Sertões promete ser o mais desafiador da história

Por Divulgação | 18 de agosto de 2012 - 10:41

O início do Rally dos Sertões 2012 se aproxima, com o Prólogo e Super Prime marcados para este sábado 18 de agosto, em São Luís (MA), e a expectativa é enorme. Com cidades inéditas e um trajeto de 4.840 quilômetros, sendo 2.346 de trechos cronometrados (especiais), a 20ª edição da maior prova off-road do país promete ser uma das mais difíceis e desafiadoras da história.

Durante coletiva de imprensa, realizada nesta sexta-feira, 17 de agosto, na capital maranhense, o piloto Honda Felipe Zanol revelou que está com todo o percurso decorado há um bom tempo. “Estudei as etapas desde que foram divulgadas pela organização. O segundo dia vai ser muito complicado. Vamos para as dunas e o calor será intenso. Além disso, vai requerer muita atenção com a navegação por GPS”, afirma o piloto.

Vice-campeão da competição nacional nos últimos dois anos, Zanol sabe que chegou a hora de conquistar o título. No entanto, o mineiro enfrenta forte concorrência. “Vai ser uma briga caseira muito boa. O Jean Azevedo voltou a competir nas motos, temos o Dário Júlio, meu companheiro de equipe, Nielsen Bueno, Ramon Sacilotti e outras feras. Estou com muito apetite e quero trazer este título para Honda”, conclui.

O calor é uma das grandes adversidades a serem enfrentadas pelos competidores. Por isso, Dário Júlio está desde a última segunda (13) no norte do país em fase de adaptação. “Foi uma ideia muito boa vir pra cá antes. O clima de São Luís é muito diferente do sul de Minas Gerais. É uma competição muito esperada no ano e tenho que pensar em todas as estratégias para chegar forte na disputa”, coloca.

Apesar de as etapas no Jalapão e as duas maratonas serem consideradas algumas das mais difíceis do Rally dos Sertões deste ano, Dário tem consciência que iniciá-lo com bom resultado servirá como um ótimo estímulo para sequência da prova. “As duas primeiras etapas serão puxadas devido às areias, temos as maratonas e o Jalapão. Quero fazer um bom começo, mas sem deixar de se preocupar com toda a prova. Por isso, é bom dosar o equipamento e tentar chegar em Fortaleza 100%”, complementa.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly