir essa folga porque no final fui ameaçado, mas estava bem tranquilo e concentrado”, explica Thales.

Thales Vilardi

Thales Vilardi

Superação

Se na primeira bateria Dudu Lima teve dificuldades, quando entrou na segunda mostrou um trabalho bem diferente. Na briga do pelotão pela a 2ª colocação, o piloto levou a melhor e partiu para cima de Thales. “Na primeira bateria cometi alguns erros. Voltei depois focado para fazer uma boa corrida e conseguir resultado”, explica Dudu.

Na soma dos resultados, Dudu ficou em 4º. Hector que na segunda bateria repetiu a 3ª colocação subiu no pódio em 2º. Na última etapa, esses dois pilotos vão disputar o título da categoria MX2, embora Hector tenha ampliado a diferença para 18 pontos. “Não tem nada definido. A última etapa vai ser decisiva e a gente vai pra brigar pelo título”, afirma Dudu.

Bandeira Preta

Os pilotos Marçal Muller e Pedro Henrique Rosa Bueno eram dois dos que estavam no pelotão disputando a 2ª colocação. O dono da #70 tentou ultrapassar Muller em uma curva fechada. Eles acabaram se esbarrado, mas Muller retomou a frente. Na curva seguinte Marçal esperou Pedro se aproximar e jogou a moto em cima do piloto.

Ambos os pilotos receberam a bandeira preta e foram desclassificados por conduta antidesportiva, sendo que o piloto Marçal Müller entrou com recurso, que foi julgado nesta segunda-feira e decidiu pela desclassificação dos dois pilotos.

Primeira bateria
1º Anderson Pereira do Amaral
2º Thales Vilardi Felix da Silva
3º Hector Freitas Assunção
4º Marçal Muller
5º Leonardo Lizott

Segunda bateria
1º Thales Vilardi Felix da Silva
2º Eduardo Ferreira Lima
3º Hector Freitas Assunção
4º Leonardo Lizott
5º João Pedro Pinho Ribeiro

Resultado geral da sétima etapa do Brasileiro de Motocross MX2
1º Thales Vilardi Felix da Silva
2º Hector Freitas Assunção
3º Anderson Pereira do Amaral
4º Eduardo Ferreira Lima
5º Leonardo Lizott

Clique aqui e confira a classificação do Brasileiro de Motocross na categoria MX2 após sete etapas

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly