Mundial de MX 2012 – 13ª etapa – Grã Bretanha

Por Renato Dalzochio Jr. | Fotos por Divulgação | 20 de agosto de 2012 - 20:29

A pista britânica de Matterley Basin, que possui um dos públicos mais amigáveis entre os circuitos do calendário do Mundial de Motocross e é a pista favorita de muitos pilotos, fez história neste fim de semana ao receber o MXGP Festival, evento que consiste em quatro dias cheios de corridas (incluindo a décima terceira etapa do Mundial de Motocross), com 338 pilotos divididos em dez categorias.

No que diz respeito ao Mundial de Motocross, os protagonistas foram o italiano Antonio Cairoli e o piloto da casa Tommy Searle, que subiram no lugar mais alto do pódio nas categorias MX1 e MX2 respectivamente. Confira como foi a etapa da Grã Bretanha, disputada neste último domingo, 19 de agosto.

Categoria MX1

Antonio Cairoli teve um fim de semana perfeito em Matterley Basin, vencendo a corrida de classificação no sábado e dominando as duas baterias com autoridade soberba. O pentacampeão mundial confessou que ficou impressionado com o excelente trabalho que os organizadores tinham feito para manter a pista em perfeitas condições do início ao fim.

Largada da categoria MX1 em Matterley Basin

Largada da categoria MX1 em Matterley Basin

O segundo lugar no overall ficou com o alemão Max Nagl, companheiro de Cairoli na equipe oficial Red Bull KTM, que obteve seu primeiro pódio na temporada em seu retorno ao campeonato após se recuperar de uma lesão nas costas. No entanto, Nagl admitiu que ainda está faltando alguma aptidão, a fim de manter sua velocidade e ritmo iniciais e tentar lutar pela vitória no overall.

Antonio Cairoli

Antonio Cairoli

Gautier Paulin da equipe oficial Kawasaki Racing Team voltou ao pódio neste fim de semana, graças ao quarto lugar na primeira bateria e o terceiro na segunda. O francês não subia no pódio deste o GP de Portugal e admitiu que não estava se sentindo muito bem ultimamente. No entanto, Paulin disse que está se sentindo muito melhor desde o GP anterior em Loket e que agora está pronto para lutar novamente pelas três primeiras posições da MX1.

Disputa acirrada por posições

Disputa acirrada por posições

O quarto colocado no overall foi Ken De Dycker, que perdeu o pódio neste fim de semana por apenas dois pontos. Na primeira bateria o belga da equipe oficial Red Bull KTM fez uma largada muito boa, mas cometeu diversos erros e caiu da segunda para a terceira posição nas voltas finais. Na segunda bateria ele errou quando ocupava a quinta posição e despencou para oitavo, mas ainda assim conseguiu finalizar em quinto.

Clement Desalle

Clement Desalle

Xavier Boog teve outro excelente desempenho e desta vez completou os cinco primeiros após ser quinto na primeira bateria e sétimo na segunda. O francês da equipe oficial Kawasaki Racing Team começou a primeira bateria em segundo, atrás de Cairoli, e manteve um bom ritmo para finalizar em quinto. Na segunda bateria as coisas não foram tão fáceis para Boog, mas ele foi capaz de finalizar em uma sólida sétima posição.

Disputa entre pilotos da Kawasaki

Disputa entre pilotos da Kawasaki

Vice-líder do campeonato, o belga Clement Desalle teve um fim de semana difícil em Matterley Basin. Após sofrer um grande acidente na corrida classificatória de sábado, no domingo Desalle correu com a mão direita inchada. Foi sexto na primeira bateria e décimo primeiro na segunda, finalizando em sexto no overall.

Kevin Strijbos

Kevin Strijbos

Quem também não se deu bem foi o francês Christophe Pourcel, nono na primeira bateria e décimo quarto na segunda. No campeonato Cairoli ampliou para 55 pontos sua vantagem sobre Desalle. Pourcel é o terceiro, Paulin o quarto e De Dycker fecha os cinco primeiros.

Pódio da categoria MX1 na Grã Bretanha

Pódio da categoria MX1 na Grã Bretanha

Resultado da décima terceira etapa do Mundial de Motocross na categoria MX1
1. Antonio Cairoli (KTM)
2. Maximilian Nagl (KTM)
3. Gautier Paulin (Kawasaki)
4. Ken de Dycker (KTM)
5. Xavier Boog (Kawasaki)
6. Clement Desalle (Suzuki)
7. Tanel Leok (Suzuki)
8. Kevin Strijbos (KTM)
9. Rui Gonçalves (Honda)
10. Davide Guarneri (KTM)

Classificação da categoria MX1 após treze etapas
1. Antonio Cairoli (542 pontos)
2. Clement Desalle (487)
3. Christophe Pourcel (452)
4. Gautier Paulin (440)
5. Ken de Dycker (404)
6. Kevin Strijbos (342)
7. Xavier Boog (336)
8. Tanel Leok (300)
9. Rui Gonçalves (295)
10. Shaun Simpson (242)

Categoria MX2

Tommy Searle da equipe Monster Energy Kawasaki Pro Circuit realizou um de seus sonhos neste fim de semana, que foi vencer um GP em casa diante de sua torcida. Searle admitiu que estava muito surpreso com suas largadas, já que pegou dois holeshots. O britânico fez duas corridas incríveis, mantendo Herlings atrás dele o tempo todo e vencendo as duas baterias.

Largada da categoria MX2 em Matterley Basin

Largada da categoria MX2 em Matterley Basin

Líder do campeonato, o holandês Jeffrey Herlings estava um pouco decepcionado, porque caiu na última volta das duas baterias, quando estava prestes a ultrapassar Searle. No entanto, como a diferença dos dois para os demais era enorme, Herlings garantiu a segunda posição nas duas baterias e no overall. No final ele admitiu que estava muito satisfeito com sua pilotagem, alegando que sua velocidade era do Herlings de sempre.

Zach Osborne da equipe Monster Energy Yamaha obteve seu segundo pódio consecutivo nesta temporada após terminar em terceiro no overall. O norte-americano não teve uma boa largada na primeira bateria, mas alcançou a terceira posição com facilidade e permaneceu nela confortavelmente durante toda a bateria. Na segunda bateria Osborne fez uma largada muito boa e andou na quarta posição do início ao fim da corrida.

O belga Jeremy Van Horebeek da equipe oficial Red Bull KTM fez uma corrida de classificação muito boa no sábado, mas foi somente quinto na primeira bateria. Na segunda tudo correu muito melhor e após uma grande largada ele foi ultrapassado por seu companheiro de equipe Herlings, mas manteve a terceira posição até o final, finalizando em quarto no overall.

O piloto da casa Jake Nicholls não conseguiu brigar pelas três primeiras posições como ele gostaria, mas foi quinto no overall. Neste fim de semana o piloto da equipe Nestaan JM Racing KTM estava pilotando o novo modelo 2013 da marca austríaca e foi quarto na primeira bateria e quinto na segunda, ficando apenas dois pontos atrás de Horebeek.

O belga Joel Roelants deslocou o quadril após sofrer um acidente durante o treino pré-classificatório de sábado, foi levado para o hospital e voltou para casa no domingo após receber alta.

No campeonato Herlings tem 51 pontos de vantagem sobre Searle. Horebeek é o terceiro, Roelants o quarto e Nicholls fecha os cinco primeiros.

Pódio da categoria MX2 na Grã Bretanha

Pódio da categoria MX2 na Grã Bretanha

Resultado da décima terceira etapa do Mundial de Motocross na categoria MX2
1. Tommy Searle (Kawasaki)
2. Jeffrey Herlings (KTM)
3. Zachary Osborne (Yamaha)
4. Jeremy van Horebeek (KTM)
5. Jake Nicholls (KTM)
6. Arnaud Tonus (Yamaha)
7. Dylan Ferrandis (Kawasaki)
8. Valentin Teillet (Kawasaki)
9. Jordi Tixier (KTM)
10. Glenn Coldenhoff (KTM)

Classificação da categoria MX2 após treze etapas
1. Jeffrey Herlings (572 pontos)
2. Tommy Searle (521)
3. Jeremy van Horebeek (475)
4. Joel Roelants (367)
5. Jake Nicholls (359)
6. Jordi Tixier (340)
7. Max Anstie (274)
8. Dylan Ferrandis (261)
9. Jose Butron (257)
10. Alessandro Lupino (221)

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly